Mobile
Mobile
Digital Drops Blog de Brinquedo

Apple vendeu 61 milhões de iPhones em apenas três meses

Por em 27 de abril de 2015
Laguna_Tim_Cook_Apple_Q2

Tim Cook deve estar sorrindo à toa (crédito: Mashable)

O primeiro trimestre do ano é complicado para as fabricantes de smartphone. Não tem Dia da Crianças, Black Friday ou Natal para estimular o consumo.

Nada disso importa para a toda poderosa Apple.
continue lendo

emApple e Mac Mercado

O Robô maconheiro da Deep Web ou: Age Of Bender

Por em 27 de abril de 2015

Bender-Futurama-21

Isaac Asimov em suas histórias adorava imaginar mundos onde robôs inteligentes e autônomos explorariam as fronteiras da Lei, da Ética e da Humanidade. Quando alguém é atropelado o carro não tem culpa nem isenta o dono, mas em que momento um robô, decidindo por conta própria passaria a ser responsável por seus atos? Ou seria sempre o fabricante?

Essa questão foi colocada à prova pelo !Mediengruppe Bitnik, um grupo de artistas na Suíça. Os caras criaram um robô em software para explorar a Deep Web, rodar pelas lojas do Ágora, um dos mercados altamente suspeitos, e fazer compras aleatórias. 
continue lendo

emMundo Estranho Robótica Software

Microsoft estaria perdendo dinheiro com cada Windows Phone vendido

Por em 27 de abril de 2015
Laguna_Windows_Phone_Verizon

Conectividade 4G/LTE é um luxo que a maioria dos Windows Phones não tem (crédito: The Verge)

Quanto custa ser a terceira maior plataforma mobile do mercado global de smartphones? Num registro público de rotina no SEC (é uma espécie de Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos), a Microsoft revelou que teve mais despesas que arrecadação com o Windows Phone.

No trimestre fiscal que terminou dia 31 de março, a receita da divisão mobile (formada por ativos da Nokia Devices) foi de US$ 1,4 bilhão; enquanto as despesas da Microsoft com os smartphones dela superaram em US$ 4 milhões tal valor.
continue lendo

emMercado Microsoft

Nokia nega planos de voltar ao mercado de smartphones

Por em 27 de abril de 2015

nokia

Semana passada a gente comentou aqui sobre a possibilidade da Nokia voltar ao mercado de smartphones, através de um plano de licenciamento que permitiria a parceiros produzirem dispositivos Android que receberiam então a marca da fabricante finlandesa.

Tudo muito bom, tudo muito bem, mas agora a companhia veio à público dizer que não é nada disso que andam falando por aí.

continue lendo

emAndroid e Linux Hardware Mercado

Radio Gaga — o triste fim do FM nos smartphones

Por em 24 de abril de 2015

welles1_2718066b

Não se preocupe, não vou cometer o erro de matar o rádio. Da última vez que fiz isso fui alvo de uma barragem de artilharia, pesquisei e percebi que estava completamente errado. O Rádio está vivo e bem: o Pânico, por exemplo, tem média de 20 milhões de ouvintes. O que acontece é um efeito desproporcional causado pela migração do pessoal “cool” pros serviços de streaming.

Imagine que você é um ricaço de Hollywood, todos os seus amigos têm Teslas. Você imagina que aquilo é o futuro, é o presente e qualquer um que não queira um carro elétrico está preso ao passado.
continue lendo

emApple e Mac Artigo Áudio Planeta Sem Fio

E aconteceu: o Google entra no mercado de telefonia celular

Por em 24 de abril de 2015

gphone-729836-300x300

Calma, não ligue pra sua operadora e solte um monte de desaforos. Ainda não. A notícia em si é excelente, o Google lançou a Fi, uma operadora de celular funcionando na maioria das cidades dos EUA, com planos simples e roaming de dados sem custo adicional em 120 países.

E só melhora: a assinatura básica é US$ 20,00. Inclui chamadas e SMS locais ilimitados. O pacote de 1 GB de dados mensais custa US$ 10,00. Pacote de 2 GB custa US$ 20,00; e por aí vai. Se você usar menos, os dados que sobram são acumulados pro mês seguinte.
continue lendo

emDestaque Destaques Google Mercado

Novo recurso do Android Wear não será possível em todos os smartwatches

Por em 24 de abril de 2015
Laguna_Apple_Watch_teardown_peq

Apple Watch sem a tela, ao lado de um relógio analógico desmontado (crédito: iFixit)

No mundo civilizado, hoje foi o lançamento oficial do Apple Watch no varejo. Como de costume, o iFixit apresentou o desmonte desse novo gadget da Apple. Deram nota 5/10 e o modelo desmontado foi o de 38 mm, mais barato.

Entre as novidades encontradas no hardware, temos uma pequenina bateria com carga de 205 mAh (fornece 0,78 Wh a 3,8 V) relativamente fácil de ser substituída e que consegue reter 80% da carga após 1.000 ciclos de recarga como nos iPads. A Apple vai oferecer serviço pago de troca apenas da bateria em suas lojas, se o cliente do relógio precisar ou desejar.

O cabo recarregador do Apple Watch é compatível com a tecnologia Qi, sendo capaz de recarregar um smartwatch como o Moto 360. O inverso não ocorre, ou seja: só dá para recarregar o relógio da Apple com o cabo oficial.

Talvez seja a parte de comunicação e autenticação, afinal o Apple Watch se comunica com o cabo USB oficial através dos diodos e fotodiodos. Com o iPhone, o relógio usa Bluetooth e Wi-Fi mesmo. Falando em Wi-Fi no relógio, quem tiver um smartwatch Android Wear pode estar com um aparelho que deixará de ser atualizado.
continue lendo

emAcessórios Android e Linux Apple e Mac