Android 8.0 Oreo é oficial; confira as novidades (e quando seu aparelho será atualizado)

android-oreo-001

Bem, acabou o mistério. O Google lançou nesta segunda-feira (21) o Android 8.0 Oreo, o sucessor do 7.0 Nougat com uma série de melhorias significativas em performance, segurança, autonomia de bateria, áudio, experiência de uso e muito mais.

Vamos dar uma olhada nas principais novidades?


Melhor performance de multitarefa e processos em background

O Android sempre teve um problema sério quando o assunto é processos em segundo plano. Em alguns casos é imperativo ir nas opções administrativas e matar os processos na unha, visto que utilizar o smartphone ou tablet se torna praticamente inviável. Claro que ao fazer isso você ferrará com uma série de aplicativos que dependiam daquele processo, o que acaba por força-lo a reiniciar o Android e tudo começava novamente.

modo Doze, introduzido no Android 6.0 Marshmallow foi criado para melhorar a performance da bateria e também influencia em como os processos no background se comportam, mas o Android 8.0 Oreo trará uma mudança específica: um limite automático vai impor restrições para os apps de modo que eles não gastem mais recursos do que deveriam. Pense assim: quando você tira uma foto, dependendo de suas configurações de dois a três apps podem ser ativados para salva-la na nuvem (Google Fotos, OneDrive, Dropbox, etc.); com o novo recurso apenas as ações indispensáveis rodarão, economizando recursos e bateria.

Assim, apps em segundo no modo multitarefa seriam colocados em “modo de hibernação” e não consumiriam nada até serem abertos novamente, o que é bem similar a como o iOS funciona. Por isso que os iPhones não carecem de tanta memória RAM como os Androids, tudo por conta dela: a otimização de sistema.

E é exatamente nesse ponto que o Google focou: melhorias no Android Runtime (ART) e suporte a novas APIs do Java conferiram uma melhor otimização do sistema como um todo que está bem mais rápido, o que é bom para aparelhos mais antigos mas ainda utilizáveis (desde que a atualização seja fornecida). Os apps nativos do Google também foram retrabalhados e mesmo não rodando no Android 8.0 Oreo, consumirão menos memória e carregarão muito mais rápido do que suas encarnações atuais.

project-treble

Project Treble: atualizações mais rápidas (essa é a ideia)

O processo de atualização foi modularizado, principalmente para combater a demora da liberação do novo sistema para modelos antigos. Isso acontece porque atualmente os fabricantes de chips, como Qualcomm e MediaTek precisam primeiro atualizar seus controladores, passar o software para as OEMs e elas então mexem na interface e outras coisas.

Com o Project Treble o processo passará a ser simultâneo, com fabricantes de processadores e de smartphones trabalhando em conjunto para agilizar a liberação das versões customizadas do Android das últimas. Isso porque cada parte do processo vai trabalhar apenas com o que lhe diz respeito, lá na frente o sistema será integrado e por fim repassado para os dispositivos no mercado. Isso pode agilizar e muito a entrega das novas versões do Android, desde que as OEMs não sabotem mais uma vez os planos do Google.

notifications-2

Notificações silenciáveis e um novo canal de categorias

A Central de Notificações está recebendo duas atualizações significativas. Primeiro, o usuário poderá silenciar as mesmas e permitir que elas continuem chegando, mas não emitam nenhum tipo de som ou vibração. Isso é útil para quem precisa amordaçar alguns apps de vez em quando mas não deseja apenas para o modo Não Perturbe, que silencia o Android por completo. É possível silenciar as notificações por curtos períodos de tempo, de 15 minutos até uma hora.

A outra são os chamados Canais de Notificações. Dependendo das configurações implementadas pelos desenvolvedores os apps poderão agora contar com níveis de notificações, onde você será alertado por um tipo e não por outro. O exemplo dado pelo Google é de um app de notícias que lhe avisa sobre as últimas notas de tecnologia, mas não sobre as outras. Dependendo dos aplicativos muitos apps poderão entregar opções muito interessantes para os usuários, como de contatos específicos em apps de mensagens mas não de grupos por exemplo.

autofill-api

API de auto-preenchimento (ideal para senhas)

A Autofill API é uma interessante alternativa para quem utiliza apps de gerenciamento de senhas. Você selecionará um aplicativo de autocompletar ao preencher um formulário e com isso, preencher automaticamente um login ou um endereço da mesma forma que utiliza o recurso nos teclados virtuais. Para quem depende de 1Password e companhia é uma boa alternativa.

google-play-protect

Google Play Protect: mais segurança

O Glogle Play Protect, o sistema de verificação de apps será mais visível. Até então ele rodava em segundo plano, fazendo verificações periódicas de seus apps em busca de malwares, mas no Android 8.0 Oreo ele aparecerá na aba superior do Google Play e informará se tudo está bem, quantos apps verificou e em caso de problemas, quais aplicativos foram comprometidos.

android-oreo-002

Suporte a PiP e telas múltiplas

O Android 8.0 Oreo, assim como o iOS passará a suportar Picture-in-Picture, permitindo que o usuário assista um vídeo no YouTube ou na Netflix enquanto realiza uma chamada de vídeo no Skype ou no WhatsApp, ou realiza outras atividades. Isso é consequência da função de rodar dois apps simultaneamente introduzida no Android 7.0 Nougat, logo suportar PiP era o próximo passo.

Além disso o Android 8.0 Oreo dará suporte a múltiplas telas, um recurso muito bom para quem conecta seu smartphone ou tablet em diversos dispositivos. Você poderá escolher em qual das telas um app será aberto e não é tão estranho imaginar que o Google estuda finalmente introduzir o tal “modo desktop” cujos rumores circulam há tempos. Com o Continuum da Microsoft disponível, seria uma opção muito interessante para morder uma fatia do mercado corporativo.

girl-with-headphones

Melhor som, cortesia da Sony

O Sony LDAC, tecnologia proprietária da gigante japonesa foi gentilmente cedido para o Google a fim de otimizar a experiência sonora do Android. O codec transmite som para fones Bluetooth a 900 kb/s com amostragem de 96 kHz a 24 bits, contra 328 kb/s e amostragem de 44,1 kHz, algo que não se equipara sequer a um CD. Já a nova API AAudio for Pro Audio, direcionada para apps profissionais foi desenvolvida pelo Google para extrair o máximo de qualidade sonora que os dispositivos podem entregar.

ldac-vs-sbc

É uma boa medida principalmente num cenário onde fones com fio terão que utilizar plugs USB-C, logo uma melhoria na qualidade de som wireless é importante.

android-oreo-adaptative-icons

Ícones adaptativos: fim da bagunça

Vamos combinar: uma das maiores reclamações de usuários de Android é a bagunça visual causada pela ausência de um padrão no formato dos ícones. No iOS isso não acontece, pois todos devem ser quadrados e pronto. Já no robozinho eles podem ser redondos, quadrados, ovalados ou não ter borda, o que acaba fazendo da Área de Trabalho um samba do ícone doido.

Fabricantes tentam por ordem na casa padronizando seus apps próprios, mas isso não chega a ser uma solução porque os desenvolvedores não fornecem ícones adaptados, o que só aumenta a confusão.

O Android 8.0 vai passar a suportar ícones adaptativos, que podem assumir diferentes formatos no Launcher, nas configurações e menus de compartilhamento, de modo a conferir uma identidade visual única e uniforme. O Google também vai permitir que os desenvolvedores suportem animações simples nos ícones, como piscar e girar e outras gracinhas. Além disso os ícones passarão a exibir notificações não lidas, como já ocorre no iOS e em algumas customizações de terceiros.

WiFiAlliance — Wi-Fi Aware™: Discover the world nearby (English)

Wi-Fi Aware: comunicação entre dispositivos de forma direta

Imagine a cena: você chega a um restaurante e sem se conectar a nenhum tipo de rede, utiliza seu smartphone para se comunicar com o terminal do estabelecimento e fazer seu pedido sem a necessidade de um garçom. Ou outro exemplo, você chega a um aeroporto e seu gadget recebe automaticamente informações sobre seu voo, como hora de partida, guichê para check-in, previsão do tempo e outras coisinhas.

Isso é o padrão Wi-Fi Aware, que permite descoberta e conexão entre dispositivos geograficamente próximos mesmo sem nenhuma rede disponível, funcionando de maneira semelhante aos beacons do Bluetooth LE mas com a diferença de ser pensado para multiplataforma, possui um alcance maior e suporta vários dispositivos ao mesmo tempo. E isso tudo consumindo o mínimo de energia possível.

O Android 8.0 Oreo já é compatível com o novo padrão, embora a implementação do mesmo dependa dos fabricantes de dispositivos móveis; a Wi-Fi Alliance trabalha com as OEMs de modo a implementar a funcionalidade. Em todo caso boa parte dos aparelhos mais novos são compatíveis, bastando receber uma atualização para liberar o suporte e com o Android agora compatível, é mais uma opção para você utilizar para trocar dados.

android-go

Android Go: para aparelhos mais modestos

Correndo por fora o Google também introduziu um “novo” SO: o Android Go, uma versão resumida do robozinho baseada no 7.0 Nougat é destinada a dispositivos de entrada vendidos em países em desenvolvimento, que contam com infra precária e velocidades de redes móveis ridículas (como Brasil e Índia). Os alvos são aparelhos com até 1 GB de RAM (diz o Google que o Android Go roda até em dispositivos com 512 MB de RAM) e o sistema virá equipado com aplicativos mais leves, que gastam menos dados móveis e a Google Play Store dará destaque a apps mais de acordo com essa filosofia de uso, como o Facebook Lite e outros.

Os apps voltados para o Android Go terão funções específicas para a realidade desses países e usuários. O YouTube Go, por exemplo permite o download local de vídeos via Wi-Fi para visualização offline, entre outras soluções para a realidade de quem não tem dinheiro para ficar na internet móvel o tempo todo e nem para comprar aparelhos potentes.

O que mais?

Há uma série de outros refinamentos, como:

  • melhorias na navegação por teclado físico, com teclas como Tab e setas apresentando comportamentos mais previsíveis;
  • refinamento nos apps de foto e similares, que poderão utilizar de melhor maneira telas com suporte a ampla gama de cores;
  • WebView passa a utilizar multiprocessos por padrão, conferindo maior estabilidade para apps que o utilizam para exibir páginas;
  • aprendizado de máquina empregado para reconhecer quando você copia um endereço ou número de telefone, de modo a tornar o uso dessas informações mais prática, e etc.

Android Oreo – Open Wonder

Quando meu aparelho será atualizado?

Essa é a pergunta de um milhão de Negres… ops, Oreos. A versão final do Android 8.0 Oreo foi disponibilizada pelo Android Open Source Project (AOSP) às fabricantes e operadoras. Num primeiro momento apenas os seguintes dispositivos com Android Puro são elegíveis para o update, e se você não quiser esperar a atualização via OTA pode instalar as imagens na unha (aqui você acompanha um tutorial detalhado para o procedimento), basta seguir os links e baixa-las:

E quanto às outras fabricantes? Segundo o Google parceiras como Samsung, LG, Motorola, Sony, Nokia, Huawei, HTC, Sharp, Kyocera, General Mobile e Essential já estão trabalhando no sistema, mas não custa perguntar diretamente, certo?

Essas foram as respostas:

zenfone-4

ASUS

A ASUS foi a fabricante que forneceu as informações mais claras: ambas as linhas ZenFone 4 e Zenfone 3 são elegíveis para a atualização, no entanto ela só deve chegar no segundo semestre de 2018 (lembra do que eu disse sobre as OEMs sabotarem o Project Treble? Então…). Portanto, paciência.

Estes são os dispositivos:

  • ZenFone 4;
  • ZenFone 4 Pro;
  • ZenFone 4 Selfie;
  • ZenFone 4 Selfie Pro;
  • ZenFone 4 Max;
  • ZenFone 4 Max Pro;
  • ZenFone 3;
  • ZenFone 3 Deluxe;
  • ZenFone 3 Max;
  • ZenFone 3 Laser;
  • ZenFone 3 Zoom.
  • ZenFone AR.

s8-plus-001-2

Samsung

A fabricante sul-coreana não deu detalhes sobre seu roadmap de atualizações, o que nos leva a crer que seu ritmo será o mesmo dos últimos anos: os dispositivos de ponta como o Galaxy S8/S8+ e Note8 (que será apresentado esta semana), bem como a linha S7/S7 edge (Note7 quem?) só devem receber o Android 8.0 Oreo em 2018.

Rumores indicam que inicialmente 16 dispositivos da Samsung serão elegíveis, jogo podemos esperar o novo sabor do robozinho também nos aparelhos das linhas A e J, ao menos os mais recentes.

UPDATE 08/09/2017: a Samsung revelou que os seguintes aparelhos são elegíveis:

  • Galaxy S8;
  • Galaxy S8+;
  • Galaxy S8 Active;
  • Galaxy Note8;
  • Galaxy Note Fan Edition;
  • Galaxy S7;
  • Galaxy S7 edge;
  • Galaxy S7 Active;
  • Galaxy A7 (2017);
  • Galaxy A5 (2017);
  • Galaxy A3 (2017);
  • Galaxy J7 (2017);
  • Galaxy J7 Pro;
  • Galaxy J7 Max;
  • Galaxy J5 (2017);
  • Galaxy J5 Pro;
  • Galaxy C9 Pro;
  • Galaxy C7 Pro;
  • Galaxy Tab S3.

Já estes podem ou não ser atualizados, estão em uma posição nebulosa:

  • Galaxy A9 Pro;
  • Galaxy A8 (2016);
  • Galaxy J7 (2016);
  • Galaxy J5 (2016);
  • Galaxy J3 (2017);
  • linha Galaxy Tab S2;
  • linha Galaxy Tab A (2016);
  • Galaxy J5 Prime e J7 Prime (estes sequer receberam o Android 7.0 Nougat, ainda estão no 6.0 Marshmallow).

Já estes aqui morrerão no Android 7.x Nougat, principalmente porque já receberam os dois updates mínimos recomendados pelo Google dentro do prazo de 18 meses:

  • linha Galaxy S6;
  • Galaxy Note 5;
  • Galaxy A7 (2016);
  • Galaxy A5 (2016);
  • Galaxy A3 (2016);
  • Galaxy J3 (2016);
  • Galaxy J2 (2016);
  • Galaxy J1.

lg-g6-001-3

LG

A outra companhia da Pior Coreia também não deu detalhes. Sabe-se que o V30, seu próximo top de linha ultra premium que será apresentado no próximo dia 31 não será o primeiro dispositivo com o Oreo embarcado, no entanto sabemos que a LG é mais ágil do que a Samsung no que diz respeito a updates, logo as chances de vermos ao menos ele e o G6 receberem o biscoito P&B ainda em 2017 são altas.

Modelos intermediários como o X Venture e tablets, como o G Pad IV 8.0 muito provavelmente também serão elegíveis.

xperia-x

Sony

De acordo com rumores a Sony irá atualizar pelo menos nove dispositivos num primeiro momento, desde flagships como o Xperia XZ Premium e intermediários como Xperia X Compact a modelos mais modestos, por exemplo o Xperia XA1 Ultra. Ao que tudo indica a gigante japonesa pretende dar suporte a aparelhos com pelo menos dois anos de idade, portanto se você possui um smartphone Sony de 2015 em diante pode ficar tranquilo.

Normalmente o ciclo de atualizações da Sony é rápido, e embora ela não tenha oferecido informações oficiais cogita-se que os updates devam chegar em no máximo três meses.

moto-z2-play-002

Motorola

A Motorola já havia lançado o seguinte comunicado anteriormente:

Assim que o Android O for oficialmente lançado nós começaremos a trabalhar com o novo código em nossos dispositivos — como sempre, nós tomaremos precauções para que a performance dos mesmos seja a melhor possível. Nós divulgaremos nossos planos em breve, e os publicaremos em nossa página de atualizações de software.”

Embora haja uma carência de informações atualizadas, acredita-se que ao menos as linhas Moto Z, Moto Z2, Moto G4, Moto G5, Moto E4 e Moto X4 (que será anunciado na próxima quinta-feira) serão elegíveis.

UPDATE 15/09/2017: a Motorola enfim veio a público e revelou quais são os dispositivos elegíveis para o Android 8.0 Oreo. São eles:

  • Moto Z;
  • Moto Z Force;
  • Moto Z Play;
  • Moto Z2 Force;
  • Moto Z2 Play;
  • Moto X4;
  • Moto G5;
  • Moto G5 Plus;
  • Moto G5S;
  • Moto G5S Plus.

Sim, apenas estes. Dispositivos lançados neste ano como Moto C, Moto C Plus, Moto E4 e Moto E4 Plus não receberão nenhuma atualização; já a linha Moto G4, a exemplo do que aconteceu com o Moto G3 foi atualizada apenas uma vez, do Marshmallow para o Nougat e assim permanecerá. Pois é.

UPDATE 18/09/2017: PLOT TWIST! A Motorola voltou atrás e diz agora que apenas o Moto G4 Plus será atualizado, mas tal empreitada não é prioridade da companhia. Enfim, a casa está uma bagunça.

blackberry-keyone

BlackBerry

A TCL, atual detentora da marca BlackBerry para telefonia celular confirmou que o KEYOne será elegível para o Android 8.0 Oreo, sem data definida. E é isso.

idol-4-001

Alcatel

Más notícias: a TCL, que também representa a Alcatel não teceu informações sobre quais dispositivos receberão o Android 8.0 Oreo, mas de qualquer forma as perspectivas não são boas. Acredita-se que apenas o Idol 5S, o único que roda o 7.1.1 Nougat será elegível e os demais, como os intermediários e de entrada A50, A30 Plus e A30 podem todos morrer no Android 7.0.

O mesmo destino pode ser dado a aparelhos que tiveram uma considerável aceitação como os Idol 4 e 4S, visto que eles ainda estão no 6.0 Marshmallow apesar da fabricante ter prometido o Nougat para ambos.

Relacionados: , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Profissional de TI auto-didata, blogueiro que acha que é jornalista e careca por opção. Autor do Meio Bit e Portal Deviante, podcaster/membro fundador/Mestre Ancião do SciCast e host/podcaster do Sala da Justiça.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples