Home » Ciência » Starship da SpaceX é finalmente apresentada, mas calma na empolgação

Starship da SpaceX é finalmente apresentada, mas calma na empolgação

A SpaceX finalmente apresentou montada a Starship, sua nova nave espacial, mas calma no andor, ela é linda mas ainda há muito trabalho pela frente.

30/09/2019 às 20:08

Elon Musk conseguiu cumprir uma promessa; apresentou uma atualização da Starship da SpaceX, com direito à nave montada, em pé, ao vivo e a cores, em um evento para imprensa, convidados e funcionários, mas nem tudo são flores espaciais.

Os funcionários da SpaceX viraram noite para que tudo estivesse pronto, montaram a nave a toque de caixa, mas não se preocupe, ela vai ser desmontada. Nem mesmo os motores estavam conectados, a importância do evento era mostrar como será a Starship completa, como ela se parecerá daqui a um ou dois meses.

O projeto, que vem sendo tocado com 5% dos recursos da SpaceX é a base da visão interplanetária de Elon Musk, e a meta é não uma nave mas uma frota inteira, que serão usadas para missões em Marte e na Lua, transporte suborbital e para dizimar completamente toda a concorrência em lançamentos de satélites.

A imagem não dá um bom senso de escala, mas a Starship da SpaceX é enorme, são 50 metros de altura, isso é maior do que o primeiro estágio de um Falcon 9, com o agravante kidbengalesco que o Falcon 9 tem 3.7 metros de diâmetro. A Starship tem nove.

Nesta foto dá pra ter uma noção melhor de escala: No canto esquerdo da imagem... são pessoas.

Starship da SpaceX ao lado do primeiro estágio de um Falcon 1

No canto direito, o primeiro estágio de um Falcon 1, o primeiro foguete da SpaceX, que voou 9 anos atrás.

Você Não Viu Nem a Metade

A Starship é só parte do foguete total, ela é o segundo estágio. Para atingir órbita ela voará acoplada a um foguetão chamado de Super Heavy, que no total terá uma massa de 5 mil toneladas, mais pesado que um navio de guerra, com 68 metros de altura.

Starship da SpaceX em cima do Super Heavy

A beleza é que esses dois monstros, assim como cascos de coca-litro são retornáveis, e mais que isso: São projetados para reutilização imediata, são as primeiras naves espaciais que foram pensadas como veículos de uso contínuo.

Segundo Musk a Starship pode fazer quatro vôos por dia, e o Super Heavy até 20 viagens diárias. Em termos de veículos espaciais isso é... insano.

 

A amortização de custo que isso vai trazer, se der certo, tornará o espaço acessível a qualquer zé ruela (leia-se nós), E tudo está acontecendo muito, muito rápido. A Starship foi construída em 4 ou 5 meses, o projeto como um todo tem menos de um ano, que foi o tempo para a SpaceX abandonar a idéia de construir a nave com fibra de carbono e passar a usar aço inoxidável, que além de ser 10 vezes mais barato, não sofre com problemas térmicos como a fibra e estruturas de alumínio.

Nem tudo São Flores na Starship da SpaceX

A linda, linda nave mostrada ainda não é uma nave. Assim como um klingon morto, é apenas uma casca vazia. A SpaceX vai levar um ou dois meses para remover, testar e reinstalar os motores, montar os computadores, tubulações, fiação, sensores, atuadores hidráulicos, tanques secundários para o nitrogênio dos jatos de manobra, bola de acrílico com caranguejo dentro na alavanca de mudança e tudo mais necessário para um foguete funcionar.

Uma espiada debaixo da saia da Starship da SpaceX

Uma espiada debaixo da saia da Starship da SpaceX

Elon diz que o protótipo Mark 1 voará até o final do ano, e que o Mark 2 já está sendo construído e também voará provavelmente em Novembro.

O Mark 3 começará a ser construído em Outubro, e o Mark 4 deve ficar pronto em Janeiro de 2020.

Cada um desses terá avanços planejados e aprendidos com os protótipos anteriores. Um exemplo são os módulos cilíndricos que compõe o casco. Hoje eles são soldados com placas, no Mark 3 ou 4 eles sairão do alto-forno em uma fita contínua de aço, dobrada em forma circular e com uma única linha de solda.

O Gargalo que ameaça a Starship da SpaceX

No momento a SpaceX tem um problema sério: A linha de produção dos Raptors, os motores usados pela Starship e pelo Super Heavy ainda não está dando conta. Cada Starship usa seis motores, cada Super Heavy pode ter até 37 deles, e por enquanto eles ainda estão longe de produzir certificar e testar motores suficientes.

Isso resolvido, Musk imagina que o primeiro lançamento orbital de uma Starship seja provavelmente com a Mark 4 ou Mark 5, em uns 6 meses, e o primeiro vôo tripulado, em um ano.

Freedom!

A Starship tem o azar de ser uma nave terrestre. Nós somos um dos piores lugares do Sistema Solar para uma nave decolar; temos muita gravidade e muita atmosfera. Por isso a necessidade do Super Heavy, mas fora Terra e Vênus, a Starship consegue entrar em órbita sem problemas de qualquer outro lugar pousável, antes que algum palhaço pergunte se ela decola de Júpiter.

Starship da SpaceX pousando na futura base lunar

Starship da SpaceX é uma EcoNave!

A Starship é movida a metano e oxigênio, e o plano da SpaceX é reabastecer in loco, usando energia de painéis solares para converter CO2 da atmosfera marciana e H2O do solo ou das calotas polares em CH4 e O2, e no futuro o mesmo método pode ser usado na Terra, tornando a Starship da SpaceX uma nave espacial com zero pegada de carbono.

O Excesso de Otimismo

Elon Musk é obcecado em tornar a Humanidade uma espécie interplanetária, ele não quer que tenhamos o mesmo destino dos dinossauros e dos kryptonianos. Quando ele fala, ouvimos um clássico nerd, com problemas de timidez e sonhos ambiciosos, cheio de impaciência por não poder fazer mais em menos tempo, mas o que o faz um pioneiro e desbravador, também é seu calcanhar de aquiles.

Musk é ótimo em estabelecer metas, e péssimo em definir cronogramas. Tudo é previsto com excesso de otimismo. O Falcon Heavy por exemplo era para ter voado pela primeira vez em 2013, só foi lançado em 2018. Ao prometer muito muito rápido, Musk corre o risco de alienar seus fãs, e principalmente, seus investidores, e é evidente pelas perguntas que muita coisa eles nem começaram a pensar, como o equipamento para usar a Reação de Sabastier para produzir metano e água.

Quando perguntado se ele poderia ainda levar 100 passageiros na Starship, e se estavam pesquisando os sistemas de suporte de vida para isso, Elon disse que ainda não, mas isso era trivial.

Não é, Elon, não é. A Biosfera 2 que o diga.

Eles vão Conseguir?

A SpaceX tornou rotina o pouso do primeiro estágio de foguetes, algo que ninguém faz, e tem a única nave americana capaz de retornar da Estação Espacial e pousar. Eles batem cabeça, mas acabam entregando o prometido, vide o Falcon Heavy.

Vão cumprir os prazos? Duvido, aposto um saco de pitombas e duas Narjaras Turettas que a Starship não voa antes de Março, mas ela vai voar, sim senhor, vai voar. Afinal, A SpaceX fez uma caixa d´água cheia de remendos voar, eles podem fazer qualquer coisa.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários