Home » Entretenimento » Um rugido por Chewbacca: descanse em paz, Peter Mayhew

Um rugido por Chewbacca: descanse em paz, Peter Mayhew

O eterno Chewbacca Peter Mayhew nos deixou cedo demais, e deixo aqui meu rugido e uma medalha em sua memória. Descanse em paz e muito obrigado, Chewie!

03/05/2019 às 13:49

É com tristeza e o coração apertado que escrevo este post em homenagem ao gigante (e não só no sentido literal) Peter Mayhew, o ator responsável pela interpretação de Chewbacca, personagem amado por todos os fãs de Star Wars, a que também merece nossa profunda admiração pelo ser humano que foi.

Peter Mayhew e Chewie

Peter nos deixou aos 74 anos, e sua falta será muito sentida pelos seus fãs, que ele considerou e tratou como seus amigos verdadeiros. Quando George Lucas imaginou Chewie, ele o imaginou como o co-piloto perfeito e também melhor amigo de Han Solo, mas ele conseguiu muito mais do que isso, além de pilotar a Millennium Falcon (até hoje), Chewie ajudou o filme a conquistar o coração do público, em um amor que já dura décadas.

Com sua incrível expressão corporal, Peter foi peça fundamental na criação de um alienígena que era totalmente crível, e que até hoje, funciona muito bem em qualquer tela. Peter compartilhou a essência da criação do Wookie com o mago Ben Burtt, que criou a sua tão característica voz. Se a voz não era de Peter, a expressão corporal, e mais do que tudo, aquele olhar tão repleto de emoção, eram só dele.

Peter Mayhew
Minha admiração por Peter, no entanto, vai muito além de Chewie. Ele era um ser humano incrível, que sempre fez questão de ajudar quem ele podia e quem não podia.Uma das maiores injustiças da saga Star Wars é que Chewie não recebeu sua medalha na cena final de Uma Nova Esperança, mas quem merecia uma mesmo era Peter Mayhew, só por ser quem ele é.

Sua esposa Angelique Mayhew será agora a responsável por tocar a Peter Mayhew Foundation, fundação que criou em 2012 para ajudar a mudar a vida de pessoas que sofreram eventos traumáticos, através do apoio a várias instituições de caridade, mantida por doações de seus fãs.

Fundação Peter Mayhew
Vale lembrar que ao longo da sua vida, Peter vestiu muitas vezes a roupa de Chewie para angariar apoio a causas nobres, mesmo antes da criação da sua fundação. O ator também lançou dois livros infantis, Growing Up Giant e My Favorite Giant.

Com 2,21 de altura, Peter sempre chamou a atenção, e quando trabalhava como enfermeiro em um hospital, teve sua foto publicada em um jornal, o que acabou mudando a sua vida, já que levou ele a ser convidado para fazer a sua estreia não creditada no mundo do entretenimento como o Minoton de Simbad e o Olho do Tigre filme de Sam Wanaker, que tinha como principal destaque os efeitos do mestre Ray Harryhousen.

Um ano depois, o ator escalado inicialmente para fazer Chewie era americano, e o sindicato de atores da Inglaterra exigiu que fosse um inglês, já que o filme seria filmado por lá. Por conta da sua altura descomunal, Peter foi convidado para um teste, e segundo ele mesmo, ganhou o papel simplesmente ao se levantar para cumprimentar George Lucas.

Seu trabalho, no entanto, foi bem além disso. Em seu desenvolvimento do personagem, Peter visitou muitas vezes um zoológico para observar os movimentos e comportamentos de ursos, macacos e gorilas, que o ajudaram na composição dos movimentos de Chewie.

Peter Mayhew e Chewie

Vale lembrar que o visual inicial de Chewbacca criado por Ralph McQuarrie era bem diferente do que ficou famoso nas telas, com uma cara bem menos amistosa, mas felizmente, Chewie acabou mesmo com aquela cara peluda de cachorro que todos nós amamos, algo essencial para o personagem. Os desenhos foram depois aproveitados como uma bela homenagem na ótima Star Wars: Rebels no personagem Zeb Orrelios.

Depois de viver Chewie na trilogia original Star Wars, em 2005 ele foi escalado para ser o Wookie novamente em A Vingança dos Sith, e em 2011 participou como consultor de The Clone Wars, ensinando os movimentos e personalidade de Chewie para os animadores animadores da série.

Peter garantiu presença na nova trilogia Star Wars em O Despertar da Força, seu último filme como Chewie, quando ele foi mais uma vez reverenciado pelos fãs. Em Os Últimos Jedi, já oficialmente aposentado do personagem por questões de saúde, Peter assumiu a função de consultor de assuntos relacionados ao Chewbacca, ensinando os truques de Chewie pra Joonas Suotamo, o ator que herdou sua fantasia peluda.

Em seu perfil no Instagram, Joonas agradeceu seu mestre e mentor, garantindo aos fãs que “seu legado vai continuar vivo, e o espírito que ele deu ao personagem quando ele vestiu a roupa pela primeira vez nunca será esquecido." Além do episódio VII, Joonas já viveu Chewie em Han Solo: Uma História Star Wars, e estará em A Ascensão Skywalker.

Para o criador de Chewie e dos Wookies, George Lucas, Peter “era um homem maravilhoso. Ele era o mais próximo que um humano poderia ser de um Wookie: coração grande, natureza gentil... e eu aprendi a sempre deixá-lo vencer. Ele era um bom amigo e eu estou triste por sua passagem.”

Harrison Ford, Peter Mayhew e Mark Hamill

Kathleen Kennedy e Bob Iger também fizeram belos tributos ao grande Peter, mas pra mim o mais belo rugido feito em sua homenagem foi o do seu velho amigo Harrison Ford, que escreveu este emocionado e justo texto sobre ele (publicado no The Hollywood Reporter):

“Peter Mayhew era um homem bondoso e gentil, que tinha grande dignidade e um caráter nobre. Foram esses aspectos da sua personalidade, além do seu senso de humor e graça, que ele trouxe para Chewbacca. Fomos parceiros em filmes e amigos na vida real por mais de 30 anos, e eu o amava. Ele colocou sua alma no personagem e trouxe grande alegria para o público de Star Wars. Chewbacca era uma parte importante no sucesso dos filmes que fizemos juntos. Ele sabia como era imporante para os fãs da franquia e era devotado a eles. Eu e milhões de outros nunca vamos nos esquecer de Peter e o que ele deu a todos nós. Meus pensamentos estão com sua querida esposa Angie e suas crianças. Descanse tranquilo, meu amigo querido."

Agora, se me permitem, farei meu próprio rugido. Chewie faz parte da minha vida desde que assisti o primeiro (tá bom, o quarto) Star Wars no cinema no final dos anos 70. Star Wars faz parte da minha vida, e o Chewie é, sempre foi e sempre será, parte dessa saga.

No vídeo abaixo, Mark Hamill conta como a curiosa história de como Peter ganhou o papel de Chewie.

Existem alguns atores que serão sempre lembrados por mim por seu talento, e dos quais sinto tanta falta que parece que eram parte da minha família. A eles se juntou agora Peter Mayhew, um cara incrível, com um coração maior do que a Galáxia, um grande exemplo de ser humano para todos nós.

Sem Chewie não existiria Star Wars, e aquele garoto que eu fui nos anos 70 não teria crescido para se tornar que eu sou, por isso, o principal tema deste post é minha gratidão. Quem me conhece sabe que minha ligação com Star Wars é muito profunda, e pra mim fica até difícil separar as coisas, então desde já aviso que esse post será carregado na emoção.

A minha sensação sincera é de que Chewie e Han são não só a melhor dupla de amigos que já vi em uma tela de cinema, mas também meus amigos pessoais. Nunca consegui trocar ideia com o Harrison Ford, mas no caso de Chewie, isso se tornou verdade nos últimos anos, já que sempre expressei minha admiração e carinho por Peter Mayhew no Twitter, e por conta disso, tive o imenso maior orgulho de ser uma das 900 e poucas pessoas que ele seguia por lá.

Através do Twitter, acompanhei sua trajetória por muitos anos, e fico feliz de ter expressado meu amor e minha admiração por esse ator que era maior do que a vida, e mais ainda, com a consciência tranquila de que menos de um mês atrás, ele leu e curtiu meu tweet respondendo ao perfil oficial de Star Wars que ele era o único co-piloto possível da Millennium Falcon.

Apesar de ter feito alguns outros trabalhos como ator, sua vida foi praticamente toda dedicada ao amável Chewie, então nada mais justo que ele seja lembrado eternamente como um dos personagens mais carismáticos do mundo do entretenimento. Com sua interpretação de Chewbacca, Peter Mayhew terá pra sempre seu lugar garantido na história do cinema, de preferência na cadeira de co-piloto.

Descanse em paz, Peter, e muito obrigado por tudo, de coração!

relacionados


Comentários