Home » Games » Sony diz estar aberta ao cross-play; estúdio rebate

Sony diz estar aberta ao cross-play; estúdio rebate

Após executivo da Sony afirmar que cabe às desenvolvedoras oferecer cross-play com o PS4, CEO da Chucklefish diz que não é bem assim.

14/02/2019 às 9:45

Com o anúncio em setembro do ano passado de que a Sony enfim permitiria que o PlayStation 4 se juntasse às partidas entre plataformas no Fortnite, parecia que a empresa japonesa havia se rendido. Com a pressão surgindo por todos os lados, a esperança era de que o jogo da Epic seria apenas o primeiro de muitos e embora o Rocket League até tenha passado a contar com o recurso, acho que nos empolgamos cedo demais.

Ao conceder uma entrevista à revista GameInformer, Shawn Layden defendeu a maneira como a Sony tem permitido o cross-play com o seu console e que se um determinado jogo não o possui, a culpa não seria deles.

As pessoas continuam dizendo, ‘porque a Sony não permite que mais pessoas tenham isso?’ Nós estamos abertos a negócios em relação a isso. Só é preciso que as editoras e desenvolvedoras que desejam [o cross-play] permitam. Como sempre, simplesmente trabalhem com o seu gerente de conta PlayStation e ele o guiará pelos passos do que aprendemos através da nossa parceria com a Epic sobre como isso funciona. Não acredito no momento que exista algum fator negativo sobre isso. Penso que eles estejam abertos a fazer propostas, porque o lance do Fortnite funcionou muito bem.

A afirmação chama a atenção por termos visto diversos estúdio cobrando publicamente que a Sony derrube a barreira do cross-play. Um dos casos mais recentes foi o da Hi-Rez Studios, cujo CEO disse pelo Twitter que só falta a fabricante do PlayStation 4 permitir para que o Smite, do Paladins e o Realm Royale passem a contar com partidas entre plataformas. Mas, ele não está só.

Ao saber da declaração do presidente da SIE Worldwide Studios, o CEO da Chucklefish foi ao ResetEra para dizer que a situação é completamente oposta a o que defendeu Layden.

Fizemos muitos pedidos para o cross-play (tanto através do nosso gerente de conta quanto diretamente aos superiores) até o lançamento [do jogo Wargroove] este mês. Nos disseram em termos inequívocos que isso não iria acontecer. Da nossa parte, podemos literalmente fazer uma alteração e teremos isso funcionando. É claro que o trabalho de política pode ser bem mais complicado para a Sony. Apenas queria oferecer um balanço sobre o problema e dizer que certamente não se trata de uma questão das desenvolvedoras não estarem em contato com os seus gerentes de conta ou terem pisado na bola. Nos disseram não.

Como o jogo publicado pela Chucklefish conta com cross-play entre o PC, Xbox One e Switch, fica difícil não acreditar nas palavras Finn Brice, mesmo porque, ele não é o único a criticar a maneira como a Sony tem lidado com o tema No geral, o que as desenvolvedoras dizem é que disponibilizar o recurso seria algo bem simples, cabendo apenas a fabricante do PS4 permitir.

Sabendo de tudo, suponho que liberar o cross-play no Fortnite e no Rocket League foi apenas uma maneira da Sony acalmar os ânimos, afinal são dois dos jogos mais populares quando se trata do multiplayer. Com as comunidades dedicadas a esses títulos tendo sido atendidas, a empresa deve ter imaginado que os pedidos cessariam, mas talvez eles não tenham previsto que na verdade estavam era abrindo um baita precedente.

Eu ainda gosto de acreditar que cedo ou tarde a Sony perceberá que não vale a pena continuar nesta briga, mas como não sou acionista da empresa ou tenho um alto cargo por lá, é muito mais fácil pensar apenas como um jogador que só quer poder aproveitar meus games com os amigos, independentemente de onde eles estiverem.

relacionados


Comentários