Home » Games » Compatível com o PS4, PlayStation 5 não será lançado em 2019

Compatível com o PS4, PlayStation 5 não será lançado em 2019

Sony acaba com mistério e confirma retrocompatibilidade no PlayStation 5 e lançamento só para (pelo menos) 2020.

29 semanas atrás

A transição entre gerações é um momento chato. Repletos de especulações, nesses períodos os sites e revistas costumam ficar recheados de artigos sem muita credibilidade e até que alguém das próprias fabricantes resolva abrir a boca, o ideal é termos o máximo de cuidado possível com aquilo que lemos por aí. Porém, quando se trata do sucessor do PlayStation 4, a boa notícia é que parte do mistério acaba de ser desfeito.

Em um extenso e interessantíssimo artigo publico pelo Wired, Mark Cerny revelou diversos detalhes sobre aquilo que naturalmente temos chamado de PlayStation 5, mas a que o arquiteto do projeto prefere se referir como “console da próxima geração.

Para começar, o sujeito que já havia sido responsável pela criação do PS4 confirmou aquilo em que muitos já haviam apostando: o novo videogame da Sony não será lançado em 2019. Com isso ganha força o rumor de que o aparelho só deverá chegar lá pelo quarto trimestre do ano que vem. Mas novamente, até que a empresa confirme uma data, tudo não passa de especulação.

Outro detalhe mencionado por Cerny diz respeito as mídias físicas. Ao contrário do que algumas pessoas temiam, não será dessa vez que a Sony apostará apenas na distribuição digital ou mesmo nos jogos por streaming. O que dizem por aí é que o console terá suporte ao padrão BDXL, cujos discos podem ter até 128 GB de capacidade.

Já na parte do hardware o engenheiro confirmou que o PS5 virá equipado com uma CPU Ryzen de terceira geração, com oito núcleos e arquitetura 7nm Zen 2. A GPU por sua vez será uma versão customizada da família Radeon Navi, com suporte a ray tracing e capaz de gerar imagens em 8K.

Outra informação interessante diz respeito a inclusão de um SSD, já que além da unidade de estado sólido ficar responsável por reduzir o tempo de carregamento dos jogos, ela poderá acelerar a renderização do mundo em que estivermos jogando. Ambos os recurso foram demonstrados por Cerny, que comparou o Marvel's Spider-Man rodando num PlayStation 4 Pro e num kit de desenvolvimento. Enquanto no primeiro o jogo levou 15 segundos para carregar, no segundo fez isso em apenas 0,8 segundo.

Ele então levou o personagem para um passeio pela Nova York virtual criada para o game e enquanto no atual console a câmera se movia na velocidade que estamos acostumados, no novo tudo acontecia numa velocidade bem maior, sem que partes do cenário deixassem de ser exibidas por causa disso. Segundo o engenheiro, tudo fruto da maior velocidade de carregamento permitida pela utilização de um SSD.

A Sony também decidiu investir na criação de um novo chip de áudio, algo que eles acreditam ser capaz de redefinir a maneira como o som é usado em jogos. Segundo Cerny, entre o PlayStation 3 e o 4 praticamente não houve mudanças neste aspectos e que com o PlayStation 5 podemos esperar uma experiência muito mais imersiva, nos permitindo saber claramente de que direção o som está vindo. Isso até será possível com uma TV ou um sistema de som surround, mas o foco estará nos fones de ouvido.

Outra notícia que deverá ser comemorada por muita gente é a inclusão de retrocompatibilidade. Há alguns meses tem corrido o rumor de que o próximo videogame da Sony rodará todos os jogos da família PlayStation e apesar de ainda não termos confirmação quanto a isso, Mark Cerny garantiu que devido a semelhança entre as arquiteturas, os jogos do PS4 felizmente rodarão no seu sucessor.

Por fim, a Sony diz que o seu atual videogame não será abandonado subitamente, com alguns dos jogos que ainda estão para serem lançados ganhando versões tanto para ao PlayStation 4 quanto para o PlayStation 5. Um deste deverá ser o Death Stranding, que embora tenha sido confirmado por um porta-voz para o atual console, Cerny não conteve um sorriso ao ser questionado se a criação de Hideo Kojima também poderá aparecer na próxima geração.

Leia mais sobre: .

relacionados


Comentários