Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Asus lança projetor portátil, monitor profissional e mouse para gamers

Por em 24 de abril de 2015

asus_s1_projetor

Outras novidades da Asus no seu evento a bordo de um navio foram o pequeno e versátil projetor S1, o monitor profissional X e o mouse Gladius, além do touchpad Whetstone. O projetor S1 Mobile LED foi feito para apresentações de última hora, mas também tem alguns truques na manga, como a bateria interna que dura até três horas de uso contínuo, e que também pode ser usada para recarregar a bateria do seu smartphone. Apesar de ter apenas 3 cm de altura, ele consegue projetar uma tela de 41 polegadas a um metro de distância. Se você não tiver um sistema de som, pode usar as caixas de som SonicMaster do próprio S1. Como ele pesa 342 gramas, dá pra levar na mochila sem problemas. O projetor vai custar R$ 1.599,00.

asus_monitor_proart

O monitor PA249Q ProArt Series tem 24 polegadas e tecnologia AH-IPS e foi criado para uso profissional. A resolução Full HD não é tão alta, mas ele tem ótima fidelidade de cores para edição de vídeos ou criação de materiais impressos. O ângulo de visualização de 178 graus, assim dá para mostrar o seu trabalho para vários clientes ao mesmo tempo. O preço é salgado, R$ 3.299, mas mais em conta do que alguns concorrentes.

asus_gladius

Apresentado na Computex do ano passado em Taiwan, o mouse Gladius da marca ROG (Republic of Gamers) feito com o apoio de vários times campeões de jogos na Ásia. O Gladius tem botões que permitem a troca de switches e formato ergonômico, com uma resoluçãoo de 6.400 dpi e 50 G de aceleração. O preço no Brasil é R$ 499.

asus_whetstone_gladius

Pra usar o Gladius, nada melhor que a base de silicone antiderrapante Whetstone criada especialmente para ele, o único problema é que ela custa R$ 239. O mouse Gladius e o mousepad Whetstone chegam em dois meses.

emComputadores Periféricos

Asus trará Zenbook UX305 e T300 Chi para mercado de alto poder aquisitivo

Por em 24 de abril de 2015

asus_ux305

Em seu evento em alto mar, a Asus também apresentou dois notebooks importados, o Zenbook UX305 e o T300 Chi, que também pode ser usado como tablet. O UX305FA é um notebook que é bem fino, e com seus 12,3 mm de espessura consegue ser mais fino até do que o novo MacBook.

asus_ux305-2

Apesar de parecer feito de metal, ele é de plástico, e assim também é bem leve, com apenas 1,2 kg. A tela de 13,3″ é Full HD. A opção pelo processador Core M 5Y10 (de até 2 GHz) foi para para eliminar as ventoinhas e também para aumentar a duração da bateria, que segundo a Asus chega a 10 horas de duração. O notebook também tem 8 GB de RAM, um SSD de 128 GB de capacidade e três portas USB 3.0, sendo que uma pode recarregar seus gadgets mesmo com o aparelho desligado.

asus_t300_chi

Mostrado pela primeira vez na Computex 2014 ano passado em Taiwan, o T300 Chi chamou mesmo a atenção na CES em janeiro. Com um case de alumínio em corpo único, este notebook híbrido tem processador Core M e 4 ou 8 GB de RAM, com um SSD de 128 GB.

asus_t300_chi-2

A tela de 12,5 polegadas tem resolução WQHD (2560 × 1440 pixels), com densidade de 235 pixels por polegada. O peso com a base é 1,43 kg; e ele tem 16,5 mm de espessura. Para ser tão fino, o Chi só usa uma porta micro-USB 3.0, ou seja, prepare-se para comprar um adaptador. O sistema de encaixe é por imãs de neodímio, e funciona muito bem.

Os preços do Zenbook e do T300 Chi ainda não foram informados pela Asus, mas se você gostou é bom torcer pro dólar continuar caindo como nas últimas semanas. Os dois notebooks serão lançados com Windows 10 no segundo semestre deste ano.

emComputação móvel Mercado

Promoção de Dia das Mães da Asus tem Zenfone 5 por R$ 599

Por em 22 de abril de 2015

asus-zenfone-5

No evento Asus OnBoard a bordo do navio Splendour of The Seas, a empresa de Taiwan anunciou uma promoção para o Dia das Mães na qual vai vender 2.000 unidades do Zenfone 5 com um bom desconto. O Zenfone 5 com 2 GB de RAM e 8 GB de capacidade custa R$ 799, mas será vendido por R$ 599. Eu usei o modelo de 16 GB no ano passado e fiquei bem satisfeito, na minha opinião é uma opção interessante para um smartphone de entrada (leia o meu review, escrito após alguns meses testando o aparelho).

Os Zenfones 5 e 6 contam com a interface Zen UI, mas ainda rodam o Android KitKat. Segundo a Asus, o Android Lollipop deve chegar  a “qualquer momento”, o que certamente é uma boa notícia para quem tem ou pensa em comprar um.

As promoções da Asus já estão virando tradição da empresa, e no ano passado, a empresa vendeu 10 mil unidades do Zenfone 5 em menos de 24 horas no lançamento no Brasil, e um total de 500 mil aparelhos em menos de 6 meses. Durante a promoção de 25 anos da Asus, vendeu 1.000 aparelhos em segundos.

Se você tem uma mãe tecnológica e quer participar da promoção da Asus, é só ir até a página da Asus no Facebook hoje (22/04) entre as 2 e 3 horas da tarde para ver o link com a oferta.


Disclaimer
: o MB foi convidado para o Asus OnBoard e participou de um cruzeiro no navio Splendour of the Seas, mas este não é um post publieditorial, e sim apenas uma boa dica para nossos leitores. Em nome da transparência, todo e qualquer conteúdo publicitário veiculado no MB sempre é devidamente identificado.

emCelular Mercado

Asus mostra produtos a bordo de navio e confirma Zenfone 2 e Zenpower

Por em 22 de abril de 2015

splendour_of_the_seas

A Asus decidou lançar seus produtos de uma maneira bem original e criativa, a bordo de um cruzeiro pela costa do Sudeste, mais precisamente de Santos a Búzios. Durante o evento a Asus apresentou oficialmente para a imprensa e blogs do Brasil o seu novo (e ótimo) smartphone Zenfone 2, e também trouxe outras novidades bem interessantes que mostrarei em outros posts.

zenfone_2_brasil_2

O Zenfone 2, que nós conhecemos pessoalmente na CES em janeiro em Las Vegas, é um aparelho excelente, e sua versão com tela Full HD tem tudo pra concorrer com os principais smartphones do mercado, especialmente se a Asus caprichar no preço. Mesmo o Zenfone 2 HD tem recursos de software e câmeras traseira e frontal que tiram fotos e gravam vídeos de ótima qualidade, só não pode custar caro demais. Em algumas versões, o Zenfone 2 será vendido com um carregador rápido de 18 watts.

zenpower

Além do Zenfone 2, a Asus mostrou o Zenpower, uma bateria externa com case de alumínio que é bem compacta e portátil, mas tem capacidade de sobra para você não ficar na mão durante momentos de emergência. O modelo mostrado no cruzeiro era o de 9.600 mAh, mas o que será lançado no Brasil terá 10.050 mAh, suficientes para até 5 cargas do Zenfone 5 ou 3 cargas e meia do Zenfone 2 ou Zenfone 6, segundo informações da Asus.

Antes de terminar, quero agradecer a Asus pelo convite para não só conhecer melhor os seus produtos, mas também rever os amigos e tomar algumas Samuel Adams em alto mar. Também agradeço a eles e a Royal Caribbean pela oportunidade de conhecer o navio Splendour of the Seas, um clássico construído em 1996. O transatlântico de 264 metros foi vendido para outra empresa e será substituído na próxima temporada, e esta foi a sua última viagem no Brasil antes de ir embora em definitivo para a Europa.

Os preços do Zenfone 2 e do Zenpower ainda não foram informados pela Asus, mas os dois chegam “antes de setembro”, nas palavras de Marcel Campos, gerente de marketing da Asus Brasil.

Outras imagens do Zenfone 2 e do Zenpower abaixo.

continue lendo

emCelular Destaque Destaques Especial Evento Opinião

Star Wars: a Invasão do Império Galáctico em Los Angeles!

Por em 14 de abril de 2015

invasion_la

O diretor Kaipo Jones criou uma versão curiosa de uma invasão Star Wars em Los Angeles, com direito a TIE-Fighters, AT-ATs, Cruzadores Imperiais batalhando sobre L.A., e tem até mesmo a Estrela da Morte.

Os efeitos até que são bem feitos e o resultado final é muito interessante. O vídeo fez sucesso no YouTube, com mais de 500 mil views. Assista ao vídeo Star Wars: Invasion L.A. abaixo.
continue lendo

emYouTube

Netflix lança descrição em áudio para deficientes visuais, e a série escolhida é a melhor possível: Demolidor

Por em 14 de abril de 2015

Daredevil-Charlie-Cox

A Netflix vai incluir descrição em áudio em algumas de suas séries, abrindo um novo horizonte para cegos e pessoas com algum tipo de deficiência visual. A descrição em áudio narra tudo o que está acontecendo na tela, incluindo as expressões faciais dos atores, figurino e cenários. Por enquanto, a descrição em áudio só está disponível em inglês, mas já existe a previsão para tradução em outras línguas no futuro.

O mais interessante é que a série escolhida para dar o início a esta iniciativa louvável tem todo um simbolismo, Demolidor da Marvel, que mostra o cego Matt Murdock combatendo o crime nas ruas de Nova York. A Netflix promete incluir o recurso nas séries House of Cards, Orange is the New Black, Marco Polo e Unbreakable Kimmy Schmidt nas próximas semanas.

Esta ótima decisão da Netflix vem responder aos anseios de milhares que assinaram um abaixo-assinado e fizeram uma campanha no Twitter usando a hashtag #Dare2Describe. Parabéns a todos os envolvidos!

Fonte: Netflix.

emDestaques Televisão

Better Call Saul: a resenha de uma 1ª temporada épica (sem spoilers, procure meu advogado)

Por em 13 de abril de 2015

better_call_saul_1

Depois de assistir a primeira temporada de Better Call Saul, fiquei pensando em como escrever um texto que não entregasse nenhum detalhe da série, mas ao mesmo tempo fizesse justiça a incrível união de talentos que a tornou possível. É complicado, mas antes de mais nada, preciso dizer que Vince Gilligan e Peter Gould estão de parabéns pelo que fizeram em apenas 10 episódios. Meu conselho sincero é que você pare de ler estas linhas e comece a assistir agora mesmo, sério, é bom assim.

Better Call Saul é um prólogo (ou prelúdio) a Breaking Bad, mas a série se passa em três épocas diferentes. Apesar do nome da série, a primeira temporada não é sobre Saul Goodman, apesar de nos explicar todas as circunstâncias que transformaram James McGill, ou Slippin’ Jimmy, em Saul. A série começa com cenas do presente pós-Breaking Bad, e também mostra a juventude de Jimmy. A maior parte das ações se passa durante o tempo em que Saul tenta a sorte como advogado em Albuquerque, enquanto cuida de seu irmão Chuck.

Se muitos esperavam por uma série simples, criada para consolar os fãs depois do final de Breaking Bad, o que se viu na tela foi algo épico, digno de um Sergio Leone com diálogos de um Tarantino. Em Better Call Saul a ação é muito mais direta, não tem enrolação de algumas partes das primeiras temporadas de Breaking Bad. É como se a série já começasse em alta velocidade, e desde os primeiros episódios já deixa os espectadores sem fôlego. A primeira temporada de Better Call Saul é uma melhores que eu já vi, com um arco perfeito de seu início até o final, incluindo uma transformação completa no seu personagem principal. Outra coisa em comum com Breaking Bad é a excelente trilha sonora, que realmente valoriza o que acontece na tela.

Better Call Saul não apenas nos apresenta a sua origem de Saul Goodman (Jimmy McGill) mas também para o sensacional Mike Ehrmantraut, que parece ser um simples policial aposentado, mas que ao longo da série nos mostra por quais motivos ele irá se tornar o hitman Bad Motherfucker de Gus Fring em Breaking Bad. Pra mim, alguns dos melhores episódios da temporada foram os focados no Mike, desde sempre um dos meus personagens favoritos do universo criado por Vince Gilligan. Desde os primeiros episódios, é ótimo ver o ator Jonathan Banks em ação como Mike, mesmo enquanto ele ainda estava apenas perturbando a vida de Jimmy.

better_call_saul_atores

Outro motivo para assistir a série é o elenco, que é de primeiríssima qualidade. Além de Odenkirk e Banks soltando faíscas em cena como Jimmy e Mike, a série nos apresenta personagens que conseguem ser inacreditavelmente surreais e reais ao mesmo tempo, como Chuck, o irmão de quem Jimmy cuida com carinho, ou Kim, a advogada que manda no coração e na sua consciência, interpretados por Michael McKean e Rhea Seehorn, respectivamente. Outro ator que merece elogios é Patrick Fabian, que interpreta de forma odiosa o sócio de Chuck, Howard Hamlin. Bob Odenkirk merece um capítulo à parte, ele é uma força da natureza na tela, trazendo humor e leveza ao personagem Jimmy, mesmo em cenas profundamente densas e dramáticas. Durante esta temporada, acabei de assistir vários episódios impressionado por seu talento como ator, e em pelo menos um deles, rindo durante vários minutos sem parar.
continue lendo

emDestaque Resenhas Televisão Vídeo