Digital Drops Blog de Brinquedo

O primeiro canal local na Apple TV

Por em 30 de julho de 2014

apple_tv_ei-plus

Demorou, mas finalmente chegou o primeiro canal com conteúdo nacional no Apple TV, o Esporte Interativo Plus, também chamado de EI Plus. No canal é possível assistir em streaming os programas ao vivo ou on-demand, com a vantagem de poder acompanhar até 8 eventos simultâneos.

Para quem gosta da Champions League, e de assistir jogos dos principais times da Europa como Barcelona, ​​Chelsea, Milan e Real Madrid com direito a estréia de Kroos e Rodriguez, o EI Plus é uma boa pedida. Nos dias 19 e 20 de agosto, o canal exibirá com exclusividade a final da Super Copa entre Real Madrid e Atlético de Madrid. O canal também transmite esportes Olímpicos e a Copa do Nordeste, além de programas sobre futebol.

A assinatura do canal para os usuários do Apple TV custa US$ 4,99 por mês, e também dá acesso ao conteúdo nos apps do EI Plus pra iPhone, iPad e iPod Touch.

emApple e Mac Entretenimento

Campus Party Recife: Sean Carasso acredita que as redes sociais podem mudar o mundo

Por em 25 de julho de 2014

sean_carasso_fallingwhsitle

Sean Carasso, fundador do Falling Whistle, esteve no palco principal da Campus Party Recife para mostrar como podemos usar as redes sociais para tentar resolver ou pelo menos amenizar problemas muito sérios. Ao visitar a República Democrática do Congo, ele conheceu os horrores da guerra civil, que já dura mais de 20 anos e tem mais de 6 milhões de vítimas. A guerra é motivada pela disputa pelas imensas riquezas minerais do país, que também tem uma das populações mais pobres do mundo.

Enquanto Carasso viajava pelo país, encontrou um acampamento militar que torturava crianças, que eram tratadas como criminosos de guerra, e conheceu a história de garotos que eram enviados para o front da guerra armados apenas com um apito, que deviam usar durante a noite para assustar as tropas inimigas. Ele achava que precisava fazer algo para mudar aquela história, e como não sabia o que fazer, começou escrevendo um blog, o Falling Whistles, enquanto viajava pelo país e conhecia vários grupos rebeldes, tentando entender quem financiava e como seria possível interromper o ciclo de violência. Ao voltar para os Estados Unidos, continuo tentando conscientizar as pessoas, até que recebeu um apito de um amigo que disse para ele: “onde quer que você vá, mantenha estas crianças vivas dentro do seu coração.”

O apito passou a ser o símbolo para chamar a atenção do mundo para a guerra do Congo, e passou a ser vendido para levantar recursos para a criação da organização Falling Whistles. No mesmo ano, o Twitter foi lançado, o que permitiu que ele organizasse uma comunidade ao redor do seu objetivo. A Falling Whistles trabalha em várias frentes, apoiando ativistas que retiram pessoas ameaçadas de morte do país, usando recursos locais para lutar contra a malária, e na criação de estações de rádio no país, assim pela primeira vez em 100 anos, a população do Congo podia conversar entre si sobre os problemas gravíssimos.

O projeto se tornou uma coalisão global que tem sedes em várias partes do mundo apoiando advogados e ativistas para realizarem mudanças no país. Em 2011, a Falling Whistle organizou uma petição online que teve mais de 24 mil assinaturas, e teve o apoio de 35 deputados e 16 senadores dos Estados Unidos, que enviaram emissários especiais para cobrar mudanças no Congo. Durante o processo, a organização também apoiou a eleição democrática do Congo, e usando mensagens de SMS e as rádios, permitiu que a população monitorasse em tempo real o resultado.

A Falling Whistle também pressionou empresas para que passassem a importar minerais vindos de regiões sem conflito, passando a gerar empregos ao invés de patrocinar a violência. Na CES deste ano, a Intel anunciou que todos os seus processadores passariam a ser produzidos com materiais sem conflito, mas nem todas as empresas que importam estes minerais tomaram a mesma atitude.
continue lendo

emEspecial Geologia Miscelâneas Web 2.0

Daniel Matros da DICE mostra na Campus Party Recife como os games podem ensinar muita coisa

Por em 24 de julho de 2014

daniel_matros_cparty_recife

Daniel Matros, produtor da DICE e de jogos da franquia Battlefield, subiu ao palco da Campus Party ontem para mostrar sua visão sobre como os games podem revolucionar a sua vida. Para ele, os jogos ensinam muito mais do que os métodos tradicionais de educação, te tornando melhor através da persistência. “Os videogames te ensinam que você pode falhar”, diz Matros. “Depois de tentar e perder, você volta com mais experiência e recursos, e consegue vencer. Nas escolas, se você falhar em um teste, na maioria dos casos, não pode tentar novamente”.

Matros descreve os games como artefatos culturais, e diz que os desenvolvedores precisam fazer o jogador errar e falhar, para que ele consiga melhorar. Cada vez mais, os jogos são um reflexo da realidade, e todos os estereótipos estão caindo.
continue lendo

emDestaque Especial Games Indústria

Campus Party Recife: inovação, conectividade e muita informação

Por em 24 de julho de 2014

campus_party_recife_1

Começou ontem a terceira edição da Campus Party Recife, que acontece no Centro de Convenções de Pernambuco até o próximo domingo, dia 27 de julho. Com mais de 4.000 ingressos vendidos e 1.500 barracas instaladas, a expectativa dos organizadores para o evento é de mais de 50.000 visitantes, dentro da arena e na Open Campus, espaço gratuito do evento. Serão mais de 300 horas de conteúdo com palestras, oficinas, hackatons e um foco em games e empreendedorismo. A área Startups & Makers, que fica na Open Campus, tem a presença de 50 startups, dentro de 300 indicadas.

A diferença em relação ao espaço do ano passado é imensa, e o evento em Recife tem pela primeira vez o clima de uma Campus Party, com um ambiente integrado com todos os palcos. Na cerimônia de abertura ontem de noite, o escritor Ariano Suassuna foi lembrado e homenageado com uma salva de palmas de pé por todos os presentes (ver foto abaixo).

homenagem_a_suassuna

Pela primeira vez na história das Campus Party, aconteceu uma apresentação no primeiro dia do evento, com a palestra de Daniel Matros da DICE, produtor dos jogos Battlefield, que contou como é possível usar os games para educação.
continue lendo

emDestaques Especial Indústria Miscelâneas

Sala da Justiça #28 — IBM e Apple, bicicletas com tablets, Facebook implica com sobrenomes e muito mais

Por em 23 de julho de 2014

sala_da_justica_28

No programa desta semana recebemos a visita da Mabê, que conversou comigo, Cardoso, Ronaldo, Josh, Laguna e Matheus sobre o marcapasso do futuro, que pode ser feito de células cardíacas, a última palavra no mercado de fornos crematórios, a goTenna, um aparelho que permite que você se comunique via SMS sem Wi-Fi ou sinal de celular e o Save, novo recurso do Facebook para salvar posts para ler depois.

No Top 7 da semana, falamos sobre as bicicletas para aluguel de Copenhague, que vem com um tablet integrado; a parceria corporativa entre a IBM e a Apple; a implicância do Facebook com alguns nomes pouco usuais; e o novo bagageiro dos aviões Boeing, que aumenta em 50% a capacidade em um 737; o novo robô de combate russo; por qual motivo o Google Chrome está acabando com a bateria do seu notebook e o garoto de 13 anos que criou um equivalente caseiro ao Google Glass.

Na Roleta Russa, a demissão de 12.500 funcionários da Nokia pela Microsoft. Yay ou nay?

Clique abaixo para assistir ao programa ou escute nossa versão em áudio no final do post.

Não deixe de assinar nosso canal no YouTube e o feed da nossa versão em áudio, que foi editada pelo Silmar.

continue lendo

emDestaque Podcast Sala da Justiça Sala da Justiça

Sala da Justiça #27 — Recuperando memórias, para-brisas virtual, The New Black e muito mais

Por em 16 de julho de 2014

Sala-da-Justica-27

Sala da Justiça está de volta com o episódio #27, com o melhor da semana no Meio Bit. No programa de hoje recebemos nossa convidada Kellen Bonassoli do Mundo Podcast, para uma conversa sobre o equipamento para recuperação da memória humana que recebeu um belo investimento do DARPA; o incrível para-brisas virtual da Jaguar Land Rover e um papo sobre carros elétricos e a quantidade de postos de recarga nos Estados Unidos.

No nosso Top 7 da semana, vimos que nem sempre o melhor hardware define quem será o melhor jogador; rimos de uma paródia as opções de customização de personagens em games do The Onion; discutimos a reação de uma produtora indie com um usuário que pirateou seu game; as razões para o sucesso financeiro do game da Kim Kardashian; o easter egg no Halo 3, que demorou 7 anos para ser descoberto; a imensa quantidade de aplicativos “zumbis” na App Store e o sensacional Vantablack, um material tão escuro que não pode ser visto.

Na Roleta Russa, equipes de Dota 2 ou League of Legends podem arrumar um patrocinador bem controverso. Yay ou nay? Clique abaixo para assistir ao programa.


continue lendo

emDestaque Destaques Podcast Sala da Justiça Sala da Justiça

Assista a gravação da Sala da Justiça #27 hoje ao vivo!

Por em 15 de julho de 2014

Sala-da-Justica-27_chamada

Sem programa para hoje de noite? Que tal se juntar a nós em um bate papo sobre os temas mais acessados ou interessantes dos últimos dias aqui no MB? A Sala da Justiça do MB é um hangout semanal com nossos autores no qual falamos tudo o que não podemos escrever nos posts.

Entre outros temas, vamos falar do projeto para recuperar a memória que recebeu um belo investimento do DARPA, do incrível material tão escuro que não pode ser visto e do para-brisas virtual da Jaguar, entre muitos outros assuntos.

O programa começa à partir das 21 h no nosso canal do YouTube.

Clique abaixo para assistir.

continue lendo

emSala da Justiça Sala da Justiça