Mobile
Mobile
Digital Drops Blog de Brinquedo

Quase metade do lucro dos jogos mobile vem de apenas 0,22% dos jogadores

Por em 10 de abril de 2014

mobile

Com algumas empresas e pequenos desenvolvedores faturando verdadeiras fortunas com o desenvolvimento de jogos para dispositivos móveis, muitas pessoas tem olhado para esse mercado e visto ali uma excelente oportunidade de negócios. Porém, um estudo mostrou que ter sucesso neste ramo pode ser muito mais difícil do que aparenta.

Realizado por uma empresa chamada Swrve, a pesquisa coletou os dados de 30 jogos durante 90 dias e rastreou o comportamento de mais de 10 milhões de jogadores. No fim, eles descobriram que apenas 2,2% dessas pessoas gastaram algum dinheiro com os games e pior, 46% de todo o valor arrecadado veio de apenas 0,22% dos jogadores.

continue lendo

emCelulares Games Indústria Jogos

Sony Digital Paper: Tablet com tela e-ink é leve, fino e bem caro

Por em 28 de março de 2014

sony-digital-paper-2

O Digital Paper da Sony é um híbrido entre um tablet e um eReader que pesa apenas 357 gramas, mesmo com uma bela tela E-Ink de 13,3 polegadas. O tablet é perfeito como bloco de notas, e também para ilustrações e desenhos, e vem com uma caneta stylus em um suporte lateral. O Digital Paper também pode ser usado como leitor de livros, pois a tela tem 16 níveis de cinza e ótimo contraste, além de uma resolução de 1200 x 1600 pixels.

O segredo do preço da leveza do Digital Paper é que a tela tem tecnologia Mobius e usa plástico ao invés de vidro, o que a torna flexível, embora isto não tenha sido aproveitado neste tablet. Com 4 GB de memória interna e um slot microSD, espaço não ser um problema, mas o tablet também tem conectividade Wi-Fi, que usa para compartilhar os arquivos.

sony_digital_paper_2

Este aparelho só lê arquivos PDF, mas a Sony diz que ele virá acompanhado por um programa para converter outros formatos para ele. O Digital Paper também fica devendo na falta de iluminação, mas o grande defeito dele não é nenhum destes, é sim o seu preço, salgados US$ 1.100.

Se relevarmos o seu custo, o Digital Paper me parece ser um produto bem interessante para o público para o qual foi projetado, como universidades, escritórios de advocacia, grandes empresas ou instituições. Saiba mais sobre o Digital Paper na Sony.

Fontes: Digital Drops e Extreme Tech.

continue lendo

emDestaques Hardware Mercado

Jogos F2P, a mina de ouro da App Store e Google Play

Por em 25 de fevereiro de 2014

Puzzle-&-Dragons

A discussão sobre os jogos para dispositivos móveis e free-to-play acabarem com os games tradicionais parece ter ficado no passado, afinal existe espaço para todos os estilos. No entanto, a quantidade de dinheiro que esses “novos concorrentes” tem gerado é impressionante e um levantamento feito pela empresa Distimo mostrou que eles só tendem a se tornar mais numerosos.

Se levarmos em consideração apenas os Estados Unidos, hoje a receita gerada pelas microtransações em games seria responsável por 79% de todas as vendas realizadas nas lojas do iOS a Android, um aumento considerável em relação aos 66% registrado no ano passado e quase o dobro do número visto em 2012, que era de 46%.

Porém, a situação se mostra ainda mais impactante quando olhamos para mercados como a China ou o Japão, onde 94% de todo o dinheiro gasto na App Store e no Google Play são referentes a jogos gratuitos. De acordo com o analista Christel Schoger, na Terra do Sol Nascente um download resulta em aproximadamente US$ 5,32; o que confirma o enorme potencial da região.

Se tudo isso não fosse o suficiente para entendermos o crescente interessante das desenvolvedoras em lançar jogos para essas plataformas, o sucesso alcançado por empresas como a GungHo Online Entertainment está aí para deixar as coisas mais claras, afinal, com títulos como o Puzzle & Dragons lhe rendendo cerca de US$ 5 milhões por dia, não é de se estranhar que todos queiram encontrar sua própria galinha dos ovos de ouro.

A única coisa que ainda não consegui entender muito bem é o porque dos consoles não terem aderido com tudo a esse modelo de negócios. Será que jogadores desses aparelhos estão menos propensos a gastar pequenas fortunas, alguns poucos centavos de cada vez?

Fonte: Gamesbeat.

emCelulares Indústria Jogos

MWC 2014: Sony apresenta smartphones Xperia Z2 e M2 e tablet Z2

Por em 24 de fevereiro de 2014

xperia-z2

A MWC 2014 começou a todo vapor. Enquanto grandes anúncios serão realizados durante o decorrer do dia, algumas empresas não quiseram esperar muio e já soltaram suas novidades durante a madrugada, ou até mesmo antes. A Sony foi uma das que não quis perder tempo ou disputar atenção com outras fabricantes, ao anunciar seus novos dispositivos: os smarthpones Xperia Z2 e M2, além do Z2 Tablet.

continue lendo

emComputação móvel Comunicação Digital Destaque Hardware Mercado Planeta Sem Fio

Pesquisa aponta PS4 como console favorito dos desenvolvedores

Por em 19 de fevereiro de 2014

playstation-4

Durante a edição do ano passado da Game Developers Conference, os organizadores do evento realizaram uma pesquisa com pouco mais de 2.600 desenvolvedores que estiveram presente e nele foi descoberto que entre os consoles disponíveis no mercado, o PlayStation 4 é aquele onde o maior número de profissionais pretendem lançar seus jogos.

Dos entrevistados, 20% afirmaram estar trabalhando em títulos para o videogame da Sony, enquanto 17% citaram o Xbox One, 14% o PlayStation 3, 12% o Xbox 360 e para desespero da Nintendo e todos aqueles que investiram em um Wii U, apenas 4% esperam lançar jogos para este videogame.

No entanto, as plataformas que podem ser apontadas como as verdadeiras queridinhas dos estúdios é o PC e os dispositivos móveis, pois segundo eles, pouco mais da metade espera lançar seus próximos jogos para esses aparelhos, o que mostra que tanto um quanto o outro permanecerão com seus ecossistemas bastante saudáveis.

Outro dado interessante diz respeito às editoras, já que 64% das desenvolvedoras afirmaram que publicarão seus jogos independentemente, enquanto que apenas 19% trabalham em conjunto com uma editora e os 17% restantes respondem diretamente à elas. Curiosamente, o número de estúdios que tem seus projetos garantidos por fundos de financiamento aumentou de 37% do ano anterior para 52%, mesmo com serviços como o Kickstarter tendo se tornado mais populares.

Mas voltando ao PS4, boa parte da explicação para esta preferência reside principalmente em dois fatores: uma maior abertura da sua fabricante para os indies e a boa recepção do console por parte dos consumidores. Esta semana ficamos sabendo que o videogame ultrapassou a marca de 5,3 milhões de unidades vendidas e é claro que todos querem ter seus títulos no console com a maior base instalada.

Fonte: GamesIndustry.

emComputadores Indústria Microsoft Nintendo Sony

O Hitman que ninguém esperava

Por em 14 de fevereiro de 2014

hitman-go

Muitos fãs estavam ansiosos para saber qual seria o próximo jogo da série Hitman, mas tenho certeza que ninguém estava preparado para o que a Square Enix Montreal tinha a anunciar.

Batizado como Hitman GO, trata-se de um jogo para dispositivos móveis, o que até não seria um grande problema, mas várias pessoas ainda não conseguiram digerir a profunda mudança de estilo que o estúdio propôs para a franquia, pois se nos capítulos anteriores tínhamos uma mistura de ação com stealth, bom… veja você mesmo a descrição publicada no site oficial:

O Hitman GO é um jogo de estratégia por turnos com um conjunto de peças de diorama belamente renderizadas. Você navegará estrategicamente por espaços em uma grade fixa para evitar inimigos e eliminar seus alvos ou se infiltrar em locais bem vigiados. Você realmente terá que calcular cada movimento e todas as ferramentas do Hitman que espera estarão incluídas; disfarces, descrição, rifles de precisão e até as icônicas pistolas Silverballers.

Ainda de acordo com o anúncio, o jogo foi desenvolvido por uma pequena equipe, o que lhes permitiu encontrar soluções de maneira mais fácil e rápida, e quando apresentaram o conceito para o pessoal da IO Interactive, os criadores da franquia, eles adoraram.

Por enquanto, a única informação que temos sobre o lançamento do Hitman GO é que ele está perto de acontecer e nada foi dito sobre o valor que será cobrado pelo game. Para os que odiaram a ideia, o jeito é esperar pela verdadeira continuação, que por sinal já está sendo desenvolvida pela IO.

Eu confesso que estou um pouco dividido sobre a proposta. Por um lado acho legal essa mudança de ares, pois pode conquistar novos fãs e trazer alguma inovação à série, mas por outro, sempre olho com uma certa desconfiança para marcas estabelecidas que tentam se aventurar por outros gêneros, afinal, poucas vezes algo decente surge dessas maluquices.

emCelulares

Clash of Clans, uma máquina de fazer dinheiro

Por em 11 de fevereiro de 2014

clash-of-clans

Se você ficou boquiaberto com o desempenho comercial do agora extinto Flappy Bird, espere até saber os números que envolvem outro grande sucesso dos dispositivos móveis, o Clash of Clans.

A informação inicial sobre o faturamento do jogo criado pela SuperCell foi divulgada pelo site Business Insider, que afirmou que o título faturaria algo em torno de US$ 654 mil por dia e como se trata de um jogo gratuito, o lucro viria de jogadores que gastam centenas de dólares em itens.

O valor em si já seria bastante impressionante, mas aí surgiu um hacker conhecido como Ethical Spectrum. Após conseguir acesso a ferramenta que a desenvolvedora finlandesa utiliza para gerenciar seus jogos, essa pessoa divulgou uma foto que mostra o faturamento diário do estúdio e nela podemos ver que só no dia 7 de fevereiro eles arrecadaram US$ 5,15 milhões, além de registrarem 29,4 milhões de jogadores, sendo que apenas naquela data mais 931 mil pessoas aderiram.

continue lendo

emCelulares Games Jogos