Home » Hardware » Nem todos os dispositivos Android TV terão acesso à Amazon Prime Video

Nem todos os dispositivos Android TV terão acesso à Amazon Prime Video

Mesmo com trégua entre Google e Amazon, app do Prime Video só será liberado em dispositivos Android TV quando fabricantes os atualizarem

12/08/2019 às 9:30

O pacto de não-agressão entre Google e Amazon, que liberou conteúdos de streaming de um em dispositivos do outro e vice-versa não incluiu a relação Prime Video e Android TV na jogada: por motivos diversos, dispositivos que rodam o sistema e que não possuem acesso nativo ao app só o terão após os fabricantes atualizarem seus respectivos produtos.

Google / Android TV

O acordo firmado entre Google e Amazon permitiu que o app do Prime Video se tornasse enfim compatível com o Chromecast, habilitando assim o streaming de seus programas exclusivos para o dongle de Mountain View e dispositivos compatíveis, enquanto que do outro lado, o YouTube foi liberado para ser instalado nativamente em set-top boxes da gigante do e-commerce, como o Fire TV Stick.

A birra entre as duas companhias durou anos e se deu por um simples motivo: uma não queria promover os produtos da outra. A Amazon por muito tempo não vendeu Chromecasts, como forma de não prejudicar as vendas de seus aparelhos, enquanto o Google muito raramente permitia que o Prime Video fosse liberado para TVs com Android TV, mais por força dos fabricantes (grandes) que exigiam o acesso à plataforma. Nem todas as TVs tem acesso ao app.

Só que com os set-top boxes de terceiros, a coisa era bem diferente: a Amazon marcou todos como incompatíveis com exceção de um, o Shield TV, o único com suporte nativo ao app por conta de um acordo entre a lojinha de Jeff Bezos e a nVidia. Para todos os demais, só com sideloading da versão do app para este aparelho ou nada feito.

nVidia Shield TV

nVidia Shield TV: a exceção

Com o fim das hostilidades entre Google e Amazon, todo mundo acreditou que assim como aconteceu com o Chromecast, todos os dispositivos Android TV passariam a suportar o Prime Video, mas ao invés disso ambas empresas entraram em modo silencioso. Para tirar essa história a limpo, o site 9to5Google resolveu ir atrás de informações e descobriu que sim, há um plano pronto para resolver esse problema, mas ele depende de um terceiro fator: os fabricantes.

Segundo fontes próximas, o Google vai liberar atualizações do app diretamente pela Play Store, mas a instalação do mesmo foi relacionada a uma atualização OTA, que é de responsabilidade das OEMs parceiras. Assim, o Prime Video fará parte da lista de softwares nativos e os usuários não terão como instala-lo pela loja de apps.

Embora seja uma opção, é fato que o Google complicou algo que deveria ser extremamente simples, bastava liberar o download pela Play Store e pronto. Jogar a bomba de atualizações do Android na mão dos fabricantes é sempre a pior opção possível, pois estes podem simplesmente optar por não liberar nada e fazê-lo apenas na próxima versão do produto.

Até o momento, a chinesa Hisense é a única que liberou uma atualização OTA para as TVs da linha H8F; resta saber se outras empresas fabricantes de televisores e set-top boxes farão o mesmo, do contrário, a solução continuará sendo o sideloading.

Com informações: 9to5Google.

relacionados


Comentários