Meio Bit » Games » Entropy: Zero 2 — o Half-Life 2 pelos olhos de um Combine

Entropy: Zero 2 — o Half-Life 2 pelos olhos de um Combine

Com dez horas de duração, dublagem e suporte a comandarmos um esquadrão, Entropy: Zero 2 é um mod que nos coloca na pele de um soldado Combine

23/08/2022 às 8:43

Para mim, pensar no Half-Life 2 sempre causará uma mistura de saudosismo e frustração. Com a Valve se negando a dar continuidade à série, o gosto amargo proporcionado pelo abandono nunca sairá de nossas bocas, mas se existe algo que serve para amenizar esse sentimento, são criações como o Entropy: Zero 2.

Entropy: Zero 2

Continuação de uma modificação lançada em 2017, esse trabalho realizado por fãs nos colocará novamente na pele de Aiden “Bad Cop” Walker, mostrando como seria estar do lado dos Combine durante a ocpuação alienígena.

Agora como membro do esquadrão Overwatch Elite, o protagonista terá como missão caçar uma das líderes da Resistência, a Dra. Judith Mossman. Aqueles que conhecem a série Half-Life provavelmente lembrarão da ligação da cientista com os Combine, mas também da sua bsuca pelo Borealis.  

E para encontrar Mossman, Walker terá que se deslocar desde Nova Prospekt até o Ártico, passando ainda pela misteriosa instalação Arbeit Communications. Porém, o que torna o Entropy: Zero 2 um mod extremamente interessante são as novidades que ele traz para o universo da franquia.

Além de mostrar os eventos pelo ponto de vista dos vilões, o jogo ainda nos entregará um sistema de batalhas reformulado, com novas armas e inimigos. Isso inclui um sistema de inteligência artificial aperfeiçoado, o que garantirá situações inesperadas.

Crédito: Divulgação/Breadman

Porém, a novidade que mais impactará na ação será a possibilidade de controlarmos um pequeno grupo de soldados Combine, fazendo com que os tiroteios se tornem bem mais emocionantes. O mod também nos colocará ao lado de uma metralhadora chamada Wilson que saiu direto da Aperture Science. Por fim, quem quiser causar o maior caos possível poderá usar uma granada Xen que abrirá um portal para o planeta alienígena e que além de sugar tudo ao seu redor, “cuspirá” as criaturas de lá no lugar em que ela for detonada.

Contando ainda com dublagem para todos os personagens, incluindo aquele que controlamos, foram precisos cinco longos anos para que essa modificação fosse criada, mas o resultado pode ser visto na aceitação do público. Das mais de 2180 avaliações feitas no Steam, 98% classificaram o jogo positivamente.

Ao todo, a campanha do Entropy: Zero 2 conta com sete capítulos, o que nos renderá algo entre sete e dez horas de diversão. Isso acaba sendo um tempo superior ao de muitos FPSs de grande porte lançados atualmente e se considerarmos que a modificação pode ser obtida gratuitamente, estamos diante de uma oferta irrecusável.

Aos interessados, ambos os capítulos da história do Bad Cop podem ser obtidos através do Steam, com o primeiro estando disponível aqui e o segundo aqui. Também vale dizer que nos dois casos teremos acesso a conquistas, o que poderá estender um pouco mais a vida útil dos jogos.

Para quem não aguenta mais esperar pelo lançamento de um novo Half-Life ou não pôde jogar o Half-Life: Alyx por não possuir um dispositivo de realidade virtual, essas criações de fãs acabam sendo um ótimo remédio.

O que me entristece é ver como a Valve segue tratando a série que deu o pontapé para a empresa se transformar na gigante que é hoje e nem estou me referindo a continuarem lançando jogos. Modificações como o Entropy: Zero 2 deveriam receber muito mais atenção por parte da empresa, com elas contando com uma área especial no Steam ou até com o jogo base ganhando suporte à Oficina.

A sensação é de que há muito tempo a empresa abandonou a marca, preferindo que ela caminhe com as próprias pernas e se a comunidade quiser mantê-la viva, que faça isso sem contar com o apoio da editora.

Chega a ser irônico, mas conforme essa indiferença por parte dos criadores do Gordon Freeman continua, mais forte se torna a impressão do quão poderoso continua sendo o nome Half-Life. Porque se dependesse apenas da Valve, essa é uma marca que teria sido esquecida há alguns bons anos.

Fonte: PCGamesN

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários