Mobile
Mobile
Digital Drops Blog de Brinquedo

Finalmente: teclado SwiftKey será lançado para o iOS 8!

Por em 2 de junho de 2014

timthumb670

Como você deve ter ouvido falar, nessa manhã (horário local, no Brasil foi à tarde) a Apple anunciou no WWDC o lançamento do iOS 8, que entre uma porção de novidades bacanas, dará suporte à teclados de terceiros.

Já não era sem tempo! Quem já usou o Windows Phone e o Android conseguem perceber quão atrasado o teclado nativo do iOS estava.

Foram incontáveis vezes nas quais eu estava no iPad ou no iPhone e, ao perceber que precisava digitar um texto mais longo, peguei o Android ou fui para o computador escrever.

E no sistema do robô, o que me atraía era o teclado SwiftKey, muito bem aceito pelos proprietários de aparelhos com este sistema e pela crítica tech em geral. As vantagens são muitas, como melhorar absurdamente a usabilidade e trazer recursos de memorização automática de termos digitados e a sincronização com serviços como redes sociais e email.

continue lendo

emApple e Mac Celular Destaque Destaques Software

iOS cai, Android cresce e Samsung já está nos calcanhares da Apple no mercado de smartphones

Por em 29 de maio de 2014

Apple vs Samsung

E a mais recente pesquisa da Kantar mostra que o mercado norte-americano está abandonando o iPhone aos poucos, mesmo que o smartphone signifique toda uma experiência só encontrada ao cavalgar em unicórnios com laser nos olhos.

A venda de smartphones Android nos Estados Unidos cresceu 7,3%; atingindo 59,1% do mercado no final de abril, comparado ao mesmo período no ano passado, é o que revela uma pesquisa da Kantar Worldpanel. O iOS, da Apple, caiu 6,8%, ficando com uma fatia de 34,6%.
continue lendo

emCelular Mercado

Google ultrapassa Apple e se torna a marca mais valiosa do mundo

Por em 21 de maio de 2014

Google vs. Apple

Depois de três anos na liderança, a Apple caiu para o segundo lugar e hoje Google é a marca mais valiosa do mundo, segundo a pesquisa da Millward Brown (PDF).

O valor da Apple diminuiu 20%, valendo hoje “apenas” 148 bilhões de dólares. O Google, por outro lado, cresceu 40%, tendo seu valor avaliado em US$ 159 bilhões.
continue lendo

emApple e Mac Google Indústria Mercado

Apple patenteia método para conseguir imagens de alta resolução com o iPhone

Por em 10 de maio de 2014

Essa saiu no Dpreview, que por sua vez pegou no Apple Insider, que descobriu o registro de uma patente interessante, voltada para a área de fotografia que poderá, ou não, ser aplicada nas próximas gerações de iPhones. A Apple pretende utilizar o sistema de estabilização de imagem do sensor para criar uma imagem de grande resolução nos smartphones. O que acontece atualmente é que a resolução destas imagens está ligada ao número de pixels do sensor. Como as imagens feitas com smartphones se destinam basicamente ao compartilhamento via WEB, então não existem grandes necessidades de resolução para este segmento. Concordam? Bem, quase todo mundo concorda, mas a Nokia chegou chutando bundas com as resoluções gigantescas dos Lumia e mostrando que existem aplicações para isto, como a possibilidade de um zoom digital sem perda aparente de qualidade e criar arquivos de 5 Mp de altíssima qualidade. Então a Apple começou a correr atrás do prejuízo, pelo menos no papel.

O sistema patenteado vai continuar utilizando um sensor de “baixa” resolução. A mudança é que a câmera vai fazer várias fotos que serão mescladas pelo software do aparelho gerando uma única imagem de alta resolução. Isso acontece com a ajuda do sistema de estabilização de imagem que vai mover o sensor levemente em cada foto para que capte a imagem de ângulos diferentes, gerando novos pixels na hora da mesclagem. Isso vai funcionar? Não sei. Na teoria é possível, mas não há indicação de qual seria essa grande resolução e nem a duração do processo. Smartphones não possuem uma ergonomia que favorece a estabilidade, então o processo tem que ser muito rápido, para evitar imagens tremidas.

Infelizmente, para a Apple e todo mundo que achou a notícia bacana, eles não descobriram o fogo e nem inventaram a roda, pois maracutaias envolvendo o deslocamento do sensor não são novidades no mundo da fotografia. A Pentax já teve uma câmera reflex que podia fazer astrofotografia compensando a rotação da Terra com o movimento do sistema de estabilização de imagem do sensor (utilizando um sistema GPS proprietário acoplado). E a Hasselblad, em 2011, lançou a H4D-200MS, uma câmera com sensor de 50 megapixels que consegue chegar a 200 megapixels de resolução mesclando quatro fotos feitas em sequência com o deslocamento do sensor. Ou seja, nada de novo no front.

apple_super_resolução

emÁudio Vídeo Fotografia Mercado Notícias

Samsung e Amazon tentaram, mas iPad ainda é sinônimo de tablet e receberia Touch ID em breve

Por em 27 de abril de 2014
Laguna_iPad_web_US_traffic_tablet_dominance

Tráfego web via tablets na América Anglo-Saxônica (Crédito: Chitika)

Os iPads (Air e Mini) foram responsáveis por 77,2% do tráfego da web via tablet nos Estados Unidos e Canadá. Pelo menos durante a primeira semana de abril, de acordo com uma pesquisa da Chitika. A empresa compilou os dados de dezenas de milhões de acessos sobre a sua rede de publicidade.

Ao comparar a pesquisa atual com a do ano anterior, vemos uma pequena queda na participação do iPad (que tinha 81,3% do tráfego web em tablets na 1ª semana de abril de 2013) mas a segunda colocada, a Samsung, subiu sua participação para 8,3 por cento (tinha 4,7% em 2013).

Outra que caiu foi a atual terceira colocada, a Amazon: seus Kindle Fire representavam 7,4% dos acessos na web por tablets na América Anglo-Saxônica em 2013 e agora representam 6,1%. Tablets do Google (Nexus) e Microsoft (Surface) tiveram subida, mas suas participações ainda são pífias (2,2 e 1,6 por cento; respectivamente).

Recentemente a Apple revelou os resultados financeiros do segundo trimestre do ano fiscal de 2014 (que vai de 1º de outubro a 31 de dezembro de 2013) e o iPad ainda continua sendo o tablet mais lucrativo do mercado. É muito provável que os sucessores dos atuais tablets da Apple sejam lançados no final deste ano e, fora o iWatch/iBand com a Nike, o rumor mais quente seria a inclusão do Touch ID em todos os próximos iPads.
continue lendo

emApple e Mac Internet Mercado Publicidade

Para justiça brasileira, Apple tem que dar suporte a produtos comprados no exterior

Por em 3 de abril de 2014

apple.jpg

Comprar produtor no exterior é, quase sempre, sinônimo de voltar para casa com o fiofó na mão, uma vez que a garantia ficará no país onde a compra foi feita. Se o produto apresentar algum problema, você que se vire para pagar do seu bolso o conserto, uma vez que a empresa fabricante não está nem aí para você. Felizmente, em alguns casos, empresas conta com o serviço de “garantia mundial”, como é o caso da Apple com alguns de seus dispositivos.

No caso específico do iPhone, a empresa até oferece “garantia mundial”, mas com a condição de o aparelho comprado no exterior ser do mesmo modelo vendido no país de origem do usuário. Como o modelo vendido no Brasil é diferente do modelo comercializado nos Estados Unidos (culpa das frequências do 4G), se você comprar um celular na terra do Obama, ficará sem garantia por aqui. Ou não.
continue lendo

emApple e Mac Destaques Mundo Estranho

Paulo Bernardo defende que empresas de internet paguem mais impostos

Por em 3 de abril de 2014

paulo-bernardo

Vocês se lembram no ano passado quando o governo brasileiro emitiu uma recomendação dizendo que Anatel e Ancine deveriam desenvolver um novo plano de tributação a fim de arrancar mais dinheiro de empresas de internet como Google, Apple, Facebook, Netflix e afins?

Pois bem, de lá para cá não se ouviu falar mais nada disso mas como bem sabemos, quando o assunto é arrecadar fundos não importa de quem seja nossa administração (independente de qual partido esteja no poder) é a mais eficiente do mundo. Em entrevista à Veja o ministro das Telecomunicações Paulo Bernardo voltou a defender a “isonomia” no cenário dos prestadores de serviços. Para ele, “se uma empresa executa um serviço e paga, a outra tem de pagar também. Tem de aplicar a legislação a todos”.

Já sabe onde vamos chegar, né?

continue lendo

emInternet Miscelâneas Telecom Web 2.0