Ciência
Ciência
Digital Drops Blog de Brinquedo

Assista amanhã o Padre Voador 2 — a Missão

Por em 28 de julho de 2014

Ariane_5_in_the_BAF_ready_for_transfer_to_the_launch_pad_fullwidth

Ok, pra ser justo dessa vez o padre não vai usar balões, vai voar em um foguete Ariane 5ES, um monstro do tamanho de um prédio de 15 andares, pesando 760 toneladas. Isso tudo colocará em órbita quase 7 mil kg de suprimentos para a Estação Espacial, entregue em mãos pelo sacerdote jesuíta Georges Lemaître. Ele é o 5º homenageado pela Agência Espacial Européia, batizando a nave cargueira ATV-5. Antes vieram Albert Einstein, Edoardo Amaldi, Johannes Kepler e o primeiro, o mui apropriadamente batizado ATV-1 Júlio Verne.

O Automated Transfer Vehicle é o equivalente europeu da russa Progress e da americana Cygnus, A Dragon como tem capacidade de pouso, está em outra categoria.

Georges Lemaître é uma excelente escolha. Padre e astrônomo, É considerado o Pai do Big Bang (sorry, Jeová) tendo proposto o conceito de “átomo primordial” em 1927. Pois é. No tempo de vovó mocinha um padre não só estava confortável com o conceito de um Universo com bilhões de anos, como foi o autor de um dos conceitos que explicava isso. É uma figura a ser respeitada, ao contrário dessa gente aqui.
continue lendo

emEspaço Hardware

Que tal um robô para torcer por você no estádio?

Por em 28 de julho de 2014

2014072820140727-231938-83978911.jpg

O Hanwha Eagles, um time de baseball da Coreia do Sul está se valendo de um stunt bem curioso para chamar a atenção para si e ao mesmo tempo permitir que torcedores possam apoiar seu time à distância de forma mais dinâmica: ela introduziu uma série de robôs-acatares, chamados de “fanbots”.

continue lendo

emComunicação Digital Entretenimento Hardware Internet Miscelâneas Propaganda & Marketing Robótica Web 2.0

Cientistas russos sem-querer dão início à raça dos Reptilianos

Por em 26 de julho de 2014

repteis

Você acha que o Satélite do Amor era só coisa do Lou Reed ou do Mystery Science Theater 3000? Se enganou. Tem a ver com a Rússia, mas calma, não é uma garçoniere (perguntem a seus pais) orbital do Putin, mas um experimento científico válido. No caso é um satélite Foton-M4, último de uma longa série criada pelos russos para estudos de médio prazo dos efeitos da gravidade em materiais terrestres.

Esse em especial leva 850 kg de experimentos, incluindo 5 geckos, um lagartinho da família das lagartixas. A idéia era estudar durante alguns meses como a ausência de gravidade afetava a reprodução dos geckos, mas antes que você se anime com a idéia de uma orgia de répteis no espaço, aviso que a proporção era meio sacanagem: 4 machos e uma fêmea. Pelo visto os russos não viram Dr Strangelove.
continue lendo

emBiologia Espaço Hardware

A Apple não vai gostar nada desse carregador da Microsoft

Por em 26 de julho de 2014

AppleAndZinc

Essa é mais uma daquelas ações de marquetingue que as empresas fazem nas grandes cidades e não significam muito, são apenas coisas legais. Eu acho que funcionam, as pessoas gostam desse tipo de intervenção, e se tiver um pouco de ciência no processo, melhor ainda.

Por isso gostei da ação da Microsoft construindo um carregador feito de batatas e… maçãs. Não é magia, é tecnologia, e tecnologia antiga.

Tendemos a achar que eletricidade, ao menos a controlada é o símbolo de nossa sociedade, mas não há nada de artificial em eletricidade. Processos elétricos são essenciais para todos os organismos complexos, e há até bactérias que comem eletricidade.
continue lendo

emAcessórios Energia Hardware Microsoft

Pousa Falcão… com o mar por detrás…

Por em 25 de julho de 2014

spacex

Funciona assim: se as viagens de avião usassem a lógica dos lançamentos espaciais um avião levaria 3 passageiros e seria jogado fora no final de cada viagem. Por isso colocar 1 kg em órbita custa mais de US$ 10 mil.

Um dos meios de diminuir esses custos é com naves reutilizáveis. Em teoria, pois na prática o Ônibus Espacial foi um fracasso. Cada lançamento custava US$ 450 milhões, ao final o tanque principal era jogado fora, os foguetes auxiliares caíam no mar e eram reconstruídos, a um custo astronômico e a nave em si levava meses sendo testada consertada e preparada para o próximo lançamento. 
continue lendo

emDestaque Espaço Hardware

Ciência surpreende: Neymar, e não Fred só usa 10% do cérebro

Por em 25 de julho de 2014

vaimozao

Um dos truques que mais gosto de fazer, aprendido com anos de datilografia (por que acham que eu gosto tanto de ciência espacial?) é estar digitando, alguém chegar para falar alguma coisa, eu olho pra pessoa, converso e enquanto isso continuo digitando. Não é nada digno de uma bolsa da escola do careca, mas um excelente exemplo de como o cérebro consegue ser multitarefa, com o devido treino.

Isso tem a ver com a chamada “memória muscular”, quando criamos macros para determinados movimentos repetitivos, e a área nobre do cérebro não precisa mais comandar cada submovimento. Funciona pra dirigir, pra digitar e pra jogar futebol, e como tudo, se você tem uma predisposição genética, consegue ser muito melhor do que quem aprende na base do treino. É o exemplo de Neymar, ao menos segundo cientistas japoneses.
continue lendo

emBiologia Destaques Entretenimento Medicina Miscelâneas

Display que corrige a visão permite usar o computador sem óculos

Por em 25 de julho de 2014

Óculos

Pesquisadores da Universidade da Califórnia, em parceria com o MIT e a Microsoft, desenvolveram uma tela que usa algoritmos para alterar a percepção que se tem da imagem exibida; eles utilizam os dados de uma receita de óculos para dispensar o uso dos mesmos. continue lendo

emHardware Medicina