Mobile
Mobile
Digital Drops Blog de Brinquedo

BlackBerry ganha uma sobrevida graças ao Pentágono

Por em 23 de janeiro de 2014

obama-blackberry

A BlackBerry tem problemas, muitos problemas. A quase totalidade deles se concentra no setor executivo da companhia, um bando de malucos que não enxergam um palmo à frente do nariz. Só isso explica as declarações do atual CEO John S. Chen de que a empresa está bem posicionada para o futuro e ainda é referência no mercado corporativo, e voltará a focar em teclados físicos. O histórico do cargo não é lá muito bom, desde Mike Lazaridis em 2007 dizer que “um teclado virtual jamais substituirá um físico” à declaração de Thorstein Heins em 2013 que o mercado de tablets está condenado.

A sucessão de pataquadas que levou à quase falência da ex-RIM não foi o bastante para ninguém tomar um semancol, já que compraram um jato enquanto demitiam pessoal. Porém, enquanto todo mundo esperava a empresa jogar a toalha de uma vez ela é resgatada aos 49 do segundo tempo pelo seu cliente mais poderoso: o Pentágono.

continue lendo

emComputação móvel Comunicação Digital Destaques Hardware Planeta Sem Fio Segurança

MacBooks Pro fabricados em 2011 estão apresentando problemas sérios na placa gráfica

Por em 21 de janeiro de 2014

mbp20111gpufailures

A Apple não é mais a mesma” é uma frase que ouvimos com cada vez mais frequência nas rodas de amigos fãs de tecnologia. Desde que Jobs foi cultivar maçãs mágicas em outro plano, a empresa de Cupertino tem decepcionado muitos de seus clientes.

Eu poderia aqui citar o iPhone de plástico, um produto que incomodou muita gente – que ainda assim vendeu horrores. Por esse e outros motivos, de certa forma sempre que alguém critica a companhia e suas novas políticas, eu me pego pensando sobre isso ser um criticismo embasado ou apenas fruto de uma especulação. Afinal, o que a Apple tem de fãs, ela tem de desafetos.

Bom, ainda assim, não há como deixar de se espantar com um problema bem grave que vem acontecendo alguns lotes de MacBooks Pro, com telas de 15″ e 17″, lançados em 28 de fevereiro de 2011. Muitos clientes estão reclamando a respeito de uma falha na placa gráfica, através da divulgação de suas experiências pessoais, busca de ajuda em comunidades de suporte da Apple, grupos no Facebook e fóruns do segmento.

continue lendo

emApple e Mac Destaques Hardware

Google Play leva filmes e séries do Android ao iOS

Por em 16 de janeiro de 2014

google_play_ios

Há algumas notícias que, sem dúvida, acabam nos pegando com as calças nas mãos. Esta não foi diferente. O Google liberou, na noite desta terça-feira, uma versão do Google Play para dispositivos com iOS. O que isto quer dizer? A partir de agora, todo e qualquer usuário do Android poderá ver, em seus iDevices, filmes e séries comprados na lojinha do Google.

Além disto, o lançamento do novo aplicativo, disponível para iPhone, iPod touch e iPad, também permitirá que os usuários comecem a barganhar pesquisar, nos acervos da Google Play e iTunes Store, quais filmes e episódios estão mais baratos em cada uma das lojas e, assim, economizar alguns trocados.

Obviamente que, como o Google não é bobo e não quer perder grana, não permitirá que os usuários comprem nada através do Google Play para iOS, obrigando, assim, o usuário a efetuar a compra através do navegador ou dispositivo com Android. O motivo para tal restrição, assim como é feito pela Amazon com o Kindle, é simples: a empresa da maçã cobra 30% sobre qualquer venda feita por dentro dos aplicativos para iOS.

Nesta primeira versão, o Google Play para iOS permite que os usuários assistam suas séries e filmes somente via Wi-Fi. Além disto, inicialmente, as séries estarão disponíveis apenas para os Estados Unidos, Reino Unido e Japão. Os felizes proprietários de um Chromecast poderão curtir todo o conteúdo, via streaming, diretamente da tela dos aparelhos de TV.

Confesso que não sei se me surpreendi mais com a ousadia do Google em lançar este aplicativo para iOS ou com o fato de a Apple ter aceitado a publicação dele sem maiores problemas. O fato é que, diferente do que ocorre em muitas brigas por empresas concorrentes, neste caso, os usuários só têm a ganhar com a possibilidade de escolher o fornecedor de conteúdo que melhor atendê-lo.

Vale ressaltar, no entanto, que este não é o primeiro passo do Google no sentido de levar o conteúdo do Android aos dispositivos com iOS. A empresa já lançou, para o sistema operacional móvel da Apple, aplicativos que permitem o acesso aos livros, revistas e músicas compradas na Google Play.

emApple e Mac Google Internet Software

Apple e Samsung estão ensaiando (outra vez) uma trégua nos tribunais

Por em 10 de janeiro de 2014

galaxy-s4-iphone-5s

A Apple e a Samsung vivem um curioso caso conjugal: enquanto brigam feito cão e gato nos tribunais por conta de patentes diversas, seja por displays, design de apps e aparelhos, recursos e outras coisas, sendo que no processo mais emblemático a Samsung foi condenada a pagar US$ 1,05 bilhão à Cupertino. Por outro lado a empresa coreana possui excelência em fabricação de componentes, em especial processadores mobile e um de seus principais clientes é a Apple. O A7 do iPhone 5s foi produzido pela Sammy e a parceria ainda vai durar alguns anos, já que a taiwanesa TSMC não consegue dar conta do que a Apple quer.

continue lendo

emComputação móvel Comunicação Digital Hardware Mercado Planeta Sem Fio Software

Começa a guerra: Google processa consórcio que entrou com ação contra Android e bota a culpa na Apple

Por em 25 de dezembro de 2013

apple-android-war

Empresas grandes descansam no Natal? Não quando você é o Google e tem uma tremenda dor de cabeça para combater chamada Consórcio Rockstar. Em 2011 o grupo formado pelas gigantes Apple, Microsoft, BlackBerry, Sony e Ericsson adquiriu 6.000 patentes da falecida Nortel por US$ 4,5 bilhões de dólares, sendo que Mountain View tentou também levar o pacote mas ofereceu 100 milhões a menos.

O motivo da corrida atrás dessas patentes era o fato de que a Nortel detinha direitos sobre tecnologias que o Google utiliza tanto em seu motor de busca quando no sistema Android. Como Steve Jobs deixou talhado na pedra que o robozinho verde deveria ser destruído a todo custo ela sabia que caso elas caíssem nas mãos da Apple isso se reverteria de forma negativa para si. O engraçado é que depois de perder a boca, o CLO do Google David Drummond chegou a dizer que o consórcio queria estrangular o Android, quando na verdade a empresa foi chamada para brincar e não quis, pretendendo guardar o doce só para si.

continue lendo

emApple e Mac Computação móvel Comunicação Digital Google Hardware Internet Mercado Microsoft Planeta Sem Fio Web 2.0

Chegou! Você já pode comprar o novo Mac Pro por módicos R$ 13 mil (no mínimo)

Por em 19 de dezembro de 2013

mac-pro-002

Atenção você que guardou todos os seus rendimentos embaixo do colchão só para se dar um presente legal no fim do ano, ou você que é um profissional que precisa de uma máquina parruda de verdade: a Apple finalmente iniciou as vendas do novo modelo do Mac Pro em diversos países, inclusive no Brasil.

Ainda que possua um visual pra lá de controverso, a lata afrodescendente (hoje em dia é preciso tomar cuidado, né?) foi atualizada para um visual mais arrojado e moderninho (ou seja, menos PC-like como o anterior) e apresenta especificações absurdas, como a linha Pro sempre praticou. O único problema nessa história é o preço, mas como o foco do Mac Pro definitivamente não é o usuário final e nem um gamer hardcore, mas um profissional de vídeo, design, música e etc, talvez os valores compensem.

continue lendo

emApple e Mac Hardware

Para a AT&T, modelo de negócios com celulares subsidiados está perto do fim

Por em 13 de dezembro de 2013

Randall Stephenson, CEO da AT&T

Muita gente gosta de trocar de celular todo ano, e não estou discutindo os preços envolvidos. É um sentimento normal querer sempre estar atualizado, e durante muito tempo as fabricantes de aparelhos de alimentaram desse desejo dos usuários, graças às operadoras que realizam acordos de certa forma generosos de fidelidade, onde um usuário compra um aparelho com um desconto generoso em troca da compra de um plano de dados e telefonia gordo (que no fim das contas paga o valor que falta do celular), que após um determinado tempo daria direito a um desconto na aquisição de um celular mais moderno.

As fabricantes se alimentaram desse modelo de negócios por quase 15 anos, mas segundo o CEO da AT&T Randall Stephenson ele está com os dias contados.

continue lendo

emComputação móvel Comunicação Digital Hardware Mercado Planeta Sem Fio