Home » Games » Apex Legends, um battle royale no universo do Titanfall

Apex Legends, um battle royale no universo do Titanfall

Conheça o Apex Legends, novo jogo free-to-play da Respawn que se passa no universo do Titanfall, mas tem uma mecânica no estilo battle royale.

05/02/2019 às 8:55

No último final de semana começou a circular o rumor de que a Respawn Entertainment estava desenvolvendo um Titanfall no estilo battle royale e antes mesmo do assunto ganhar força, a desenvolvedora não só confirmou a sua existência como já o disponibilizou para PC, PlayStation 4 e Xbox One.

Com o nome de Apex Legends, o título gratuito criado com a Source Engine se passa no mesmo universo da franquia criada pelo estúdio, mas com algumas mudanças importantes em relação aos jogos estrelados pelos enormes robôs. A primeira delas é justamente que os mechs não estarão presente e de acordo com o produtor executivo Drew McCoy, a ausência das máquinas se deve a tentativa de tornar as partidas mais estratégicas.

Foi por esse motivo também que a equipe resolveu eliminar a habilidade de andarmos pelas paredes ou de darmos saltos duplos. Segundo McCoy, isso fazia com que os jogadores não aprendessem muitas coisas durante as batalhas, já que eles podiam alcançar qualquer lugar quase que imediatamente e num jogo do estilo isso prejudicaria bastante a experiência.

A outra grande diferença em relação aos Titanfalls é obviamente o estilo de jogo, já que este é um battle royale baseado em equipes. Com isso teremos até 20 trios lutando para saber qual será o último a permanecer em pé e para isso a Respawn afirma que o trabalho em equipe será importantíssimo.

Algo que reforça essa necessidade é o fato de que antes de entrarmos em uma partida teremos que escolher entre oito personagens, cada um com suas próprias habilidades e estilo de jogo. Assim poderemos controlar um brutamontes que consegue receber mais danos que o demais, surpreender os inimigos com um personagem que se locomove pelo cenário usando um gancho ou ainda rastrear os movimentos dos outros com um herói conhecido como Bloodhound. Outra boa dica para termos na equipe é o médico, já que ele será o único capaz de reviver seus companheiros.

Já em relação a outros battle royals, um dos principais diferenciais do Apex Legends é um recurso chamado Respawn Beacon. Com ele poderemos dar um “ping” que localizará e marcará na tela dos amigos alguns objetos, locais e outros jogadores que estiverem por perto. Com ele será possível nos comunicar com outros membros da equipe mesmo sem falar com eles, tornando mais fácil a cooperação se estivermos sem microfone.

Por se tratar de um jogo distribuído gratuitamente, uma das grandes preocupações está na maneira como as microtransações funcionam nele e como muitos já esperavam, o Apex Legends recorre às famigeradas loot box para tentar lucrar. Conhecidas como Apex Pack, as caixas surpresa poderão ser adquiridas com dinheiro real ou com pontos ganhos conforme jogamos.

Segundo o diretor Mackey McCandlish, todo o jogo poderá ser aproveitado sem gastarmos um centavo, com os itens vendidos sendo apenas cosméticos e com a promessa de que cada caixa contará com pelo menos um item azul ou raro, podendo ainda trazer um épico ou lendário.

Porém, aqueles que não quiserem testar a sorte ainda poderão adquirir um item diretamente. O problema é que para isso teremos que gastar US$ 18 e outro detalhe importante é que embora o título conte com oito personagens, dois deles só estarão acessíveis após o liberarmos, seja com dinheiro real ou in-game, com o mesmo valendo para todos que aparecerem no futuro.

Ainda é cedo para sabermos se a Respawn Entertainment terá sucesso com o Apex Legends, mas o fato é que o estúdio está apostando alto com o game. Além deles terem dito que o Titanfall 3 não está em desenvolvimento, McCandlish afirmou que este é um projeto dos sonhos para a sua equipe e que o plano é fazer com que o jogo dure por 10 anos. Eu sempre sinto calafrios quando esse tipo de comentário é feito e por se tratar de um mercado tão competitivo, acho que o primeiro objetivo da desenvolvedora seria fazer com que a sua criação não deixe de existir nos próximos meses.

Talvez eu dê uma chance ao Apex Legends nos próximos dias, mas como nunca consegui gostar muito do estilo, tenho minhas dúvidas se este será o jogo que conseguirá me fazer mudar de ideia. O engraçado é pensar que sempre curti a jogabilidade dos títulos anteriores da Respawn, mas como de Titanfall este tem muito pouco, já sei que não será por isso que ele irá me conquistar.

relacionados


Comentários