Home » Mobile » Xiaomi Mi Mix 3 esconde câmeras selfie com um slide

Xiaomi Mi Mix 3 esconde câmeras selfie com um slide

Novo smartphone da Xiaomi traz design quase sem bordas escondendo as duas câmeras selfie com um slide; uma segunda versão trará 5G.

1 ano atrás

A Xiaomi pode ter a fama de kibadora, mas foi ela quem primeiro brincou com smartphones de design quase sem bordas com o Mi Mix, lançado em 2016. Agora ele chega à sua terceira versão, com uma solução já adotada por concorrentes chineses para permitir mais espaço na parte frontal: as câmeras selfie ficam escondidas sob um slide.

Xiaomi / Mi Mix 3

A companhia chinesa afirma que o display do Mi Mix 3, um Super AMOLED de 6,4 polegadas, proporção 18,5:9 e resolução de 2.340 x 1.080 pixels (403 ppi) ocupa uma área de 93,4% da frente do dispositivo, o que foi conseguido eliminando o espaço inferior anteriormente ocupado pela câmera selfie. No entanto, ao invés de adotar uma solução semelhante à da Samsung, que está estudando displays transparentes ou da Vivo, que empregou uma câmera retrátil a Xiaomi se inspirou numa ideia da também chinesa Doogee, que apresentou o Doogee Mix 4 na MWWC 2018.

O corpo do smartphone conta com um slide, similar aos que equipavam alguns modelos com teclados QWERTY no passado (como o até hoje querido por muitos Motorola Milestone) que ao ser deslizado para cima, revela os sensores e o par de câmeras frontais: o sensor principal conta com 24 megapixels, 1/2,8" e pixels de 0,9µm, enquanto o secundário possui 2 MP e deep lens, para ajustes de profundidade de campo.

O conjunto principal de câmeras também é duplo, com dois sensores de 24 MP sendo o principal com 1/2,55", abertura f/1,8, pixels de 1,4 µm, autofoco com detecção de fase Dual Pixel e estabilizador óptico de imagens com quatro eixos; o secundário possui 1/3,4" e zoom de 2x. Juntas, elas podem filmar em 4K a 30 fps e contam com Flash LED e HDR. Completam o design um corpo de metal e o leitor de impressões digitais, na parte traseira.

Xiaomi / Mi Mix 3

A Xiaomi incluiu uma série de recursos de Inteligência Artificial no Mi Mix 3, para permitir a captura de fotos de qualidade nos mais diversos cenários e situações; coisas como Modo Retrato, OCR, reconhecimento de elementos capturados e etc., já presentes em modelos de ponta da concorrência também poderão ser encontrados neste gadget.

Por dentro, o Mi Mix 3 traz o que se espera de um smartphone premium: SoC Snapdragon 845 da Qualcomm, octa-core Kryo 385 com quatro núcleos Gold de 2,8 GHz, quatro Silver de 1,7 GHz e GPU Adreno 630, 6, 8 ou até 10 GB de memória RAM (o primeiro do mercado com tudo isso), 128, 256 ou 512 GB de espaço interno não expansível, Dual-SIM, Bluetooth 5.0, aptX HD, BLE, NFC, A-GPS, GLONASS, BDS, GALILEO, QZSS, porta USB Type-C, bateria de 3.200 mAh e Android 8.1 Oreo. Ele não conta com conector P2 para fones de ouvido tradicionais, mas um adaptador acompanha o kit.

Preços e disponibilidade

O Mi Mix 3 será lançado na China oficialmente no dia 1° de novembro, mas a pré-venda já começou. O modelo com 6 GB de RAM e 128 GB de espaço interno custa ¥ 3.299 (R$ 1.771,47 em valores de hoje, 25/10/2018), o com 8 GB e 256 GB sai por ¥ 3.999 (R$ 2.144,57) e o com 10 GB e 512 GB possui preço sugerido de ¥ 4.999 (R$ 2.680,82).

Como a Xiaomi não mais atua no Brasil (e mesmo que o fizesse, venderia apenas modelos de entrada), a única opção para adquirir um é importando.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários