YouTube Gaming libera inscrições pagas para todos os canais elegíveis

youtube-gaming-2

Em 2013 o YouTube teve uma ideia “genial”: oferecer uma opção para que criadores de conteúdo compartilhassem seus vídeos através de canais pagos, que demandavam uma assinatura com pagamento mensal. A ideia original era permitir que grandes empresas, principalmente emissoras trouxessem seu material para a plataforma ao mesmo tempo que o pequeno YouTuber, se tivesse qualidade o bastante pudesse arriscar cobrar uma quantia fixa de seus espectadores.

Bem, não só não deu certo (a adesão foi de menos de 1%) como a ferramenta será descontinuada em 2018, e todos os vídeos pagos serão removidos até 2022. O YouTube Red por sua vez prometia oferecer conteúdo exclusivo atrelado a outras vantagem, como execução em segundo plano e experiência sem anúncios principalmente para contornar quem abusa dos bloqueadores de propaganda.

De novo, não deu certo. A quantidade de assinantes um ano após o lançamento da plataforma era risível (desestimulando o Google ao ponto dele desistir de lançar o YouTube Red em mais países) e seu destino final foi ser fundido com o Google Play Music, principalmente para eliminar redundâncias.

A bem da verdade o usuário do YouTube não é muito dado a assinaturas para consumir conteúdo exclusivo, mas o público gamer é um pouco diferente: o Twitch consegue oferecer conteúdo exclusivo permitindo que os criadores ofereçam modelos diferentes de assinaturas, cada uma com um pacote de vantagens que varia de navegação sem anúncios, emoticons exclusivos e claro, vídeos protegidos por paywall. E obviamente há a opção de consumir conteúdo deste ou daquele streamer sem pagar. O Mixer, que foi elevado à categoria de plataforma de streaming de escolha do Xbox One também faz isso.

O YouTube Gaming até então não tinha nada parecido, o que inibia a adesão dos gamers pela impossibilidade de fazer uma graninha extra com a exibição de suas jogatinas; só que isso agora vai mudar com a introdução do sistema de Patrocinadores, através de inscrições mensais pagas.

Funciona assim: assinando um canal por R$ 7,99 por mês (sim, a opção já está disponível no Brasil) o usuário terá acesso a uma badge exclusiva que o identifica como patrocinador, emojis criados pelo dono do canal, acesso a chats exclusivos e imunidade ao modo lento nas conversas livres (um tempo mínimo que você é limitado a comentar). É algo similar ao Super Chat, só que este recurso é voltado exclusivamente para monetizar transmissões ao vivo através da venda de comentários especiais.

Quem pode entrar na festa? Qualquer canal focado em games, com as opções de monetização e transmissão ao vivo ativadas e com um mínimo de 1.000 inscritos são elegíveis, logo é uma excelente pedida para quem deseja ganhar uns tostões a mais e tiver um canal que justifique o investimento; por outro lado o YouTube espera que a iniciativa estimule os streamers de games a migrarem ou pelo menos, considerarem sua plataforma como mais uma opção para fazer dinheiro.

Fonte: YouTube Creator Blog.

Relacionados: , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Profissional de TI auto-didata, blogueiro que acha que é jornalista e careca por opção. Autor do Meio Bit e Portal Deviante, podcaster/membro fundador/Mestre Ancião do SciCast e host/podcaster do Sala da Justiça.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples