Home » Internet » Depois do KickAss Torrents, Torrentz também fecha as portas

Depois do KickAss Torrents, Torrentz também fecha as portas

O Torrentz, um dos principais sites de buscas de arquivos da Locadora sai do ar sem dar explicações; indústria do copyright é a principal suspeita.

3 anos atrás

torrentz-farewell

E o cerco à Locadora do Paulo Coelho continua firme e forte. Duas semanas após o KickAss Torrents ser fechado como resultado da prisão de seu suposto fundador o Torrentz, uma das mais poderosas ferramentas de busca de torrents na internet encerra suas atividades sem dar nenhuma explicação, embora seja consenso que há um dedo da indústria do copyright nessa história.

O site torrentz.eu foi fundado em 2003 e efetivamente nunca hospedou nenhum conteúdo compartilhado na rede P2P pelos usuários, nem sequer fornecia os arquivos para download e/ou links magnéticos. Ele atuava apenas como um meta-motor de busca, que catalogava e exibia os principais endereços que forneciam ao usuário os meios para consumir o que quer que fosse. Ele só apontava o caminho, e nada mais; seu algoritmo fazia busca nos bancos de dados de sites como The Pirate Bay, KAT, Monova e similares e informava quais deles disponibilizam o material.

Na manhã desta sexta-feira, no entanto o Torrentz discretamente cessou suas atividades, fechou seu motor de busca e publicou apenas a mensagem de despedida, exibida na imagem que abre o post.

A partir daí as especulações começaram. O Torrenk Freak entrou em contato com o mantenedor do Torrentz, mas este preferiu não comentar nada sobre o fechamento do motor ao menos num primeiro momento. Sabe-se no entanto que a MPAA e a RIAA vinham há anos tentando encontrar meios de aniquilar o meta-buscador, algo que muito provavelmente não era tão fácil quando derrubar um KAT da vida pois ele sequer hospedava os arquivos, apenas dizia quais sites os forneciam. Entretanto, como em alguns sites a mera menção de pirataria já é passível de cana, o mais provável é que a DMCA encontrou uma forma de explorar as regras do jogo ao seu favor, de modo a punir o Torrentz por infração de direitos autorais.

No mais a situação fica cada vez mais complicada para os clientes da Locadora: com cada vez menos filiais (o IsoHunt caiu anos atrás), com a intensificação dos ataques diretos aos usuários e com um dos principais motores de busca desativados, conseguir acesso a arquivos driblando a indústria do copyright vai ficando cada vez mais difícil. Não se sabe por quanto tempo o The Pirate Bay, o 1337x e trackers privados, entre outros e sites de streaming ilegais (o Mega Filmes HD já dançou) continuarão no ar visto que a MPAA e a RIAA estão apertando o cerco cada vez mais, inclusive no Brasil.

Fonte: Torrent Freak.

relacionados


Comentários