Home » Games » “You Died”: 10 boss fights mais tensas dos jogos

“You Died”: 10 boss fights mais tensas dos jogos

Conheça algumas das mais difíceis e estressantes boss fight de todos os tempos. São chefes que nos irritaram e fizeram muitos controle serem destruídos

10/04/2020 às 10:53

Quem cresceu nos anos 80 e tem jogado videogame desde então certamente já passou por muitos momentos difíceis. Não, quando digo isso não me refiro a dificuldade para conseguir o último lançamento ou ao preço absurdo cobrado por jogos ou consoles, mas a desenvolvedores incompassivos, cujo trabalho muitas vezes culminava em alguma boss fight digna de nos fazer querer arrancar os cabelos.

Preparado para uma boss fight?

Eram vilões dos mais variados tipos, capazes de fazer com que todos os inimigos enfrentados até ali parecerem meros passatempos e mesmo que um ou outro não assustasse pela aparência, eles entregavam um nível de dificuldade muito alto e por vezes até mesmo desleal.

Pois neste texto eu gostaria de relembrar algumas das mais irritantes boss fight que já tive que encarar em um jogo. São batalhas que consumiram muito tempo da minha vida (mas felizmente nenhum controle), por muitas vezes me fizeram perder a esperança na vitória, mas que quando superadas, conseguiram me causar uma sensação de alívio indescritível. Porém, não vou dizer que consegui vencer todos esses chefes e na verdade foram poucos desses os que superei. Mas sinceramente? Não tenho a menor vergonha em admitir isso.

O critério utilizado foi de não incluir mais de um chefe de uma mesma franquia, até porque só os Dark Souls já preencheriam boa parte da lista e como citar apenas 10 é uma tarefa muito complicada, peço que deixem nos comentários outros que também fizeram com que você tivesse que comer o pão que o diabo amassou.

Dark Link — Zelda II: The Adventure of Link

Eu nunca gostei muito do Zelda II: The Adventure of Link, que com a sua visão lateral sempre me fez pensar nele como qualquer coisa, menos em um capítulo da série. Ainda assim, aquele jogo tem os seus méritos e um dos pontos altos é a parte em que encaramos uma sombra do protagonista.

Conseguindo replicar todos os movimentos do personagem e sendo muito rápido, a possibilidade de sairmos ilesos desta boss fight é praticamente nula. Para piorar, a versão sombria do Link ainda aguenta muito mais pancada do que gostaríamos e os minutos que passarmos neste combate parecerão uma eternidade.

Depois a Nintendo ainda reaproveitou o conceito de uma versão má do Link em outros jogos da franquia, mas nunca tão difíceis quanto naquele jogo para o Nintendinho.

Emerald Weapon —Final Fantasy VII

A série Final Fantasy está repleta de chefes muito difíceis, mas eu sempre terei um carinho ódio mortal pela Emerald Weapon. Para começar, essa não é uma boss fight obrigatória, com o monstro sendo encontrado no fundo do mar e exigindo que consigamos um submarino para poder encontrá-lo.

Então, quando chegarmos a ele descobriremos que haverá um tempo para o abatermos, o que praticamente nos abrigará a manter um fluxo constante de ataques. Por fim, prepare-se para ter que tirar um milhão de pontos de HP e ter que lidar com a possibilidade de morrermos com um único ataque.

Vá por mim, a menos que você tenha evoluído bastante os seus personagens e já sofrido com os outros chefes secretos do jogo, nem pense em encarar este aí.

Ornstein and Smough — Dark Souls

Se fizermos um sorteio com todos os chefes do Dark Souls, existe uma boa chance de aquele que for escolhido consiguir te dar um bom trabalho. Imagine então ter que encarar não um, mas dois desses malditos inimigos ao mesmo tempo? Pois é justamente o que te espera com esta dupla.

Enquanto o rápido Ornstein carrega uma lança, o brutamontes Smough tentará (e inevitavelmente conseguirá) te acertar com uma marreta gigantesca. mas então você deve estar pensando: “basta derrotar um para ter a vida facilitada, certo?” Não! Pois assim que um deles cair, o outro consumirá sua alma e se tornará ainda mais poderoso e difícil!

É por momentos assim que sempre me pergunto qual o sentido em continuar me estressando com esta série.

Mike Tyson — Mike Tyson’s Punch-Out!!

O Mike Tyson’s Punch-Out!! é um jogo muito difícil desde o começo. Exigindo reflexos apurados por parte do jogador e que ele memorize o padrão de ataque dos adversários, é o tipo de game que sem uma alta dose de paciência e dedicação, você não conseguirá chegar muito longe.

Porém, por mais que você consiga evoluir e ganhe confiança, nada te preparará para o confronto final, que será justamente contra um dos maiores boxeadores de todos os tempos. O engraçado é que ver alguém encarando essa boss fight pode passar a impressão de que o bicho não é tão feio quanto pintam, mas se você quiser testar a sua sorte, basta utilizar o password 007 373 5963, ficar diante do Tyson e se preparar para levar uma tremenda de uma surra. Vai encarar?

Yellow Devil — Mega Man

Ao longo dos anos a série Mega Man também consolidou o seu nome como uma daqueles com alguns dos mais chatos chefes de todos os tempos, mas dentre eles, acho que nenhum supera o Demônio Amarelo do Dr. Wily. O problema começará antes mesmo do monstro estar pronto para o confronto, já que as suas partes surgirão na tela e teremos que desviar.

Então descobriremos que o único ponto vulnerável deste estranho inimigo é o seu olho, o que por si só poderá ser uma tarefa bastante complicada se não estivermos utilizando a arma correta. Além disso teremos que lidar com suas constantes mudanças de lugar, num padrão que parece simples, mas que devido a sua velocidade transformará num verdadeiro inferno a vida de muitos daqueles que o desafiarem.

Skolas — Destiny: House of Wolves

Quando a Bungie lançou a segunda expansão para o Destiny, o estúdio quis nos entregar um desafio alto e o objetivo foi alcançado com uma das boss fight mais tensas de todos os tempos. Nos aguardando na Prison of Elders, o chefão Skola se mostrou uma pedra no sapato de muita gente.

Graças a um modificador em suas armas, tanto o chefão quanto os seguidores conseguiam causar uma quantidade absurda de dano nos jogadores, fazendo com que vencer esta batalha fosse uma tarefa quase impossível para a maioria das equipes que tentavam encará-la.

Após um tempo a desenvolvedora percebeu que o desafio estava alto demais e acabou removendo o modificador, o que de fato diminuiu a dificuldade a um nível mais acessível, mas não sem que antes uma legião tivesse sofrido muito nas mãos daquele chefe.

M. Bison – Street Fighter II

Olhando em retrospecto, hoje o chefe final do Street Fighter II pode não parecer tão difícil, mas a verdade é que eu perdi as contas das vezes em que estava num fliperama e vi pessoas saindo revoltadas da máquina por causa do M. Bison. Com golpes extremamente fortes e movimentos rápidos (e de difícil previsão), parecia que a jogador não havia aprendido nada durante a jogatina.

O típico inimigo que pode ser descrito como detentor de um poder muito acima do normal ou simplesmente apelão, ele acabou servindo como exemplo para muitos chefões da época, principalmente quando se trata de jogos de luta.

Tudo bem, após alguma prática a tarefa de vencer esta boss fight podia não ser tão complicada quanto muitas outras desta lista, mas o problema é que você teria que gastar muitas fichas até chegar a este nível.

Dracula – Castlevania III

O Nintendinho possuía vários jogos extremamente difíceis e embora o Castlevania III nem esteja entre eles, o seu último chefe é daqueles que merecem ser apontados como um dos mais desafiadores de todos os tempos.

Contando com três formas, sendo que cada uma possuía sua própria barra de energia, o vampiro podia ser destruído após decorarmos seu padrão de movimentos, o que evidentemente exigia bastante treino. O grande problema é que toda vez que ele nos derrotava éramos obrigados a voltar ao início da última fase, que por sinal ainda é considerada uma das mais difíceis da série.

Ou seja, eu não acho exagero dizer que esta é uma boss fight que não começa apenas a partir do momento em que nos deparamos com o inimigo, mas como um estágio inteiro.

Alma — Ninja Gaiden (2004)

Em 2004 Tomonobu Itagaki e o pessoal do Team Ninja conseguiu o que parecia impossível: levar para as três dimensões uma série que havia brilhado em 2D e que, principalmente, conseguia manter o alto nível de dificuldade que tínhamos nos títulos anteriores.

Quem jogou aquele Ninja Gaiden certamente lembra de diversos confrontos bem difíceis, mas nenhum conseguia incomodar tanto quanto a Alma. Sendo extremamente perigosa tanto a curta quanto a longa distância, para conseguir derrotá-la era preciso uma mistura de bons reflexos para desviar dos seus ataques, tomadas de decisões rápidas para saber quanto atacar e sem dúvida, alguma sorte.

Sigrun, The Valkyrie Queen — God of War

O reboot da série God of War trouxe diversas batalhas bem interessantes contra chefes, mas se voc6e quiser um desafio de verdade, a melhor opção é encarar as valquírias que estão espalhadas pelo mundo do jogo. Servindo como conteúdo pós-campanha, o famoso end-game, essas adversárias conseguirão causar problemas a quase todo mundo, mas existe uma delas que consegue ser a pior.

Conhecida como a Rainha das Valquírias, Sigrun não ganhou esse título por acaso e isso ficará claro assim que você a invocar. Além de contar com uma barra de energia bem generosa, ela consegue absorver mesmo os ataques mais forte que executarmos e infelizmente tentar nos manter na defensiva não ajudará muito.

Sem dúvida o maior teste de paciência oferecido pelo God of War, já que você deverá morrer muitas vezes e a cada derrota provavelmente ficará se perguntando porque continua insistindo naquilo.

Menção honrosa: Psycho Mantis — Metal Gear Solid

Para ser sincero, o Psycho Mantis não chega a ser um chefe tão difícil, já que ele pode ser derrotado em poucos minutos. O problema é que o sujeito é capaz de "ler o nosso pensamento" (assim como o cartão de memória do console) e antecipar todos os movimentos, tornando-o praticamente invencível.

Mas qual é o segredo então para vencer esta boss fight? Pois é simples: basta ligar outro controle no videogame e passar a jogar com ele.

O desafio aqui pode não ser tão alto, mas esta é sem dúvida uma das lutas contra chefes mais geniais de todos os tempos e cuja solução se encaixa perfeitamente tanto na sua proposta quanto na do jogo em si.

relacionados


Comentários