Home » Pop » Cinema » Comemore: teremos um novo filme da franquia Star Wars por ano até 2020

Comemore: teremos um novo filme da franquia Star Wars por ano até 2020

Bob Iger confirma mais um filme da franquia Star Wars para 2020, e diz ter achado a fórmula para fazer filmes bons e lucrativos continuamente.

2 anos atrás

kylo-ren

A Disney encontrou a fórmula para continuar produzindo filmes de sucesso um atrás do ano e de forma ininterrupta. Pelo menos é o que o CEO Bob Iger afirma, ao mesmo tempo em que confirmou o início dos trabalhos do terceiro filme da trilogia Uma História Star Wars para 2020.

É isso aí: você já tem um compromisso inadiável, que deverá anotar em sua agenda permanente para os próximos cinco Natais.

Iger lembra que o comprometimento da Disney com a franquia Star Wars é de longo prazo, até porque é desejo da companhia torna-la uma fonte de material infinita. Embora George Lucas tenha espremido a marca até onde conseguiu, não é segredo para ninguém que ele via o universo que criou como um mero pano de fundo para os problemas familiares da família Skywalker. Por décadas os fãs sempre quiseram saber mais a respeito de outras histórias e personagens, mas ele nunca considerou nada disso importante.

Na mão da Disney a história é outra. Rogue One é o primeiro exemplo, uma história que todo mundo sempre quis ver (o roubo dos planos da Estrela da Morte) mas que Lucas nunca se dignou a contar. Agora veremos e o tratamento não só está sendo de primeira, como sai o núcleo de novela a fim de reforçar o épico espacial.


Star Wars Brasil | Rogue One: Uma História Star Wars – Trailer

O grande problema é não deixar a peteca cair. Durante a conferência Goldman Sachs Communacopia com investidores, O CEO da Disney admitiu que o mercado cinematográfico menos lucrativo do que poderia ser, e diversificar como a companhia fazia não era tão vantajoso. Dessa forma a Miramax e a Touchstone Pictures foram postas de lado e os esforços foram concentrados em quatro frentes para o cinema: Walt Disney Pictures, Pixar, Marvel Studios e claro, Lucasfilm.

Dessa forma a Disney pode se concentrar em produzir filmes que apelam para audiências específicas e que irão consumir seus produtos sem erro: fãs da Marvel, de Star Wars e das produções Disney/Pixar originais. E com isso ela pode se permitir produzir novas obras continuamente, mesmo que erre às vezes; Iger admitiu que a fórmula não é perfeita e a Disney deu alguns tropeços, mas estão se ajustando e esta parece até o momento a estratégia mais acertada, visto que segundo suas palavras, “o retorno (financeiro) foi fenomenal”.

Na palestra Iger também confirmou que um roteirista para o terceiro filme da franquia Uma História Star Wars já foi contratado, e que este já está desenvolvendo a história. Não há nada certo, nem que rumo o filme tomará. O cronograma que temos até o momento é o seguinte:

  • 2016 — Rogue One: Uma História Star Wars;
  • 2017 — Episódio VIII;
  • 2018 — Han Solo: Uma História Star Wars (título provisório);
  • 2019 — Episódio IX;
  • 2020 — Uma História Star Wars (tema não definido).

Depois disso não se sabe o que virá. Pode ser que a Disney explore um lapso de tempo maior entre os filmes a fim de contar outra história passada há muito tempo atrás numa galáxia muito, muito distante. Pode ser que continue expandindo a franquia stand-alone ou estenda a história principal com outros protagonistas (se bem que O Despertar da Força já foi uma baita passagem de tocha). Ainda é cedo para saber.

A única certeza é que o Mickey Noel vai deixar um Star Wars novo na lareira todo ano até 2020. E isso é sempre bom.

Fonte: Deadline.

relacionados


Comentários