Mobile
Mobile
Digital Drops Blog de Brinquedo

Procurador quer que Apple e Google abram criptografia para a polícia

Por em 1 de outubro de 2014

eric-holder

É, parece que a atitude da Apple e do Google em proteger a segurança do usuário está irritando bem mais órgãos de segurança do que se imaginava. Antes recursos opcionais, o iOS 8 e futuramente o Android L agora lacram os dados do usuário por padrão, dando-lhes as chaves de acesso de forma que ninguém, nem ambas empresas tenham acesso.

Depois do diretor do FBI declarar que isso não será tolerado e do detetive-chefe da polícia de Chicago dizer que o iPhone agora é a escolha número um de pedófilos, chegou a vez do procurador-geral dos Estados Unidos Eric Holder meter o nariz.

continue lendo

emApple e Mac Computação móvel Comunicação Digital Google Planeta Sem Fio Segurança Software

No futuro, poderemos ter biobaterias movidas a suor

Por em 1 de outubro de 2014

Tatuagem com biossensor para conversão de suor em energia.

Basta colar uma pequena tatuagem temporária em seu braço e ela funcionará como uma biobateria transformando uma substância do seu suor em eletricidade. Durante a atividade física intensa, o corpo ativa um processo chamado glicólise para quebrar a glucose do sangue e produzir mais energia, gerando lactato no sangue e suor, ao mesmo tempo.

No ano passado, pesquisadores da Universidade da Califórnia em San Diego (UCSD) divulgaram um sensor impresso em uma tatuagem temporária que, quando aplicado sobre a pele, é capaz de monitorar continuamente os níveis de lactato, uma substância resultante do suor. Esse estudo foi realizado para melhorar a forma como os médicos verificavam os níveis de lactato dos atletas profissionais, pois até agora monitorar a substância é um procedimento invasivo e trabalhoso que envolve a coleta de sangue para análise em momentos diferentes durante o exercício.

Agora, de acordo com o artigo na Angewandte Chemie, a equipe de pesquisa desenvolveu uma tecnologia para criar uma biobateria que é alimentada pela transpiração e pode levar a eletricidade gerada a pequenos dispositivos eletrônicos. Nesse adesivo sobre a pele, há um sensor flexível contendo uma enzima que retira elétrons do lactato, atuando como ânodo, e os leva para o cátodo, que contém uma molécula que recebe esses elétrons, gerando energia elétrica.
continue lendo

emEnergia Hardware Mundo Estranho Novos Materiais

Adobe testa versão cloud do Photoshop para Chromebooks

Por em 30 de setembro de 2014

photoshoppixel

Fato: para muita gente o Chromebook não passa de um quebra-galho. Embora seja um dispositivo barato (aqui, nem tanto) que permita ao usuário fazer tarefas simples sem ter que gastar muito com ultrabooks (um dispositivo Windows gira em torno de US$ 299; um Macbook Air, US$ 999; os preços dos Chromebooks costumam começar em US$ 199), que são máquinas leves e portáteis. Elas porém tem um problema: não são potentes. Fora a limitação do Chrome OS, rodar programas pesados era algo impensável.

Só que isso está mudando, e a Adobe é uma das primeiras a levar um programa de peso para a plataforma: como o Gilson já adiantou no MeioBit Fotografia, em breve o Chromebook ganhará uma versão do Photoshop, fruto de uma parceria entre a empresa e o Google.

continue lendo

emComputação móvel Google Software

OnePlus confirma lançamento do OnePlus 2 para 2015

Por em 30 de setembro de 2014

oneplus-one-002

A OnePlus causou certo alarde em abril quando revelou o OnePlus One, um smartphone desenvolvido em conjunto com a Cyanogen e que foi o primeiro aparelho a rodar o fork do Android nativamente. Com um hardware de ponta e um preço pra lá de agressivo, ele se colocou como um concorrente sério de smartphones de primeira linha baratos como a linha Nexus, e aliado às especificações ainda há a expertise da equipe do sistema hoje independente, que foi inclusive abençoado pelo Google.

Só que decisões erradas de marketing acabaram por jogar o aparelho no limbo, e ele vendeu bem menos que o esperado pela OnePlus. Mas isso servirá de lição, já que o diretor da OnePlus Global Carl Pei confirmou a segunda geração do smartphone para 2015.

continue lendo

emComputação móvel Comunicação Digital Hardware Mercado Planeta Sem Fio Software

O pesquisador da Sony que quer tornar Neuromancer real

Por em 29 de setembro de 2014

neuromancer

Imagine um mundo em que você pode ver, ouvir e até sentir as mesmas experiências de outra pessoa, diretamente. Como se você estivesse lá tocando, interagindo. Dentro da mente de outra pessoa, como um mero espectador mas experimentando as mesmas sensações. Se soa Neuromancer demais para você, saiba que Jun Rekimoto pensa da mesma forma. Tanto que o pesquisador da Sony está trabalhando para tornar o mundo das obras de William Gibson real.

continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Computação móvel Comunicação Digital Destaques Hardware Internet Mundo Estranho Planeta Sem Fio Software Web 2.0

Facepalm do Ano: teentardados dobrando iPhones em lojas da Apple

Por em 29 de setembro de 2014

fullretard

Na falta de grandes causas os jovens de hoje se revoltam com bobagens como sistemas operacionais e modelos de videogames. Chega a ser divertido acompanhar a fúria e indignação quando a Microsoft ou a Sony ou a Nintendo anunciam um novo console. Mesmo com o ridículo discurso político pseudoanarquista do Software Livre tendo saído de moda (alguém descobriu que a Red Hat vale mais de 3 bilhões de dólares) o fanboyismo não morreu.

Com a Microsoft longe de liderar o mercado de telefonia móvel, odiá-la não tem graça, então o alvo é a Apple. Fanboys de Android (principalmente) vociferam como se as pessoas fossem obrigadas a comprar iPhones. Como bons políticos brasileiros passam mais tempo falando mal do adversário do que mostrando o que têm de bom.
continue lendo

emApple e Mac Destaques Hardware Mundo Estranho

Steve Ballmer: nada de iPads no Los Angeles Clippers

Por em 29 de setembro de 2014

steve-ballmer

Quando Steve Ballmer se afastou em definitivo da Microsoft para cuidar de seu novo empreendimento, o clube da NBA Los Angeles Clippers (nunca esquecer da piadinha) uma coisa que já sabíamos era que ele não conseguiria se desvencilhar da companhia por completo, ou melhor, ele nem tem essa intenção. Além de ser seu maior acionista individual com 8% da empresa ele é extremamente leal à empresa em que trabalhou por 34 anos, assim como foi seu pai, outrora gerente da Ford.

Por isso não é surpresa o fato de que agora, como dono dos Clippers ele fará do clube uma vitrine da Microsoft, banindo todos os gadgets que não forem de sua antiga casa.

continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Computação móvel Comunicação Digital Entretenimento Hardware Microsoft Planeta Sem Fio Software