Mobile
Mobile
Digital Drops Blog de Brinquedo

Tri-Ace foi vendida e agora focará no mobile

Por em 23 de fevereiro de 2015

star-ocean

Eu odeio parecer pessimista quando se trata do futuro da indústria de games, mas ultimamente está muito difícil não achar que o mercado está caminhando para uma direção para qual eu não gostaria que ele fosse e quem o está guiando são os jogos para dispositivo móveis.

Na semana passada tivemos uma clara demonstração do interesse da Sega neste tipo de produção, quando uma empresa em sérios problemas financeiros investiu em desenvolvedoras especializadas em jogos para tablets e smartphones, e agora mais uma companhia tradicional se rende à força do mobile.

continue lendo

emCelulares Indústria Jogos

Mad Catz apresenta o Lynx 9, seu novo (e caro) controle modular

Por em 12 de janeiro de 2015

lynx-9

Controles com aparências estranhas sempre existiram, mas numa tentativa de se diferenciar e atingir a maior quantidade possível de consumidores, durante a CES deste ano a Mad Catz talvez tenha levado a esquisitice um pouco longe demais com seu novo joystick, o Lynx 9.

Visando principalmente o mercado mobile, o acessório poderá ser utilizado também no PC e preocupados em oferecer um produto que pudesse ser transportado facilmente, mas que não fosse desconfortável para sessões mais longas de jogatinas no computador, a empresa resolveu criar um controle modular, algo que pelo menos na teoria se adequará a necessidade do jogador.

continue lendo

emAcessórios Celulares Computadores

Séries Final Fantasy e Dragon Quest ganham descontos nos dispositivos Android e iOS

Por em 22 de dezembro de 2014

dragon-quest-2

A Square Enix costuma ser bastante criticada por causa da política de preços praticada nos dispositivos móveis, com vários dos seus jogos sendo vendidos por valores que muitos consideram abusivos. Por isso, se você gostaria de jogar alguns clássicos da empresa no seu tablet ou smartphone, mas não estava disposto a pagar tão caro por eles, aqui vai uma boa notícia.

Até o dia 5 de janeiro, vários capítulos das séries Final Fantasy e Dragon Quest serão vendidos na App Store ou na Google Play por preços bem mais baixos, sendo uma excelente oportunidade para adquirir jogos que podem render muitas horas de diversão e que estão entre os RPGs mais elogiados de todos os tempos.

continue lendo

emCelulares Jogos Museu

Apple Brasil começa a vender os novos iPads por aquele precinho especial

Por em 2 de dezembro de 2014
Laguna_iPad_Air_2

Números grandes, preços idem (Crédito: Apple Brasil)

Novas ideias estão no ar. E novos preços, também. Após o comércio do país lucrar horrores com a Black Friday e a Cyber Monday, esta terça-feira sangrenta veio com uma Maçã querendo lucrar muito com os clientes brasileiros.

Após nos presentear com aqueles precinhos camaradas nos novos iPhone 6 e iPhone 6 Plus, chegou a vez dos tablets: os novos iPad Air 2 e iPad mini 3 já estão disponíveis na loja online brasileira para venda e os valores são altos, mas até simpáticos comparados aos preços tupiniquins dos smartphones da Maçã. Agradeçam aos incentivos fiscais concedidos aos aparelhos fabricados no Brasil, categoria na qual os iPhones 6 e 6 Plus ainda não se enquadram.
continue lendo

emApple e Mac Destaques Mercado

EA anuncia Need for Speed: No Limits para mobile

Por em 21 de novembro de 2014

need-for-speed-no-limits

No último mês de maio a Electronic Arts surpreendeu muita gente ao revelar que este ano não lançaria um novo capítulo da franquia Need for Speed, algo que pelo menos na teoria poderá fazer com que o próximo lançamento seja melhor que os anteriores.

Somente o tempo dirá se eles tomaram a decisão correta ao fazer isso, mas o certo é que quando 2015 chegar, teremos pelo menos dois novos jogos para experimentar, um de maior porte que deverá chegar aos consoles e ao PC, e o recém anunciado Need for Speed: No Limits, que dará as caras nos tablets e smartphones.

continue lendo

emCelulares Jogos

Nokia ressurge pelo N1, tablet com Android Lollipop e USB transformista

Por em 18 de novembro de 2014
Laguna_Nokia_Black_Box

O que tem dentro dessa caixa misteriosa da Nokia? Resposta logo abaixo (Crédito: Twitter)

O tio Laguna já foi muito fã da Nokia, uma pena que ela foi deixando a oportunidade passar e acabou sendo atropelada pela ascensão dos smartphones Apple e wannabe Android. O resultado? A finlandesa acabou sendo abocanhada pela Microsoft, tornando-se em teoria fabricante exclusiva de Windows Phones.

Antes de ser digerida, a Nokia chegou a lançar uma linha de smartphones Android, Nokia X, mas a contenção de custos promovida pelo novo CEO Satya Nadella aparentemente havia dado fim em tal iniciativa. O recente anúncio do Lumia 535, primeiro Lumia sem Nokia, parecia ser o prego no caixão da fabricante finlandesa.

Ledo engano.
continue lendo

emAndroid e Linux Computação móvel Destaques Hardware Mercado

Google Nexus 9, tablet com Android 5 Lolita agora é oficial

Por em 16 de outubro de 2014
Laguna_nVidia_Shield_tablet_1

Shield tablet, uma quinquilharia Android qualquer com Tegra K1 (Crédito: nVidia)

No mundo mobile, se há algo em comum entre a Intel e a nVidia é o fato de as duas empresas não conseguirem desenvolver GPUs mobile para smartphones.

Enquanto a Intel reconhece tal fraqueza e encomenda processadores gráficos mobile para quem realmente entende do assunto, a nVidia preferiu desistir do ramo por não conseguir entregar algo seja energeticamente eficiente para smartphones menores que 7 polegadas.

Mesmo sendo incompetente nos pequenos aparelhos, a camaleão verde de Santa Clara não seria maluca de não estar num ramo tão lucrativo como o de quinquilharias Android, preferindo se voltar a aparelhos esquisitos como Ouya e Shit Shield que ou não dependem de bateria ou esta possui carga elétrica suficiente para uma autonomia aceitável. E, claro, tablets. Como o Tegra 4 é um SoC honesto num preço modesto, a nVidia viu nele a possibilidade de recuperar o dinheiro do marketing na plataforma Tegra Note: a camaleão faz o tablet Android de referência e fabricantes como a Gradiente montam, se virando para vender e dar garantia local ao hardware.

Só que a nVidia queria mais que dinheiro: ela quer visibilidade numa plataforma cujo hardware é dominado (com toda a razão) por Samsung e Qualcomm. Como fazer isso? Estando presente no tablet mais aguardado pelos desenvolvedores e outros entusiastas Android, o Nexus 9.
continue lendo

emDestaques Google Mercado