Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Parque japonês ganha atração inspirada no Resident Evil

Por em 23 de janeiro de 2015

Resident-Evil-The-Escape

Quanto mais o tempo passa, mais difícil se tornar deixar de sentir inveja do tratamento que os apaixonados por games costumam receber em outros países e nem me refiro a um suporte melhor, impostos minimamente aceitáveis ou o acesso a promoções fantásticas. O que mais me entristece é perceber que nunca teremos acesso a algo como o Resident Evil The Escape, atração que estreia hoje no parque da Universal Studios do Japão.

Espalhada por quatro andares, a instalação levará os visitantes a um passeio por uma recriação de Raccoon City, onde quatro grupos explorarão o novo estúdio de televisão da cidade. Ao entrarem eles receberão uma mala e um computador, que deverão ser utilizados para a solução de alguns quebra-cabeças.

continue lendo

emCultura Gamer

Microsoft promete levar outros dos seus jogos ao PC

Por em 23 de janeiro de 2015

fable-legends

Esta semana vimos a Microsoft revelar alguns detalhes do Windows 10 e algo que deve ter agradado aqueles que jogam no PC foram as promessas de que a empresa dará mais atenção à plataforma. Além do suporte ao DirectX 12, da adoção do Game DVR e da possibilidade do PC receber streaming do Xbox One, foi dito que o Fable Legends também aparecerá nos computadores, mas este não deve ser o único título a “deixar” o console.

Através de um texto publicado no blog oficial, a empresa confirmou que o novo jogo da franquia contará com partidas entre as plataformas, mas o que realmente chama a atenção é a afirmação de que esta será apenas a primeira grande franquia a dar as caras no novo Windows, com mais detalhes devendo ser revelados nos próximos meses.

continue lendo

emComputadores Games Microsoft

Executivo explica porque a Nintendo tem dificuldade em se modernizar

Por em 23 de janeiro de 2015

mario

Durante nove anos Dan Adelman trabalhou na Nintendo, sendo o principal elo da empresa com os desenvolvedores independentes, e alguns meses após deixar a fabricante japonesa, o executivo continua desferindo alfinetadas no seu antigo empregador.

Sempre bastante aberto à entrevista e sem medir muito as palavras, primeiro Adelman afirmou que, enquanto ainda era funcionário da BigN, eles tentaram silenciá-lo fazendo com que acabasse com sua conta no Twitter e logo depois o sujeito voltou suas forças para o departamento de marketing da companhia, criticando duramente o nome do Wii U. Porém, ainda havia mais a ser dito.

Ao conversar com o pessoal do site Dromble, Dan Adelman deu a sua opinião em relação a porque a Nintendo demora tanto para adotar novas ideias, veja só:

continue lendo

emIndústria Nintendo

Grow Home, o simpático novo jogo da Ubisoft

Por em 23 de janeiro de 2015

grow-home

De uns anos para cá a Ubisoft tem adotado uma estratégia que considero fascinante. Enquanto seus muitos estúdios seguem investindo na criação de grandes produções, uma ou outra equipe ganha o direito de desenvolver projetos menores, jogos que lhes dariam prazer, que fugiriam do lugar comum e com sorte, daria algum retorno para editora. Foi assim que nasceram os elogiadíssimos Child of Light e Valiant Hearts: The Great War, e em breve veremos o lançamento de outro “título indie” com o selo da empresa.

Desenvolvido pelos ingleses da Reflections, mesma desenvolvedora envolvida na criação do The Crew e do Tom Clancy’s The Division, Grow Home nasceu como um projeto experimental, um teste para animações procedurais que rapidamente se espalhou entre os funcionários do estúdio e quando um dos gerentes colocou a mão nele, enxergou ali o potencial para um jogo completo.

continue lendo

emComputadores

Windows 10 — na verdade Windows 1.0 e isso é muito bom

Por em 22 de janeiro de 2015

anatomy

Como diz um baiano que eu conheço, senta que lá vem história.

Antigamente, no tempo em que os dinossauros vagavam pela Terra não existiam sistemas operacionais, os computadores eram simples demais para isso. Você tinha uma ROM com rotinas que podia usar por exemplo para exibir um texto na tela, mas era comum os programadores escreverem suas próprias funções em linguagem de máquina. O acesso direto ao hardware era normal, no TRS-80 você dava um POKE, gravava um byte em um endereço específico e mudava o cursor, era ótimo pra deixar doidos professores de curso de informática.

A parte ruim é que isso era intimamente ligado ao hardware, um programa para um Apple II jamais funcionaria em um ZX Spectrum. Com o advento de sistemas operacionais genéricos, tipo o DOS e o CP/M isso ficou menos tenso, se você seguisse as especificações uma chamada para exibir um texto na tela seria exibido sem você se preocupar com o equipamento, mas todo mundo se preocupava.
continue lendo

emDestaque Destaques Especial Microsoft Microsoft Software Software

nVidia lança a GeForce GTX 960, placa de vídeo intermediária com belo custo benefício

Por em 22 de janeiro de 2015
Laguna_PC_Master_Race

Alguns exageros à parte, ter um PC tem lá suas vantagens (Crédito: Reddit)

Uma grande reclamação dos entusiastas de jogos nos desktops é o preço elevado dos componentes. Sai muito mais em conta comprar um Xbox One ou PlayStation 4 e esquecer o upgrade no PC por uns dois ou três anos. Isso, claro, se você não trocou o computador e o videogame por um tablet ou smartphone.

Para quem ainda quer gráficos melhores nos jogos multiplataforma sem precisar gastar muito, a nVidia lançou uma nova GPU que vai equipar placas de vídeo intermediárias. Trata-se da GeForce GTX 960.
continue lendo

emComputadores Destaques Hardware

Associação criará biblioteca virtual para preservar a história do jornalismo de games

Por em 22 de janeiro de 2015

game-journalism

O jornalismo de games sempre foi alvo de muitas críticas, de ser feito por um bando de moleques que não saíram das fraldas e que não tiveram lições de ética. Casos como o Gamergate só ajudaram a piorar essa imagem, fazendo com que boa parte dos profissionais envolvidos com esta indústria — e até os jogadores — voltassem a debater o assunto.

Eu gosto de acreditar na ideia de que bons e maus profissionais existem em todo canto e por isso vejo com muito bons olhos a ideia proposta pelo Entertainment Media Council, associação que está criando uma biblioteca virtual sem fins lucrativos que pretende manter viva a história do jornalismo de games.

continue lendo

emCultura Gamer Games