Home » Mobile » Com quase um ano, o iPhone XS ainda vale a pena? [review]

Com quase um ano, o iPhone XS ainda vale a pena? [review]

Ele é o smartphone mais potente da Apple pra 2018 e isso ainda significa um dos mais completos smartphones do mercado

11/09/2019 às 17:16

Com a virada de geração que aconteceu nesta semana, fica a pergunta de sempre: ainda vale a pena comprar o iPhone XS, que já é o “modelo do ano passado”? Eu passei quase seis meses com ele como meu smartphone, pausando os testes quando algum Android aparece pra review - o que acontece com certa frequência.

Conto pra vocês o que me chamou atenção, o que ele tem de extra quando comparado com o review que fiz do iPhone XR e, principalmente, se vale a pena levar um pra casa agora que ele é o aparelho da geração passada.

Primeiro contato

Fazer unboxing de iPhone é a coisa mais chata do mundo. A caixa é a mesma desde quase que sempre, entregando os mesmos acessórios, mudando apenas quando a Apple resolve remover algum deles - como foi o fim do adaptador pra fones de ouvido.

caixa iphone xs

Ela oferece o básico do básico, trazendo um fone de ouvido com fios (já já ele some também), cabo Lightning e carregador. Tem manual de instruções e o adesivo com o logo da Apple pra você poder exercitar sua fanboyolice, junto da ferramenta que ajuda na hora de abrir a gaveta pro SIM card.

O iPhone XS é pequeno, menor e mais leve do que o iPhone XR que comentei aqui no Meio Bit. Isso me atrai muito, já que sou do tipo de pessoa que vai morrer na praia por amar smartphones que podem ser utilizados com apenas uma mão - sinto saudade do tamanho do iPhone 4, que pra mim é o ideal e mais elegante de todos os modelos até hoje.

iphone xs na mao

Se você já viu um iPhone X, lançado antes deste, não vai encontrar praticamente nada de diferente do lado de fora. O XS continua com laterais feitas em aço inoxidável e que brilha, diferente do metal fosco do XR. A traseira ainda está em vidro e isso acontece por três motivos: o primeiro e verdadeiro é pra deixar o carregamento sem fios funcionar.

O segundo e começando na minha chatice, é pra quebrar mais vidro quando o celular cair no chão, o terceiro e ainda mais não-oficial é que ele é realmente bonito só pra você tampar toda a beleza com uma capinha do Minecraft, como é meu caso - menos a parte do Minecraft.

iphone xs traseira

Smart Battery Case dobra a autonomia, mas…

Junto do iPhone XS, eu utilizo essa capa feita de silicone e que tem um calombo na parte traseira. Nela fica uma bateria, que conseguiu dobrar a autonomia do iPhone XS - o que é um feito e tanto. Como ela é oficial da Apple, você pode continuar plugando o cabo Lightning e o carregamento sem fios acontece por ela.

A capinha aumenta consideravelmente o peso e todas as dimensões do iPhone, mas por ser áspera (silicone não é liso) eu fiquei com mais segurança pra segurar o aparelho na rua. O aço inoxidável é liso demais, além de lindo.

smart battery case

O problema é que a Smart Battery Case não é tão estável assim, quando o assunto é ficar conectada e alimentando o iPhone. Durante todo tempo que utilizei, em vários momentos a capa simplesmente desligava e parava de carregar, pra voltar a carregar meio segundo depois. Parece bobeira, mas em cada desconectada e reconectada a tela liga por alguns segundos, treme o aparelho e o consumo de energia sobe - mesmo que bem pouco.

Geralmente este problema aparece quando eu seguro o celular, seja lá de qual forma. Pensei que era um problema meu, mas tem um conhecido que passa por exatamente o mesmo problema. Ele trocou a capa em uma Apple Store aqui de São Paulo e nada de resolver. Então….fuén!

smart battery case cabo do iphone xs

iOS é refinado como deveria ser

Não há diferença alguma por aqui, quando o assunto é o sistema operacional e se você tem o meu review do iPhone XR em mente. No momento em que escrevo este, o iPhone XS ainda não está com o iOS 13 e meu bom senso fala pra nunca utilizar um iOS beta - o mesmo vale pra Android beta ou Windows em versão de testes. É dor de cabeça na certa e estes testes são voltados para desenvolvedores, não para nós.

Ele vem com o básico que você precisa pra viver, como mensageiro da própria Apple (iMessage), app para podcasts, navegador, mapas e até mesmo uma forma de acompanhar a flutuação da bolsa de valores. Todo restante está na App Store e o papo é muito semelhante com o Android, quando você tem um smartphone topo de linha nas mãos e sem uma interface carregada de porcarias coisas extras.

iphone xs ios 12

Ele é controlado por A12 Bionic que é feito em 7 nanômetros e que roda com seis núcleos, indo até 2.5 GHz, junto de 4 GB de RAM e opções de 64 GB, 256 GB e 512 GB de memória. Mesmo com um ano de vida agora nos próximos momentos, não existe nenhum jogo ou aplicativo da App Store que faça o hardware suar. Nada, nem de longe.

Como de costume, smartphones da Apple tendem a durar até quatro ou cinco anos com atualizações do iOS. O desempenho não é tão generoso com o tempo e segura por dois ou três anos numa boa, antes de começar a dar sinais de cansaço. Neste um ano de vida que fechará agora no mês que vem, o iPhone XS continua como um topo de linha que ainda não tem ninguém ultrapassando o que ele faz - desde que você não ligue para fotos.

Câmeras ainda dão um caldo

Um dos principais pontos que a Apple focou neste iPhone é a câmera e ela continua surpreendendo. Claro que um Pixel consegue resultados melhores de noite e o modo bruxaria noturno dele sequer existe por aqui, mas não notei qualquer problema em todo esse tempo de uso.

A lente principal de 12 megapixels e abertura f/1.8 tem estabilização de imagem e utiliza um HDR mais maroto que faz fotos bem marromeno ficarem ótimas, na imensa maioria dos casos.

Na frontal ainda existe aquele retoque muito de leve e que suaviza o rosto. Continua não tendo como desligar, só lide com isso e acostume-se. Eu não curto.

Na parte de vídeos ainda há pouco concorrente próximo, quase ninguém entrega 4K com 60 quadros por segundo com o HDR dentro da gravação, com a qualidade que o iPhone faz. Se nas fotos o Pixel é e continua sendo o rei do parquinho, em vídeos o iPhone XS ainda não deixou o trono.

O próximo iPhone é melhor? É lógico que é, câmera sempre avança em cada lançamento, só que o avanço nunca é tamanho ao ponto de deixar a geração anterior ruim. Ela é o “é ótimo, mas não é incrível”, onde o incrível já está ocupado pelo iPhone 11 Pro. Dá pra viver com isso? Ô se dá, dá e sobra.

Bateria ainda segura dois anos extras, com folga

O iPhone já se viu em algumas enrascadas com a bateria, que baixa o desempenho máximo do celular pra não ver a autonomia escorrendo pelo ralo. Faz todo sentido do mundo, já que desempenho máximo só aparece em jogos dos mais pesados, ou apps mais intensos.

iPhone XS com bateria

Estou com o iPhone XS faz quase seis meses e o ícone de saúde da bateria acusa 95% de carga. Indo nessa média, com um ano ele chega em 90% e mais outro pra então cair nos 80% de limite que começam a incomodar. Lembrando que este percentual cai somente com o uso, então se você comprar um agora, deve chegar em algo próximo dos meus 95% só no segundo trimestre do ano que vem.

Este desgaste acontece de forma diferente para cada pessoa e meu uso envolve uma recarga diária do smartphone. É o uso típico da imensa maioria dos usuários, mas se você depende do aparelho até pro trabalho, os ciclos vão contar de forma mais rápida.

O preço pode ser inimigo ou aliado, mas é melhor correr

O iPhone XS ainda não desceu de preço, pior: ele foi removido da loja oficial da Apple e deve sumir do varejo em breve - quando os estoques acabarem. Com isso, promoções para limpar as lojas devem aparecer, mas isso vai de varejo pra varejo e não há como prever. A diferença certamente não será a mesma que um Galaxy S9 quando o S10 chega. Já é o suficiente pra dar fôlego extra pro estrangulamento financeiro que a compra de um iPhone pode oferecer. Como ele já vem com um ano de mercado, mesmo que lacrado, dos cinco anos de atualizações você pegará quatro - o que já é quase que o dobro que os Androids fazem.

Supondo que você vai ficar com ele por uns dois anos, ainda terá um aparelho que é acima do que um intermediário premium (e alguns topo de linha) entregará no mesmo momento.

O preço vira aliado quando você já tem um iPhone e vai trocar pelo próximo. A depreciação muito menor ajuda nisso, entregando um valor de revenda mais elevado e que alivia parte do susto que o cartão de crédito passa quando vê se autoriza ou não a compra.

E aí, vale a pena?

O iPhone XS vai cair de preço a partir do lançamento do próximo modelo e isso é sempre bom. Ele continua como um topo de linha, só que passa a ser do ano anterior e isso precisa ficar claro: o status de “ter o mais recente” fica perdido. Colocar status em um smartphone é uma das piores coisas que você pode fazer com sua vida (seja ele um iPhone ou Android), então eu nem considero isso na balança.

iphone xs final

O desempenho do XS ainda será impecável por mais mais um ano e baixará pra “ótimo” no ano seguinte. Comprar um agora significa dois anos de sossego nisso e nas fotos também, com atualizações em dia e tudo mais que o alto custo da Apple pode oferecer.

Se você quer um iPhone e não quer pagar uma pequena fortuna na compra, o XS pode ser uma boa pedida. Não que ele seja barato, mas certamente ficará menos caro. No Brasil o custo dele deve cair somente com a chegada do modelo nacional do próximo aparelho, o que deve acontecer em alguns poucos meses.

Leia mais sobre: .

relacionados


Comentários