Home » Entretenimento » Mank: próximo filme de David Fincher será sobre Herman Mankiewicz, co-roteirista de Cidadão Kane

Mank: próximo filme de David Fincher será sobre Herman Mankiewicz, co-roteirista de Cidadão Kane

O próximo longa de David Fincher é Mank, inspirado na história de Herman Mankiewicz, co-roteirista de Cidadão Kane, um dos melhores filmes da história

11/07/2019 às 12:39

Depois de criar algumas boas séries de TV e uma incrível série de animação para a Netflix, David Fincher anunciou seu retorno aos cinemas com seu novo filme, Mank, que vai contar a história de Herman J. Mankiewicz, co-roteirista do absurdamente genial Cidadão Kane, ao lado da lenda Orson Welles, e será filmado em preto e branco.


A Variety confirmou que o excelente ator Gary Oldman vai dar vida ao personagem título, o que sem dúvida alguma é uma excelente escolha, mas pra mim o mais importante em um filme sobre um roteirista famoso de Hollywood é saber quem irá escrevê-lo, e essa é uma história interessante e bonita. Quem cunhou o roteiro de Mank foi o pai de David Fincher, Jack Fincher, que faleceu em 2003, assim o filme também será uma bela homenagem póstuma de um filho ao seu saudoso pai.

Voltando a Mankiewicz, ele e Orson Welles receberam o Oscar de melhor roteiro original em 1942 por Cidadão Kane, e Mank foi indicado novamente no ano seguinte pelo filme Ídolo, Amante e Herói (Pride of the Yankees), no qual Gary Cooper vive Lou Gehrig, ídolo dos New York Yankees que teve esclerose lateral amiotrófica (ELA), e seu caso foi tão impactante que a doença acabou sendo batizada com o seu nome. Mank também trabalhou no roteiro de O Mágico de Oz em 1939, mas não foi creditado.

Outra grande contribuição de Mank para a indústria do cinema foi a produção de três filmes dos Irmãos Marx, Os Quatro Batutas, Gênios da Pelota e O Diabo a Quatro, lançados de 1931 a 1933. O roteirista bebia bastante, e tinha fama de ser difícil de trabalhar, o que não o impediu de escrever o roteiro de 95 filmes ao longo de sua carreira. Ele também trouxe seu irmão menor para Hollywood, Joseph L. Mankiewicz, que acabou o superando ao vencer quatro Oscars, incluindo dois de melhor diretor, poucos anos antes de Mank morrer em 1953.

Só por esses fatos, já imagino o filme incrível que a vida de Herman Mankiewicz pode proporcionar, e entendo o motivo pelo qual David Fincher se interessou por mostrar essa história na tela grande. Não sei se o seu irmão será um dos personagens, mas com certeza Orson Welles estará no filme, que é focado na criação de Cidadão Kane, filme que foi alvo de uma perseguição sem precedentes do bilionário gigante da imprensa William Randolph Hearst, em quem Charles Foster Kane foi inspirado.

Alguns podem duvidar da qualidade do roteiro de Jack Fincher, por ele nunca ter trabalhado no cinema, mas acredito a credencial de ter sido o pai de David Fincher já diz muito, já que ele é um dos grandes mestres do cinema em atividade. Mank chega às telas de cinema no ano que vem.

relacionados


Comentários