Home » Games » Falta de interesse deverá deixar a RV fora do Project Scarlett

Falta de interesse deverá deixar a RV fora do Project Scarlett

Phil Spencer diz que ninguém tem lhes pedido por realidade virtual e, por isso, sucessor do Xbox One, o Project Scarlett, não deverá receber um HMD

27/11/2019 às 9:01

Depois do Facebook comprar a Oculus e lançar o Rift, parecia que a realidade finalmente se tornaria popular. Veio então a Sony e sua aposta na tecnologia ao disponibilizar um HMD para o PlayStation 4 e até a Nintendo flertou com ela criando um kit para o Labo. Tudo nos fazia acreditar que esta seria uma viajem sem volta, mas e a Microsoft? Será que a empresa americana não irá aproveitar o conceito no Project Scarlett?

Realidade Virtual - Project Scarlett

Pois de acordo com o chefe da divisão Xbox, Phil Spencer, o fato de ainda não termos um dispositivo de realidade virtual anunciado nem para o Xbox One, nem para o seu sucessor, o Project Scarlett, se deve pura e simplesmente à falta de interesse do público por esse tipo de acessório. Ao conversar com o site Stevivor, ele disse:

Eu tenho alguns problemas com a RV — ela é isoladora e penso nos games como uma experiência comunitária, um tipo de experiência para se ter juntos. Nós estamos respondendo a o que os consumidores tem pedido e… Ninguém tem pedido por RV. A vasta maioria dos nossos consumidores sabem que se eles quiserem uma experiência em RV, há lugares onde ir buscá-la. Nós vemos o volume dela no PC e em outros lugares.

Eu acho que poderemos chegar lá [eventualmente], mas não é onde está o nosso foco.

A resposta de Spencer não chega a ser surpreendente, já que em junho do ano passado o diretor de marketing da Microsoft afirmou que a ideia da companhia era fazer com que os seus consoles pudessem oferecer uma boa experiência na TV, enquanto que a realidade virtual e a aumentada poderiam ser aproveitados no PC e nos dispositivos mobile, respectivamente.

Ainda assim, até por ter afirmado depois que ninguém tem vendido milhões de unidades de HMDs, a declaração do executivo pode ser vista por alguns com um certo ar de desdém ou até arrogância e aparentemente ela não caiu muito bem lá pelos lados da Sony. Pelo menos isso é o que dá a entender uma publicação feita por Shuhei Yoshida no Twitter, quando o ex-presidente da SIE Worldwide Studios e agora responsável pela divisão indie do PlayStation disse que “muitas vezes trabalhamos duro para fazer coisas que nenhum consumidor está pedindo.

Com mais de 4,2 milhões de PlayStation VR tendo sido vendidos até março deste ano, o que representa cerca de 4% da base instalada do PS4, o acessório pode não ser considerado um enorme sucesso, mas também não diria que ele fracassou. Tanto que a Sony já revelou que o aparelho será compatível com o PlayStation 5 e uma patente sugere que a empresa estaria desenvolvendo uma versão atualizada dele.

Quem também não parece estar insatisfeito com as vendas de um dos seus dispositivos de realidade virtual é o Facebook, cujo CEO afirmou recentemente que o Oculus Quest tem vendido tão rápido quanto eles conseguem produzir, sendo que a loja virtual criada para os produtos da linha Oculus já vendeu mais de US$ 100 milhões em conteúdo.

Estaria então a Microsoft apenas sendo comedida ou tamanho medo estaria impedindo a empresa de faturar em um bom mercado? Esta é uma pergunta que eu sinceramente não me vejo em condições de responder, mas o que posso dizer é que não sinto a menor falta de um HMD no meu Xbox One e provavelmente também não sentirei caso um não apareça no Project Scarlett.

Fonte: VG247

relacionados


Comentários