Meio Bit » Entretenimento » DCEU na era James Gunn: saiba o que muda — Parte 3

DCEU na era James Gunn: saiba o que muda — Parte 3

Na última parte sobre o novo DCEU de James Gunn, descubra o futuro de mais séries e filmes, das animações e até dos games

15/12/2022 às 9:41

Na primeira parte de nosso especial sobre o futuro do DCEU (Universo Estendido da DC), você viu como o estúdio da Warner Bros. Discovery (WBD) mudou de mãos, de Walter Hamada para James Gunn e Peter Safran, e descobriu como os principais heróis da casa serão tratados, no cinema e na TV, daqui para a frente.

Nota: sim, eu sei que o nome é DCU agora, estou usando DCEU por motivos de "deu na telha".

Justiça Jovem foi cancelada porque a Warner não queria garotas assistindo à série, voltou por insistência dos fãs... e foi cancelada de novo (Crédito: Reprodução/HBO Max/Warner Bros.)

Justiça Jovem foi cancelada porque a Warner não queria garotas assistindo à série, voltou por insistência dos fãs... e foi cancelada de novo (Crédito: Reprodução/HBO Max/Warner Bros.)

Nesta terceira e última parte (juro!), vamos falar de todo o resto, incluindo o anúncio de que animações e games também serão integrados.

Pacificador

A 2.ª temporada de Pacificador pode demorar a sair, mas está garantida (Crédito: Reprodução/HBO Max/Warner Bros.)

A 2.ª temporada de Pacificador pode demorar a sair, mas está garantida (Crédito: Reprodução/HBO Max/Warner Bros.)

Não há muito o que dizer, além de que a primeira temporada foi um sucesso, John Cena surpreendeu como um vigilante bem mais tridimensional do que se pensava, e o elenco secundário é igualmente ótimo.

Como projeto pessoal de James Gunn, a segunda temporada de Pacificador está mais do que garantida, mas não tem data para sair.

Besouro Azul

O filme do Besouro Azul com Xolo Madurenã está garantido (Crédito: Reprodução/DC Comics)

O filme do Besouro Azul com Xolo Madurenã está garantido (Crédito: Reprodução/DC Comics)

Não muito tempo atrás, a DC iniciou os trabalhos de um filme do Besouro Azul, outro personagem da Era de Ouro dos quadrinhos, que teve pelo menos três encarnações diferentes. O atual "parceiro" do escaravelho místico/tecnológico alienígena, o jovem latino Jamie Reyes, já apareceu em outras mídias, de animações como Justiça Jovem e DC Super Hero Girls, a games como Injustice 2.

Originalmente planejado para o HBO Max, a cúpula da DC mudou tudo e o escalonou para o cinema, quando as filmagens já haviam começado. Houve boatos de que ele poderia ser cancelado, até porque quando Batgirl rodou, todos os olhos se voltaram para este filme.

Segundo James Gunn, a estreia de Besouro Azul está garantida para 2023, ainda sem data definida; Xolo Madureña, de Cobra Kai, viverá Reyes, enquanto Bruna Marquezine ficou com o papel de Jenny, interesse amoroso do herói, e uma personagem que não existe nas HQs.

Strange Adventures

Adam Strange é um personagem pouco explorado fora das HQs (Crédito: Reprodução/DC Comics)

Adam Strange é um personagem pouco explorado fora das HQs (Crédito: Reprodução/DC Comics)

Strange Adventures, uma antologia em episódios planejada para o HBO Max, deveria reunir histórias e personagens menos explorados, como Adam Strange, um humano que vai parar em um mundo alienígena por acidente. É o mesmo conceito de Flash Gordon e Buck Rogers, e vale também para Peter Quill/Senhor das Estrelas.

A série seria produzida por Greg Berlanti, o cérebro da CW, e contaria com um episódio dirigido por Kevin Smith, em que Perry White e Jimmy Olsen seriam sequestrados por Bizarro, para quem ele queria Nicolas Cage no papel.

Pois foi o próprio Smith, que, recentemente, revelou o cancelamento de Strange Adventures, entre as várias produções cortadas durante o processo de fusão entre a Warner e a Discovery.

Supergêmeos

Os Supergêmeos sempre foram heróis simpáticos, que demoraram MUITO para chegarem às HQs (Crédito: Reprodução/Hanna-Barbera/Warner Bros.)

Os Supergêmeos sempre foram heróis simpáticos, que demoraram MUITO para chegarem às HQs (Crédito: Reprodução/Hanna-Barbera/Warner Bros.)

Zan, Jayna e o macaco Glick são os adoráveis super-heróis criados pela Hanna-Barbera para o desenho dos Superamigos. Os Supergêmeos são aliens transformos com habilidades distintas, ativadas quando se tocam; Jayna pode virar qualquer animal que quiser, e Zan converte seu corpo em um dos três estágios da água, incluindo diversos utensílios de gelo.

Infelizmente, Supergêmeos foi desativado na onda de cancelamentos de projetos, pelo mesmo motivo de Batgirl: no novo DCEU, não há lugar para filmes de menor escala, voltados para o HBO Max.

O elenco contaria com KJ Apa, o Archie de Riverdale, como Zan, e Isabel May, a Veronica Duncan de Jovem Sheldon, como Jayna.

Liga da Justiça Sombria

O grupo de "heróis" místicos da DC não deve sair da gaveta tão cedo (Crédito: Reprodução/DC Comics)

O grupo de "heróis" místicos da DC não deve sair da gaveta tão cedo (Crédito: Reprodução/DC Comics)

O projeto centrado nos heróis místicos da DC, mais John Constantine, aquele canalha, está no development hell há muito tempo. Guillermo del Toro e George Miller entraram e saíram, e em 2020, JJ Abrams teria sido incumbido de gerenciar toda a sublinha sobrenatural do DCEU, com Liga da Justiça Sombria migrando de filme para série.

No entanto, a iniciativa como um todo não deve ir para a frente, por conta de mudanças recentes com dois personagens centrais.

Constantine

O Constantine de Keanu Reeves vai voltar, por incrível que pareça (Crédito: Reprodução/Warner Bros.)

O Constantine de Keanu Reeves vai voltar, por incrível que pareça (Crédito: Reprodução/Warner Bros.)

Matt Ryan É John Constantine, ao menos para a TV. O ator conseguiu canalizar toda a canalhice e sarcasmo do personagem, e sua versão transitou entre vários projetos, da série própria a Legends of Tomorrow, e a série animada Harley Quinn.

No entanto, a Warner decidiu que o filme deveria resgatar o atual ator querido por todos, Keanu Reeves, que viveu John Constantine em 2005, mas para TV e streaming. O filme, que sairia para o HBO Max,  será negociado com outros estúdios, consequência da estratégia interna de focar em blockbusters para a telona.

Zatanna

Eu duvido que a Zatanna vai usar meia arrastão no filme, mas este é o traje clássico da personagem (Crédito: Reprodução/DC Comics)

Eu duvido que a Zatanna vai usar meia arrastão no filme, mas este é o traje clássico da personagem (Crédito: Reprodução/DC Comics)

Zatanna Zatara, a feiticeira que lança magias recitando-as de trás para a frente, também já deu as caras em diversas mídias, quase todas animadas; sua única versão em live-action é a que apareceu em Smallville. Ainda assim, ela também ganharia um filme para o HBO Max.

Mas, assim como aconteceu com o Constantine de Reeves, o projeto será negociado com estúdios externos.

CW e o Arrowverso 

A última temporada de Flash, que encerrará o Arrowverso, terá só 13 episódios (Crédito: Reprodução/Berlanti Productions/Warner Bros.)

A última temporada de Flash, que encerrará o Arrowverso, terá só 13 episódios (Crédito: Reprodução/Berlanti Productions/Warner Bros.)

Greg Berlanti carregou sozinho, por anos, a CW nas costas com suas adaptações de heróis da DC para a TV. O sucesso de Arrow e Flash permitiu à Warner dar sinal verde para diversas outras produções, e até mesmo o Superman foi tirado do pedestal, embora Batman e Mulher-Maravilha continuem lá.

Com o tempo, as séries foram sendo encerradas, uma a uma. Primeiro foi Arrow, depois Raio Negro e Supergirl, e Batwoman foi cancelada após uma série de problemas, incluindo troca de protagonista; Green Arrow and The Canaries, um spin-off de Arrow, rodou antes do lançamento, e então foi a vez de Legends of Tomorrow, que pôde ser encerrada dignamente.

Na sequência, veio a razão dos cancelamentos: o canal CW, uma joint entre a Warner e a CBS, foi vendido para Nexstar. Flash vai encerrar a Era Berlanti e o Arrowverso em uma 9.ª temporada compacta, de apenas 13 episódios, que estreia em fevereiro de 2023.

Por mim, que Grant Gustin assuma o Flash no cinema, no lugar de Ezra Miller.

Naomi

Naomi não passou da primeira temporada (Crédito: Reprodução/Warner Bros.) / dceu

Naomi não passou da primeira temporada (Crédito: Reprodução/Warner Bros.)

Ainda no tema CW, a confirmação de uma série baseada na HQ Naomi foi uma surpresa, por ser um personagem recente. Criada por Brian Michael Bendis em 2019, a obra é centrada em uma adolescente fã de heróis, e extremamente curiosa, que descobre ter poderes.

A série, criada pela para lá de bem quista Ava DuVernay (Selma), agradou público e crítica, mas não a Warner, que cancelou Naomi após apenas uma temporada.

Novos Deuses/O Quarto Mundo de Jack Kirby

A saga que apresentou Darkseid, os Novos Deuses, Nova Gênese e Apokolips, é considerada por muitos a obra-prima de Jack Kirby (Crédito: Reprodução/DC Comics) / dceu

A saga que apresentou Darkseid, os Novos Deuses, Nova Gênese e Apokolips, é considerada por muitos a obra-prima de Jack Kirby (Crédito: Reprodução/DC Comics)

Fato: Ava DuVerney está zicada com o DCEU.

Além de Naomi, a diretora conseguiu garantir para si a produção de um dos projetos mais ambiciosos da editora, a adaptação da Saga do Quarto Mundo, a epopeia cósmica de Jack Kirby, que introduziu Darkseid, Órion e os demais Novos Deuses, nos quadrinhos. O projeto, que não foi tocado da maneira que o autor queria, levou Kirby a reaproveitar ideias descartadas quando voltou para a Marvel Comics, levando à criação dos Eternos.

Segundo a diretora, a Warner não se alinhou com sua ideia de explorar personagens que a empresa não queria que recebessem destaque, e projeto foi fulminado pelos feixes ômega dos executivos. Vai entender.

Superman & Lois

Superman & Lois, que agora se passa em um universo próprio, terá um novo ator como Jon Kent (Crédito: Reprodução/Warner Bros. Television) / dceu

Superman & Lois, que agora se passa em um universo próprio, terá um novo ator como Jon Kent (Crédito: Reprodução/Warner Bros. Television)

Originalmente uma obra do CW, Superman & Lois se passa agora em um universo isolado, onde Clark Kent é o único herói da Terra. Isso foi feito para cortar ligações com o quase defunto Arrowverso.

A série volta para uma terceira temporada em março de 2023, agora com o ator Michael Bishop como Jonathan Kent, já que Jordan Elsass saiu da série por motivos pessoais. Ainda assim, um cancelamento posterior não está totalmente descartado.

Stargirl, Titãs e Patrulha do Destino

Stargirl rodou; Titãs e Patrulha do Destino, ninguém sabe (Crédito: Reprodução/Warner Bros. Television) / dceu

Stargirl rodou; Titãs e Patrulha do Destino, ninguém sabe (Crédito: Reprodução/Warner Bros. Television)

Stargirl, um projeto pessoal de Geoff Johns, foi uma série simpática e honesta, que não escapou do machado da Warner. O showrunner, no entanto, se antecipou e gravou duas versões do último episódio da terceira temporada, um com um gancho, e outro, que foi usado, com um final digno.

Titãs e Patrulha do Destino por enquanto seguem, com as mais recentes temporadas resumidas a 6 episódios, de modo similar ao que aconteceu com Flash. Greg Walker, atual produtor executivo de ambas, diz que elas estão em "modo de espera", o que deve incluir os planos de James Gunn e Peter Safran para o ex-DCEU.

Ambas séries podem ser canceladas no futuro próximo, ou não; só nos resta aguardar para ver.

ATUALIZAÇÃO: como previsto, Titãs e Patrulha do Destino foram canceladas; suas respectivas quartas temporadas, que foram divididas em duas partes, serão as últimas.

Tropa dos Lanternas Verdes

Série dos Lanternas Verdes ainda deve rolar, mas a Warner puxou o freio (Crédito: Reprodução/DC Comics) / dceu

Série dos Lanternas Verdes ainda deve rolar, mas a Warner puxou o freio (Crédito: Reprodução/DC Comics)

A série baseada na Tropa dos Lanternas Verdes, outro projeto de Greg Berlanti, foi comissionada em 2021 para o HBO Max, e os atores Finn Wittrock e Jeremy Irvine escalados como Guy Gardner e Alan Scott, respectivamente. Desde então, ninguém sabe, ninguém viu.

Informes recentes apontam que a série continua em desenvolvimento, mas em um ritmo mais lento, até porque a série vai ser bem cara, dados os efeitos visuais.

Gotham Knights

Todo mundo apostava que Gotham Knights iria rodar, mas... (Crédito: Divulgação/Warner Bros. Television) / dceu

Todo mundo apostava que Gotham Knights iria rodar, mas... (Crédito: Divulgação/Warner Bros. Television)

ESTE é um projeto que todo mundo pensou ter rodado, mas a verdade é que Gotham Knights está bem adiantado. A série, focada em jovens fugitivos de Gotham City, após o suposto assassinato de Bruce Wayne, ainda será lançada. Só não se sabe onde, já que era um projeto do CW, nem quando.

De qualquer forma, Gotham Knights não terá nenhuma ligação com o Arrowverso.

Pennyworth

Até o momento, Pennyworth continua (Crédito: Reprodução/Warner Bros. Television) / dceu

Até o momento, Pennyworth continua (Crédito: Reprodução/Warner Bros. Television)

A piada de Jovens Titãs em Ação nos Cinemas se revelou uma série excelente. Pennyworth revela o passado de Alfred, o mordomo e figura paterna de Bruce Wayne, em uma Londres MUITO parecida com a vista na Graphic Novel V de Vingança, de Alan Moore.

Originalmente do canal Epix, a terceira temporada foi também exibida no HBO Max, e por enquanto, não há nada sobre renovação ou cancelamento.

Sandman e o acordo com a Netflix

David Zaslav está furioso com a Netflix, porque a Warner gastou US$ 15 milhões/episódio de Sandman, mas vai receber sua parte a conta-gotas (Crédito: Divulgação/Warner Bros./Netflix) / dceu

David Zaslav está furioso com a Netflix, porque a Warner gastou US$ 15 milhões/episódio de Sandman, mas vai receber sua parte a conta-gotas (Crédito: Divulgação/Warner Bros./Netflix)

Sandman é um espetáculo, é tudo o que os fãs esperavam de uma adaptação da obra máxima de Neil Gaiman nas HQs. Ela é também extremamente cara, cada episódio custou em torno de US$ 15 milhões à Warner, e aqui começam os problemas.

O acordo firmado com a Netflix, vigente há vários anos, prevê que a WB banque a produção sozinha, o serviço de streaming distribui, e só depois repassa a parte cabível, mas aos poucos. E David Zaslav não gosta dele, mesmo tendo assumido o cargo de CEO e tendo-o encontrado em vigência; na sua visão, o acordo é uma parceria Caracu, e vai de encontro à ideia de lucro acima de tudo, a qualquer custo.

O incômodo foi tanto, que tão logo a Netflix anunciou que Sandman seria renovada para uma segunda temporada, Zaslav paralisou todas as vendas de séries prontas da Warner para a plataforma, como Sweet Tooth, You e Manifest, até que o acordo seja revisto de alto a baixo.

Isso não significa que Sandman será cancelada, mas a possibilidade existe. Por outro lado, não há nenhuma menção se ela será integrada ao DCEU; por enquanto, ela pernacece em um universo isolado.

As animações

Animações direto para vídeo, como Batman: O Cavaleiro das Trevas, podem se tornar mais escassas (Crédito: Reprodução/Warner Bros. Animation) / dceu

Animações direto para vídeo, como Batman: O Cavaleiro das Trevas, podem se tornar mais escassas (Crédito: Reprodução/Warner Bros. Animation)

A Warner de David Zaslav priorizou o cinema sobre a TV e streaming, o que inclui também as animações. A ideia de Gunn e Safran é unificar tudo sob o ex-DCEU, o que até o momento não está muito claro, mas pode envolver produções alinhadas com o que será produzido para a tela grande. Apesar de What If...?, a Disney prefere deixar ambas mídias da Marvel separadas, o que não deve acontecer com a rival.

Isso explicaria, por exemplo, os cancelamentos recentes de Justiça Jovem, uma série excelente com uma trajetória complicada, e Batman: The Cape Crusader, que seria produzida por JJ Abrams, Ed Brubaker, Bruce Timm e Matt Reeves, embora esta possa ser negociada com estúdios externos.

O mesmo pode se aplicar a longas animados, que adaptam HQs clássicas como O Cavaleiro das Trevas, O Longo Dia das Bruxas, e A Morte e Retorno do Superman, que podem rarear no futuro.

Os games

Suicide Squad: Kill the Justice League não deve ser integrado ao novo DCEU, diferente dos futuros títulos (Crédito: Divulgação/Rocksteady Studios/Warner Bros. Games) / dceu

Suicide Squad: Kill the Justice League não deve ser integrado ao novo DCEU, diferente dos futuros títulos (Crédito: Divulgação/Rocksteady Studios/Warner Bros. Games)

A novidade que ninguém entendeu até agora, muito menos do que a integração das animações. Games sempre entregaram aventuras contidas nelas mesmas, ou em séries/franquias à parte de uma experiência intermídia.

A Ubisoft tenta há anos justificar uma abordagem interligada para Assassin's Creed, com games, livros, HQs referenciando uns aos outros, mas a ideia não deu muito certo com o filme. A Disney então nem tenta, ela sabe que ninguém vai se prestar a consumir tudo da Marvel para entender o que está acontecendo.

NESTA eu não boto fé. Os gamers são em geral muito avessos a depender de várias mídias para apreciar uma história, e o anúncio de James Gunn em integrá-los ao novo DCEU não está agradando.

E o Snyderverso?

Sem dourar a pílula: a Mulher Gorda cantou para o Snyderverso (Crédito: Reprodução/Access Entertainment/Dune Entertainment/DC Studios/Atlas Entertainment/The Stone Quarry/Warner Bros. Studios) / dceu

Sem dourar a pílula: a Mulher Gorda cantou para o Snyderverso (Crédito: Reprodução/Access Entertainment/Dune Entertainment/DC Studios/Atlas Entertainment/The Stone Quarry/Warner Bros. Studios)

Esta eu deixei por último de propósito.

O Snyder Cut de Liga da Justiça custou US$ 70 milhões a mais, permitiu a Zack Snyder, de forma inédita, dar ao seu filme um tratamento que ele jamais conseguiria para o cinema, mas a verdade é que os executivos da Warner se arrependeram da ideia.

A conclusão que a cúpula chegou é que, ao invés de dar ouvidos aos fãs, que insistiram por meses pelo lançamento do Snyder Cut, a Warner deveria tê-los ignorado desde o início, já que o projeto não deu o retorno satisfatório, e nem daria, visto que saiu só no HBO Max. O episódio só serviu para inflar ainda mais o ego do diretor, que se acha o maior de todos os tempos, e não rendeu nenhum crédito à companhia.

Pior, ele acabou por tornar o público mais vocal, exigindo que o Snyderverso seja totalmente restaurado, o que agora, sob a gestão de Gunn e com as ordens de Zaslav, não vai acontecer. Na verdade, Snyder nem parece mais tão disposto a continuar seus projetos para o DCEU, e também não poderá mais meter o bedelho em outros não dirigidos por ele. Basicamente, sua carta branca foi cassada em definitivo.

Resta saber se a Warner aprendeu a lição, ou se a fome por dinheiro continuará falando mais alto (a gente sabe o que vai acontecer, na verdade).

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários