Meio Bit » Games » Adeus BioWare Points (e muito obrigado por nada)!

Adeus BioWare Points (e muito obrigado por nada)!

Para divulgar o fim dos famigerados BioWare Points, a EA resolveu liberar grande parte dos DLCs para as séries Dragon Age e Mass Effect

29 semanas atrás

Na sua insaciável busca para tirar o máximo possível dos consumidores, muitas vezes as desenvolvedoras de jogos (e suas editoras) adotam ideias muito difíceis de engolir. Microtransações, DLCs desnecessários, loot boxes... Podemos nomear várias artimanhas assim, mas uma das técnicas de monetização mais irritantes são as vendas através de moeda própria, como é o caso dos BioWare Points.

BioWare Points

Crédito: Reprodução/BioWare

Implementado apenas no PC, os BioWare Points eram a maneira como podíamos comprar DLCs para os jogos das franquias Mass Effect e Dragon Age, o que num primeiro momento poderia até ser visto como apenas uma troca de dinheiro real por um virtual. Porém, existia um detalhe que tornava o processo revoltante.

O problema é que para comprar a moedinha da desenvolvedora tínhamos que fazer isso em pacotes, com 800 BioWare Points sendo o mínimo oferecido, o que seria equivalente a US$ 9,99. Acontece que boa parte dos DLCs não custavam esse valor e por isso era comum termos que gastar bem mais do que gostaríamos, com alguns trocados sempre sobrando nas nossas contas.

Por exemplo: se a pessoa tivesse interesse em adquirir a expansão Overlord para o Mass Effect 2, ela precisaria gastar 560 BioWare Points (US$ 6,99). Quer jogar o DLC Omega, para o Mass Effect 3? Lá se vão mais 1200 moedas (US$ 14,99). Até mesmo as revistas em quadrinhos interativas que contavam a história do jogo anterior eram vendidas assim, com cada uma saindo por 320 moedas (US$ 3,99).

Logo, por melhor que fosse a engenharia financeira que fizéssemos, dificilmente não ficaríamos com um saldo positivo em nossas carteiras, com o sistema sempre nos “incentivando” a adquirir novos pacotes ou conteúdos adicionais. Restava ainda a dúvida sobre como poderíamos gastar esse valor no futuro e de certa forma a resposta para isso começou da ser dada agora.

Segundo relatos feitos no Reddit, aqueles que ainda possuem BioWare Points sobrando estão recebendo um email do estúdio informando que, a partir de 11 de outubro de 2022, a moeda deixará de existir.

Além disso, o comunicado afirma que devido a decisão, a maioria dos DLCs lançados para vários jogos da empresa passarão a ser distribuídos gratuitamente. Isso inclui conteúdos adicionais para os seguintes títulos:

  • Dragon Age II
  • Dragon Age: Origin
  • Mass Effect 2
  • Mass Effect 3 (exceto pelos pacotes multiplayer)

No caso deste último, tais pacotes ainda poderão ser adquiridos com BioWare Points até a data citada anteriormente. Após esse dia, o conteúdo só poderá ser desbloqueado com os créditos conseguidos in-game.

Crédito: Divulgação/BioWare

É verdade que para boa parte do público essa benesse oferecida pela BioWare/EA nem será aproveitada. Quem tinha interesse nos Dragon Age provavelmente já havia adquirido as versões mais completas do RPG medieval, com o mesmo raciocínio valendo para a ópera espacial do Comandante Shepard e cia. Além disso, o Mass Effect: Legendary Edition já trouxe grande parte desses DLCs.

Mesmo assim, numa época em que empresas estão removendo seus jogos de algumas lojas digitais ou impedindo o nosso acesso a conteúdo extra, não há como não enxergar essa liberação como algo positivo. Contudo, ainda acredito que o melhor nessa história é o encerramento de algo tão abusivo quanto os BioWare Points.

Eu sempre considerei absurdo termos alguns centavos presos em nossas contas virtuais, valores que podem não nos fazer falta individualmente, mas que já foram recebidos pelas empresas e justamente por isso, sem que elas fizessem o menor esforço para nos devolver tais quantias.

Em se tratando das moedinhas da BioWare, não consegui descobrir o que acontecerá com a quantia que sobrar nas carteiras. O ideal seria que esse valor fosse creditado em nossas contas da EA, mesmo porque, com os DLCs das séries Dragon Age e Mass Effect sendo distribuídos gratuitamente, não restam muitas opções para gastar tais pontos.

A minha esperança é de que essa prática desapareça da indústria, com as empresas nos permitindo gastar apenas aquilo que cada DLC realmente vale. Não bastassem todas as maneiras absurdas de monetização que existem, perder dinheiro por simplesmente não termos no que gastar é algo que definitivamente não precisamos.

Crédito: Reprodução/Dori Prata/ Meio Bit

PS: para aqueles que quiserem aproveitar a oferta, basta se dirigir à página do respectivo jogo no Origin, acessar a aba Conteúdo Extra e clicar no botão das expansões para adicioná-las a sua conta. Para mim, esse processo funcionou para o Mass Effect 2, mas não deu certo com o Dragon Age II. Talvez o sistema esteja passando por alguma instabilidade, então vale a pena ficar de olho.

relacionados


Comentários