Home » Hardware » Ex-engenheiro da NASA usa bomba de glitter para zoar ladrões de encomendas

Ex-engenheiro da NASA usa bomba de glitter para zoar ladrões de encomendas

Engenheiro disfarça uma bomba de glitter como um Apple HomePod, para aloprar espertinhos que insistiam em roubar suas encomendas

22 semanas atrás

Uma dia Mark Rober teve um problema bem chato: um casal de transeuntes furtaram uma encomenda deixada na soleira de sua porta, ato este devidamente registrado por sua câmera de segurança. Adicionando insulto à injúria, a polícia se recusou a resolver o caso, porque mesmo com o registro visual que poderia ser utilizado para identificar os meliantes, tal diligência "não valia o custo" à corporação.

Assim, Mark teve que entubar a perda do pacote, que para todos os fins e feitos legais, foi devidamente entregue em sua casa. E isso não o deixou nada feliz.

Bomba de glitter, disfarçada de um Apple Homepod em ação (frame)

Só que Mark, além de um YouTuber relativamente conhecido, é também um engenheiro mecânico de primeira linha, que trabalhou por nove anos no Jet Propulsion Laboratory da NASA - desses, sete foram dedicados especificamente ao hardware integrado à Curiosity, que desde 2012 está trazendo mais e mais informações sobre Marte. Logo, ele decidiu que deveria dar o troco nesse tipo de gente, do jeito mais high-tech e divertido possível.

Como? Com uma bomba de glitter disfarçada de um HomePod, a caixinha de som esperta da Apple e claro, um objeto que chama a muita atenção ao ser visto dando sopa.

RuPaul com mangueiras de glitter

O projeto, desenvolvido em conjunto com o engenheiro eletrônico e "maker" Sean Hodgins (em outros tempos, o termo seria "micreiro") consistiu em um controlador (aparentemente um Raspberry Pi A+) para gerenciar o sistema, uma ventoinha poderosa o bastante para espalhar glitter para todo lado e um spray de peido, para adicionar mau cheiro à equação.

Mark utilizou uma impressora 3D para o molde que acomoda, além dos itens acima, dois sensores que informam à placa que a tampa foi removida, que dispara a ventoinha, aciona os quatro celulares LG G5, importantes para filmar os espertinhos (o feed era transmitido para a nuvem, para que Mark pudesse acessa-lo) e o spray, que borrifa cinco doses de pum enlatado a cada 30 segundos, de modo a forçar o picareta a se livrar da caixa antes de perceber a presença dos celulares.

O pacote-bomba seria rastreado via GPS, graças ao acelerômetro da placa; a tampa possui furos para duas câmeras, e uma etiqueta personalizada que caso o ladrãozinho fosse atento, perceberia que há algo errado ao ler o nome do remetente.

Claro que vários espertões esperando faturar um HomePod de graça não estão preocupados com detalhes, o que nos leva ao resultado final:

Temos que dizer tal ação não é o ideal, Mark nem poderia usar o argumento de furto já que está aplicando uma pegadinha, o certo é a polícia mostrar serviço e ir atrás de furtadores de encomendas e evitar situações de vingança, mas é gratificante ver pilantras se dando muito mal para limpar uma nuvem de glitter de suas roupas, carros, móveis e etc. Um material desenvolvido no último círculo do inferno que gruda em tudo, embora inofensivo. Sem falar no cheiro.

Se estiver interessado, Sean Hodgins compartilhou um outro vídeo explicando alguns detalhes da bomba de glitter, embora nem ele, nem Mark tenham compartilhado o passo-a-passo. De qualquer forma, curiosos e fuçadores podem ver este como um bom projetinho para um fim de semana chuvoso.

Com informações: 9to5Mac.

relacionados


Comentários