Home » Ciência » Espaço » SpaceX quer começar a prover internet do espaço já em 2020

SpaceX quer começar a prover internet do espaço já em 2020

A SpaceX anunciou que pretende começar a fornecer acesso Internet através de sua constelação de satélites Starlink em meados de 2020.

23/10/2019 às 15:58

A SpaceX tem planos ambiciosos de colonização de Marte, mas em 2022 querem estar pousando na Lua. Construir uma frota de naves interplanetárias custa caro e esses planos não vão ser bancados apenas com dinheiro dos clientes normais e eventual grana de japas bilionários. Elon Musk quer que a internet ajude a custear esses sonhos, com a Starlink!

O projeto é espalhar milhares de satélites em órbita baixa, para diminuir a latência e fornecer acesso internet com cobertura mundial. Há vários projetos desses em andamento, mas a SpaceX é a única empresa que tem acesso a lançamentos muito baratos. O próximo lançamento da Starlink usará um Falcon 9 em sua quarta viagem, o custo está mais amortizado do que fusca de feirante.

A frota original era de uns 12 mil satélites, recentemente a SpaceX pediu autorização para orbitar mais trinta mil satélites. Para dar uma ideia dessa quantidade, no momento somando satélites militares, civis, de comunicação, de pesquisa e o Satélite do Amor, temos aproximadamente 1.886 em órbita. E não se preocupe, tem espaço pra todo mundo no espaço.

Dia 22 de outubro os primeiros satélites, lançados em um lote de 60, passaram por um teste público importante: Elon Musk postou um tweet via Starlink:

Por enquanto a SpaceX fez um lançamento, com 60 satélites. Para prover acesso nos Estados Unidos eles precisam de mais 5 ou 6 lançamentos, para uma rede de cobertura mundial, são necessários no mínimo 24 lançamentos, mas está tudo encaminhado e segundo Gwynne Shotwell, Presidente da SpaceX, eles pretendem começar a prover acesso comercial nos Estados Unidos em meados de 2020.

Entre os clientes, a SpaceX está de olho no Departamento de Defesa dos Estados Unidos e já fizeram testes em que um avião militar acessou dados dos satélites a 610 Mbps, algo bem respeitável. Ah sim, ela também falou que a SpaceX planeja pousar na Lua em 2022 e o melhor de tudo é que a Gwynne é papo sério, não trabalha em Musk Time, então os prazos provavelmente serão cumpridos.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários