Meio Bit » Games » Left 4 Dead e a curiosa influência de uma capa

Left 4 Dead e a curiosa influência de uma capa

Roteirista diz que reunião para definir capa do Left 4 Dead foi "brutal", mas que ela serviu para moldar o futuro do jogo e da sua carreira

23/05/2023 às 9:49

Muitas vezes nem nos damos conta disso, mas a capa de um jogo pode ser uma ótima forma de divulgação, servindo para muitos como o primeiro contato com aquela obra. Com a distribuição digital essas artes até perderam um pouco do seu apelo, mas quando o Left 4 Dead ainda estava sendo produzido, criar uma boa capa era algo tão importante, que acabou deixando marcas naqueles que ajudaram a criá-la.

Left 4 Dead

Crédito: Divulgação/Valve

A história sobre a criação da lendária capa do jogo desenvolvido pelo Turtle Rock Studios foi desenterrada recentemente, quando uma conta no Twitter dedicada a preservar o passado da Valve publicou uma arte conceitual que acabou dispensada. Aquilo chamou a atenção de Chet Faliszek, roteirista que além de ter criado o enredo do jogo de zumbis, ainda assinaria as duas expansões do Half-Life 2, assim como a série Portal.

Segundo Faliszek, a reunião para a apresentação da arte foi brutal, pois como ele não tinha se preparado para a ocasião, não conseguiu explicar exatamente o que achava que não funcionava com aquela capa. A lembrança parece ter sido tão forte, que o roteirista publicou um vídeo no TikTok explicando melhor como tudo aconteceu e é aí que a história fica mais interessante.

“Então houve uma reunião para a arte da caixa. Eu não sabia que ela aconteceria, não me preparei para isso. A foto do Band of Brothers foi a primeira a ser mostrada. Eu não gostei e fui incapaz de expressar porque não gostei daquilo devido a algumas coisas. Uma, eu não levantei a cabeça — não olhei para cima e vi onde o projeto estava, como todos os outros.

Aquela reunião me impressionou tanto, que posso te dizer onde estava sentado. Gabe [Newell] estava na minha frente, a porta estava ali. Eu tinha estragado tudo e o Gabe não me deixava escapar. Não me preparei para aquilo e não estava pronto. Então não foi apenas que eu não estava olhando para cima, mas também porque não expressei à equipe a visão, o sentimento e as entranhas do jogo.”

Faliszek seguiu afirmando que um dos problemas na época estava no status que a Valve tinha alcançado devido a um jogo chamado Half-Life 2. E enquanto aquela obra de arte era produzida, o roteirista estava mais preocupado em encher a cara com amigos de uma banda da época da faculdade e por não pertencer a uma família formada por pessoas criativas, lhe parecia estranho estar naquela sala e ter o poder de dizer àqueles profissionais o que ele considerava certo ou errado.

Como resultado, a reunião sobre a arte da capa do Left 4 Dead foi Chet Faliszek levar uma surra dos participantes. Ele afirma que depois Gabe Newell o procurou para saber se estava tudo bem, quando o presidente da Valve foi bem claro e disse ter ficado decepcionado com o roteirista.

Para algumas pessoas, o caso poderia ter significado até o fim de suas carreiras, mas Faliszek preferiu tirar lições daquela situação. “Aquilo imprimiu em mim que era possível eu ser criativo, era possível falar sobre isso,” afirmou. Depois ele pôde perceber a essência do que seria o Left 4 Dead, um jogo sobre um apocalipse zumbi, mas onde teríamos a companhia de amigos, o que no fim das contas não poderia ser considerado tão ruim.

Na Alemanha e Japão a capa do jogo foi censurada (Crédito: Dori Prata/Meio Bit)

Para o roteirista, o que o levou a ter uma maior noção do que eles estavam criando surgiu justamente da maneira como Gabe Newell o tratou. Logo, podemos dizer que a ideia de fazer de um limão uma limonada acabou influenciando toda a produção.

O que não ficou claro foi como os profissionais envolvidos na criação do jogo chegaram a tão emblemática capa que mostra a mão de um morto-vivo com apenas quatro dedos, uma brincadeira com o título e o número de pessoas na nossa equipe, mas que principalmente, representa de maneira brilhante toda a essência do Left 4 Dead. Contudo, diante do tocante relato de Faliszek, talvez o processo criativo nem seja o mais importante aqui.

De qualquer forma, felizmente a arte conceitual resgatada agora acabou não sendo aprovada. Ela teria prejudicado o sucesso do jogo? Provavelmente não, mas certamente não teria se tornado um ícone dos games, sendo jogada numa bacia com inúmeras outras capaz genéricas e pouco inspiradas.

Fonte: PCGamesN

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários