Jogadoras criam grupo para caçar assediadores em games

Se o comportamento tóxico de algumas pessoas é algo que te incomoda, converse com qualquer garota que costuma jogar online e você provavelmente ouvirá ela contar histórias absurdas da maneira como costuma ser tratada por outros jogadores. Xingadas e assediadas das piores maneiras possíveis, basta algum babaca ouvir uma voz feminina do outro lado para que ele se ache no direito de atacar a pessoa como se ela fosse inferior, comportamento este que parece muito longe de ter fim.

Cansadas de serem alvos desses covardes, algumas jogadoras de elite de Counter-Strike: Global Offensive decidiram se unir e fundar o Bully Hunters, grupo cujo objetivo será justamente caçar aqueles que se divertem incomodando mulheres e o vídeo divulgado por elas já deixa o aviso: “se você acha que o assédio é apenas parte do jogo, nós sabemos quem você é, sabemos como você joga e estamos indo atrás de você.

É importante esclarecer que a ideia não é retribuir os ataques com qualquer tipo de assédio ou xingamentos, mas colocar as participantes para infernizar a vida dos sujeitos apenas os eliminando seguidamente. Além disso, para garantir que as “Vingadoras” não sofram retaliações posteriormente, todas elas terão os seus nomes mantidos em segredo.

Assim que uma Bully Hunter for chamada para o jogo, ela terá a habilidade para se comunicar diretamente com a vítima e observar a situação antes de garantir que a ajuda é necessária,” explicou uma representante da iniciativa. “Ainda mais importante, após o jogo a Bully Hunter poderá avaliar a experiência e classificar se o pedido não foi válido. A ferramenta também terá um sistema de classificação e de relatórios, para que se alguém estiver usando de forma errada a plataforma, ela seja impedida de utilizá-la.

Muitas vezes iniciativas como essa costumam agir por conta própria, sem que outras organizações ou empresas queriam se envolver, mas felizmente não é o caso da Bully Hunters. Tanto a National Organization for Women quanto a Diverse Gaming Coalition já demonstraram apoio à causa e companhias como a SteelSeries e a CyberPowerPC também aceitaram associar seus nomes ao grupo.

Eu estou bastante curioso para ver o que sairá desta investida. No melhor cenário, as conversas sobre um grupo de garotas que caçam valentões e os expõe ao mundo se espalhará pelo jogo, fazendo com que o babaca pense duas vezes antes de atacar uma jogadora. Elas por suas vez se sentirão mais motivadas a não aceitarem passivamente esse tipo de comportamento, sabendo que agora tem a quem pedir ajuda. Mas será que isso realmente acontecerá? Será que o sistema funcionará tão bem quanto as criadoras imaginam?

Enfim, sei que o assunto me lembrou algo e por isso não consigo deixar de torcer para que as Bully Hunters tenham sucesso.

Fonte: PCGamer.

Relacionados: , , , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples