Home » Transporte » Loop: Elon Musk apresenta túnel de testes e Model X com rodas retráteis

Loop: Elon Musk apresenta túnel de testes e Model X com rodas retráteis

Elon Musk apresentou o primeiro túnel de testes do Loop, solução da The Boring Company para resolver o trânsito de Los Angeles

30 semanas atrás

Em um evento ontem que foi transmitido ao vivo no site da The Boring Company, Elon Musk apresentou a primeira demonstração do Loop, sua proposta de sistema de transporte intermunicipal para resolver o problema de trânsito e tentar acabar com os temíveis engarrafamentos de Los Angeles, Califórnia, que acabam custando algumas horas do dia de muitos profissionais.

Foto do carro Model X adaptado com rodas laterais no túnel de testes da The Boring Company em Hawthorne, Califórnia

O funcionamento do Loop é bem simples. A proposta é que os carros Tesla normalmente em ruas e estradas, e ao chegarem na estação com o elevador para o túnel do Loop, tenham acionadas duas rodas laterais retráteis, que ficam acopladas a trilhos dentro do túnel, como na foto acima e no desenho abaixo.

Desenho do Model X adaptado com rodas laterais para ser usado no túnel de testes da The Boring Company em Hawthorne, Califórnia

Alguém questionou Musk no Twitter dizendo que o mesmo poderia ser feito com o piloto automático, mas com as rodas laterais em trilhos, a segurança é certamente maior, e vai permitir que os carros andem pelos túneis em alta velocidade, mais precisamente até 241 km/h, sem se envolverem em acidentes.

Nas palavras de Elon Musk em seu perfil do Twitter: "nessa velocidade, a sensação vai ser a de se teleportar pela cidade". Essa não foi a velocidade dos carros na demonstração, mas é a velocidade que Musk pretende que seja a adotada nos túneis do Loop. Já vai ser bem rápido andar em um Loop, e pode ser que eles se tornem ainda mais rápidos no futuro, basta Musk resolver colocar tecnologia da SpaceX nos carros Tesla, o que inclusive não seria nada inédito.

Tesla Model X no primeiro túnel de testes do Loop da The Boring Company

Quando o carro chega na estação de saída, as rodas são novamente guardadas embaixo do carro, para que o piloto possa sair dirigindo pela rua. Musk deixou claro que essas rodas não serão patenteadas, e poderão ser instaladas em outros carros elétricos (já fabricados ou não), para que o Loop não eventualmente deixe de ser exclusividade de Teslas.

O túnel de testes parte do estacionamento da sede da Space X em Hawthorne, Califórnia e tem 3,2 km de extensão, mas o primeiro trecho inaugurado ontem tem apenas 1,83 km. O custo para cavá-lo foi de US$ 10 milhões, bem menos que um túnel cavado pelos meios convencionais, segundo Musk. Para marcar o evento, foi construída uma torre de vigilância inspirada em Monty Phyton com o material que foi retirado dos túneis cavados pela The Boring Company.

Elevador do primeiro túnel de testes do Loop da The Boring Company

O elevador de saída do Loop foi colocado na garagem de uma casa comum, o que pode parecer bizarro, mas foi feito de propósito para demonstrar a viabilidade da proposta da The Boring Company para o futuro, que é construir as estações do Loop dentro de estacionamentos de prédios comerciais.

Desenho do Model X adaptado com rodas laterais para ser usado no túnel de testes da The Boring Company em Hawthorne, Califórnia

Em uma coletiva de imprensa antes do evento, Musk disse que o sistema poderia ser instalado em novos Tesla ou outros carros elétricos, por um custo de US$ 200 a 300. Musk diz que não quer criar um "jardim murado" no Loop, muito embora por enquanto só carros Tesla possam usar o túnel, pelo menos nessa fase de testes, já que para rodarem por lá os veículos precisam atender a uma série de requisitos, incluindo serem capazes de realizar aceleração e frenagem autônomas.

Outra coisa interessante é que os interessados não vão precisar efetivamente ter um Tesla para testar ou usar o Loop, Musk disse que vão haver carros disponíveis para pedestres e ciclistas, que inclusive terão prioridade. Como foi dito em uma apresentação da The Boring Company alguns meses atrás, sobre a qual falei neste post, a proposta do Loop é custar muito barato, com passagens de um mísero dólar para que as pessoas possam efetivamente usar o sistema.

Vários sites internacionais puderam testar o túnel ontem mesmo, depois da apresentação. Um deles foi o Ars Technica, que disse que é impossível prever o sucesso da empreitada pelo teste, pois o túnel não parece ser um produto final. O Electrek, que postou o vídeo acima, reclamou que os carros Model X mostrados para a imprensa na demo ainda não tinham rodas retráteis prometidas na apresentação, e sim fixas nas laterais das rodas normais, mas caramba, estamos falando de um protótipo e uma prova de conceito, o pessoal também tá exigente demais.

Gosto muito da proposta do Loop e adoraria estar lá pra testar o serviço, como a CNBC, que produziu um vídeo interessante, e me parece bem mais animada com as possibilidades do Loop. Por enquanto, estão previstos novos túneis Loop em Chicago, ligando a cidade ao aeroporto de O'Hare, além na capital Washington e outro em Los Angeles, em direção ao Dodger Stadium, casa do time de baseball Los Angeles Dodgers.

Musk, no seu mais autêntico modo de ser, acredita que o Loop possa complementar perfeitamente o transporte público, e eventualmente vir até a ser um substituto rápido e prático para o metrô. Pois é, se no seu início a The Boring Company parecia ter sido criada só para lançar os lança-chamas malucos de Musk, hoje em dia, ela tem outros propósitos bem mais ambiciosos, e quer resolver problemas reais do nosso cotidiano.

Entre os problemas que o Loop não teria estão o uso de espaço público, e os transtornos decorrentes do tempo de construção. Musk diz que os elevadores só ocupam o espaço de duas vagas, e podem ser instalados em cerca de dois dias, sem atrapalhar o trânsito durante vários meses (ou até anos, como em certas obras do metrô das nossas cidades).

Outra preocupação é que o serviço também possa atingir um gargalo e acabar gerando engarrafamentos dentro dos túneis, mas Musk não acredita que isso seja uma questão, pois segundo ele, teoricamente será possível ter túneis 3D, ou seja, até 16 túneis indo na mesma direção e assim dar conta facilmente de áreas de maior demanda, tudo de forma rápida e barata. Neste post sobre o papo de Musk com Joe Rogan, o Cardoso já tinha citado essa intenção dos túneis 3D.

Musk chegou a citar que o transporte do Loop em Los Angeles poderia dar conta de toda a população dos Estados Unidos, um claro exagero que é bem típico dele quando está (muito) empolgado com alguma coisa. No final, ele ainda disse que um dia, os Loops poderão ser integrados com a rede Hyperloop que ele quer ver conectando as cidades nos Estados Unidos e no mundo.

Túnel de testes da The Boring Company em Hawthorne, Califórnia

Agora é aguardar pra ver a aceitação deste teste do sistema pela população de Los Angeles. E você, entraria pelo cano com um Tesla Model X equipado com rodinhas no túnel de testes de Elon Musk?

relacionados


Comentários