Home » Filmes e séries » 1917: filme de Sam Mendes foi criado para parecer sem cortes

1917: filme de Sam Mendes foi criado para parecer sem cortes

Técnica usada pelo diretor Sam Mendes e seu diretor de fotografia Roger Deakins deixa o filme 1917 com a sensação de que não tem nenhum corte

04/10/2019 às 13:58

Existem vários motivos para assistir ao filme 1917, a começar pelo seu diretor, Sam Mendes, vencedor do Oscar por Beleza Americana e responsável pelos últimos filmes de 007, e também por seu diretor de fotografia, Roger Deakins, um verdadeiro mestre da arte da iluminação, mas mesmo deixando de lado a parte técnica, o filme já estaria na minha lista por ter sido planejado e filmado para parecer que foi filmado em uma única tomada, do princípio ao fim.

Cena de 1917

Os takes contínuos duram cerca de 8 minutos, e são editados para encaixarem em outros, tudo milimetricamente planejado, no que Roger Deakins descreveu como "em sincronia, quase como um balé". Para que o efeito funcionasse dramaticamente, foi necessário criar uma sensação de imersão, na qual a câmera se torna praticamente parte do filme, e vai acompanhando os dois soldados ingleses Schofield e Blake, vividos por Adam MacKay de Capitão Fantástico e Dean-Charles Chapman, o Tommen de Game of Thrones.

Clique abaixo para assistir ao trailer:

A missão é entregar uma mensagem para impedir um ataque que seria um verdadeiro massacre, assim caso eles não concluam sua missão em tempo, 1600 soldados irão morrer, incluindo o próprio irmão de Blake. Também estão no elenco os ótimos Mark Strong, Colin Firth e Benedict Cumberbatch, que diz a frase que eu mais gostei do trailer: "só existe uma maneira na qual isso possa terminar. O último sobrevivente".

Neste pequeno vídeo dos bastidores da filmagem, o diretor Sam Mendes conta um pouco sobre o processo. A produtora Pippa Harris diz que o filme foi planejado para fazer o espectador se sentir dentro das trincheiras com os personagens. O filme também conta com uma grua feita com arames que é bem interessante, e também mostra as locações usadas, que são incríveis. 1917 foi todo filmado em cenas exteriores.

Existem muitos filmes que usam longas sequências e até alguns feitos em uma só tomada, mas é impossível não pensar em longas sequências sem falar nos meus dois filmes favoritos que contam com o recurso, Festim Diabólico (Rope), filmaço do mestre Alfred Hitchcock conseguiu realizar em vários takes que se juntam de forma muito criativa, e Os Bons Companheiros (Goodfellas) de Martin Scorsese, que tem uma cena absolutamente fantástica.

Cena de 1917

1917 foi escrito pelo próprio Sam Mendes com Krysty Wilson-Cairns, conhecida por seu trabalho na série Penny Dreadful. A inspiração para a história foi o avô do diretor, Alfred Mendes. Nas palavras de Sam Mendes: "eu acho que a primeira vez que eu entendi o conceito de guerra foi quando meu avô me contou sua história na Primeira Guerra Mundial. Ele nos contou isso quando éramos crianças, e a história era sobre levar uma mensagem. Esse núcleo permaneceu comigo e cresceu a partir dali. Isso não é baseado na vida do meu avô, mas o seu espírito está nos soldados cujas vidas foram perdidas, nos sacrifícios que foram feitos. É realmente um projeto de paixão."

Pôster de 1917

A produção é da Neal Street Productions para a DreamWorks Pictures, em parceria com a New Republic Pictures. A distribuição internacional fica por conta da Universal Pictures e da Amblin Partners.

1917 estreia no dia 10 de janeiro de 2020.

relacionados


Comentários