Desenvolvedor diz que os indies perderam espaço no 3DS

chicken-wiggle

Desenvolver jogos é uma tarefa complicada. Além de todo o trabalho envolvido na criação em si, existe uma série de fatores que podem impactar diretamente nas vendas e por isso não há como um estúdio saber com certeza se o seu atual projeto fará sucesso.

Algo que pode diminuir um pouco a chance de um fracasso é lançar o título para uma plataforma com uma grande base instalada, mas por lá teremos uma maior concorrência e quando ela começa a dar sinais de que será deixada de lado por causa de um sucessor ou um forte concorrente que chegou ao mercado? Pois é o que pode estar acontecendo com o 3DS.

Apesar de a Nintendo falar para quem quiser ouvir que o Switch não veio para substituir o seu antigo portátil, Jools Watsham disse em seu blog que isso já estaria acontecendo e o que pode ser uma demonstração de como o 3DS tem sido deixado de lado pelos jogadores seria a sua última criação, o game Chicken Wiggle.

De acordo com o desenvolvedor mais conhecido pelos jogos Xeodrifter e Mutant Mudds, as vendas no primeiro dia foram tão ruins que inicialmente ele achou que havia algum erro no relatório de vendas e ao compartilhar os números com outros profissionais, eles também desconfiaram que havia um problema.

Só para termos uma ideia, as vendas mundiais do Chicken Wiggle no primeiro dia foram apenas 10% do que o Xeodrifter registrou apenas nos Estados Unidos, sendo que nem este teve números parecidos com o de outros jogos considerados bem sucedidos e que foram postos à venda no eShop do portátil. Os dias então foram passando e Watsham percebeu que as vendas só caiam, e mesmo após três semanas, o Chicken Wiggle só havia alcançado metade do número registrado pelo Xeodrifter no dia do seu lançamento.

O depoimento levanta a questão sobre se o 3DS ainda é viável para quem desenvolve jogos de maneira independente. Para Jools Watsham, o portátil já pode ser considerado morto para esse tipo de game, restando espaço apenas para títulos de grande porte. No caso do Chicken Wiggle, o seu criador pretende recuperar o investimento com uma versão para o Switch e se considerarmos que por lá a oferta de jogos é bem menor, é muito provável que ele tenha uma melhor sorte.

Relacionados: , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • Felipe Braz

    E, no fim, quem manda no mercado é o consumidor.

  • Julio da Gaita ✔

    Dev mané, não levou em conta a preferência do consumidor por novas plataformas, e publicou o jogo pra uma plataforma que vem perdendo sua base de usuários pra outro plataforma do mesmo fabricante.

    E ainda quer reclamar com o fabricante?! WTF

    • Danilo

      Ele deveria estar lançando o jogo pra 3DS e Switch… parece que não aprendeu nada com a Nintendo, que lança Zelda pra duas gerações ao mesmo tempo desde o Gamecube! rsrs

      • Rodrigo de Melo

        Bem, a coisa do Zelda aconteceu no Gamecube/Wii e agora no Wii U/Switch, mas não rolou com Wii/Wii U.

        • EmuManíaco

          zelda de n64 tb saiu pra gamecu

          • Flávio Pedroza

            game quê?

          • Até parece a relação da Nintendo com seus consumidores brasileiros?
            A Nintendo entra com o game e você com o resto.

          • SpartanEdge_118

            Kkkkkkkkkkkk

        • Adriano De Lima

          O WiiU rodava nativamente os jogos do Wii, então não se fez necessária a conversão.

    • Manuel Pedro Pereira

      Sim esse tipo de jogo de merda tem que pegar plataformas novas com poucos jogos caso contrario da nisso ai.
      Obviamente é culpa daplataforma e nao do jogo.

      • Julio da Gaita ✔

        ?! Ficou meio confuso broder, a culpa é do dev, como pode ser culpa da plataforma? O dev inclusive deveria saber a mais tempo das datas de lançamento das plataformas da Nintendo.

        Planejamento mandou aquele abraço*

        • Adriano De Lima

          Ele tá sendo irônico….

          • Julio da Gaita ✔

            to meio burro mesmo, malz ae…

          • Adriano De Lima

            Don’t worry. =’)
            Antes do café é assim mesmo. haha

    • Ivan

      pior é falar que switch não é portátil.

  • EmuManíaco

    Ja o vita é a menina dos olhos dos indies e japas hoje em dia. o mundo da voltas heim?

    • Ivan

      pra meia duzia de pessoas.

      • EmuManíaco

        claro. pq as empresas fazem jogos pra uma plataforma que nao vende né?

        • Sim. Acabou de ser noticiado neste post. Fazer games para consoles da Nintendo é dar um tiro no pé, infelizmente.

    • Burnerman_X

      Ironicamente porque eles não tem mais o que jogar no portátil.

      • EmuManíaco

        errr Vc sabia que a biblioteca do Vita é maior do que a do 3ds?

        • Burnerman_X

          Agora conta os 1st e 2nd party e títulos AA pelo menos.

          Vita tem volume, mas cheio de indies, nem todos bons…

          • EmuManíaco

            Eu jogo games e não 1st e 2nd. Tendo jogo bom e de meu interesse ta valendo. Pra mim o vita é um portatil muito superior ao 3ds na questão de ter o que jogar. Se juntar toda biblioteca do PSP então…

          • Calvin H.

            3ds é cheio de jogo ruim, tipo esse chicken wiggle, que pelo nome não atrai ninguém à comprar, não houve qualquer divulgação em massa e custa se não me engano 14 dólares. 3ds tem jogos bem ruins feitos porcamente (dê uma olhada na e shop nesses títulos que parecem ser feitos em 5 minutos) . É lógico que existe uma tonelada de jogos bons, mas no Vita a escala do horrível é bem menor. Até jogos que não são de peso tão sofríveis no Vita, imagina no 3ds, olhe as imagens do futuro Shingeki no kyogin 2, os titans estão horríveis. A base instalada da Nintendo que compra jogos é prioritariamente oriental, a base ocidental só compra os títulos da própria Nintendo. Mais um motivo para o jogo ter fracassado.

          • Yskar

            A única coisa que importa é se os jogos disponíveis são divertidos e se os preços são adequados ao que eles oferecem, o resto é coisa de fanboy de plataforma.

  • Maom

    Nada como um exemplo prático. Sou muito cuidadoso com meus eletrônicos e foi eu comprar o nintendo switch que finalmente liberei meu 3ds para uso sem supervisão do meu filho de 5 anos. Antes eu só deixava ele jogar comigo ao lado para evitar inúmeras fotos 3d inúteis que ele tira do meu cachorro e meu outro filho menor, evitar a remoção do cartucho no meio do jogo sem fechar antes, ou evitar quedas, mãos sujas de comida e afins. Como resultado ele deixou a canetinha do 3ds ser roída pelo meu roedor cachorro. Mas fazer o que? Homem quando acha um novo amor abandona a casa e os filhos pra viver uma nova aventura com a novinha. É a vida.
    Nem olho mais pros lançamentos do 3ds. Essa página já foi virada. No futuro é claro que vai rolar aquele fetiche pela ex. Mas no momento é pura paixão pelo novo amor.

    • Yskar

      Se eu vivesse seu cenário seria mais fácil eu comprar um 2DS pro guri do que dar meu 3DS pra ele! heuheuheuhe
      Acumulador de bugigangas é foda, mesmo não jogando meus 2 NES e meu PS2 e DSi não descuido deles.

      • Maom

        Kkkk pensei em fazer isso. Mas ai pensei tb que por um pouco a mais compraria um New 3ds. Então se ele estragar…

      • Julio Verner

        Criei coragem e vendi tudo.. Tinha do NES a essas porcarias novas de PS4… Sobrou um PS2 Fat e um SNES ainda mas logo vão também… Agora acumulo garrafas(homebrewer). Bem melhor! hahahha

        • Yskar

          Ah, eu só parei de comprar, mas não consigo me livrar do que já comprei por total apego, ainda quero comprar alguns consoles antigos e uns flashcards e comprar um jogo ou outro com preço bom, talvez alguns REPRO cards ou daquelas fitas com 600 jogos (agora tem quem fabrique sem repetir os jogos).

  • Germano

    Chicken oq? Bom, exatamente quanto mesmo ele estava pretendendo vender desse jogo que ate agora eu nem ouvido falar tinha?

  • Complicado né
    A própria Nintendo publica seus AAA em duas plataformas de gerações diferentes. E o dev vendo que o Switch está avançando, ainda publica só para 3DS. Mas ainda é estranho porque, a base instalada do 3DS ainda é grande, ou estão abandonando o 3DS em prol do Switch, ou o jogo não é lá essas coisas.

    • Adriano De Lima

      O Switch tb é um portátil, logo, pra quê carregar dois consoles?

      E da mesma empresa ainda!?

  • Para ganhar dinheiro com indies, tem que lançar pra PC que é onde os consumidores estão migrando. As pessoas estão ficando cansadas dos consoles. Vejo meus amigos migrando cada vez mais dos consoles para PC por uma série de motivos.

    • Smartfox

      Provavelmente por ter Xbox e não terem coragem de admitir que o PS4 é melhor e tem exclusivo que nao no PC. 😂

      Brincadeiras aparte, com meus amigos foi o contrario. TODOS eles debandaram para o PS4. Atualmente apenas eu no meu grupinho não tenho um PS4. Rsrs

      • Tenho amigos que jogam no PC, e outros que jogam no PS4 e Xbox. Os que jogam no PC em sua maioria gosta de indies. Os que jogam nos consoles acabam comprando os AAA padrão como Fifa e Uncharted. Essa tendência de quem gosta de indie migrar cada vez mais pra PC me parece estar crescendo.

        • Yskar

          Eu mesmo não gosto da maioria dos jogos AAA e não tenho console de mesa e não sinto muita necessidade de ter um, se eu acabar comprando um seria um PS4 para jogar uma meia dúzia de exclusivos e jogos que no PC tem Denuvo.

          • Julio Verner

            Por isso mantenho um PS4 Slim ainda… Crash e tal… hehehe
            De resto é Emulationstation no PC.

          • Yskar

            Nada como um Retroarch bem configurado colocando aquela imagem marota com cara de CRT!

          • Julio Verner

            Tenho desbravado esse Novo Mundo… Fiquei boquiaberto como evoluiu o RetroArch. To usando com o tema Retrorama no EmulationStation… Coisa LINDA! 😀

          • Yskar

            Sim, esse tema é lindão!

  • Smartfox

    Tenho certeza que neste exato momento a nVidia esta testando versões de seu SoC Tegra X1 em 14nm, para o Switch Mini que substituíra o 3DS, custando mais baratinho (ou não) e consequentemente abraçando o público que prefere uma pegada mais “portátil”.

    • Adriano De Lima

      Logo mais vão aparecer no mercado PCs com essa arquitetura em form factors muito semelhantes…..

  • Fernando Silva

    Cara, o jogo parece algo tirado do Master System e o cara vem reclamar que o 3DS está abandonado. Muitos jogos de peso que foram lancados recentemente para o 3DS venderam muito bem (Vide Fire Emblem e Monster Hunter). Pra mim é mimimi de quem fez um jogo [email protected] e tem que botar a culpa em alguém.

    • Jogos de peso como o que citou são justamente os que ele diz que ainda vendem no 3DS. A crítica seria em relação aos indies.

      • Faltou interpretação de texto do amigo ali. E como se gráficos fizessem diferença nas vendas (vide Stardew Valley, Undertale, Hotline Miami, etc).

    • Yskar

      Ué, se tivesse saído também no Steam eu compraria, comprei tudo que saiu deste estúdio lá.
      E olha que o excelente Xeodrifter parece quase um Metroid feito no Atari e é MARAVILHOSO.

  • Germano

    Não foram os indies que perderam espaço no 3DS. Foi o 3DS que perdeu espaço… e por consequencia…

  • Yskar

    Pena, se eles tivessem lançado no Steam talvez eu comprasse, comprei todos os demais jogos deles, esse dev faz jogos muito bons.

  • Julio Verner

    Lança no PS Vita então… xD

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples