Home » Fotografia » Tutoriais » Como fotografar cerveja com algumas gambiarras

Como fotografar cerveja com algumas gambiarras

Fotografia pode ser feita com técnica e muita gambiarra. Vejam esse exemplo das garrafas de cerveja.

1 ano atrás

Fotografia publicitária é uma das áreas nobres da fotografia. Você precisa conhecer a técnica fotográfica a fundo e ter controle da luz no estúdio para poder chegar ao resultado esperado. Porém, se formos comprar todos os acessórios e fontes de luz que precisamos, o investimento será gigantesco. Por isso que fotografia de estúdio também é onde desenvolvemos e utilizamos a maior quantidade de gambiarras. Elas não são bonitas, mas funcionam.

Eu tenho uma turma de fotografia aqui na cidade que está fazendo um curso de 50 horas onde partimos do básico e chegamos até o avançado. E nessa terça feira, a pedido dos alunos, tivemos uma experiência de construção de gambiarras em estúdio. A questão proposta foi a seguinte: se um cliente gostaria de fotos publicitárias para seu negócio e não tenho um estúdio, o que fazer? Três opções: a) não pegamos o serviço; b) alugamos um estúdio (opção não disponível em todos os locais); ou c) fazemos uma gambiarra.

A escolha aqui foi uma gambiarra. O objeto a ser fotografado foram duas garrafas de cerveja. O complicador era dar ao produto aquela aparência de garrafa gelada, que acabou de sair da geladeira. Equipamentos fotográficos disponíveis: uma nikon D7100, uma lente 60mm f/2,8 macro e dois flash dedicados (um SB910 e um SB600).

Melhor modificador de luz para uma foto assim seria um hazy light pelo formato de sua luz difusa. Para nosso hazy utilizamos duas caixas de papelão. As duas foram revestidas na parte de dentro com papel alumínio para maximizar a reflexão da luz. A parte superior da caixa foi retirada e coberta com papel vegetal para ser o anteparo difusor. Ao lado da caixa foi feito um furo para encaixar a cabeça do flash.

Com o hazy pronto, agora precisamos trabalhar a garrafa de cerveja. Eu comprei duas garrafas de Heineken, pois gosto da cor verde da garrafa. Cada uma foi pintada com verniz fosco incolor em spray para simular o embaçamento de uma garrafa gelada. Depois misturamos glicerina e água na mesma proporção e borrifamos a garrafa para as gotas de água. A glicerina garante que a água não escorra e a gota fique fixa por tempo indeterminado. Assim podemos trabalhar tranquilamente.

Escolhemos colocar as garrafas em uma superfície de madeira para dar uma noção mais realista da cena (geralmente utiliza-se um espelho ou outra superfície reflexiva) e o fundo preto é um pedaço de tecido oxford pendurado à 1,5 metros do objeto. Cada caixa transformada em hazzy light foi colocada de um dos lados das garrafas e na parte de cima havia uma placa de isopor branco para ser utilizada como rebatedor.

A câmera foi colocada em um tripé e regulada com ISO 100, obturador 1/200 e abertura em f/9. Os dois flash foram disparados em modo CMD (disparo remoto da Nikon) em TTL (o normal seria em manual, mas dou fã incondicional do modo TTL) com compensação de flash em +0,3EV. O resultado é esse que vocês estão vendo abaixo.

Gasto total com a brincadeira = R$ 75,00.


Leia mais sobre: , , .


relacionados


Comentários