Home » Games » Microsoft anuncia fim do Mixer e revela parceria com o Facebook

Microsoft anuncia fim do Mixer e revela parceria com o Facebook

De forma inesperada, Microsoft revela data para o fim do Mixer e anuncia parceria para que os streaming do Xbox One sejam enviados para o Facebook Gaming

22/06/2020 às 17:16

Quando falamos de streaming de jogos, qual o primeiro nome que lhe vem à cabeça? O fato é que independentemente da sua resposta, existe uma boa chance de que ela não tenha sido o serviço lançado no início de 2016 como Beam.io e que depois adotou o nome de Mixer. Mesmo assim, foi com bastante surpresa que muitos receberam a notícia de que a Microsoft decretou uma data para o seu fim.

mixer

Embora tenha conquistado alguns admiradores inicialmente por contar com uma latência baixa, o Mixer ainda tentou alavancar o número de espectadores ao contratar alguns dos nomes mais famosos do Twitch, como os streamers Ninja e Shroud. Contudo, a verdade é que o serviço nunca conseguiu decolar e quem confirmou essa informação foi o chefe da divisão Xbox, Phil Spencer.

Nós começamos bem atrás, em termos de onde o número de espectadores mensais do Mixer está em relação aos grandes nomes que estão por aí. Penso que a comunidade do Mixer realmente se beneficiará do público amplo que o Facebook possui entre as suas propriedades e da habilidade de alcançar jogadores de uma maneira muito mais perfeita através da plataforma social que o Facebook possui.

Com isso, se antes os jogadores de Xbox One tinham o Mixer como principal opção de transmissão das suas partidas, com esta decisão passará a ser o Facebook Gaming a plataforma oficial de streaming. Segundo a Microsoft, a partir de 22 de julho o site e os aplicativos do seu serviço serão redirecionados para a rede social, fazendo assim com que a transição seja a menos dolorosa possível.

Porém, pessoas da área dizem que os streamers citados anteriormente já decidiram que não irão para o Facebook Gaming e que, por isso, estão liberados para negociar com qualquer outra rede. O natural, no entanto, é que eles voltem ao Twitch.

Ao saber da novidade, confesso ter ficado com sentimentos conflitantes. Por um lado, acho que a medida pode sim dar bons resultados, principalmente pelo Mixer nunca ter conseguido se popularizar. Como o próprio Spencer disse, esta poderá ser uma boa oportunidade para a Microsoft levar o xCloud para dois bilhões de pessoas, o que ao menos na teoria poderia servir como uma bela forma de publicidade.

Por outro, fico muito triste por o escolhido ter sido justamente o serviço do Zuckerberg. Eu nunca consegui me interessar em assistir ninguém jogando por lá e acredito que tanto o Twitch quanto o Youtube teriam sido escolhas bem melhores. É claro que deve ter rolado algumas boas rodadas de negociações aí, mas no fim das contas, como teria sido bom se a Microsoft nos permitisse escolher para onde enviar nossas transmissões.

Enfim, o triste mesmo é ver um serviço como este ser abandonado assim, de uma hora para outra e sem que toda a comunidade tivesse ideia do que estava acontecendo. Mas impossível mesmo é não lamentar pelos canais menores, que vinham lutando para conquistar tração e que tinham apostado no futuro do Mixer.

Fonte: The Verge

relacionados


Comentários