Home » Indústria » Elon Musk e o tweet de US$ 40 milhões

Elon Musk e o tweet de US$ 40 milhões

Por um tweet de Elon Musk, ele e a Tesla foram processados e terão que pagar US$ 20 milhões cada. Musk continua como CEO, mas não será mais o chairman.

46 semanas atrás

Elon Musk conseguiu uma façanha (não no bom sentido), pois o seu tweet sobre fechar o capital da Tesla Motors a um valor de US$ 420 por ação, foi alvo de uma investigação do SEC (Securities and Exchange Commission, ou a CVM dos Estados Unidos), e o resultado saiu hoje, com uma multa bem pesada não só para o CEO, mas também para a Tesla.

Tweet de Elon Musk vai custar US$ 40 milhões a ele e a Tesla, além do cargo de chairman da empresa.

Musk e Tesla aceitaram fazer o acordo, mas sem admitir ou negar as alegações do SEC. É inegável que o tweet de Musk mexeu com o mercado, levando a uma valorização das ações da Tesla Motors, algo que inclusive é citado no post que escrevi aqui no MB no começo do mês passado sobre o assunto.

O grande problema foi a forma não ortodoxa pela qual a informação foi divulgada, mais até do que o fato de que o tal suporte de investidores confirmado no tweet não era nada além de pensamento positivo por parte do CEO.

Pelos termos, Musk terá que pagar US$ 20 milhões por ter postado aquele tweet, e a Tesla também terá que pagar uma multa de mais US$ 20 milhões, o que transformou o tweet de Musk no mais caro de todos os tempos, alguns poucos caracteres que vão custar 40 milhões de dólares.

Elon Musk ainda terá que se afastar da chefia do conselho da Tesla, e será substituído por um chairman independente. Segundo o Tech Crunch, Musk tem até 45 dias para renunciar ao cargo de chairman. Pra piorar ainda mais a sua situação, ele também passa a ser considerado inelegível para a chefia do conselho da empresa pelos próximos três anos.

A Tesla também vai ter que apontar dois diretores independentes para o seu conselho. Ao contrário do que li por aí em muitos lugares, Elon Musk não vai se afastar da Tesla, da qual continuará como CEO. Os acionistas certamente não iam querer que Musk se afastasse da empresa, muito pelo contrário.

De qualquer forma, perder a chefia do conselho definitivamente não devia estar nos planos de Elon Musk, e deve ser uma pílula bem dura de se engolir, ainda mais se levarmos em conta as multas pesadas que foram aplicadas.

A Tesla também vai ter que criar um comitê de diretores independentes para criar padrões para controlar os tweets de Musk sobre a empresa, e evitar este tipo de lambança daqui pra frente. O resto dos seus tweets continua livre, assim Musk pode xingar quem quiser à vontade, mas toda vez que quiser contar uma novidade sobre a Tesla Motors, o CEO vai ter que pedir a autorização do comitê.

 

Quando postou este tweet, acredito que mais pra impressionar sua namorada do que para mexer com a cotação da Tesla Motors no mercado de ações, Musk não tinha noção do problema que estava criando, e certamente não imaginava que uma multa de US$ 40 milhões estaria por vir.

Tudo bem que a multa já foi bem alta, mas é de se imaginar que se o caso fosse julgado em um tribunal, a brincadeira ia ser muito mais séria, e o tweet sairia ainda mais caro, então a decisão de aceitar o acordo foi a melhor que Elon Musk e a Tesla poderiam fazer neste momento. No final das contas, todos saíram relativamente bem da história, o SEC fez o seu papel e a Tesla Motors segue com a mesma direção, ainda que Musk tenha perdido um pouquinho do estrito controle que sempre teve sobre a sua empresa.

Fica o meu conselho para quem usar o Twitter ou qualquer outra rede social pra postar alguma coisa importante, qualquer que seja. Antes de postar, pense bastante se realmente é válido falar aquilo, e na hora de enviar, é sempre bom pensar mais algumas vezes.

Clique aqui pra ler a bronca/sentença do SEC.

relacionados


Comentários