Home » Games » Relógio da Starbreeze está a "minutos para a meia-noite"

Relógio da Starbreeze está a "minutos para a meia-noite"

Starbreeze divulga relatório financeiro e CEO diz que se não conseguirem um financiamento, empresa poderá ser fechada dentro de 12 meses.

13/05/2019 às 8:43

Tem se tornado relativamente comum vermos desenvolvedoras de games encerrarem suas atividades subitamente, algumas vezes até com os funcionários só sabendo que estão desempregados quando chegam para trabalhar pela manhã e dão com a cara na porta. Talvez seja por isso que eu esteja estranhando tanto ver a maneira como a Starbreeze tem agonizando publicamente.

Os indícios de que as coisas estavam terríveis lá pelos lados da empresa sueca se tornaram bem conhecidos no início deste ano, quando uma matéria do site Eurogamer revelou detalhes da produção do Overkill's The Walking Dead. Tendo fracassado vergonhosamente nas vendas, o jogo acabou fazendo com que a companhia tivesse que passar por uma profunda reestruturação e agora sabemos que isso (ainda) não deu muito resultado.

Ao revelar o desempenho fiscal do primeiro trimestre de 2019, o novo CEO Mikael Nermark fez uma dura previsão para a Starbreeze, afirmando que pode não demorar muito até que eles se vejam obrigados a encerrar as atividades.

A Starbreeze e algumas das suas subsidiárias tem estado em reconstrução desde 3 de dezembro de 2018. Atualmente a companhia não possui fundos garantidos suficientes para continuar operando pelos próximos 12 meses e é esperado um déficit de liquidez antes da metade de 2019 se nenhum fundo adicional for oferecido. Essas condições indicam a existência de incertezas significativas que podem levar a dúvidas significativas sobre a habilidade da companhia de continuar nos negócios.

Nós estamos numa situação desafiadora. Eu permaneço unido com toda a equipe da Starbreeze nos esforços para manter os negócios em ordem. Temos um ativo muito forte com o Payday, que é a fundação na qual nós construiremos o futuro da Starbreeze.”

O executivo disse ainda que o seu principal objetivo é conseguir um financiamento para a empresa e diante da situação descrita por ele mesmo, não poderia ser diferente. Então, se Nermark conseguir concluir sua missão, ainda deverá demorar um bom tempo até vermos todo esse empenho ser transformado em novos jogos.

O que temos por enquanto é o rastro de destruição deixado pelo péssimo desempenho tanto comercial quanto de crítica registrado pelo The Walking Dead lançado por eles. Após o jogo chegar aos computadores, a Skybound Games cancelou o seu contrato com a Starbreeze Studios, que por sua vez perdeu 40 dos seus funcionários e viu-se obrigada a vender os direitos de publicação dos jogos System Shock 3 e 10 Crowns.

Mesmo assim, neste primeiro trimestre do ano a Starbreeze registrou um prejuízo de 106,7 milhões de kronas, algo em torno de US$ 11,1 milhões e que é mais do que o dobro da perda vista no mesmo período do ano passado. Um detalhe importante é que dos US$ 4,9 milhões gerados com vendas no trimestre passado, US$ 2,7 milhões vieram justamente do PayDay 2.

Embora não possa ser colocada ao lado de outras enormes desenvolvedoras, a Starbreeze já nos deu ótimos títulos, como o The Chronicles of Riddick: Escape from Butcher Bay e Brothers: A Tale of Two, o que me faz acreditar que o provável fim de uma empresa que está por aí desde 1998 seria motivo para todos lamentarem. Sem falar que mais de 500 pessoas perderiam seus empregos.

Fonte: GamesRadar.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários