Fotografia
Fotografia
Digital Drops Blog de Brinquedo

MeioBit no Flickr – Fotos da Semana

Por em 24 de abril de 2014

Estamos aqui mais uma vez para escolher as quatro melhores fotos da semana em nosso grupo do Flickr. Lembrando que as fotos são escolhidas perante a visualização, não tendo nenhuma influência o nome do membro ou o tipo de câmera que foi utilizada. Quando essas informações estão presentes elas são publicadas apenas como mais um indicador.

Atenção. O Flickr mudou a forma como as imagens são mostradas ao serem compartilhadas em um site. Agora, fora a foto selecionada, é possível dar uma olhada em outras fotos da galeria clicando nas flechas nos cantos da imagem.

As fotos da semana são escolhidas entre as imagens postadas em nosso grupo no Flickr. Já temos 2.184 participantes e um total de 50.633 itens compartilhados.

ATENÇÃO: pessoas que não permitem o compartilhamento de imagens no Flickr podem mandar suas imagens para nosso grupo sem problema, mas ficam impossibilitadas de participar da escolha semanal de fotos.

continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Foto da Semana

Leica T chega ao mercado – preparem os bolsos

Por em 24 de abril de 2014

Leica, a marca que está acima de todas as pecuinhas de proprietários de outras câmeras (como a briga de crianças entre Canon e Nikon) e que além de qualidade entrega para o seu possuidor um lugar na galeria de VIPs da fotografia. Pode parecer besteira, mas ter uma Leica é, acima de tudo, status. É mais ou menos como preferir um MacBook mesmo sabendo que a Dell entrega igual capacidade de processamento por um valor bem mais baixo. Mas, o que importa é que existe público para todas as marcas.

A notícia de hoje é que a Leica está entrando no mundo das câmeras mirrorless com classe. Investindo agora em um mercado que foi desbravado pela Fuji (o de câmeras com aparência retrô e grande qualidade de imagem) a Leica mostra para seus seguidores o T System. Estamos falando de uma câmera estilosa com o corpo feito todo de alumínio e o design limpo que já se tornou característica da empresa alemã. A câmera chega ao mercado equipada com um sensor de tamanho APS-C e com 16 megapixels de resolução máxima. Outra característica interessante da câmera é o monitor LCD com 3,7 polegadas que é sensível ao toque. A Leica afirma que a interface gráfica se utiliza de um novo conceito que torna a experiência de uso da câmera o mais amigável possível. Isso faz sentido, pois o público alvo deste tipo de equipamento seria basicamente o fotógrafo amador. Se você é como eu e odeia utilizar o LCD da câmera para fotografar, a empresa vai vender (separadamente) um visor eletrônico para a câmera que já vem com um sistema GPS integrado.

A Leica anunciou, junto com a câmera, duas primeiras lentes para o sistema. Já vão estar disponíveis no lançamento as  Leica Vario Elmar-T 18-56mm f/3.5-5.6 ASP e a lente fixa Leica Summicron-T 23mm f/2 ASPH. A promessa é que, em breve, também estarão disponíveis a grande angular 11-23mm F/3.5-4.5 e a teleobjetiva 55-135mm F/3.5-4.5. Também será lançado um adaptador para utilizar as lentes de baioneta M.

A nova Leica T vai chegar ao mercado em 26 de maio e vai custar (preço recomendado) £1.350.00 (apenas o corpo). Se quiser levar ela para casa com a lente 18-56mm o consumidor vai ter que desembolsar mais £1.250.00 ou £1350.00 pela 23mm f/2. Uma pechincha. O pessoal do Photography Blog conseguiu colocar a mão em uma destas câmeras e fez uma pequena galeria com amostras de imagem. Vale a pena dar uma olhada.

Leica_T

Fonte: Dpreview e PhotographyBlog

 

emÁudio Vídeo Fotografia Equipamentos

Surgem primeiras imagens do Samsung Galaxy K

Por em 23 de abril de 2014

galaxy-k-001

Não muito depois do anúncio do Galaxy S5, começaram a surgir informações de que a Samsung mais uma vez planejava soltar variantes de seu mais novo aparelho top de linha o Galaxy S5. Especificações so S5 Mini já vazaram, bem como informações relativas ao S5 Active. Entretanto é o Galaxy K (algumas fontes o chamam de K Zoom como eu mesmo já fiz, mas por ora adotemos a nomenclatura mais curta), sucessor da point-and-shoot com smartphone embutido S4 Zoom que tem atraído mais atenção, pois está prestes a ser revelado.

Agora a uma semana de seu anúncio oficial, surgem aquelas que podem ser as primeiras imagens do aparelho.

continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Computação móvel Comunicação Digital Equipamentos Hardware Mercado Planeta Sem Fio

Lytro Illum – uma evolução bem vinda

Por em 22 de abril de 2014

lytro_illum

Vocês se lembram do lançamento da Lytro? Isso aconteceu há dois anos atrás, mas a promessa era interessante. A câmera (em formato caixote) apostava em algo inovador e inusitado: a possibilidade de mudar a zona de foco na imagem mesmo depois da foto ter sido feita. A câmera se utiliza de uma nova tecnologia que captura vários raios luminosos (em torno de 11 milhões) gravando em seu sensor informações sobre todos os planos da imagem. Por isso que ela também é chamada de Câmera de Campo Luminoso. Como todos os planos são capturados, é possível escolher, após a captura, onde determinar o foco da imagem. A primeira Lytro foi uma grande novidade, mas o design era muito feio. Agora as coisas mudaram com o lançamento da Lytro Illum.

A primeira mudança que notamos no novo equipamento é o design. Ela deixou de ser uma câmera em formato de caixote para se tornar algo que encontraríamos em um filme de ficção científica. Embora possa causar estranhamento no começo, a câmera ficou bonita (bem melhor que o modelo anterior). A segunda mudança foi no sensor. Enquanto a Lytro original possuía um sensor de 11 Megarays (captura de 11 milhões de raios de luz) a Lytro Illum está equipada com um sensor de 40 Megarays (captura de 40 milhões de raios de luz). Isso torna a possibilidade de escolha de plano onde será fico o foco muito maior. A brincadeira de escolha do ponto de foco na imagem pode ser feita no LCD da câmera ou no aplicativo para computador fornecido juntamente com ela. Convertendo os Megarays para algo mais conhecido do mundo da fotografia, a saída final do sensor vai oferecer uma imagem com 5 megapixels de resolução máxima.

A Illum está equipada com uma lente com distância focal equivalente a uma 30-250mm e com abertura constante de f/2. A grande abertura é fundamental para a captação dos diferentes raios de luz que vão fazer a mágica no processamento final.  A câmera possui modo manual de captura, além de prioridade de abertura e velocidade. A interface gráfica foi aprimorada e agora roda com Android. Também foi melhorada a tecnologia de sobreposição de imagens no visor LCD de 4 polegadas que ajuda a reproduzir o efeito de tridimensionalidade na visualização da foto.

A câmera vai chegar ao mercado em julho ao preço de US$ 1.599,00 (bem mais cara do que os US$ 399,00 da primeira Lytro), mas você pode fazer uma pré-compra por US$ 1.499,00. Se você já tem uma das primeiras Lytro então ainda pode ganhar um desconto de US$ 200,00 na nova câmera.

Fonte: Dpreview.

Veja abaixo uma galeria oficial de imagens feitas com a nova Lytro Illum.

continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Destaques Equipamentos

7 Exercícios diários que farão de você um Fotógrafo melhor

Por em 22 de abril de 2014

melhore_sua_fotografia

Parece que a internet atual está passando pelo fenômeno das listas. Algumas são muito bacanas, outras nem tanto. Na fotografia isso também está acontecendo e encontramos muita coisa legal e útil acontecendo pelos sites e blogs. Hoje o Petapixel publicou uma lista de 7 exercícios que prometem melhorar a sua fotografia e transformar você em um fotógrafo melhor. Todos eles são válidos, pois nos levam a pensar para fotografar. Aliás, esse é o grande segredo da fotografia. Pensar e fotografar sempre. Lembrando que não existe dom, apenas muita dedicação. Vamos dar uma olhada na lista? Não podemos esquecer que cada um tem suas receitinhas de bolo. Muitos vão concordar com essas dicas e outros vão discordar, mas essa é a vida.

continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Tutoriais

Ideia idiota do dia (ou não) para nunca mais perder a tampa da lente

Por em 19 de abril de 2014

HACKxTACK

Tenho que ser sincero. Sou um descuidado para com meu equipamento fotográfico. Já perdi a conta de quantas tampas de lente foram para o saco em minha vida. É de se pensar que com o tempo as pessoas vão ficando mais cuidadosas com essas pequenas peças, mas comigo não funciona. Em qualquer lugar que chego para fotografar eu nunca me dou conta o que aconteceu com a tampa da lente. Logo depois fico procurando onde foi que deixei. Acho que a fonte da preocupação não é maior pelo fato de elas serem relativamente baratas (lembrando que nada ligado a fotografia é realmente barato). Já tentei prender a tampa com cordinhas que são vendidas em lojas de fotografia, mas o fato de ela ficar balançando me irritava profundamente. Ou seja, um problema sem solução.

Pelo menos até agora, pois um projeto irritantemente simples que está captando fundos no Kickstarter promete resolver de vez esse problema. O HACKxTACK é uma presilha estilosa que pode ser presa na roupa do fotógrafo ou na própria alça da câmera. Dentro desta presilha existe um ímã que vai ser responsável por prender a tampa da lente. Para isso funcionar, uma pequena haste de metal tem que ser colada na tampinha. Uma coisa simples, que ninguém pensou até agora. O projeto necessita de US$ 25.000,00 para entrar em produção. Faltando 19 dias para encerrar o prazo de captação de recursos, eles conseguiram US$ 14.422,00. Sinceramente, eu apostaria na ideia.

emAcessórios Áudio Vídeo Fotografia

Pentax 645Z – médio formato para as massas

Por em 17 de abril de 2014

A Ricoh chega chutando o pau da barraca e coloca no mercado sua nova câmera de médio formato. A Pentax 645Z vai seguir a tradição de sua antecessora e ser a câmera de médio formato mais barata do mercado. Tudo bem, ainda é cara, mas com algum sacrifício (e vendendo os rins e o fígado) é possível comprar uma. Quando fotografávamos com filme, os fotógrafos arrogantes (será que isso existe?) apontavam para os iniciantes e diziam que os verdadeiros profissionais utilizavam câmeras de médio formato. Como hoje a brincadeira é bem mais cara, a história mudou para câmeras full frame. Ou seja, a mesma pataquada de sempre.

Mas, voltando ao lançamento da Ricoh, eles tiveram a mesma idéia da Hasselblad (inspiração ou mentes que funcionam igual?) de colocar na câmera um sensor CMOS em vez do bom e velho CCD. Essa decisão torna possível coisas que eram verdadeiras limitações das câmeras de médio formato, como a utilização de ISOs elevados e capacidade de fazer várias fotos por segundo. A 645Z  chega com um sensor CMOS de 44x33mm  com 51,4 megapixels de resolução máxima e um design com curvas mais arredondadas. A câmera pode fotografar em ISO 204.800 e fazer 03 fotos por segundo no modo contínuo. Além disso ela possui visor LCD articulado de 3,2 polegadas e capacidade de gravar vídeos em 1080/60i. Aproveitando a onda de conectividade que está invadindo o mercado de câmeras digitais, a 645Z é compatível com o Pentax Flucard, um cartão SD que oferece transferência de imagens via Wi-Fi, NFC e oferece também a possibilidade de controlar a câmera remotamente. Aliás, essa é uma coisa interessante, pois desde a versão anterior a médio formato da Pentax trabalha com cartões SD. No caso da 645Z estamos falando de um slot duplo com compatibilidade com cartões SDHC e SDXC. A câmera pode gerar arquivos em RAW, TIFF ou JPEG (esse último é meio estranho em uma câmera deste porte).

A nova câmera também apresenta proteção contra as intempéries, podendo resistir ao frio, poeira e chuva (leve) apresentando 76 pontos de selamento no corpo. A intenção aqui é clara. A Ricoh quer que a Pentax 645Z seja uma câmera que possa ser utilizada fora do estúdio fotográfico. A maior parte das câmera fotográficas digitais de médio formato apresentam resultados maravilhosos em estúdio, mas não são indicadas para situações em que não haja controle total da luz. Ao que parece a Ricoh quer mudar isso.

A nova Pentax 645Z vai chegar ao consumidor com um preço sugerido de US$ 8.499,00 (apenas o corpo). A Ricoh também anunciou a disponibilidade de 13 novos modelos de lentes nos Estados Unidos. Olhando a lista, e tendo em vista que são lentes de grande qualidade, os preços não são exorbitantes. Por exemplo, é possível levar uma SMC-645 FA 75mm f/2.8 para casa pela bagatela de US$ 839,00. A lente mais cara do novo pacote é a  SMCP-FA 645 300mm f/5.6 ED que está saindo por US$ 5.759,00.

pentax_645Z

 

Fonte: Dpreview

emÁudio Vídeo Fotografia Equipamentos