Home » Games » Apesar da baixa utilização, EA quer cross-play nos seus jogos

Apesar da baixa utilização, EA quer cross-play nos seus jogos

CEO da EA revela intenção de oferecer cross-play em games como FIFA e Apex Legends, apesar do recurso ainda ser pouco utilizado pelos jogadores.

28 semanas atrás

Bastou a Respawn Entertainment lançar o seu battle royale baseado no universo Titanfall para que muitas pessoas começassem a perguntar se o jogo poderia se beneficiar das partidas entre plataformas. Com o Apex Legends tendo atraído mais de 2,5 milhões de jogadores apenas no primeiro dia, o cross-play poderia tornar o título bem mais atraente e pelo jeito a EA está ciente disso.

Ao participar de uma sessão de perguntas e respostas com investidores, o CEO Andrew Wilson falou que apesar do recurso não ser tão popular quanto poderíamos imaginar, eles estão estudando adotá-lo e não só no FPS gratuito.

Nós pensamos que o cross-play e o cross-progress se tornará uma parte importante do nosso futuro e vocês devem esperar que façamos mais neste espaço. O que as nossas informações nos sugerem é que não existe uma tremenda quantidade de partidas entre plataformas, mas essa liquidez geral em qualquer comunidade gamer é uma coisa boa e positiva, mesmo que apenas poucas pessoas ou uma pequena porção da comunidade a utilize.

Nós absolutamente estamos olhando para isso no contexto do Apex [Legends] e olharemos para isso em relação ao nosso portfólio com o tempo. Pensamos em franquias com comunidades extremamente grandes como o FIFA e achamos que elas poderão se beneficiar do cross-play e do cross-progress, conforme mais e mais pessoas façam parte dessas grandes comunidades.

Pode até ser que o executivo não tenha se expressado corretamente, mas a impressão é de que no momento o cross-play não está entre as prioridades da editora. A boa notícia é que pelo menos ele não foi descartado, mas no caso do Apex Legends é bom tomarmos cuidado, pois existe uma pegadinha. O problema é que ao conceder uma entrevista ao site Eurogamer, o pessoal do estúdio revelou que devido a maneira como o jogo foi projetado, não será possível permitir que o progresso seja compartilhado entre plataformas.

É claro que oferecer “apenas” o cross-play está longe do ideal, mas como este é um recurso que ainda está dando os primeiros passos, considero aceitável algumas limitações. Outro exemplo neste sentido é o Warframe, cuja desenvolvedora já admitiu que provavelmente contará apenas com o compartilhamento de progresso entre plataformas. Ou seja, exatamente o oposto do Apex Legends.

Contudo, a tendência é que conforme mais jogos passem a contar com cross-play, cross-progress ou cross-save, consequentemente as pessoas adotem com maior frequência tais recursos e assim as empresas se sintam motivadas a pensar seus projetos dessa maneira. Se isso acontecer, acredito que toda a comunidade gamer só terá a ganhar.

Fonte: PlayStation LifeStyle.

relacionados


Comentários