Mobile
Mobile
Digital Drops Blog de Brinquedo

Atualização do Android Wear não será possível em todos os smartwatches

Por em 24 de abril de 2015
Laguna_Apple_Watch_teardown_peq

Apple Watch sem a tela, ao lado de um relógio analógico desmontado (crédito: iFixit)

No mundo civilizado, hoje foi o lançamento oficial do Apple Watch no varejo. Como de costume, o iFixit apresentou o desmonte desse novo gadget da Apple. Deram nota 5/10 e o modelo desmontado foi o de 38 mm, mais barato.

Entre as novidades encontradas no hardware, temos uma pequenina bateria com carga de 205 mAh (fornece 0,78 Wh a 3,8 V) relativamente fácil de ser substituída e que consegue reter 80% da carga após 1.000 ciclos de recarga como nos iPads. A Apple vai oferecer serviço pago de troca apenas da bateria em suas lojas, se o cliente do relógio precisar ou desejar.

O cabo recarregador do Apple Watch é compatível com a tecnologia Qi, sendo capaz de recarregar um smartwatch como o Moto 360. O inverso não ocorre, ou seja: só dá para recarregar o relógio da Apple com o cabo oficial.

Talvez seja a parte de comunicação e autenticação, afinal o Apple Watch se comunica com o cabo USB oficial através dos diodos e fotodiodos. Com o iPhone, o relógio usa Bluetooth e Wi-Fi mesmo. Falando em Wi-Fi no relógio, quem tiver um smartwatch Android Wear pode estar com um aparelho que deixará de ser atualizado.
continue lendo

emAcessórios Android e Linux Apple e Mac

A outra Nokia estaria interessada em vender sua divisão HERE Maps para a Apple

Por em 22 de abril de 2015

Laguna_Apple_Nokia_HERE_Maps

Grandes aquisições exigem grandes sacrifícios. Embora a outra Nokia esteja bem saudável a ponto de poder comprar sua rival em infra de telecom e planejar para o final de 2016 um retorno aos smartphones (Android?), há um setor da empresa que não está nada bem financeiramente: a divisão de mapas.

Embora a finlandesa já desenvolvesse sua própria tecnologia de mapas desde 2001, em 2008 houve a aquisição da NAVTEQ e assim o estabelecimento do Ovi Maps. Foi um negócio de US$ 8,1 bilhões à época. Em 2011 a aquisição foi completada e o nome da divisão mudou para Nokia Maps. Logo depois, durante os negócios com a Microsoft, virou HERE Maps.

Problema: aqueles oito bilhões de dólares hoje representam ativos de apenas € 2 bilhões, segundo a própria Nokia Oyj. Se você gasta US$ 16,6 bilhões para comprar a Alcatel-Lucent, vender uma divisão deficitária para cobrir parte do investimento parece boa ideia.
continue lendo

emApple e Mac Destaques Software

Base do Brasil na Antártica ganha novas antenas de telecom, cortesia Alcatel-Lucent e Oi

Por em 20 de abril de 2015
Laguna_Nokia_buys_Alcatel-Lucent

Michel Combes (Alcatel-Lucent) e Rajeev Suri (Nokia) na coletiva de imprensa (crédito: NYT)

Os rumores se confirmaram: a outra Nokia comprou mesmo a Alcatel-Lucent. Foi um investimento de 16,6 bilhões de dólares e a nova empresa resultante dessa fusão será a segunda maior do mundo no setor de infraestrutura de telecomunicações, à frente da Huawei e atrás somente da Ericsson.

A fusão entre Nokia e Alcatel-Lucent resulta numa companhia com 35% do mercado europeu e 16,9% do mercado global de telecom. Embora rumores digam que a parte Nokia esteja planejando voltar aos smartphones através de licenciamento da marca ou mesmo cogitando a venda da HERE Maps para a Apple, o certo é que a finlandesa pretende se concentrar na infra de telecom. Que o diga também a parte Alcatel-Lucent (ou ALU para os íntimos).
continue lendo

emBrasil Destaques Planeta Sem Fio Telecom

Por que mantenho a minha expectativa baixa em relação a Batman v Superman

Por em 18 de abril de 2015
Laguna_Batman_v_Superman_peq

Pôster feito por fã ano passado, não lembro onde peguei

Dos super-heróis da DC Comics, meu favorito é o Homem-Morcego. No cinema, suas adaptações tiveram a maior e talvez melhor galeria possível de vilões. No Batman de Tim Burton, Jack Nicholson interpretou o melhor dos vilões, “O” Coringa. 19 anos depois, Heath Ledger faleceu tentando fazer o mesmo (← sarcasmo).

Agora surge um novo vilão na história do Cavaleiro das Trevas que tentará nos fazer esquecer um pouco do palhaço suicida, um tal de Super-Homem.
continue lendo

emCinema Destaque Destaques Quadrinhos

Vendas NPD — março: Battlefield Hardline e Bloodborne garantem vitória do PS4 nos EUA

Por em 16 de abril de 2015
Laguna_Battlefield_Hardline

Battlefield Hardline, o jogo preferido dos norte-americanos em março (crédito: Electronic Arts)

No maior mercado de games do mundo, o público comprou menos consoles em março. E mais acessórios, provavelmente prevendo (sem saber) o retorno do Guitar Hero.

Agora sério: o mercado de jogos físicos novos está encolhendo. O norte-americano está preferindo comprar game físico usado, ou mesmo o digital através de download. Isso quando não está a jogar no smartphone ou tablet, gastando 99 centavos de dólar pelo clone de Candy Crush ou o que quer que seja.

É a explicação que o tio Laguna dá a estes números:

continue lendo

emHardware Microsoft Nintendo Sony

Hologramas pela Liberdade — proteste contra o governo sem sair de casa

Por em 15 de abril de 2015
Laguna_protesto_ECB

Garota protesta contra a “ditadura” do Banco Central Europeu (crédito: The Guardian)

Pouco mais de 11 anos atrás, a Espanha sofria um terrível atentado terrorista. Quase duas centenas de pessoas perderam suas vidas.

Numa tentativa de garantir a segurança pública, o governo espanhol aprovou em 2013 a chamada “Lei da Mordaça”, onde um grande número de cidadãos indignados precisam de autorização expressa para poderem se manifestar em locais públicos. Isso mesmo, se alguém quiser ir às ruas pedir por impeachment e/ou retorno da ditadura vai ter que pedir ao lado opositor primeiro. No caso, o próprio governo.

Se a “Lei da Mordaça” fosse aprovada aqui no Brasil, não teria sido possível reunir os dois milhões de manifestantes do dia 15 de março, por exemplo.
continue lendo

emDestaques Mundo Estranho Web 2.0

Nokia estaria prestes a comprar a Alcatel Lucent

Por em 14 de abril de 2015
Laguna_Alcatel_Lucent_Nokia

O velho continente, ainda mais unido (crédito: WSJ)

A Nokia pode ter vendido sua divisão de smartphones para a Microsoft, mas a empresa restante está muito saudável. Tanto que estão circulando rumores de que a finlandesa estaria interessada em comprar a francesa Alcatel Lucent.

O motivo das especulações?
continue lendo

emMercado Telecom