Meio Bit » Games » Stranger of Paradise mantém o bom momento do PS5 (no Japão)

Stranger of Paradise mantém o bom momento do PS5 (no Japão)

Stranger of Paradise: Final Fantasy Origin mantém as boas vendas que o Gran Turismo 7 proporcionou ao PlayStation 5 no Japão!

20 semanas atrás

Para um console fazer sucesso em determinado mercado, basta conseguir estabelecer grande base instalada e software exclusivo com apelo popular. No caso do Japão, para fazer sucesso o console precisa fazer um esforço bem maior. Ser portátil até ajuda, mas aí o tal aparelho pode não ser capaz de rodar o lançamento multiplataforma do momento, o que explica parte do sucesso do Stranger of Paradise: Final Fantasy Origin em manter o PS5 em evidência no arquipélago.

Laguna-Stranger-of-Paradise-Final-Fantasy-Origin-targets-60-framerate

Stranger of Paradise: Final Fantasy Origin promete alcançar os 60 fps (crédito: UnGeek)

Antes de comentar o software, confiramos abaixo os dados detalhados das vendas de hardware da 10ª semana de 2022 (que foi de 14 a 20 de março) no arquipélago, segundo a Famitsu.

VENDAS DE HARDWARE NO JAPÃO (FAMITSU)
Plataforma 9ª semana a 10ª de 2022 em 2022 desde o
lançamento
Nintendo Switch 98.246 unid 85.497 unid 1.067.884 unid 24.193.311 unid
PlayStation 5 16.286 unid 16.968 unid 192.031 unid 1.270.012 unid
Xbox Series X|S 1.962 unid 3.554 unid 34.719 unid 163.900 unid
família PS4 16 unid 10 unid 134 unid 9.395.102 unid
linha 3DS 461 unid 287 unid 4.448 unid 24.588.905 unid

·
Em franca queda no Japão, o console híbrido da Nintendo vendeu apenas 85 mil unidades na 10ª semana de 2022, quase 56 mil delas do modelo OLED. Duas semanas antes, o Switch ultrapassava as 100 mil unidades semanais. SarcMark Desse jeito, parece que a Nintendo vai mesmo falir na Terra do Sol Nascente.

Enquanto a Nintendo nada de braçada em sua terra natal, a Microsoft vive cada pequena vitória no arquipélago. Mesmo com o Xbox One tendo sido um senhor fracasso, seus sucessores Xbox Series X|S têm tido um sucesso tímido… mas digno de nota.

Somente em 2022 os Xbox Series já venderam quase 35 mil consoles no Japão, quase um terço da base instalada total do Xbox One durante os 7 anos de vendas por lá. A relação entre a versão X e a S tem sido equilibrada, com o Series X tendo vendido 89 dos 164 mil consoles. Culpado? Provavelmente o Game Pass.

Na oitava semana de 2022, o PlayStation 5 vendeu 25 mil consoles no Japão. O responsável por tal ótimo número? A estreia do Gran Turismo 7 no arquipélago, jogo que vendeu quase 140 mil cópias físicas na semana de estreia, sendo mais da metade dessas cópias vendidas a versão do PS5. Duas semanas depois, o PS5 ainda consegue vender quase 17 mil consoles semanalmente graças ao mais recente lançamento, FFO.

Aliás, sobre a venda das cópias físicas dos jogos temos abaixo o Top 10 japonês da décima semana do ano. Sim, já saiu o Top 30 da Famitsu mas listar as dez primeiras posições já é suficiente para o foco do presente texto. Entre colchetes está a plataforma; entre parênteses ao final, a venda acumulada do título desde o lançamento japonês.

Ranking dos jogos mais vendidos do Japão na 10ª semana de 2022

(14 a 20 de março de 2022, Famitsu)

  1. [PS4] Stranger of Paradise: Final Fantasy Origin (Square Enix, 18/03/22) — 28.944 (lançamento);
  2. [NSW] Pokémon Legends: Arceus (The Pokémon Company, 28/01/22) — 23.067 (2.177.459);
  3. [PS4] Elden Ring (FromSoftware, 25/02/22) — 19.487 (293.628);
  4. [PS5] Stranger of Paradise: Final Fantasy Origin (Square Enix, 18/03/22) — 17.905 (lançamento);
  5. [NSW] Mario Kart 8 Deluxe (Nintendo, 28/04/17) — 16.078 (4.499.542);
  6. [NSW] Minecraft (Microsoft, 21/06/18) — 9.755 (2.561.419);
  7. [PS4] Gran Turismo 7 (SIE, 04/03/22) — 9.447 (94.818);
  8. [NSW] Super Smash Bros. Ultimate (Nintendo, 07/12/18) — 9.111 (4.813.641);
  9. [NSW] Triangle Strategy (Square Enix, 04/03/22) — 8.429 (112.107);
  10. [NSW] Mario Party Superstars (Nintendo, 29/10/21) — 8.182 (912.325).

Stranger of Paradise: Final Fantasy Origin estreou no Japão com quase 47 mil cópias vendidas em seus três primeiros dias de vendas, sendo 29 mil da versão PS4. Como a base instalada do PS4 no Japão é quase sete vezes maior que a do PS5 naquele mercado, podemos dizer que o jogo proporcionalmente fez mais sucesso no PS5.

Sucesso relativo claro, pois comparado a outros spin-offs de Final Fantasy o SoP: FFO não chegou ao Top 20 de melhores estreias japonesas (considerando apenas a semana de lançamento) das franquias derivadas de FF. Em tal quesito a franquia Final Fantasy Tactics ainda reina absoluto, seguida de perto pela subfranquia derivada do Final Fantasy VII. É interessante notar na tabela acima que a 6ª e 7ª gerações não foram gentis com os spin-offs da franquia FF.

Tanto Gran Turismo 7 quanto Stranger of Paradise ainda não conseguiram bater a estrondosa estreia de Elden Ring, jogo multiplataforma que vendeu 278 mil cópias para os PlayStation 4 e 5 no arquipélago apenas na 6ª semana. Isso foi o dobro do que o Horizon Forbidden West conseguiu em um mês naquele mercado. O jogo da FromSoftware hoje soma mais de um milhão de cópias japonesas, somando as do Xbox e PC naquele país.

Graças a esses três lançamentos que impulsionaram o PlayStation, a Nintendo teve que se contentar com “apenas” seis jogos no Top 10 semanal japonês. O destino tem sido cruel com o pobre Nintendo Switch. Quem sabe um New Nintendo Switch Pro 2 não receba uma versão, um port bacana dos multiplataforma?

Agora sério: por maior que seja o sucesso do Switch inclusive no Japão, a falta dos multiplataforma que estão presentes no Xbox One/Series e PS4/PS5 começa a cobrar seu preço, ao deixar o Switch de fora de alguns dos principais lançamentos multiplataforma da nona geração.

Tudo bem que o (até agora) exclusivo Momotarō Dentetsu conseguiu a marca de 3,5 milhões de cópias vendidas apenas no Japão (quase 900 mil delas digitais) mas, por outro lado, oferecer jogos populares em outras plataformas no Switch via streaming não tem tido o efeito esperado. Isso considerando que estamos a falar de um mercado mundialmente conhecido pela internet rápida e disponível nos grandes centros urbanos.

Aparentemente a versão Cloud dos Kingdom Hearts foi um fiasco de vendas, assim como outros jogos que “rodam” no Switch por streaming. E o tio Laguna está a considerar apenas o mercado japonês, terra natal da BigN. Sim, a crise dos semicondutores continua, mas provavelmente sem ela a Nintendo já teria anunciado um sucessor?

Fonte: Famitsu (ranking), via Gematsu, NeoGAF e ResetEra.

Leia também:

relacionados


Comentários