Home » Entretenimento » Batwoman - O mais próximo da série do Batman que vamos chegar

Batwoman - O mais próximo da série do Batman que vamos chegar

Batwoman é a nova série do CW. Soa como oportunismo mas é personagem de 1956 que surgiu com o nobre objetivo de transformar Bruce Wayne em um moço direito

08/10/2019 às 1:04

A Batwoman, a Mulher-Morcego, é uma maravilhosa mulher muito rica que vive na capital. Ela colocou sua fortuna a serviço da justiça lutando incansavelmente contra o mal. Dotada de qualidades incomuns, em pouco tempo ela dominou todos os esportes. Debaixo de sua máscara, e com o nome "A Mulher-Morcego", ela se tornou uma incrível lutadora de luta-livre. Esta é a Mulher-Morcego!

(Um momento, o Mobifone está tocando)

OK, ok, aparentemente houve um engano. La Mujer Murcielago foi um filme de batxploitation de 1968 (o trailer incrível você assiste aqui) made in Mexico, kibando descaradamente o Batman do Adam West, e ironicamente lançado pouco antes da estréia da 3ª temporada da série, e a introdução da Batgirl.

A Batwoman de quem eu deveria estar falando é a protagonista da nova série do CW, mais uma integrante do Arrowverso:

A personagem apareceu ano passado no crossover anual das séries, foi aprovada por público, crítica e principalmente executivos, um piloto foi encomendado e agora Batwoman chega à TV, com a australiana Ruby Rose como protagonista, mas a personagem é bem, bem mais antiga.

Kathy Kane, a primeira Batwoman, surgiu em 1956. Ela era uma herdeira rica e atriz circense (duas coisas que defnitivamente não andam juntas, uma hora ela decidiu que iria descobrir o Segredo do Morcego (thanks, Laerte) e usou seu dinheiro para combater o crime como uma vigilante mascarada, e assim atrair a atenção do Batman.

A personagem foi criada a toque de caixa para ser um interesse amoroso de Batman, e aplacar a fama de que o relacionamento entre Bruce Wayne e Dick Grayson era mais que platônico, obra entre outros de Fredric Wertham (que arda no Inferno) e seu livro "Sedução dos Inocentes".

AQUI COMEÇAM OS SPOILERS DE BATWOMAN

Batwoman acabou se tornando extremamente popular, mas quando o editor Julius Schwartz assumiu os títulos do morcegoso, a personagem foi colocada para escanteio junto com o resto da bat-família, Batwoman saiu do ar em 1964 e fora aparições esporádicas só voltou mesmo em 2006, e como suprema ironia agora ela era lésbica.

A Kate Kane da série é basicamente essa versão, uma prima de Bruce Wayne, ela viu a mãe e a irmã morrerem em um acidente que ela crê ser culpa do Batman. Já adulta ela é expulsa da academia militar depois de ser flagrada em lesco-lesco lésbico com Sophie Moore, que renega o relacionamento, não é expulsa, se forma e acaba trabalhando para a empresa de segurança de Jacob Kane, pai de Kate.

Kate Kane, Batwoman batwomando.

Uma semana antes da formatura. Na pista de treinamento. Em plena luz do dia. Kate Kane não é a faca mais afiada da gaveta.

Kate enquanto isso viaja pelo mundo com a grana do pai, (Bruce Wayne estava certo, dinheiro é um superpoder) treinando com os melhores mestres de artes marciais, com o objetivo de trabalhar com o pai.

Batman e coincidentemente Bruce Wayne abandonaram Gotham três anos atrás, e agora a Crow Security ajuda a polícia a tomar conta da cidade. Durante uma cerimônia vários guardas são mortos, Sophie é sequestrada e a irmã adotiva de Kate telefona para o Sensei dela. Usando o mesmo agente de viagens que Bruce Wayne usou para sair daquele buraco onde consertavam espinhela caída, Kate volta para Gotham basicamente no dia seguinte, e começa a investigar.

Todo sensei que se preza tem um telefone de satélite.

Todo sensei que se preza tem um telefone de satélite.

Ela invade o prédio das Empresas Wayne, em três anos ele se tornou um emaranhado de raízes, plantas crescendo para todos os lados e quem não conhece imagina que Alec Holland, a Hera Venenosa e a Orquídea Negra fizeram uma festinha de embalo no saguão, mas eu divago.

Kate é flagrada por Luke Fox, filho de Lucius Fox (você não achou que o CW tinha verba pro Morgan Freeman, achou?), rende o cara em uns 30s, e parte para o momento mais inacreditável do episódio: Ela acessa o computador e usa a senha de Bruce: Alfred. Isso mesmo, o maior detetive do mundo, o sujeito que tem planos D caso os planos A B e C não funcionem, usa como senha... Alfred.

Lucius Fox rendendo a Batwoman com um taser. Quá.

Lucius Fox rendendo a Batwoman com um taser. Quá.

Ela sai atrás dos sequestradores, apenas para ser capturada pelos capandas de Red Alice, uma excelente caracterização de Rachel Skarsten:

Inexplicavelmente (mas depois é explicado) Kate apanha feito cão ladrão, mas depois é solta. Decidida a desvendar o caso, ela volta para o prédio das Empresas Wayne, e tenta forçar Fox a dizer aonde Bruce Wayne está, quando Kate repara que a caixa onde está exposto o colar de pérolas de Martha Wayne (MARTHHHAAAAAAA!!!) está fora de lugar. Ela mexe, e bingo: Abre o Bat-elevador (acho que os bat-postes saíram de moda) pra bat-caverna.

Cataram tudinho.

Cataram tudinho.

Kate descobre o segredo, Luke mostra que Bruce nunca deixou de pensar no acidente, ela entende que Batman não era o vilão, que ele sempre se preocupou com os inocentes. Ela também percebe que os bandidos em Gotham não tem mais medo da polícia, nem das forças paramilitares, muito menos dela. Mas têm medo do Batman.

Em um momento que faz garotinhas gritarem e aqueles incels chatos rangerem os dentes, Kate chega perto do uniforme do Batman, e diz para Luke Fox:

Batman ou Batwoman?

"Eu preciso que você conserte este traje para mim"

"Esse traje é literalmente perfeito"

"Será, quando servir em uma mulher"

Enquanto isso Alice coloca uma bomba no parque onde estão passando uma sessão de cinema (sim, CLARO que é A Marca do Zorro) e em uma prancha no alto em um prédio em construção, coloca Sophie. Jacob Kane tem que escolher entre salvar sua funcionária  ou os inocentes no parque, mas Batwoman aparece, e salva o dia.

Na manhã seguinte Kate e Sophie se encontram, pela primeira vez em muitos anos, logo em seguida o marido de Sophie aparece. Ops.

A população de Gotham celebra a volta de Batman, o pai de Kate diz que ele a manteve afastada pois não aguentaria perdê-la, mas se ela quiser pode sim trabalhar na empresa. Kate decide que Gotham precisa de um Bat, qualquer Bat. Logo em seguida ela examina o canivete que tirou da Red Alice e descobre a identidade secreta da vilã.

Como fica Batwoman no Multiverso?

Batwoman por pura inércia é o show mais dark do Arrowverso, mas isso não é uma coisa ruim. Não é dark dark, é Dark Batman. E sim, a Batwoman é um Batman metaforicamente de saias, por um lado isso a torna menos interessante, por outro dá mais espaço pro desenvolvimento da Kate Kane.

A DC/Warner é neurótica em mostrar seus personagens top, Supergirl levou um bom tempo pra convencer os executivos a liberarem o Super-Homem, já o Batman só era mencionado de passagem, a primeira vez em que ele deu as caras foi no final da primeira temporada de Titãs. Mesmo assim agora ele só aparece como Bruce Wayne.

Batman dificilmente aparecerá tão cedo em Batwoman, mas isso não significa que outros heróis não apareçam. Assim como a DC fez nos quadrinhos, o pessoal da CW fez um imenso samba do crioulo doido de Universos, o pessoal da Terra-38 (o Universo da Supergirl) e o da Terra-1 (Barry Allen, Oliver Queen) se visita o tempo todo, e Batwoman se passa... na Terra-1.

Claro, depois do crossover deste ano, que será Crise nas Infinitas Terras, tudo isso vai mudar.

Conclusão:

Batwoman veio para ficar. Não é uma idéia nova, não é reescrever a História, não está roubando o lugar do Batman. Se é esse seu discurso, lamento, você está 13 (ou 63, dependendo de como conta) anos atrasado. Personagens femininas chutadoras de bundas são sempre bem-vindas, quando menos Vic Vales histéricas e inúteis (sorry Kim Bassinger, te amo), melhor. Batwoman vai trazer mais histórias para um multiverso cheio de possibilidades, e se isso não foi feito antes, foi por pura falta de imaginação.

Que venham mais episódios, e que venha logo a peruca Jessica Rabbit!

Cotação:

4/5 Robins Desolados

 

Trailer de Batwoman:

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários