Meio Bit » Games » Terraria, o jogo com um milhão de avaliações no Steam

Terraria, o jogo com um milhão de avaliações no Steam

Com mais de uma década de atualizações gratuitas, Terraria ultrapassou a marca de um milhão de avalizações no Steam, quase todas positivas

31/08/2022 às 11:49

Lançado em maio de 2011 por um pequeno estúdio, Terraria tinha tudo para ficar conhecido apenas como uma mera versão em duas dimensões do Minecraft. Porém, mais de uma década depois, a criação da Re-Logic segue relevante, a ponto de ter alcançado uma marca histórica no serviço de distribuição da Valve.

Terraria

Crédito: Divulgação/Re-Logic

Atualmente disponível em praticamente todas as plataformas, incluindo aí desde o PlayStation Vita e Wii U até os dispositivos mobile e o Google Stadia, foi no Steam em que o sandbox idealizado por Andrew Spinks e Finn Brice nasceu e lá que ele ultrapassou um milhão de avaliações feitas por usuários. Mas se tal número chama a atenção, é ao colocarmos ele ao lado de outros enormes sucessos que temos uma melhor noção da sua importância.

Segundo o site Steam 250, dos 15 primeiros jogos mais bem avaliados na loja, aquele que mais se aproxima da quantidade de avaliações do Terraria é o Garry's Mod, com cerca de 870 mil votos. Depois temos o Left 4 Dead 2 com 647 mil e o Euro Truck Simulator 2, com 571 mil. Pensou no Half-Life 2? Pois saiba que eele conta com apenas 174 mil avaliações.

Contudo, receber tantos votos não necessariamente significa algo bom, mas para deixar claro o quão querido é o sandbox, saiba que 97% dessas avaliações foram positivas. Esse desempenho é tão impressionante, que na lista do Steam 250 o Terraria aparece na segunda colocação, atrás apenas do Portal 2 — com 99% dos 305 mil votos sendo positivos.

Sendo assim, podemos considerar que, pelo menos no momento, o jogo da Re-Logic é aquele mais bem avaliado pelos usuários do Steam, ao menos em termo quantitativo. Mas se você está se perguntando o que explicaria tamanho sucesso, saiba que a resposta está em alguns fatores.

Crédito: Divulgação/Re-Logic

O primeiro deles seria a brilhante mistura de simplicidade e complexidade entregue pelo Terraria. Por funcionar como um jogo de plataforma 2D, começar a jogá-lo é algo acessível a qualquer pessoa, mas devido o seu mundo aberto e a enorme quantidade de recursos que ele recebeu com o passar dos anos, dominar sua mecânica e conseguir aproveitar tudo o que o título tem a oferecer será uma tarefa para poucos.

Pois isso nos leva a um segundo elemento que tem sido muito importante para a popularização do Terraria e estou falando do suporte dado pela desenvolvedora. Desde que o jogo apareceu no Steam, todas as atualizações lançadas para ele foram gratuitas, sendo que há pelo menos mais uma prevista para ser disponibilizada, com ela chegando agora em setembro.

É preciso levar em consideração que estamos falando de um jogo lançado há mais de uma década, que fora de promoção é vendido no serviço da Valve por menos de R$ 20 e que pode nos render centenas, até milhares de horas de diversão. Numa indústria em que grande parte dos títulos são deixados de lado pelos seus criadores semanas após serem lançados ou que até são tirados do ar, este é um nível de dedicação que deveria servir como exemplo.

Mas essa atenção dada pela Re-Logic não resultou apenas numa enorme quantidade de avaliações positivas no Steam. Em março de 2021, o estúdio anunciou que o Terraria havia ultrapassado a casa de 35 milhões de cópias vendidos, sendo que dessas, 17,2 milhões foram no PC, 8,5 milhões nos consoles e 9,3 milhões nos tablets e smartphones.

terraria

Crédito: Divulgação/Re-Logic

Um desempenho comercial tão bom serve para mostrar como os consumidores podem vir, desde que a desenvolvedora faça um bom trabalho. Tudo bem que a estratégia de manter um jogo atualizado gratuitamente só se sustenta se as vendas continuarem acontecendo, mas esse é um círculo virtuoso que muitos estúdios não parecem dispostos a tentar criar.

O curioso é que mesmo tendo se tornando um dos títulos mais adorados do Steam e conquistado uma quantidade imensa de admiradores, o futuro da franquia segue desconhecido. Recentemente Andrew Spinks publicou o que seriam artes conceituais do Terraria 2, mas devido às brincadeiras anteriores que o game designer fez, é difícil saber até que ponto ele estava falando sério.

O que sabemos ao certo é que em outubro será lançada a primeira de quatro edições de uma revista em quadrinhos baseada no universo do jogo. Produzida pela 50 Amp Productions, as HQs me deixaram pensando na quantidade de produtos que poderiam ser feitos explorando a marca Terraria, o que de certa forma me deixou surpreso por isso ainda não ter acontecido.

Fonte: GamesRadar+

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários