Home » Entretenimento » CCXP 2019 — Gal Gadot e Patty Jenkins apresentam o trailer de Mulher-Maravilha 1984

CCXP 2019 — Gal Gadot e Patty Jenkins apresentam o trailer de Mulher-Maravilha 1984

Gal Gadot e Patty Jenkins apresentam o primeiro trailer de Mulher-Maravilha 1984, que conta com Cris Pine, Kristen Wiig e Pedro Pascal no elenco

09/12/2019 às 9:30

Mulher-Maravilha 1984, o segundo filme solo da princesa guerreira da DC chega em junho de 2020, e finalmente o primeiro trailer foi liberado neste domingo (08) durante a CCXP 2019. O painel especial, que contou com a presença da atriz Gal Gadot e da diretora Patty Jenkins revelou detalhes da trama e trouxe cenas exclusivas.

Warner Bros. Pictures / Mulher-Maravilha 1984

A Warner pode não ter acertado em todas com os diversos filmes do DCEU e há indícios de que a proposta de universo interligado tenha ido para a cucuia, mas é inegável que tanto Mulher-Maravilha quanto Aquaman foram as obras que mais agradaram público e crítica, se revertendo em muitos milhões para os cofres do estúdio.

O mais interessante é que ambos filmes eram apostas arriscadas, o do Aquaman porque o personagem nunca foi lá levado a sério, e o da Diana porque ela era a única da Trindade da DC que nunca teve uma chance na telona em décadas de história, fora a série com a Lynda Carter.

O sucesso de Mulher-Maravilha se deve ao carisma e competência em tela da Gal Gadot, que vestiu muito bem o shortinho estrelado, que não é mais um short e nem estrelado (Diana é uma deusa, não precisa ter o biotipo de uma Panicat) e da diretora Patty Jenkins, que conduziu uma excelente história de origem sem cair em clichês.

Omelete / Gal Gadot, Patty Jenkins e cosplayers /Mulher-Maravilha 1984

Gal Gadot, Patty Jenkins e um monte de Mulheres-Maravilha (créditos: Omelete)

Para Mulher-Maravilha 1984, Jenkins e Gadot (que também é uma das produtoras) resolveram contar outro prequel, ambientado nos anos 1980 e trazendo novos e velhos personagens. Cris Pine volta como Steve Trevor, mesmo tendo ele morrido no filme anterior, e ao que tudo indica, sua presença está ligada ao antagonista Maxwell Lord (Pedro Pascal, nosso mandaloriano favorito).

Nas HQs, Lord foi um empresário que por anos financiou a Liga da Justiça Internacional, para posteriormente ser revelado como um meta-humano e o maior telepata da Terra. Durante Crise Infinita, ele usou seus poderes para controlar as mentes de todo mundo, inclusive o Superman, que quase matou o Batman e a Diana. Lord só foi detido quando a Mulher-Maravilha o mandou para a vala quebrando seu pescoço, o que ela fez sem pestanejar (afinal, amazona).

No filme, Lord é um magnata e apresentador de TV que promete às pessoas aquilo que elas mais desejam (o que pode explicar o retorno de Trevor), por um preço.

Warner Bros. Pictures / Mulher-Maravilha 1984

Já a atriz Kristen Wiig (de Perdido em Marte), que viverá Barbara Minerva/Mulher-Leopardo começa o filme como amiga e confidente de Diana, para depois se tornar uma de suas maiores antagonistas. Segundo Jenkins, ela dá uma guinada de 180º, indo de meiguinha a full vilã.

O trailer oficial, liberado ao público é ligeiramente menor do que o apresentado no painel, sendo que esse permanecerá exclusivo (isso ou até a Warner mudar de ideia). Nele é mostrada toda uma sequência de Diana e Trevor indo atrás de Lord e enfrentando seguranças, culminando com a chegada de Minerva, já como vilã. Outra cena exclusiva mostra Diana usando o laço para agarrar uma bala de fuzil no ar.

E para quem achou bizarro Diana laçando relâmpagos, convém lembrar: quando Brian Azzarello reformulou a personagem em Os Novos 52, ela deixou de ser uma menina de barro e se tornou uma semideusa de fato, filha de Hipólita e Zeus, senhor do Monte Olimpo e deus dos relâmpagos e trovões. A versão do cinema segue essa origem.

DC Comics / Mulher-Maravilha 1984

Já a armadura dourada com asas (não, ela não é de Sagitário) é um design de Alex Ross, tendo surgido originalmente na Graphic Novel Reino do Amanhã e incorporada posteriormente à cronologia das HQs.

No mais, é legal ver Diana fazendo o que ela faz de melhor, que é sentar a porrada e se divertir no processo, enquanto o Laço da Verdade é muito bem usado, tanto para ataque quanto para defesa. A diretora diz que boa parte das filmagens usou efeitos práticos (a gente sabe como funciona), tirando os óbvios como a Mulher-Leopardo e a cavalgada dos raios, e as locações foram em sua maioria reais, feitas em diversos pontos do mundo.

Gadot completou dizendo que a produção é gigantesca, com Mulher-Maravilha 1984 sendo o maior projeto do qual ela já fez parte. Resta saber o quão bem-recebido esse trabalho será no próximo ano.

Mulher-Maravilha 1984 chega aos cinemas brasileiros dia 4 de junho de 2020.

relacionados


Comentários