Home » Mobile » Por € 2.299, Huawei Mate X é o mais novo celular dobrável do mercado

Por € 2.299, Huawei Mate X é o mais novo celular dobrável do mercado

Sai pra lá, Galaxy Fold: Huawei Mate X traz tela única de 8 polegadas, novo processador Kirin 980, decisões de design próprias e preço bem alto

25/02/2019 às 9:30

A Huawei é a mais nova empresa a entrar na onda dos celulares dobráveis: o Mate X chega com decisões de design diferentes das apresentadas pelo Galaxy Fold da Samsung, e ao mesmo tempo, intensifica a disputa entre fabricantes pelo que pode vir a ser (ou não) a próxima tendência do mercado de dispositivos móveis.

Huawei Mate X

Falando do básico, a Huawei fez com Mate X faz o contrário da Samsung. Ao invés de dotar seu aparelho com duas telas, uma interna e uma externa, ele utiliza apenas uma, que dobra para fora. Trata-se de um display AMOLED de 8 polegadas, que com o aparelho fechado se converte em uma frontal de 6,6" e uma traseira de 6,4". Já o Galaxy Fold conta com telas de 7,3" e 4,6", bem menores.

Do lado de dentro, a Huawei utiliza o Kirin 980, seu processador octa-core de sete nanômetros, e diferente dos concorrentes, o 5G é padrão graças ao novo modem Balong 5000. A fabricante garante que o Mate X é o smartphone dobrável mais rápido do mundo, e no geral, é um dos poucos que não contará com modelos variantes, ou dependerá de módulos adicionais para ter acesso à próxima geração da rede móvel.

Huawei Mate X — Ficha Técnica

Huawei Mate X (aberto e fechado)

  • Tela aberta: AMOLED de 8 polegadas, com proporção 8:7,1 e resolução de 2.480 x 2.200 pixels (414 ppi);
    • Tela dobrada (frontal): 6,6 polegadas, com proporção 19,5:9 e resolução de 2.480 x 1.148 pixels (414 ppi);
    • Tela dobrada (traseira): 6,4 polegadas, com proporção 25:9 e resolução de 2.480 x 892 pixels (414 ppi);
  • Processador: Kirin 980, octa-core de 7 nanômetros com dois núcleos Cortex-A76 de 1,9 GHz, dois Cortex-A76 de 1,8 GHz, quatro Cortex-A55 de 1,8 GHz e GPU Mali-G76 MP10;
  • Memória RAM: 8 GB;
  • Armazenamento: 512 GB, expansível via cartão Nano Memory de até 256 GB;
  • Câmera principal: conjunto triplo, com:
    • 40 megapixels com abertura f/1,8, lente de 27 mm e autofoco com detecção de fase;
    • 16 megapixels com abertura f/2,2 e lente Grande Angular de 17 mm;
    • 8 megapixels com abertura f/2,4 e e zoom óptico;
    • Lente ToF adicional, para efeitos de profundidade;
    • Sensores Leica, Flash Dual-LED Dual Tone, HDR,  e captura de vídeo em 4K a 30 fps;
  • Extras: 5G-ready, porta USB-C 3.1, leitor de digitais na lateral, Bluetooth 5.0, AD2P, BLE, aPTX HD, NFC, A-GPS dual band, GLONASS, BDS, GALILEO, QZSS;
  • Bateria: dupla, com capacidade total de 4.500 mAh e compatível com carregamento ultrarrápido (de 0 a 85% em 30 minutos, graças a uma fonte de 55 W);
  • Sistema operacional: Android 9 Pie com interface EMUI 9.1;
  • Dimensões: 161,3 x 146,2 x 5,4 mm (aberto) e 161,3 x 78,3 x 11 mm (dobrado);
  • Peso: 295 g.

O Mate X conta com algumas particularidades interessantes. Primeiro, ele é sensivelmente mais fino do que o Galaxy Fold quando dobrado (11 mm x 19 mm), e todas as três câmeras ficam posicionadas na "lombada" lateral, que confere uma boa pegada e distribuição de peso, similar à do Kindle Oasis.

Huawei Mate X (detalhe das câmeras)

A posição dos sensores permite usa-las para capturar tanto selfies, quanto fotos no modo normal, graças à tela dobrada para fora. E a adição de um sensor ToF, onde cada pixel é capaz de determinar a distância da câmera do objeto, entrega melhores resultados em efeitos 3D e de profundidade, ao menos na teoria.

Por outro lado, a Huawei parece ter sido mordida por uma Sony radioativa: ao invés de implementar o uso de cartões microSD, o Mate X usa um formato proprietário chamado Nano Memory (NM), que possui o mesmo formato de um cartão nano-SIM (a bandeja Dual-SIM é híbrida). Tudo o que precisávamos, outro padrão.

De maneira geral, as fabricantes estão testando o mercado. Além de Samsung e Huawei, a Royole apresentou o Flexpai na CES 2019, a Oppo também demonstrou o seu dispositivo, e a TCL não deixa ninguém nem respirar perto do seu. Até segunda ordem, este último é um celular "dobrado" e não dobrável, já que ninguém o viu em movimento.

Preços e disponibilidade

O Huawei Mate X chegará a mercados selecionados em meados de 2019, numa data ainda não definida pela fabricante. O preço sugerido será de € 2.299, o equivalente a R$ 9.788,59 na cotação de hoje (25/02/2019). Como já dissemos, toda tecnologia em sua infância é cara, e caso ela vingue, poderemos no futuro ver mais modelos de celulares dobráveis com preços mais decentes.

Até lá, caberá aos early adopters abrirem caminho com suas carteiras recheadas e bolsos fundos.

A Huawei não possui representação oficial no Brasil e não cogita voltar; logo, o Mate X não será lançado oficialmente por aqui, restando aos interessados recorrer a importadoras, ou trazê-lo de fora.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários