Elon Musk apresenta seus planos: vamos virar uma espécie interplanetária

lom01

Elon Musk fez sua apresentação no Congresso Internacional de Astronáutica, no México. Não foi a primeira apresentação, várias empresas mostraram seus projetos, seus modelos e foguetes que aumentarão o lucro em 4,7% provendo serviços competitivos a clientes, maximizando a geração de receita e explorando o marketshare de lançamentos no ano fiscal e… — Musk quer Colonizar Marte. 

Tesla, o Falcon 9, é tudo parte de um plano. Musk, assim como os cilônios tem um. Ele não quer um Projeto Apollo, que foi uma competição de pinto grande para ver quem fincava primeiro uma bandeira na Lua, e depois ficou por isso mesmo. Musk quer colonizar Marte, e se me repito é porque caceta isso não acontece na vida real, isso é coisa de ficção científica.

Musk quer construir uma Frota Colonial. Ele não quer ir pra Marte só pra dizer que foi. Ele quer, e falou com todas as letras, transformar a Humanidade em uma espécie interplanetária. O tipo de visão que se o Elonsauro Musk tivesse, seus amigos não teriam sido extintos.

crater

Espécies monoplanetárias não sobrevivem. Nós demos sorte, por enquanto. Se um meteoro mesmo dos pequenos, como o que caiu no Arizona 30 mil anos atrás tivesse atingido uma grande cidade russa ou americana durante a Guerra Fria, teríamos começado uma guerra nuclear e você estaria lendo este post em um tablet. De argila.

Todos os nossos ovos estão em uma cesta só. Os cientistas sabem disso mas Marte sempre foi difícil, sempre foi caro, sempre foi deixado como problema para as gerações futuras. A NASA, sejamos realistas, é lenta. Mesmo contratando, é lenta. Queriam que a SpaceX fizesse um lançamento para provar que a Dragon era capaz de entrar em órbita, um para se aproximar da Estação Espacial e outro para atracar. Musk, que não defeca dinheiro, reclamou. Se a nave faz a aproximação corretamente, com tudo no verde, qual o motivo para não tentar atracar? Assim foi feito e a certificação da Dragon consumiu dois vôos em vez de três.

A pressa de Musk não é só pelo fato de podermos ser dizimados por um asteróide gigante amanhã. Ele quer ir para Marte, quer se aposentar lá. Quer ver sua colônia prosperando. Não é um projeto de séculos, é um projeto de anos, e ele mostrou que é possível.

Como?

Nós não temos quase nada em Marte por um simples motivo: dinheiro. No modelo atual colocar um homem em Marte custa US$ 10 bilhões. Não é viável. A forma com que fazemos viagens espaciais equivale a usar o Titanic inteiro para levar uma pessoa, ele afundar no final da viagem e a velha maldita ainda jogar o colar no oceano. Musk usa o exemplo da aviação. Se fosse descartável uma viagem em um 737 custaria US$ 500 mil por passageiro.

0016

Como normalmente (não contando Brasil durante a Copa) a maioria das passagens custa bem menos, chegando a US$ 43,00 por um vôo Las Vegas — Los Angeles há um segredo: a reutilização. Musk quer que seu sistema seja 100% reutilizável. E dos grandes. O ITS — Interplanetary Transport System é baseado no BFR — Big Fucking Falcon Rocket:

0029

Esse monstro é maior que um Saturno V, tem 4× mais potência e e coloca 4× mais carga em órbita. Em termos de massa o BFR consegue colocar em órbita de uma vez o equivalente à Estação Espacial Internacional. Inteira.

Aqui uma comparação com outros modelos inclusive a trosoba espacial que o Bezos anunciou outro dia.

yxqiwqk

Só o primeiro estágio são 77,5 m e 6.975 toneladas.

Esse estágio irá decolar, acelerar a nave até pouco mais de 8.000 km/h e então retornará, pousando no mesmo local de onde decolou, para ser reabastecido e usado novamente. Agora a tarefa de acelerar até 28.000 km/h e entrar em órbita cabe ao segundo estágio, que é a nave que fará a viagem para Marte:

vlcsnap-error290

Aqui entra o pulo do gato: até hoje era preciso lançar de uma vez as naves com todo o combustível que iam utilizar. No projeto de Musk a nave decolaria, entraria em uma órbita de espera e então seria encontrada por uma nave-tanque, que a reabasteceria. A maior parte do combustível é gasto para entrar em órbita, então normalmente você se vira com o resto. Se a nave for reabastecida, ela pode usar o máximo de seus propulsores e chegar em Marte em bem menos tempo. Apesar do tamanho descomunal.

0036

A nave, que Musk disse que muito provavelmente será batizada de Heart of Gold tem 49,5 metros de comprimento e 17 metros de diâmetro. O ônibus espacial tinha 37 m de comprimento, e 17 metros era a altura do chão até a ponta da cauda.

Ela é capaz, depois do reabastecimento, de levar 450 toneladas de passageiros e carga para Marte. Isso é batata pra caramba. Ela é grande demais para usar paraquedas, então pousará usando a atmosfera marciana para reduzir a velocidade, e finalizará com retrofoguetes (ok, a rigor é o motor funcionando normalmente).

Musk não quer construir só a Heart of Gold e o Motumbo I. Ele quer construir uma frota inteira. Cada nave levará 100 pessoas, decolarão em conjunto, formando uma Caravana para as Estrelas (Gene Roddenberry aprovaria) aproveitando a janela de transferência que se abre a cada 26 meses entre Terra e Marte.

Como combustível não é mais (muito) problema a Heart of Gold pode chegar em Marte em 80 dias. Musk diz que no futuro isso será reduzido para 30, mas não sejamos tão otimistas. Chegando lá unidades automáticas produzirão o metano e o oxigênio usados pela nave, e ela poderá fazer a viagem de volta com a mesma eficiência.

Quanto?

No modelo da NASA uma passagem para Marte custará US$ 10 bilhões. Musk quer reduzir isso para o preço de uma casa média nos Estados Unidos: US$ 200 mil. Isso é baixo, MUITO baixo. Vai tornar Marte acessível, o que abrirá espaço para turismo e pesquisa. Universidades do mundo inteiro irão mandar não só laboratórios automáticos, mas cientistas. Dizem que até o Brasil vai aproveitar essa oportunidade.

ufba

Quando?

Normalmente planos assim são bem vagos no quesito cronograma, parecem aqueles filmes ruins dos Anos 80 que se passavam em um futuro próximo, mas Musk foi bem específico, dentro das limitações realistas, quanto a prazos:

muskronograma

Isso mesmo que você está lendo: a propulsão, com os novos motores Raptor já está sendo desenvolvida. Já fizeram os primeiros testes. O 1º estágio terá nada menos que 42 desses motores. Por que 42? Douglas Adams sabe.

0051

Segundo o cronograma, em 2018 a SpaceX fará o primeiro lançamento para Marte, pousando uma Red Dragon, versão adaptada da Dragon V2. Usarão para testar tecnologia e, principalmente, mostrar que eles efetivamente conseguem voar para Marte.

Nesse meio-tempo o desenvolvimento e construção da nave e do foguete continuam, na metade de 2018 eles começam a testar a Heart of Gold, no começo de 2019 começam os testes com o foguete e em 2020 são os primeiros vôos orbitais.

Em 2022 encerram-se os vôos com a Red Dragon, e no finalzinho do mesmo ano a Heart of Gold decola para Marte. Provavelmente com bem menos do que 100 pessoas, mas ainda assim uma tripulação substancial.

Pra que tanta gente?

Algo que ninguém contou é que no final de Battlestar Galactica a Humanidade estava condenada. sobraram uns 45.000 colonos, isso não é diversidade genética suficiente para garantir uma espécie saudável. Só se miscigenando com os neandertais teriam alguma chance de sobreviver. Musk quer tornar Marte uma colônia autônoma auto-sustentável, e isso demanda muita gente.

Ele estima que um mínimo de um milhão de pessoas serão necessárias, e no modelo atual são dez mil vôos. Mesmo que ele construa uma frota de 10 naves, são 1.000 ciclos de 26 meses. Isso, claro, se não nos tornarmos gananciosos e comecemos a construir naves cada vez maiores, e lembre-se, Musk não é dono de Marte. Mais gente vai imitar e lançar suas próprias frotas.

0056

Um dos tanques de combustível do novo foguete. Sim, já estão em fase de construção e sim, é grande bagarai.

Onde vão ficar?

Musk não entrou em detalhes, na verdade sequer mencionou essa parte. Não é o foco, primeiro por ser muito cedo. Segundo, o objetivo dele não é controlar todas as fases da colonização. Ele não tem dinheiro pra isso. Musk tornará viável a presença humana em Marte tornando lucrativo o transporte de gente e suprimentos, e ele fará isso baixando absurdamente o preço.

Se você não tiver que pagar US$ 10 bilhões você pode desenvolver cinco protótipos diferentes de habitats, mandar para Marte com 5 estagiários, e no final de um ano o que sobreviver você disseca, estuda e se não for detectada nenhuma doença, aprova o Habitat.

É provável que até 2020 ele já tenha várias parcerias nessa área, não duvido que estejam cogitando aqueles módulos infláveis da Bigelow pras primeiras viagens.

Problemas, problemas

Existe um monte de gente dizendo que o plano de Musk é exagerado, inviável, etc, mas é o pessoal que defende cegamente a regra de que nada pode ser feito pela primeira vez, junto com o pessoal que só acredita em tecnologias provadas. Por isso os foguetes da ULA usam motores de mísseis russos dos anos 80, o único transporte para a Estação Espacial é uma nave que mudou muito pouco nos últimos 50 anos, e qualquer sonda marciana custa bilhões de dólares e não tem capacidade de processamento nem pra rodar Doom, que dirá Crysis.

Há problemas a resolver? Com certeza. Ninguém nunca construiu uma nave tão grande, o máximo de humanos que uma nave já sustentou foi de 7 pessoas, 100 é algo inimaginável em termos de suporte de vida e batatas. Chegando em Marte, temos o problema dos habitats.

O maior experimento que tentou criar um habitat isolado foi a Biosfera 2, e foi um fracasso. Os cientistas não conseguiram equilibrar o meio-ambiente fechado, o nível de oxigênio no ar caiu de 20% pra 14%, tiveram que bombear O2 várias vezes para evitar que os pesquisadores morressem, tiveram infestação de baratas, etc, etc.

Isso é um incômodo quando você pode chutar o pau da barraca sair do experimento e ir pra casa. Em Marte não há essa possibilidade. Os habitats e as estufas TÊM que funcionar.

Soluções, soluções

Por outro lado, se formos esperar toda a tecnologia estar perfeita, todas as condições ideais, todos os riscos minimizados ao máximo (que construção horrível) nunca vamos sair de casa, e não é nossa natureza. É natureza dos burocratas, dos governos que tomaram conta do programa espacial nos últimos 50 anos.

Tem 44 anos que nenhum humano vai além da órbita baixa da Terra. Nós brincamos na praia, com água até a cintura, voltamos pra areia e de lá pra cá só molhamos a ponta do pé. Nossos antepassados morreriam de vergonha. Essa não é a raça dos grandes navegadores, que embarcavam tendo como guia pouco mais que lendas.

Nenhum fenício olharia com respeito os astronautas de hoje, se soubesse que por uma vida inteira não saímos da praia. Os Vikings, que atravessaram o Atlântico séculos antes de Colombo, ou os lendários exploradores romanos que, dizem, chegaram até a Amazônia mas é mantido em segredo pois não temos verba para explorar o sítio arqueológico. Os polinésios, que polinizaram (viram? consegui uma construção pior ainda) o Pacífico, enfrentando mar aberto em canoas que eu não usaria em uma piscina.

Esse é nosso espírito, essa é a força que nos move, a curiosidade. O desejo de explorar. Há quem tenha medo do desconhecido, mas como espécie somos atraídos por ele. Dizem que não há mais fronteiras, que tudo que havia para ser explorado já o foi, mas não é verdade.

Devidamente reabastecida a Heart of Gold tem Δv para chegar em qualquer lugar do Sistema Solar.

Devidamente reabastecida a Heart of Gold tem Δv para chegar em qualquer lugar do Sistema Solar.

As estrelas são nosso destino, mas até então eram inacessíveis. Não mais. Elon Musk deu o proverbial chute no traseiro que precisávamos, ele e sua impaciência. Não quis esperar os infindáveis projetos de estudantes de design e seus carros elétricos futuristas de um futuro que nunca chega. Pulou etapas, chutou o pau da barraca e criou a Tesla Motors. Agora ele não quis esperar 200 ou 300 anos pelo futuro de Star Trek.

Elon Musk disse que quer colonizar Marte durante o tempo de vida dele. É uma proposta ousada, e qualquer um, qualquer um mesmo que falasse isso seria recebido com risadas e descrédito. Qualquer um menos Elon Musk, que está pulando etapas, investindo dinheiro pessoal, colocando em ação seu plano.

É um plano ousado? Com toda certeza, mas se há uma coisa que aprendemos com Star Trek, é que se você quer ir aonde ninguém jamais esteve, é preciso ser audacioso.

Would You Like To Know More?

  • Vídeo conceitual da SpaceX mostrando os procedimentos da missão. Nota: os modelos, segundo Musk, não foram criados por animadores, vieram de arquivos CAD dos projetistas da SpaceX. O que estamos vendo é o que está sendo projetado.


SpaceX Interplanetary Transport System

  • Íntegra da apresentação de Elon Musk, “Tornando a Humanidade uma Espécie Multiplanetária”


SpaceX — Making Humans a Multiplanetary Species

Leia também:

Relacionados: , , , , , , , , , , , , , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar
  • ²He

    O.o

  • Atrollando Natuacara

    É muito bom ler um artigo desse logo no café da manhã, muito inspirador e dá vontade de ser um explorador.

    • Me deu vontade também, vou dar uma jogada de No Man´s Sky e CIVILIZATION hoje a noite, é o máximo que consigo chegar perto de ser um 😛

      • OverlordBR

        Kerbal não?

    • OnoSendai

      Também é bom porque me faz lembrar que a humanidade não é feita apenas de merthiolate indolor: “Quer ir? esteja pronto para morrer. Mas você será um dos primeiros humanos a pisar em Marte.”

      • Maom

        Vai se eternizar de qualquer jeito. Ou chega em Marte e entra pra história, ou morre no espaço onde não tem oxigênio nem bactérias e vai ter o seu corpo eternizado flutuando pelo cosmos.

        • Ivan

          Podiam pegar o corpo dele colocar uns espelhos e deixar em orbita terrestre.

    • Ivan

      Só instalar pokemon go e sair explorando.

    • Diego Marco Trindade

      Imagina quando assistirmos estas imagens. Céus, como eu gostaria de estar lá para ver…
      https://uploads.disquscdn.com/images/c04395a667bf458855a64f99a669fab79f81f0eaaa8084d0e79f1b2c81e6614d.jpg

      Ps.: É wallpaper de Civ Beyond Earth.

      • kenji

        Eu ficaria levemente preocupado e curioso para saber por que todos eles estão indo embora e eu não.

      • Uma pena que esse jogo ficou tão ruim 🙁 a proposta era muito boa.

      • Como eu gostaria de estar em um dos foguetes pra ter o outro ponto de referência…

      • HomeroGamer-BanidodoMB

        Seria mais legal se isso tudo fosse ICBM.

        • Luiz

          maldoso

    • Marte ainda vai, mas não daria crédito a um explorador que dissesse estar disposto a explorar Uranus… =X

    • Helvio_Mota

      Aí você lê o nome com que o Cardoso “batizou” o foguete e cospe o café na tela… 🙂

    • Luiz

      Pedindo emprego pro Musk em 3, 2, 1…

  • Diego de Paula

    Sou fã do cara.. mas é um plano muito muito audacioso. Quero muito ver isso, mas… ainda não sei.

  • Careca Voador

    Se a Denise Richards não inventar de entrar nessa loucura de frota interestelar e ficar comigo na infantaria, eu vou.

  • Calvin Coisa Ruim

    Nem Clarke, nem Asimov, o modelo da nova era da exploração espacial é o Douglas Adams. Sinal dos tempos.

    • https://uploads.disquscdn.com/images/78a92f32ec0504ebb68515989badf13d2a09e261be7b3a1bda4126c711c13644.jpg Já tive oportunidade de entrar numa fubica do Musk, é um negócio alienígena, esta assumindo o posto deixado por Jobs nessa revolução digital…

      • Nah, um era um hipster que fazia computadores caros e MP3 supervalorizados. O outro tem uma fábrica de foguetes. Não dá nem pra comparar.

        • Nem uma coisa nem outra ! 😀

          Um arquitetou o primeiro computador pessoal útil em sua garagem reunindo uns geniozinhos da computação e outras coisas úteis ao longo dessas décadas que mudaram “um pouquinho” o rumo das coisas. O outro só arquitetou um carro inteligente de verdade que parece que vem mudando o rumo da industria também, só não podemos afirmar pois estamos no meio da tempestade… e essa fábrica de foguetes, hoje inútil e megalomaniaca, se der certo vai fazer ele assumir o posto de Jobs das últimas décadas que até agora não havia aparecido ninguém pra assumir.

          • OnoSendai

            ‘[…] o primeiro computador pessoal útil […]’ Err… not really. Era um entre muitos. Ele tem seu crédito, mas o culto à personalidade (nem sempre plenamente justificável) é forte em Jobs.

          • O crédito que Jobs tem é ser um marketeiro teimoso. Leva muito mais crédito do que o Woz. Fora que a personalidade (tão cultuada) só não acabou com a Apple porque mandaram ele embora antes.

          • Mas um Marketeiro só sabe vender, ele não influencia no produto. O Apple I não foi um produto que caiu no colo do Jobs pra ele vender, o cara influencio tudo, o tamanho, o software, as possibilidades expansão… tudo! Se Woz tivesse feito a maquina da forma dele, seria um desastre. Jobs é marketeiro e visionário, só não é técnico, pra isso o Woz fazia tudo que o FDP arrogante do Jobs mandava. Pra mim são dois gênios.

          • Lembro que eram muitos, a história daquela época é muito boa e rica, mas sem nunca ter feito uma pesquisa precisa e seria, me parece que TRS-Color, Zx81, Spectrum e outros que começaram a aparecer vieram só depois, de fato o Apple I foi o que mostrou algo funcional e útil, antes era só home kit de Z80 para programador Assembler e aquela geringonça do ALTAIR. Eu comecei num clone ZX81, nunca cheguei a ter um APPLE II e pra mim computador 8 bits é Commodore 64 e MSX, os melhores daquela geração.

            Também acho que o culto a personalidade é forte, mas é um inegável fruto das realizações. Não é de forma alguma injusto, o camarada fez por merecer, assim como Linus Torvalds, Woz, Dennis Ritchie, Jay Minner e outros nomes que fizeram a diferença em tecnologia. Só seria injusto incluir u Bill Gates da vida… esse sim é dose… 😀

          • “Um arquitetou o primeiro computador pessoal útil”

            Esse foi o Woz, não o Jobs.

          • Acho um equívoco pensar assim, se fosse arquitetado pelo Woz, a máquina seria para engenheiros. Foi a visão “fora da caixa” (termo que já perdeu o verniz de tão manjado) do Jobs que faz o Woz implementar da forma coerente e bem sucedida que foi. Claro que muita ideia foi do Woz, não quero dizer que ele foi simplesmente um peão pau mandado, mas ele sozinho não tinha feito um computador pessoal para uso de pessoas normais.

        • Ivan

          Por mais que eu goste de falar mal da Apple Jobs inovou e mudou o mundo da tecnologia.

    • Diego Marco Trindade

      Será que o Musk vai anunciar um motor de improbabilidade infinita?

  • Hemeterio

    E seguindo a lógica de trocar o pneu velho do taxi com o carro em movimento, as naves tb serão usadas como transporte em Terra. Qq ligar do mundo em 40 min. Os Teslas vao fazer dinheiro saindo sozinhos pra arranjar passageiros. Na casa do Musk td mundo trabalha.

    • Diego Marco Trindade

      Se fosse no Brasil, um fiscal do trabalho ia autuar a empresa por empregar astronautas, obrigando-os a trabalhar 24 horas por dia (por dormir no trabalho) e falar que é trabalho escravo.

      • Lei proibindo carros autônomos de trabalhar para resguardar empregos, pode escrever!

        • Islan Oliveira

          Provavelmente burocratas já estão com as leis prontas, só esperando os carros autônomos chegarem ao mercado para que as leis sejam colocadas em votação.

          • A conta é simples, voto por voto.. VETA!

  • Vinicius Zucareli

    Ver esse tipo de plano não me dá vontade assistir esse processo.

    Me dá MUITA vontade de participar desse processo.

    Vou mandar um CV pro Musk. Quem sabe.

    • Junior Capitanio

      será que precisarão de agronomos em marte? CV a caminho. problema é que a patroa seria inutil lá, pra que serviria uma advogada em marte?

      • Vinicius Zucareli

        A minha patroa seria MUITO útil numa futura colônia. Obstetra que é.

        E eu como Engenheiro Eletricista acho que posso cobtribuir

        • Maom

          Eu tb “como” engenheiro eletricista. Se sua patroa não quiser ir eu posso bonitão!

          • Vinicius Zucareli

            você esquece de separar o aposto por vírgulas, (ou fica com preguiça de escrever tão certo no celular) e vira essa bagaça. :/

      • Por mais que eu gostaria que a humanidade evoluísse a ponto de não precisar de advogados, mas alguém ainda é necessário para intermediar conflitos.

      • Manoel Guedes

        Para que serve um advogado na terra? uhauhuahau
        Em marte assim como na terra deverá existe um código, quem fiscalize e quem jugue…

      • Diego Marco Trindade

        Será que aceitam um administrador? Posso virar fazendeiro lá se quiserem!

    • Wallacy

      Ele não pode contratar estrangeiros, restrições do ITAR. Mas você ainda pode ir a Marte e trabalhar lá 😉

  • Othermind

    Digamos que tudo dê certo.. Estou curioso para ver a politicagem… Vão declarar marte USA? Vão segmentar? Paises vão financiar com a promessa de uma parte do planeta? O primeiro humano que nascer por lá será “marciano”? =P

    • Junior Capitanio

      eu acho que não poderão declarar marte como sendo de propriedade de um pais, assim commo não terá logica cobrar impostos lá, a não ser que seja criado um sistema de governo marciano, atrelado a ONU.
      quanto a financiamento, se eu fosse presidente do brasil eu ja ia separando um 5 bilhoeszinhos de doletas pra investir nisso ai, é torrado tanto dinheiro mais do que isso em bobagem que não faria diferença nenhuma.
      A proposito eu ofereceria alcantara pro musk fazer as paradas dele, tudo gratuitamente di gratis.

    • O Musk é poli- cidadão. Se não me engano ele acumula cidadanias Sul-africana (nascimento), Americana e Canadense. Duvido que ele vá querer, ou gostar da apropriação de um planeta inteiro por um único pais.
      Se necessário, intercede na ONU para fazerem como a Antártida.

    • Os tratados internacionais proíbem qualquer país de tomar posse de outros planetas.

    • Ivan

      Se ele declarar que marte é dele vão fazer o que? atacar marte? hauehaue

  • Junior Capitanio

    será que a spaceX vende açoes, vou economizar uns 5 mil pra investir nessa empresinha ai, se eu perder perco 5 mil, mas se isso der certo as açoes deles vão estourar como nunca foi visto nesse planeta.
    torço pra que de certo, e gostei da comparação do cardoso com os fenicios, o problema é que não temos mais colhão para arriscar a vida como os antigos faziam, deve ser o aumento da espectativa de vida, antigamente quem chegava aos 30 anos era velho, agora as pessoas querem aproveitar a velhiçe em segurança.

    • Wallacy

      Eles não estão no mercado de ações. E é de proposito, ele corre o risco dos acionistas travarem o projeto. Depois de marte que sabe….

      • Junior Capitanio

        isso se resolveria simplesmente limitando as vendas a 49%. ele com 51 manteria a presidencia e decidiria o que e como fazer e fodam-se os acionistas.

        • Wallacy

          Pode ser, mas estamos falando de um mercado onde os principais competidores são outras nações… Seria difícil manter detalhes dos projetos secretos aos outros “donos”, e por consequência dos competidores…

          E hoje ele tem 100% dos lucros, e pode investir 99% em marte se quiser, já com 51% seria mais complicado.

          • Junior Capitanio

            isso e verdade

        • Rafael Rodrigues

          Não é assim.

          Não é incomum que as regras prevejam que certos assuntos sejam aprovados por maioria de 2/3 do board.

          E 49% dá metade menos uma das cadeiras do conselho. Não é pouca coisa.

  • Alvaro Carneiro

    é de quem chegar primeiro né? chegou lá, riscou um giz no chão marcando o “lote” então é dono do “terreno”.

    quem vai oferecer internet? tv-a-cabo? celular?

    • Rafael Rodrigues

      Existem tratados internacionais sobre o espaço que certamente serão revistos e renegociados.

      • Pode até existir, mas na prática quem é que vai pra lá fazer a reintegração de posse?

        • Rafael Rodrigues

          Para isso existem guerras.

          E a história nos mostra que infelizmente onde tem capital a ser explorado, tem guerra.

  • Deathgasm

    NADA DE NIKE QUE AMARRA SOZINHO. O FUTURO QUE EU QRO MESMO É ESSE DA TROZOBA VOADORA DO MUSK. QUE HOMEM

  • Coffinator

    Dinheiro dá pra arranjar, só parar de jogar ele fora em burrocracia e investir no Musk, no Bezos e em quem mais se mostrar competente (e louco).

  • André Luiz

    45 mil colonos não é garantia de uma espécie saudável?
    Teve uma erupção vulcânica na polinesia cuja as consequências reduziram a nossa espécie a pouco mais de dez mil indivíduos, vulcão Toba, sem piadas, então 45 mil tá bão demais da conta pra começar

    • A Polinésia quase foi extinta por causa do Toba? Os fakes do Disquss tem que tomar cuidado.

      P.S.: com um nome desse pra um vulcão, não vai querer piada?

    • Ivan

      45 mil pessoas com um bom pool genetico, um pouco de gente de cada lugar e ta bom.

      • Junior Capitanio

        existem agrupamentos indigenas isolados nos ultimos 500 anos que não possui contato externo e que não posuem mais do que mil individuos.
        se elon Musk enviar 500 casais não aprentados pra la, essa colonia facilmente chega aos 10.000 em uns 200 anos, até lá ja haverá busão de linha fazendo esse trajeto, não precisa ter pressa pra desenvolver a colonia, umas 10 viagens ja torna a colonia autosuficiente, não é com se fosse mandado uma galera pra lá e depois ta todo mundo proibido de ir, se der certo, dentro da proxima centena de anos acharão maneiras ainda mais baratas de viajar e se bobear estudante ainda vai pagar meia.

      • PugOfWar

        Eu suponho que a engenharia genética também evolua bastante nos próximos 30 anos.

    • Wallacy

      Sinceramente, achava que >10 mil já ta bom. Desde que peguem amostram de vários países ta OK.

  • A Lhama Fantasma

    Onde me inscrevo pra ir? Quero ajudar a colonizar ( ͡° ͜ʖ ͡°)

    • Eu gostaria apenas de passear por lá, depois que a primeira leva de colonos fizer o trabalho duro de infraestrutura 😛

      • Ivan

        E antes de ir embora passar na loja de lembrancinha e comprar umas pedras marcianas.

        • Junior Capitanio

          camiseta “estive em marte e lembrei de voce”

      • Rafael Rodrigues

        Já eu, se pudesse, gostaria de ir para trabalhar duro na infraestrutura…

  • Renato

    Só fiquei com uma dúvida quanto ao reabastecimento da nave em órbita. O combustível será produzido também em órbita com matéria prima tirada de meteoros por exemplo, ou vai ter que ser enviado para lá?
    De qualquer forma isso aumentaria muito a autonomia da nave pois o que ela gastou pra subir pode ser reposto para continuar a viagem.

    • Não, é produzido em Terra mesmo.

    • Maom

      O Eike Batista gostou dessa ideia de retirar combustível de asteroides e fez o IPO da SpaceXX Fuel.

  • Roberto José Romano Jr.

    Texto excelente, notícia mais ainda!

  • Anderson Fernandes

    Ótimo texto do Cardoso, os riscos são titanicos, mas ficar preso a Terra é suicídio coletivo de longo prazo.

  • Em todos os livros de ficção científica que lembro de ter lido, todos os autores criticavam o modo de entrar em órbita usando foguetes, diziam que é uma maneira extremamente cara e perigosa de se fazer isso e que enquanto a humanidade não arranjou um modo mais seguro e barato de entrar em órbita, não foi possível iniciar a colonização do espaço.

    Tudo bem que agora estamos falando de realidade, mas se de vez em quando esses foguetes com bem menos motores dão xabu, imagina uma coisa com 42 motores de foguete e ainda por cima sendo reutilizados…

    Dito isso, não estou torcendo contra, muito pelo contrário, quero muito que isso dê certo e que a colonização espacial comece enquanto ainda estou vivo, quero espalhar descendentes pelo sistema solar e, quem sabe, posso transformar ficção em realidade e dizer: “No meu aniversário de 75 anos fiz duas coisas: visitei o túmulo da minha esposa, depois entrei para o exército.”

    • gfg

      Pelo jeito você não acompanha nada de desenvolvimento de foguetes nas ultimas 3 ou 4 décadas. Os foguetes tem mais de 1 motor por redundância não potencia. Casos que já ocorreram algumas vezes.

      • Então me explique: é um motor pra usar e outros 41 de redundância, ou 21 pra usar e 21 de redundância?

        • Ivan

          44 foguetes?

          • Danilo

            42-1=43, não sabia? :/

          • Ivan

            acontece.

          • “Isso mesmo que você está lendo: a propulsão, com os novos motores Raptor já está sendo desenvolvida. Já fizeram os primeiros testes. O 1º estágio terá nada menos que 42 desses motores. Por que 42? Douglas Adams sabe.

          • Danilo

            “um motor pra usar e outros 43 de redundância” refaça as contas 😀

        • Rafael Rodrigues

          Redundância e alta disponiblidade são conceitos distintos.

          Você tem 42 aparelhos funcionando em paralelo. Se um falha, apenas 2% do sistema são comprometidos e mesmo assim só quando for exigido 100%.

          Se você desenha os motores de forma a usar 80% de sua capacidade, pode-se perder 10 motores sem que exista comprometimento substancial.

          O fato de ser backup não quer dizer que você PRECISE mantê-lo desligado.

      • Fora que fazer um puta motor funcionar é muito mais complicado que fazer vários motores menores com a potencia equivalente do puta motor.
        Vide desenvolvimento do F1. E mesmo sendo um motor enorme, ainda era pequeno pro Saturno V, que voava com 5 deles.

    • Nossa que falha terrível você descobriu. Rápido, mande um email para a SpaceX alertando os engenheiros deles desse vacilo que ninguém, só VOCÊ percebeu.

      • Vou relevar esse seu ódio porque sei que você é sensível a qualquer coisa que não seja elogios ao Elon Musk.

        • Ivan

          Serio que sua critica se basea em achismos e ficção cientifica? parabens vai longe assim.

          • Pessoal é muito sensível hoje em dia, não consegue lidar com nada que não seja a concordância total e absoluta. O Cardoso ainda se entende porque é apaixonado pelo Musk, mas e o resto?

            Sobe a ficção científica, texto do próprio cardoso: http://meiobit.com/123406/politico-propoe-ensino-obrigatorio-de-ficcao-cientifica-nas-escolas/

          • Ivan

            Claro que é importante, mas desmerecer os engenheiros pq vc leu uma ficção cientifica falando que é dificil usar foguetes para pousar é idiotice, só ver o link que postei do pouso da sonda phoenix em Marte, tinha tudo pra dar errado e deu certo. se vc tiver uma ideia melhor de como pousar uma nave em Marte os engenheiros da Tesla irão agradecer.

          • Cara, onde eu desmereci engenheiros? Ainda por cima dizendo que é difícil pousar? Onde? Me mostra ou para de perturbar.

            O ruim de discutir na internet é que o pessoal não consegue nem entender direito o que se diz. Eu falei no custo e no perigo de se usar foguetes para SAIR DA TERRA E ENTRAR EM ÓRBITA, não falei nada sobre pousar. Recomendo um curso de português, urgente.

          • Ivan

            Erro meu.

          • Rafael Rodrigues

            Ok, cara. O problema é que foguete é o que tem pra hoje. E é o que será usado. Quando no futuro o elevador espacial ou outra coisa do gênero for viável, abandonam-se os foguetes.

            Afinal de contas, ninguém ficou triste quando deixou de usar charrete.

          • Não discordo.

      • Inspiração do Musk (dizem)

        https://www.youtube.com/watch?v=F92l2s_bO-k

    • Wallacy

      Bem, o único projeto que realmente deu errado com múltiplos motores foi o N1, mas isso porque os motores não podiam ser testado individualmente, e só houve o teste final…

      Outra questão é que o motor geralmente não da problema, o que da problema é os sistemas auxiliares a ele, mas mesmo considerando que sim, os motores da SpaceX são monstros revolucionários. Não existe nenhuma falha geral documentada em nenhum de seus motores, da forma com que são fabricados (algumas partes usando manufatura aditiva), eles são “digitais” enquanto os outros “analógicos”.

      Como nota, nos testes de qualificação do Merlin, eles foram validados para serem religados 1.000 vezes! Sim, em um mundo onde alguns mal funcionam uma vez, o deles é homologado para 1.000 vezes, isso inclui um recorde de 10 religamentos consecutivos, ultrapassando o incrível recorde de 1 ;). Ao que parece, eles até agora não conseguiram “quebrar” um desses, um modelo já teve 329 fires, e parece que só agora mostra sinal de degradação.

      Dito isso, eles mais que ninguém tem experiencia em foguetes com múltiplos motores, o Falcon 9.. bem… tem 9! O que já é incomum, o FH 27!

      O que um engenheiro disse uma vez em um AMA, é que na realidade, o modelo de múltiplas engines só traz benefícios, e zero malefícios. O risco de defeito inclusive é menor, pois é muito mais facil manter o bom funcionamento de N engines menores e fáceis de construir, que uma N vezes maior (para ter potencia comparável) e N*N*N mais complexa!

      • Resumindo, os motores construídos pela SpaceX são os menos perigosos que temos hoje em dia, mas continuam sendo extremamente perigosos. Contudo, como disse o Rafael Rodrigues, é o que temos pra hoje.

        • Wallacy

          Não exatamente isso…

          Vários motores menores modernos é menos perigoso que qualquer um grandão…. Simples assim.

          Os únicos motes em operação mais potentes que o Merlin, são muito menos eficientes e muito mais perigosos que varios Merlins juntos! O mesmo vale para o Raptor.

          Inclusive, vários motores é o que a BE está fazendo agora. inclusive a tradicional ULA está indo para esse caminho. A SpaceX provou que funciona melhor que um só grandão.

          Veja que tudo que temos contra vários motores é só especulação, e um caso isolado o N1…

          • Vale lembrar que o N1 sofreu com problemas de desenvolvimento, financiamento e rachas internos entre o Korolev e o Glushko.
            Vale lembrar também que com a instrumentação atual, um problema que destruiria um foguete como o N1 pode ser rapidamente detectado, e o desligamento imediato do motor defeituoso garante que não afete os demais.
            Não quer dizer que é 100% seguro. Pode existir algum tipo de falha não prevista que cause um desastre. Porém contudo todavia, é certo que o estágio tripulado terá alguma forma de abortar de forma segura. Por exemplo, no Saturno V uma série de cabos elétricos corriam o foguete de alto a baixo. Caso fossem interrompidos, imediatamente era acionada a torre de ejeção e em uma fração de segundo a cápsula estaria longe do foguete. Assim, qualquer dano que comprometesse a estrutura do foguete arrebentaria um desses cabos e acionaria o processo de aborto.

        • Cara, entenda. A Apollo 13 perdeu um dos cinco motores F1 durante a subida. Como a NASA trabalha com redundância, os outros compensaram, mas foi um baque de 20% da potência disponível. Se um dos Raptors do BFR der pau, eles perdem 1/42 da potência disponível. Isso é MUITO MAIS SEGURO. Entendeu ou quer um desenho?

          • Cardoso, tente entender o que eu estou dizendo sem se apegar a sua paixão por Elon Musk: você mesmo já escreveu várias matérias sobre como o uso de foguetes para exploração espacial é extremamente caro e perigoso e que só continuamos usando foguetes por falta de uma alternativa melhor.

            Eu concordo que os motores do Interplanetary Transport System serão muito menos perigosos do que qualquer coisa que já tenhamos construído antes, mas ir ao espaço em cima de um tanque de combustível explodindo de forma controlada continua sendo extremamente perigoso.

            Agora entenda, eu não acho que eles devam desistir porque é perigoso, ser o pioneiro envolve riscos e sem correr riscos não há inovação. Só disse o que muitos teóricos e escritores de ficção científica disseram antes de mim: que a exploração espacial só vai realmente se tornar economicamente viável quando inventarem uma forma mais segura e econômica de entrarmos em órbita.

          • Wallacy

            Eu entendi seu ponto, mas ele não tem solução. A realidade é assim.

            Veja que o ITS Ship (MCT, BFS, seja lá qual o nome), é uma especie de SSTO (Single Stage to Orbit) e é tão potente sozinho quanto um Falcon Heavy! Com quase nenhuma carga, ele é capaz de sair da orbita da Terra facilmente, e é capaz de sozinho sair de Marte para a Terra com pouca carga.

            Agora você deseja levar mais carga útil? Você precisa primeiro vencer a gravidade da terra, e nenhum SSTO é e jamais será capaz disso, não na Terra (em outros planetas sim), é uma questão de Física/Química (que a ficção as vezes ignora). A quantidade de energia necessária cresce exponencialmente com a quantidade de carga que você pretende por em orbita, isso nunca vai mudar, e não existe, nenhuma forma de produzir esse tipo de energia em tão pouco tempo que não seja em motores químicos! Nada na tabela periódica é capaz disso. Por isso na ficção usa-se minerais imaginários. Veja que, até seria possível usando anti matéria, mas não seria mais seguro. Pode pensar na teoria mais maluca de todas, nenhuma trás uma forma de energia para sair de orbita mais seguro que o que temos hoje.

            O que temos que fazer é melhor eficiência e confiabilidade do que existe hoje, mas nunca iremos abandonar o modelo de propulsão com estágios na terra. Em outros planejas já é possível.

            Como nota, em um caso onde a realidade supera a ficção. Tecnicamente falando, o modelo atual é melhor que a encomenda. Uma nave capaz de sair de orbita sozinha, tem muita, muita energia acumulada internamente, seria como um submarino nuclear no quesito segurança. Já um booster te tira de orbita em 2 minutos, depois te deixa “livre” com uma nave mais simples e menos combustível é relativamente mais seguro pois você isola o problema energético em apenas uma parte do processo.

            No futuro, naves tanques irão circundar a orbita dos planetas mais massivos, e estações reusáveis irão se manter na base de cada um para o empuxo de volta. E iremos rir de como pensávamos que iriamos criar uma nave usando “Kironide” e “Platonians ” da vida.

          • gfg

            O que você escreveu foi: não vai subir porque 42 motores tem bem mais chances de falhar do que que 1 só.

            O que todos aqui estão dizendo é: o problema não é a quantidade de motores, pelo contrário.

            Dá pra entender agora ou meu pobre intelecto interpretou toda sua colocação errado?

          • Acho que depende. Se 1/42 falhar a balança é favor do Musk. Já se 1/42 explodir, vão falar porque tanto motor para dar problema?

          • Wallacy

            Pois é, já vi alguns defendendo colocar escudos de proteção entre os motores (imagina o peso). Em um instante de tempo, o motor tem pouco combustível, a explosão provavelmente seria absorvida pelo octaweb (vou chamar assim porque não sei o nome de uma estrutura com 42 encaixes), e uma proteção simples ainda iria manter a nave integra, não iria cumprir a missão, mas a ship poderia fazer um Abort e tudo ficaria ok.

            Já uma explosão no tanque…. Isso sim é preocupante. Não importa quantos motores tem, perigoso mesmo é aquele tanque enorme lá.

          • Diego Marco Trindade

            Como aconteceu esses dias com uma falcon sendo abastecida…

          • Wallacy

            Sim, a segunda vez na historia que isso acontece. Calculava-se um risco de 0,5% de isso acontecer… E bem, aconteceu. Não sabem exatamente o que aconteceu, mas uma estatisticamente iria acontecer de novo, e vai acontecer novamente no futuro.

            É como aviões, eles caem, direto, mas o importante é fazer que proporcionalmente sejam poucas quedas.

            Com uma frota, eu estaria preocupado mesmo é com os tanques, são pontos de falha literalmente enormes.

          • Diego Marco Trindade

            Para comparar, tava lendo um livro que contava a história das navegações do Cabral para a índia. Na segunda viagem, partiram 13 navios e 1200 homens. Só voltaram 7 navios e 600. Não é o cenário ideal, mas não se faz omelete sem quebrar ovos…

          • Diego Marco Trindade

            Estava lendo um livro que conta um pouco da história das navegações. A segunda viagem de Cabral às Índias, ele partiu com 13 navios e 1200 homens. Voltaram apenas 7 navios e 600 homens. Agora temos mais informações e tecnologia, mas estamos indo a outro planeta, e infelizmente isso terá custos. Eu prefiro morrer numa nave espacial a um acidente de carro provocado por um bebado, mas as pessoas sempre vão lembrar das vezes que uma nave espacial explode.

          • Junior Capitanio

            exatamente isso que eu estava pensando, merdas acontecem todo dia e vidas são perdidas sem trazer nada de bom pra humanidade, se morrerem algusn milhares na exploração espacial serão perdas uteis.
            vide 11 de setembro, caminhão na frança, boate kiss. guerras na africa etc.

          • Rafael Rodrigues

            Mas a sua diferença apontada não é de mortos. Muitos ficaram aqui.

          • Diego Marco Trindade

            “Nessa mesma expedição uma tempestade no Atlântico Sul provocou a perda de sete navios, as seis embarcações restantes encontraram-se eventualmente no Canal de Moçambique antes de prosseguirem para Calecute, na Índia.”

            Fonte: Arial. Digo, wikipedia: https://pt.wikipedia.org/wiki/Pedro_%C3%81lvares_Cabral

          • Rafael Rodrigues

            Desculpe, por má interpretação, entendi que se referia à expedição ao Brasil.

          • O que eu disse é que a tecnologia atual que usa foguetes para colocar carga e pessoas em órbita é cara e perigosa para colocarmos em prática a colonização espacial.

          • OK vamos sentar nas nossas mãos e esperar 500 anos até alguém inventar o motor de dobra. Excelente estratégia.

          • Leia as partes em negrito, em especial a segunda parte destacada.

          • leoncral

            Nao adianta ele é tipo o crente chato quando vc tenta falar algo contra o Musk.

  • Maom

    São tantas dúvidas e questionamentos que tenho sobre esse projeto que me sinto na aula de religião da escola. Tem que ter muita, mas muita fé no Musk pra acreditar que ele vai conseguir. Se fosse a década de 70 ou até 80 eu acreditaria, mas nasci já nessa era burocrática e engessada que parece que qualquer pedrinha pra ser levada a uma órbita baixa custa o equivalente a 2 décadas de alimentação de todas as criancinhas da Africa e que a chance de ter problema na tentativa de levar essa pedrinha é de 101%.
    Tenho mais de 3 décadas de vida acompanhando primordialmente grandes fracassos bilionários de um exploração espacial rudimentar feitas por robozinhos que parecem feitos pela turma do arduíno.
    João 20:29
    “…bem aventurados os que não viram e creram…”
    Não sou um cara bem aventurado. 🙁

    • Dandalo Gabrielli

      Eu concordo muito com sua primeira frase, mas se estivéssemos em 1930 e falassem que tem um plano para chegar a lua em 40 anos, você acreditaria? Acho que pensaríamos a mesma coisa. Mas menos de 4 anos para lançar um foguete de mais de 100 metros de comprimento é muita força de vontade

      • Maom

        2016 e tem gente que não acredita nessa história de que Jesus andou sobre a água até hj…. Digo, de que o ser humano foi até a Lua e voltou.

      • Rafael Rodrigues

        Sem a segunda guerra? Talvez estivéssemos chegando lá agora…

  • mafhper

    Vamos ver quando irão abrir a primeira Igreja Universal lá.

    Pensando aqui com meus dois botões imagino que chegar em Marte seja o menor dos problemas. Teremos muitos desafios em nos fixar e estabilizar. No entanto essa é a parte legal, como iremos resolver isso. Que venha marte.

    • Pelo menos o nome vai começar a fazer sentido =P

      • Diego Marco Trindade

        Acho que tá na hora de comprar o Guia Pequenas Igrejas Grandes Negócios e abrir uma concorrente, a Igreja Galática Espacial.

        • PugOfWar

          Unitologia

    • ElGloriosoRangerRojo™

      Dizem que Bradesco e McDonalds já estão em etapas avançadas de negociação com o Musk… =P

  • Dandalo Gabrielli

    Uma pergunta básica. Aquele guindaste de apoio ao foguete, não tem problemas de anorexia não? Ele parece _muito_ mais fino que o foguete e aguenta na boa levantar as 400 Toneladas do tanque e ainda levanta-lo a mais de 100 metros de altura? Vendo a imagem do Saturno 5 com seu elevador do Lacerda, as diferenças não são tão grandes mas – Ele é apenas um elevador!!!! – não um guindaste !!!! https://uploads.disquscdn.com/images/26bc8d543c1bc3702b125e3803ac64f5d7160059e9f12d67bb629096519cac1d.jpg l

    • Wallacy

      O tal “guindaste” não apoia o foguete, ele é preso na base, o que você vê aí nessa foto é portas de acesso. O foguete fica de pé apenas com os “clips” laterais na base.

      No caso do ITS ele também fica em pé sozinho, mesmo sem os pés do F9, porem ele será estabilizado com “clips” moveis na base, formando um tipo de encaixe. É uma abordagem diferente, mas com a mesma ideia de todos os foguetes atuais. (Nenhum é apoiado pela torre).

      • Dandalo Gabrielli

        O que eu disse que esta estrutura ao lado de foguete da Nasa é apenas um elevador, em nenhum momento disse que isto segura ou apoia para que não caia. Porém, para um elevador de tal tamanho tem um senhora estrutura. No vídeo a estrutura ao lado do foguete, levanta o tanque de combustível para ser colocado no foguete que acabou de retornar. O que me surpreende é que esse tanque tem tem 300 Toneladas e levantado a mais de 100 metros. Aquilo nada mais é que um guindaste grua, porém sem a parte de “contra peso”. A comparação a imagem abaixo, tem mais altura que o foguete e levanta mais peso que necessário. …
        https://uploads.disquscdn.com/images/4a2249fc5054fa425a671f754a64a592b1255607dd18305580ab422316e178f2.gif

        • Wallacy

          Você disse: Aquele guindaste de apoio ao foguete, não tem problemas de anorexia não
          Daí eu entendi que estava falando de apoiar o foguete diretamente.

          E sim, esse guindaste aí que fizeram é meio ilusório. Mesmo com contrapeso interno, a estrutura deveria ser extremamente massiva pra fazer o que fez no vídeo.

          Se bem que pode ser o plano, pode ser uma estrutura feito de um composto bem forte e pesado, não apenas cimento.

          • Junior Capitanio

            é possivel que usem algum tipo de contrapeso também, nada impede isso, desde que n momento do lançamento a lança e o contrapeso não fiquem muito proximas do foguete, como uma grua pode ficar virada 90 graus em relação ao foguete e nada aconteceria, mas seria uma especie de grua não desmontavel e massiva pra aguentar as forças do lançamento.

          • Junior Capitanio

            uma coisa que eu nao entendi direito, aquele seria o peso vazio da nave tanque ou ja carregado de combustivel, se for carregado da pra içar vazio e então encher no lugar.

          • Wallacy

            Vazia a Nave pesa 150T e o Tanker 90T…

          • Junior Capitanio

            se for assim 90 ton tem guindaste que puxa facil, dai e so abstecer no lugar

  • Difícil esconder a empolgação de que terei a chance de ver isso enquanto ainda estou vivo! Eu já estava crente de que nem mesmo uma viagem para a lua veria ao vivo. Simplesmente sensacional.

  • Coronel Campbell
    • Pior sou eu: era fã da Bel Pesce desse jeito e não fiz os 5 min de Google que um desocupado canadense fez.

      • AUHUAHUAHAUHUAHUAHUHAUHUAHUAUHAUHHAHUAHU

      • Well Dias

        A traição é uma dor que nunca esquecemos.

      • Diego Marco Trindade

        Bem, pelo menos ele já tem bastante crédito e documentação e dinheiro do PayPal, e uma indústria enorme sendo construída no meio do deserto de Nevada…

        Aliás, essa fábrica me lembra do filem Transcedence.

      • Rafael Rodrigues

        Salve Izzy, nosso desocupado paramédico canadense favorito.

  • Coronel Campbell

    Como eles vão reabastecer na órbita e em Marte?

    • Coronel Campbell

      Ok eu vi o video do abastecimento na órbita, mas em Marte? vão utilizar a atmosfera? Não seria mais interessante uma base de abastecimento na Lua?

      • Junior Capitanio

        em teoria não seria necessário reabastecer na orbita de marte, mesmo para o retorno, seria reabastecido na superficie de marte e poderia voltar a terra, lembrando que a nave voltaria praticamnete vazia e que o combustivel necessario para escapar da gravidade marcian e bem menor que da terra.

        • Wallacy

          Fora que a Ship é tão potente quanto o FH! Teria potencia para trazer algumas poucas toneladas de material de volta. A questão toda mesmo é a velocidade de escape de Marte é realmente baixa.

      • Maom

        Quem levaria o combustível até a lua e para quê? Ainda teria que gastar uma quantidade desnecessária para desacelerar e aterrissar na lua e depois mais uma enorme quantidade para acelerar vencer a gravidade da própria Lua e ganhar novamente velocidade para ir para Marte.

      • rbsouto

        A Lua tem poucos recursos comparados com Marte. E lá existem todos os elementos para combustível e “alguma” atmosfera. Na Lua, não tem nada.

        Para missões aos gigantes gasosos, Marte se provaria uma excelente plataforma: recursos abundantes para combustível, atmosfera rarefeita e gravidade bem menor que a Terra.

  • Maom
    • Coronel Campbell

      A competição do pinto grande que o Cardoso citou continua.

    • Ivan

      como faz pra colocar imagem msm?

      • Zaaboo

        Só arrastar pra dentro do quadro. Ela carrega.

    • Dandalo Gabrielli

      É a velha roda da história. O maior vence o menor… Quando a Europa lançava o Concorde os americanos iam para o Boeing 747…

      https://uploads.disquscdn.com/images/5030201600b306de00c93287a52e7dca6e73f5ded9f90f6260e4353367f68373.jpg

      • Ivan

        Depende da proposta, um é velocidade outro é carga.

        • Dandalo Gabrielli

          Com certeza, ha 50 anos só subia satélite militar ou de comunicação governamental, 30 anos depois os de empresas de comunicação, hoje qualquer empresa. Mas o custo ainda deve ser absurdo. Bezos está pensando nisso, seja para baixar o custo de lançamento de satélite. Como de que forma é mais barato trazer algo da china, em tempo de avião, mas com custo de navio.

      • Rafael Rodrigues

        Aí a Europa veio com um A380 e acabou com o 747…

        • Lucas Timm

          Quem matou o 747 na real foi o 777.
          Carrega “quase” a mesma capacidade, com dois motores grandes bagarai.

          O Airbus A380 é legal, mas é bem caro pra operar, sem falar na logística pra lotar aquilo ali de gente. E se voa vazio, quase não é lucrativo.

          • Rafael Rodrigues

            Se eu usasse o 777 como exemplo não caberia a conexão com o trocadilho do tamanho proposto pelo rapaz ali acima.

        • Fernando Tauscheck

          #SQN

      • Diego Marco Trindade

        Acho que a história é mais por menos. O problema do concorde é o custo, não o tamanho… E que o Bezzos também tenha sucesso! Quanto mais gente melhor!

      • Lucas Timm

        Não dá pra comparar a capacidade de carga com a velocidade, as duas aeronaves tem propósitos completamente diferentes.

        Sem nem falar que o 747 recriou paradigmas. O Concorde era apenas um avião muito rápido. Que não podia voar sobre o continente, com uma manutenção pra lá de complicada, um fly by wire analógico criado por Satã e bebendo mais combustível que a minha Mégane. E bem ou mal o 747 tá voando até hoje.

    • Ele primeiro precisa provar que consegue sair da orbita da terra….

      • Maom

        Vc não entende nada de marketing! Tamanho é documento.

        • Isso só é verdade para o Motumbo :-}

        • Vinicius Silva

          Se for grande mas não subir, será que adianta?…

          • Maom

            Com a tecnologia de hj, todos sobem.

    • Repetindo algo que disse em outro lugar…

      Essa disputa entre Musk e Bezzos tá ficando foda. Não bastasse dizer “o meu é maior que o seu”, depois que o outro põe os glandes foguetes cabeçudos pra voar, chega o Musk e mostra que a coisa vai ficar grossa pro lado do Bezzos. Não me espanto se Bezzos der um jeito de deixar os encanamentos do foguete do lado de fora pra dizer que a trosoba veiuda dele será a pica das galáxias…

      • Coronel Campbell

        Ótimo nome para um foguete, Pica das Galáxias, quem sabe quando eu tiver um programa espacial coloque esse nome.

    • Islan Oliveira
  • Flávio Simões

    Cardoso, eu tava pensando com meus botões uma coisa que acho que vai ser PHODA de ver.
    Se ele falou da possibilidade de voos qualquer lugar do mundo em 45 minutos, imagino que vão criar “espaçoportos” ou adaptar aeroportos por todo o mundo para estes voos darem dinheiro enquanto não vem a janela para Marte.
    TEMOS GRANDES CHANCES DE VER ESSAS BELEZINHAS POUSAREM AQUI NO MEIO DO MATO EM UNS 10 OU 12 ANOS!!!

  • Legend of Mana

    Tomara que de certo , quero ver isso aí da em meu tempo de vida.

  • MPChock

    “But the stars are not for man” 😉

  • E pensar que estarei vivo para ver isso acontecer! Que tempo maravilhoso para se viver!

    • Zaaboo

      Que tempo maravilhoso para se viver!

      • Claudio Roberto Cussuol

        Essa frase não combina com o seu Avatar.

        • Zaaboo

          Se você visse o tamanho da minha cabeça talvez discordasse, hahaha.

  • Será que Elon Musk realmente quis dizer tudo isso de colonizar Marte, ou seria apenas um supositório?

  • Ana Lúcia Peluzzo

    Excelente!
    Eu vi vários profissionais da exploração espacial céticos quanto o plano. Eu pessoalmente acho que demorará mais, mas não vejo como um problema. Como o próprio Musk enfatizou, o importante é mostrar que é possível, e estimular mais pessoas a se envolverem com o objetivo de colonizar Marte. Senti que era o principal ponto da apresentação dele, e conseguiu maravilhosamente.

    • Zaaboo

      Diante de tudo o que ele já fez, se errar, vai ser por pouco.

    • rbsouto

      Carros elétricos eram piada até o Model S vender mais que a soma de todos os concorrentes na categoria sedan de luxo… E ainda ser capaz de acelerar como uma Ferrari.

      É capaz da China começar fazer o mesmo. Aí os EUA entram em modo “meu maior que o deles” e não teremos uma mais duas ou mais colônias.

  • Tá com medinho: Elon Musk says he won’t go to Mars and help colonize it because he doesn’t want to die.

    http://www.businessinsider.com/elon-musk-doesnt-want-to-die-going-to-mars-2016-9

    • OnoSendai

      Quem não tem medo não é corajoso, é idiota. E depois que você tem filhos sua mentalidade muda; parte da sua vida não te pertence mais para dispor como bem entender.

      • Pó, pó, pó, pó.

        • OnoSendai

          CHICKEN_MODE ON

    • Diego Marco Trindade

      O Rei de portugal também não veio pro Brasil de caravelas e naus. Tá certo. Para você ter uma idéia, quando Cabral realizou a segunda viagem às Indias, levou 13 barcos e 1200 homens. Só voltaram 7 barcos e 600 homens, e ainda assim fizeram as viagens.

      É perigoso, mas é possível.

      • O rei de Portugal veio de caravela pro Brasil sim, em 1819, mas veio 😛

        Cabe ressaltar o humor do meu comentário, já que o pessoal anda sensível quando o assunto é o Santo Elon Musk, que, pelo visto, está acima de qualquer crítica.

        • Diego Marco Trindade

          Não é que é santo, mas são coisas empolgantes. Se em 1960 tivessem falado que em 1990 teriam celulares portáteis ninguem acreditaria. Assim como levou mais de 300 anos para um rei atravessar o mar, e só porque estava fugindo do Napoleão.

          Claro, todo mundo fica com um pé atrás, pois é algo grande demais. Mas se cruzamos mares há 500 anos, por que não poderemos cruzar o espaço um dia, não é?

    • Wallacy

      Ele disse varias vezes que se ele tivesse certeza que iriam continuar o projeto dele ele iria nos primeiros voos. Ele vai pra lá sim, ele já falou que irá se aposentar lá varias vezes, mas ele tem muito trabalho aqui na Terra antes. É literalmente um plano de uma vida.

  • Lembrando que 200.000 Trumps o que uma galera pagou à Virgin Galatic em 2013 pra fazer um vôo suborbital que nem aconteceu ainda. https://uploads.disquscdn.com/images/de065be7864458c4fbf30cd556cfa9181fd57d1bd8b7233ee877baa6c0b00766.jpg

  • Jorge Dondeo

    “…junto com o pessoal que só acredita em tecnologias provadas…” Ateus?

    • Ivan

      Isso se chama ceticismo.

  • OnoSendai

    …e ESTA é razão pela qual o Cardoso não correu para escrever um artigo meia-boca.

    Cardoso, considerando um patch no seu about?
    Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan, Clarke e Musk” ?

  • André De Souza Ribeiro

    Da até gosto de ler um artigo desses. Parabéns Cardoso!

  • Alexandre Salau

    Ele disse que quer visitar Europa … Clarke já avisou pra não tentar isso.

    • Ivan

      Pq? Tem que visitar tudo que der.

  • Alexandre Salau

    Provavelmente ele vai colocar uma colônia em Marte antes da NASA aprovar o orçamento para desenvolver o projeto de uma nave tripulada para ir até lá.

  • Ivan
  • Cristiano.ferr

    Elon Musk é tão foda que joga Kerbal Space Program na vida real!

    • Junior Capitanio

      e no hard

      • Ivan

        mas usa cheat de dinheiro.

    • Maom

      Mas pelo menos eu respeito muito a vida do Jebediah e sempre tento salva-lo. Nunca falaria para ele que ele pode morrer.

  • gfg

    “seria recebido com risadas e descrédito. Qualquer um menos Elon Musk”

    Terrível engano, fui me atrever em ler os comentários dessa noticia nos sites populares para ver a reação das pessoas “normais”, ó céus que arrependimento.

    Foi de maconha a lunático. E claro todos os clichês criancinhas africanas.
    Quase me fez esquecer a beleza da noticia em si de tanto desgosto que tive.

    • Junior Capitanio

      quais sites voce foi? s opra eu dar umas risadas, passa os links aí

      • Ivan

        g1

        • Junior Capitanio

          coisa feia por lá, é jejuis pra cá jejuis pra la, afff..

        • Danilo

          Não precisa ir tão longe, nos comentários dessa matéria já foi dito que a ficção cientifica já mostrou que esse plano de usar foguetes tem tudo para dar errado… : /

          • Ivan

            Era só o Elon ter lido uns livros de ficção e desistir de ir a marte.

      • gfg

        Só jogar Elon Musk no google, mas sim g1 como previsto foi o pior, e nos internacionais também não é muito diferente.

        • Ivan

          da uns exemplos, uma copilação dos melhores.

          • gfg

            Só pagando agora.

  • Pablo Lukan

    Isso é reanimador! Que ideia, que texto!

  • Ivan

    Estou no aguardo pra ver o modelo do tesla marciano.

  • Demis Cunha

    Caro Cardoso, tenho que admitir que você é o melhor escritor quando o assunto é ciência e pesquisa espacial. Seus textos são claros, coesos e muito divertidos de ler. É de matar de inveja os “jornaleiros” que estão espalhados pelas redações (ou não) deste país.

    Logicamente é preciso ter uma bagagem para pegar todas as referências e a molecada nova deve sofrer um pouco. Keep writing!

    P.S.: não sei porque você me bloqueou no Twitter.

  • Rijanio

    Eu ficava indignado quando comparavam Stark com Musk, guardadas as devidas diferenças de mundos, um existe em um mundo em que tudo é possível, pensava que Stark era superior pois construiu uma armadura bélica-voadora que ainda tem uma Siri integrada e funciona! Mas agora Musk chutou o pau da barraca com gosto. Nem Stark colonizou Marte!

    P.S.: coração de ouro, 42! Só agora Musk começou a ler o Guia do Mochileiro das Galáxias?

    • Ivan

      entre a armadura do homem de ferro e colonizar marte pego a armadura facilmente

      • Super Cage Sombrio e Realista

        vai ter que revestir com plástico bolha

    • gfg

      Nope, ele leu na infância, só que ele tem memoria eidética.

  • IcaroBrendel

    “You have a heart of gold don’t let them take it from you”

  • kenji

    “Ela é capaz, depois do reabastecimento, de levar 450 toneladas de passageiros e carga para Marte. Isso é batata pra caramba.”

    Não faz isso comigo, meu chefe tá aqui do lado!

    • Ivan

      Isso da quantos dias em batata?

      • kenji

        100 pessoas
        770 calorias / quilo de batata
        Ração diária 1500 calorias / dia

        400 toneladas de batata -> 308 .10^6 calorias

        Mais ou menos 2053 dias. Haja receita de batata.

        • Ivan

          em um mes ja esgota todas as receitas de batata da terra, dai só inventando receitas marciana

        • Junior Capitanio

          so 770 kcal por kg de batata?, sei não heim, acho que uma pessoa nao come dois quilos por dia em media. por isso to achando que a batata é um pouco mais energetica que isso pois acho que dois quilos de batata por dia (pura) engordaria o individuo

      • Rafael Rodrigues

        Considerando que marte é frio, acho se armazenar ali nas imediações da calota polar daria uns 1000 anos em batata. 😉

  • Leonardo S Santana

    Vi a apresentação à noite, em casa, e torço para que eu veja isso acontecer enquanto ainda estiver vivo.
    Aguardei o texto do Cardoso sobre e, puta que o pareu… como sempre, Cardoso chuta bundas com seu texto.
    Mais uma vez, acho que você deveria publicar “no papel” Cardoso, vai virar Top 10 da Oprah.

  • Uma antiga maldição chinesa, que eu nunca consegui entender direito, dizia: “que você viva em tempos interessantes”. Elon Musk está tornando a época que vivemos tempos muito interessantes e isso para mim não parece ser uma maldição. Talvez daqui há alguns anos, quando os vôos estiverem estabilizados, vamos ter a divisão de classes entre os que podem ir para Marte e os que ficarão presos na Terra, mas por enquanto eu estou adorando isso tudo!
    E levando em consideração que para ter a “massa crítica” de gente em Marte para formar uma colônia viável vai levar um tempo, acredito que no início pode ser algo como: “Quer uma passagem só de ida pra Marte? Tá aqui, tchau!” Lógico que vai rolar algum tipo de screening, profissões necessárias primeiro e todo um planejamento. Mas com certeza vai chegar um momento que quem quiser ir (sem volta) vai ganhar uma passagem e provavelmente um pedacinho de chão (ou habitat inflável) em Marte.
    Será que vão precisar de enfermeiros lá em cima???
    Agora, imitando comentarista de blog: Elon, me chama!!! Eu quero ir!!!!

    • OnoSendai

      A citação chinesa tem como foco guerras, que são interessantes do ponto de vista histórico porém não necessariamente um bom período para se estar vivo.

  • A parte boa (me corrijam se eu estiver enganado) é que nesses últimos 20-30 anos se produziu MUITO conhecimento para fazer com que a humanidade viva fora da Terra. O Tio Musk chegou agora batendo no tampo da mesa e intimando: “bóra coloca esses conhecimentos em prática!”.

    Que vai ter de cientista por aí sendo contratado para consultoria… não tá no gibi!

    • Ivan

      parece que não tanto conhecimento assim.

      • Como não? A parte de comportamento fisiológico, manobras orbitais, mente humana em confinamento etc. tem vários anos de estudos.

        • Ivan

          Como o proprio texto cita:
          “O maior experimento que tentou criar um habitat isolado foi a Biosfera 2, e foi um fracasso. Os cientistas não conseguiram equilibrar o meio-ambiente fechado, o nível de oxigênio no ar caiu de 20% pra 14%, tiveram que bombear O2 várias vezes para evitar que os pesquisadores morressem, tiveram infestação de baratas, etc, etc.”

          • Rapaz, não é porque um experimento deu errado que não se tira conhecimento dele. Ali tem toneladas de dados apontando os erros. Já vira um avanço porque o pessoal vai começar sabendo o que NÃO fazer.

          • Ivan

            Sim, mas falei que não tem TANTO conhecimento assim, claro que de 40 anos pra cá aumentou bastante.

          • Defina “não tem tanto conhecimento assim”, porque só da NASA e universidades afiliadas deve ter artigo para não acabar mais…

          • Ivan

            Avisa pro povo que fez a experiencia de ficar na cupula.

  • cloverfield

    Espero que o Musk não evolua de Iron man para Ozymandias.

  • Icaro Kossmann

    Como assim a trosoba não se chama Enterprise? Já foi melhor esse Musk tsc tsc tsc.

    • Na boa… Não dá para chamar tudo de Enterprise. Este está mais chamar de Zack Snyder Rocket.

      • Rafael

        COMO ASSIM NÃO DÁ PRA CHAMAR TUDO DE ENTERPRISE??

        • Henry

          TUDO não dá. Eu diria que temos 26 possibilidades. De A a Z.

    • Porque a Virgin já teve a VSS Enterprise, e ela não acabou bem http://meiobit.com/302134/virgin-galactic-tragedia-vss-enterprise-spaceshiptwo-explode-mata-um-e-cai-no-deserto-de-mojave/

  • Wallacy

    Bem, complementando com alguns números (e um pouco de historia):

    No Mercado atual, o foguete mais potente é sem duvidas o Delta IV Heavy, basicamente ele é o único sobrevivente de uma era de inovações no segmento, isso porque, de tão caro que é subir ao espaço, ninguém fabrica nenhum satelite tão pesado pois é muito caro manter, inclusive o DIVH só está aí em operação pois existe uma lei, que obriga o exercito manter um foguete com tal capacidade por questões estratégicas, só pela disponibilidade de tal veiculo, é gasto quase 1 bilhão por ano!

    Dito isso, em alguns meses devera decolar o Falcon Heavy, que ira ultrapassar e muito o DIVH (uns 90% mais potente), custando por lançamento 4x menos!

    Como é possível? E porque? Simples! O atual modelo de produção de foguetes é: “Se tá funcionando não mexe”. Isso basicamente congela a inovação de boa parte dos projetos a tecnologia de quando foi planejado, e ignora todos o aprendizado durante a vida útil de projeto. Basicamente, se não é fabricado outro foguete, você perde aquele conhecimento adicional.

    Já o Falcon não… ele é feito de forma incremental, como Musk é da TI, ele decidiu que iterar seria mais inteligente. E Foi!

    O Falcon 1 era muito mais complexo que deveria, mas continha elementos chave para as futuras interações, o primeiro Falcon 9, era capaz de levar 8 tons, a segunda interação 13 tons, a ultima, quase 23 tons! (Perto do DIVH), isso sem construir um novo foguete! E eles já disseram, que muito foi feito basicamente na parte do software, que em cada voo é atualizado com os que foi aprendido no voo anterior. Isso resultou no veiculo com a melhor relação custo x carga da historia, movido pelo motor com a melhor relação peso x potencia já construído. Só isso é uma revolução enorme na industria.

    Alguns leaks de uns funcionários dizem que o valor “real” para se construir um F9 é de apenas 16 milhões, eles cobram 60 milhões… (lucro vai pra marte). Mas mesmo os 60 milhões é algo incrível nessa industria.

    Voltando para o ITS, o raptor, uma obra de arte de engenharia, será o primeiro de uma nova geração de motores 100% feitos com construção aditiva (impressa 3D mesmo), e já supera e muito os feitos de seu irmão mais novo o Merlin. Com o mesmo tamanho do “pequeno” Merlin, ele terá 3x mais potencia, chegando a 50% da potencia do F1 (usando no Saturno V) mas pesando 9x menos, e com 5x a eficiência no consumo de combustível.

    Sim, é complexo! Mas o que eles já fizeram por essa idustria tão parada não é pouco. Veja que só citei os motores, nem falei na inovação dos tanques de armazenamento, (ninguem foi capaz de criar um tanque de composto do tamanho que eles fizeram, o LM X-33 foi cancelado porque não conseguiram fazer um 5x menor)…. Entre outras coisas.

    E não to falando de promessas, to falando de realidade, o Merlin está aí em operação, o raptor já deu seus primeiros “tiros”… etc…

    Sim, eles tiveram alguns problemas recentes (depois de 19 voos consecutivos quase perfeitos), sim, mas é o preço para uma inovação que está vindo em uma velocidade sem precedentes.

    O ITS parece coisa de ficção? Aposto que para eles ainda é só a ponta do iceberg. Quero ver as próximas versões desse bicho.

    PS: Só como nota, não é que a SpaceX esteja anos luz na frente do resto, não mesmo. Ela simplesmente está fazendo o resto se mexer, os russos já estão com projetos de motores muito bons, já tem um em operação inclusive quase tão eficiente quanto o Merlin, projeto novo, em 2007 teve seus primeiros voos (O Merlin é projeto de 2002 e dizem que o projeto vazou)… etc… O BE-4 será um motor tão bom quanto o Raptor…. A SpaceX é como a Tesla, pode não vir a ser a liderar o mercado de EVs, mas ta forçando a concorrência a mexer a bunda.

  • Mario Neis

    “aieeeeeee tanta gente morrendo de fome aqui na terra e eles gastando $$ em marte!! aieeeeeeee”

    esperem e verão…

    • Ivan

      Não como foguete, nem tomo hidrogenio liquido.

  • Wagner Felix

    Eu sou uma pessoa tão realizada que meu único desejo é estar vivo quando o primeiro humano pisar em Marte. Seria um presságio de que tudo vai prosseguir…

  • Leonardo S Santana

    Só uma coisa… algo foi dito sobre a “terraformação” de Marte? Como isso seria feito? Ele chegou a explicar em algum momento?

    • Musk = Transporte.

      Qualquer outro problema = Se virem.

      • Junior Capitanio

        tipo o busão eu do, mas o almoço cada um paga o seu kkkkk

  • Anderson Fernandes

    Werner von Braun deve estar orgulhoso, o plano dele sempre foi mandar vários foguetes para abastecer/construir uma nave interplanetária, os novos patrões dele que ficaram com medo de bancar. Alias seria legal o Cardoso com todo seu talento para escrever fazer um comparativo das ideias do von Braun no passado e do Musk hoje.

  • Apenas acho que poderia simplificar. Se a ideia é ter reaproveitamento, haverá mais primeiros estágios (hoje ele tem 8 dos testes).

    Por que não então deixar dois foguetes preparados e lançá-los praticamente juntos? Depois cada estágio retorna a suas bases.

    P.S.: está na hora de Star Trek dar uma homenagem e criar a USS MUSK.

    • Wallacy

      Quando tiver mais de uma base de lançamento será possível. Só o 39A estará disponível por um bom tempo, eles já possuem 4 bases. A 40A está sendo reconstruída e não cabe um foguete desse tamanho, a 39A depois de muito trabalho e 2 anos está “quase” pronta, isso porque estão aproveitando muita coisa que fizeram do programa Apolo, das duas restantes, Vanderberg não cabe um nave assim, já Boca Chica deve demorar uns 5 anos pra ficar pronto.

      Foca que como querem uma frota, se você considerar 3x lançamentos por nave (a nave em sí e dois tanques), para enviar 3 naves por vez você precisaria de 9 outras bases só para os tanques…. Isso também resulta em 9 outras equipes de lançamento, reserva de espaço aereo, etc… Vai ficando só pior.

      Em poucos minutos o Booster volta, mais algumas horas ta tudo pronto para enviar de novo. O Booster já vai ter que voltar de qualquer forma.

      Sem falar, que ainda existe a possibilidade de enviar os tankers com semanas ou meses de antecedência, e só depois quando a janela for favorável enviar as naves tripuladas. Musk já disse que não decidiram realmente quem vai primeiro e quanto tempo vai demorar o procedimento. Mas já estão se preparando para o pior cenário, se tiver que decolar e enviar rapidamente.

      Parece que querem demostrar a acoplagem em orbita já no final do próximo ano, máximo inicio do seguinte, para dar tempo de refinar o procedimento. Só não sei o que vão usar? Red Dragon? Colando a cabeça de um no outro?

      • Ok. Ficou mais claro. Do ponto de vista das notícias e do vídeo os eventos de lançamento parece ser muito mais próximo, o que na minha visão (de leigo) inviabiliza se ocorrer qualquer falha na base/foguete.

        • Wallacy

          O vídeo força a barra um pouco, ninguém pode culpar eles por sonhar!

      • Junior Capitanio

        realmente acredito que os tanques de combustivel podem ser enviados ao espaço com antecedencia, e talvez ate formar uma mega estação espacial de reabastecimento, acredito também que seria util possuir uma nave vazia em orbita para o caso de dar merda no lançamento e a nave chegar com algum defeito ou problema em orbita, a galera poderia ser transferida e a viagem continuaria sem atrasos.
        só não sei quanto tempo levaria para cada lançamento, se conseguissem fazer 1 lançamento por dia não e nada demais para a primeira leva esperar 10 dias para iniciar a viagem.

  • 1 – i see what you did there, Cardoso…

    2 – Leva eu Musk…

    3 – Espero que lembrem de levar sal, junto das batatas. =P

    4 – Espero que lembrem de realmente conferir tudo e ninguém tente levar baratas só pela zoeira… xD

  • ELY

    Acho que o Musk se perguntou se vale a pena realizar tudo isso quando teve que responder ao bando de retardados que participaram do Q&A. Uma pergunta idiota atrás da outra.

    • Acho que isso só incentiva ele acelerar as coisas pra ir junto pra Marte… XD

      • ELY

        Não é somente porque a palestra irá entrar nos anais da história que precisavam encher de merda.

      • OnoSendai

        Deu até pena de ver o Musk se segurando quando o cara do Burning Man fez a ‘pergunta’ dele.

    • ochateador

      Qual o link das perguntas “inteligentes” ?

  • OverlordBR

    E aquele projeto secreto do Elon Musk relacionado a criogenia?

  • Marcos Paulo Betinardi

    Aqui é um dos poucos lugares onde ler os comentários complementa o texto. Porem se alguns aqui persistirem com hostilidade vão afastar pessoas que podem questionar e complementar com qualidade, assim todos ganhariam. Não adianta depois reclamar de “comentaristas g1”, “gizmodo”, se vcs mesmo estão criando isso. Nada adianta ser inteligente se vc age como um idiota.

    • Para de falar mer…. ok ok 🙂 desclp! MB é MB, o resto é…. piada!

  • Lucas Martins Silva
  • Diego Marco Trindade
  • Caio Dias

    Será que o primeiro humano a pisar o solo de Marte vai escrever na areia First? 😁

    btw, excelente texto!

  • Reinaldo Matos

    Na minha opinião, escolheram o melhor nome possível para a nave “Heart of Gold”, só espero que ninguém tenha vontade de tomar chá durante o vôo

  • Rafael Fortes

    O mais perigoso dessa visão dele é chutar o balde e partir direto para marte, sem passar pela lua primeiro pra testar a tecnologia. Mesmo com o Piroca I tão poderoso (sugiro pintar a nave de vermelho), é muito mais rápido mandar algo de emergência ou trazer alguém de volta em caso de necessidade. Mas acho que já que a diferença de velocidade de escape entre lua e marte não é tão grande assim, resolveram que o valor do marketing compensaria….
    Agora só queria saber se estão planejando conexão de banda larga por lá, pq mesmo se selecionassem o pessoal que vai e fizessem pares, sou nerd o suficiente pra não conseguir comer ninguém mesmo sendo o único homem em marte, então ficar sem xvideos não dá.

    E peguei a referência do laboratório da UFBA, nesse caso iriam querer um foguete com a pintura tipo vitiligo.

  • Lucas Timm

    Choray vendo a imagem do banheiro da UFBA em Marte.

    Obrigado por mais esse mega post, Cardoso. As vezes a gente ainda pode ter fé na humanidade e no Elon Musk.

  • elielcezar

    Vai ser sensacional estar vivo para ver isso tudo.

    Só não entendi um detalhe: como a nave volta para a Terra? Não seria necessário um primeiro estágio igual ao do lançamento na Terra para poder acelera-la para fora da órbita marciana?

    • Voltar à Terra pra quê?

      • elielcezar

        Caso tenha esquecido filtro solar, ou tempero para as batatas

      • ochateador

        Trazer rochas para análises 😛

      • Junior Capitanio

        buscar mais uma caçambada de humanos ora.

      • PugOfWar

        Em breve, imigrantes ilegais em Marte

    • Wallacy

      Ela volta, em marte a gravidade é mais fraca, logo o ITS Ship é capaz de chegar em orbita sozinha (Não parece, mas a nave é forte bagarai também, sozinha a Ship é mais potente que qualquer foguete em operação hoje).

    • Wallacy

      Para ajuda futura: http://i.imgur.com/SqdzxzF.png

    • PugOfWar

      tinha um video de um cara que fez a nave ir e voltar no Kerbal, para a volta usou muito menos combustível por causa da gravidade menor.

  • Cesar Bianeck

    Até que enfim está acontecendo. Asimov previu o Império Intergalático, agora só resta o Musk começar a bagaça logo.

    • PugOfWar

      Precisamos primeiro achar Trantor

      • Claudio Roberto Cussuol

        Começa com Aurora

  • PugOfWar

    “…tiveram infestação de baratas…”
    E isso vai ser um grande problema em Marte.

  • Cacio Frigerio

    Obrigado musk. Realmente a Tesla motors não poderia ter outro nome que não este. Dando continuidade ao legado do Tesla. Elon Musk se equiparará e um dia superará o inventor da corrente alternada.

  • Raoni

    O que me parece que Musk quer é dinheiro para financiar essa visão, acho muito provável que ele busque novos sócios depois deste anúncio. Ele também está fomentando o próprio mercado, se hoje a SpaceX lucra 2 bi ao ano com lançamentos imagine com uma colonia que tem uma rota constante com a terra. Até porque melhor do que realizar uma visão idealizada de ficção é realizá-la com um lucro exorbitante.

  • Henry

    Eu compreendo o conceito de espécie interplanetária, guardar todos os ovos na mesma cesta… Mas a chance de dar merda na colônia marciana não é muito maior do que a raça humana ser extinta da Terra? Uma rocha espacial que poderia ser vaporizada pela atmosfera da Terra, atingiria facilmente a superfície de Marte. E ainda por cima a nossa nata intelectual e tecnológica estaria lá.

    • Anderson Fernandes

      Mas quais são as chances dessas duas coisas acontecerem em um curto intervalo de tempo? Não é preciso que a nata intelectual da humanidade esteja morando em Marte, apenas uma parte dos mais audazes será suficiente.

      • Henry

        É que não me parece muito lógico tentar salvar parte dos seus ovos colocando-os em uma cesta furada.

        Vamos supor que, no futuro, 1% da humanidade esteja vivendo em Marte, e que exista uma chance de 80% de acontecer alguma catástrofe que oblitere as colônias. Os outros 99% vivendo na Terra tem uma chance de apenas 5% de desaparecerem. (Note que estes números são baseados exclusivamente na minha imaginação). Esse esforço todo de colonização realmente vale a pena? Pergunta sincera, eu não sei fazer os cálculos probabilísticos pra isso…

        • Anderson Fernandes

          Mas entenda, que não temos tecnologia para construir uma colônia em outro lugar por enquanto, quando os desafios forem vencidos podemos ir para Europa e Venus, talvez daqui a 200 ou 300 anos tenhamos 3 ou mais colônias e possamos estar encaminhando o plano de colonizar outros sistemas solares próximos.

          • Henry

            Eu sei amigo, não estou falando de futuro imediato. Também estou empolgado com as possibilidades que o Musk está oferecendo. Para mim, colonização interplanetária é uma questão de séculos, terraformação é em milênios, e viagens interestelares… ainda não concebi um futuro onde isso seja possível. Mas, sempre que alguém fala que devemos colonizar Marte para salvar a humanidade da extinção, eu olho pra essa bola desolada e penso: “ISSO é a nossa salvação? Cara, estamos muito ferrados…”

  • Jose X.

    taí um grande vendedor 🙂

  • alvaro lordelo

    Um dos melhores textos já feitos neste planeta, parabéns dude. Realmente tive aquela sensação de quem assistiu star troops 1, aquela sensação de viver o futuro, que poucos viveram e de estar vivo na época certa, pois sem sombra de dúvidas esse é um brilhante futuro escrito por Musk. Prefiro acreditar já que ele até o momento não deu provas do contrário.
    E realmente estar lá uma hora dessas seria um privilégio, gostaria de poder ajudar Musk nem que fosse conferindo os parafusos da fuselagem.

  • Marcos Paulo Betinardi

    Pq não mandar umas duas naves antes somente com suprimentos e estruturas? Aí quando os humanos chegassem muita coisa já estaria lá.

    • Islan Oliveira

      Provavelmente, porque cada voo será absurdamente caro, fazer isso exigiria ainda mais dinheiro, o que provavelmente não seja lá muito viável. Se em vez de uma empresa privada fosse a NASA com seu orçamento colossal, talvez fizessem isso.

      • Marcos Paulo Betinardi

        Sim. Mas a diferença é q para levar suprimentos/equipamentos, exigiria menos segurança, zero proteção a radiação, a duração da viagem poderia ser maior, um ano, etc. Acho q o não uso dessa ideia da minha hipótese deve ter uma explicação,,, impossível não terem pensado nisso. Nenhma empresa privada vai para marte sem dinheiro publico/Nasa (pelo menos foi isso q disseram alguns críticos). Valew

  • Jorge Mendes

    Muito bom artigo, também muito divertido. O esforço para deixar os portugueses de fora do quadro dos grandes navegadores também merece um prémio. Fica aqui uma nota de que de Lisboa partiram uns barquinhos insignificantes para o desconhecido. E a nossa colonização funcionou, ainda há uns bons milhões de descendentes da nossa raça. Oi?

    • OnoSendai

      Acho que não foi ofensa – apenas ordem de precedência, já que Lusitânia foi colônia de Roma lá nos idos de 200-100 A.C. Se por outro lado formos contar o período das Grandes Navegações, não foram mencionados espanhóis e ingleses (que aliás deixaram ainda mais descendentes – 400 e 360 milhões, respectivamente, em contraste com 210 milhões de luso-parlantes).

      Ainda assim – Valeu a pena? Tudo vale a pena / Se a alma não é pequena. 😉

      • Jorge Mendes

        Like! Sem qualquer ofensa, o artigo é brilhante e faz um resumo bastante divertido dos planos do Musk. Achei piada teres marcado falta ao Cabral. Assim como assim os Fenícios tiveram várias colónias em Portugal e até já os Espanhóis mandaram aqui no pequeno rectângulo, para não falar em Romanos e Árabes. Coisas de povo velho. Todos sopraram nas velas que nos levaram longe. Abraço.

    • Deixa de butthurt, olha o período que escolhi. Grandes Navegações foram SÉCULOS depois. Portugal nem existia quando os Romanos estavam no auge.

      • Jorge Mendes

        Estavam bem no auge os Romanos quando subiram o amazonas e fundaram a colónia de caipirinium 🙂

  • Pingback: Acontecendo agora: Elon Musk apresenta seus planos: vamos virar uma espécie interplanetária via /r/brasil | alinegarciadias()

  • Eric da Silva

    me faz admirar mais os Bandeirantes, os Grandes Navegadores (menos o IE), os Aventureiros… talvez eu entre nessa quando tiver 200k Obamas e meus filhos criados..

    • Mas os Bandeirantes são malvados e tem que arrancar as estautas (sic) deles! Abaixo Borba Gato! /s

  • hey you

    Vai ter um estudo sobre pegação em banheiros publicos marcianos?

  • arnoanderson

    Perguntei pro @ElonMusk mas não tive resposta (hehe): Qual sistema será adotado pelos colonizadores de Marte no dia a dia? Métrico ou imperial?

    • OnoSendai

      Como grande parte dos funcionários da SpaceX são americanos, eles internamente adotaram o sistema imperial. Porém não significa que eles ‘exportarão’ o formato.

  • Indisposed

    Nem acho marte tão interessante, só tem pedra… encontro isso na esquina.

  • Onemaster

    O Elon Musk usou a mesma imagem, do sistema solar em escala, que eu uso nas minhas aulas sobre as leis de Kepler, quando faço uma introdução para os meus alunos falando sobre o sistema solar.

  • Bambino VJ

    Se Carl Sagan estivesse aqui pra ver isso…

  • Ouvi falar de fontes internas confiáveis que a central de abastecimento na órbita de espera chamaria Ipiranga.

  • Ana Giacomelli

    é fascinante, mas se a humanidade já está destruindo a Terra, será que temos direito de nos espalhar, pra levar essa destruição conosco??

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis