Home » Indústria » Apple vendeu 46,9 milhões de iPhones no 3º trimestre civil

Apple vendeu 46,9 milhões de iPhones no 3º trimestre civil

No terceiro trimestre civil de 2018, a Apple lucrou US$ 14,13 bilhões vendendo 46,9 milhões de iPhones pelo mundo.

01/11/2018 às 19:03

Nesta quinta-feira (01/11) a Apple apresentou o relatório financeiro do quarto trimestre fiscal de 2018 (Q4 FY 2018), período que corresponde ao terceiro trimestre civil do ano, abrangendo os meses de junho a setembro. Sem maiores surpresas, a Maçã de Cupertino continua a ser uma empresa gigante e saudável.

Vamos aos números:

RELATÓRIO FINANCEIRO DA APPLE
Período →Q4 FY 2017
(julho a setembro de 2017)
Q4 FY 2018
(julho a setembro de 2018)
Diferença
ReceitaUS$ 52,58 bilhõesUS$ 62,9 bilhões+ 19,63%
LucroUS$ 10,71 bilhõesUS$ 14,13 bilhões+ 31,83%

No panorama geral, vemos um belo aumento de 19,63% na receita em relação a Q4 FY 2017 e um senhor aumento de 31,83% no lucro trimestral, que somou US$ 14,13 bilhões no Q4 FY 2018. Quais os responsáveis pela bela receita de 62,9 bilhões de dólares do quarto trimestre fiscal da Apple?

Laguna_Apple_Park_2018_peq

Apple Park em junho (crédito: Toby Harriman)

Abaixo temos o sumário de vendas por setor:

SUMÁRIO DE VENDAS DA APPLE
Período →Q4 FY 2017Q4 FY 2018DiferençaReceita
Q4 FY 2018
diferença
em relação a
Q4 FY 2017
iPhone46,68 milhões de unid46,89 milhões de unid+ 0,45%US$ 37,185 bilhões+ 28,9%
iPad10,3 milhões de unid9,7 milhões de unid– 6%US$ 4,09 bilhões– 15%
Mac5,4 milhões de unid5,3 milhões de unid– 2%US$ 7,4 bilhões+ 3%
ServiçosUS$ 9,98 bilhões+ 17%
Outros produtosUS$ 4,2 bilhões+ 31%
TOTAL:US$ 62,9 bilhões

Com o número de vendas estáveis nos smartphones, o iPhone X foi o grande responsável pelo aumento anual da receita do quarto trimestre fiscal da Apple. O smartphone teve a média de preço de US$ 793, um aumento de 28%. A média de preço dos iPhones vendidos era de US$ 618 no Q4 FY 2017.

Os iPads tiveram grande queda na receita, e, assim como os Macs, os tablets viram pequena queda nas vendas. Fenômeno normal pois são produtos duráveis, cujos consumidores trocam só quando quebram. E no caso dos Macs, há forte concorrência. As médias de preço foram US$ 422 (– 9,8%) para os iPads e US$ 1.399 (+ 5,1%) para os Macs.

Os mais de 200 milhões de assinantes do Apple Music, Apple Pay e iCloud fizeram a Maçã de Cupertino arrecadar US$ 9,98 bilhões. Um crescimento de 17% em relação ao trimestre correspondente do ano anterior. Outros produtos (incluindo a linha iPod, Apple Watch e aqueles fones da Beats) responderam pelos US$ 4,2 bilhões restantes da receita global da Apple no terceiro trimestre civil de 2018. Alta de 31% na arrecadação em relação a Q4 FY 2017.

Bom lembrar que no próximo trimestre (Q1 FY 2019) a Apple não vai mais divulgar os números de vendas dos iPhones, iPads e Macs. Aí vai ficar mais difícil para nós entusiastas tentarmos deduzir a média de preço dos aparelhos vendidos e especular os motivos. A Maçã de Cupertino deve ter seus motivos, assim como a Microsoft tem para esconder as vendas do Xbox One.

Fonte: 9 to 5 Mac.


Leia mais sobre: , , , , , , .


relacionados


Comentários