Home » Hardware » Chromecast original não receberá novas atualizações de sistema

Chromecast original não receberá novas atualizações de sistema

Após seis anos, Google deixa de atualizar o Chromecast original; dongle continuará recebendo correções de bugs e patches de segurança

27/08/2019 às 9:30

O Chromecast de primeira geração está chegando ao fim da estrada: o Google confirmou que o dongle original não mais é elegível para atualizações de software, embora continue recebendo patches de segurança e correções de bugs.

Em termos gerais, o gadget entrou no ciclo de suporte estendido.

Chromecast de 1ª geração

Quando o Chromecast foi lançado em 2013, as Smart TVs ainda não eram um produto de massa, quase todo mundo tinha um aparelho "burro" e por causa disso, consumir conteúdo do celular ou online por outras fontes na sala de estar não era tão simples. O padrão Miracast havia surgido um ano antes e também não era tão difundido.

Assim, ou você conectava seu computador na TV ou se virava com consoles de videogame como o PS3 ou Xbox 360, que foram as primeiras centrais multimídia de muita gente. Já transferir vídeos do celular era ainda mais complicado, era preciso um cabo MHL e torcer para a TV reconhecê-lo.

O Chromecast chegou e descomplicou tudo, com o Google fazendo a Apple ao adotar a filosofia "it's just works": conectou nas portas HDMI e USB para alimentação (ou em uma fonte externa, se você quiser usar recursos HDMI-CEC), instalou o app no iPhone ou Android, configurou na rede Wi-Fi, profit. Seu preço honesto de US$ 35 e agrande quantidade de apps compatíveis o tornaram um gadget extremamente popular, quase obrigatório para "inteligentificar" uma TV antiga.

Mesmo hoje, com streaming limitado a 30 frames por segundo e reconhecendo apenas redes Wi-Fi de 2,4 GHz, o primeiro Chromecast ainda é um bichinho honesto, mas é preciso concordar com o Q, aquele mala:

O Chromecast, como o nome sugere é um dongle movido pelo Google Chrome, portanto está diretamente ligado às atualizações do navegador do Google: uma nova versão sai e idealmente o dongle é atualizado, ficando ao menos duas versões atrás de sua contraparte para computadores e celulares.

No entanto, se você fuçar na página de suporte do Google referente ao firmware de todas as versões do Chromecast, notará que o modelo de 1ª geração é o único que estacionou na versão 1.36.159268, sem previsão de novas versões preview; todos os demais foram atualizados para o Chrome 1.40.156414 na versão estável, com o 1.42.168007 na fila.

Mas o que são esses números? São os códigos internos do Google que designam as versões comerciais do Chrome. Usando informações fornecidas pelo site WhatIsMyBrowser.com, fica fácil saber qual é qual:

  • Versão 1.36.159268: Chrome 70 (lançado em 16/10/2018);
  • Versão 1.40.156414: Chrome 74 (lançado em 14/04/2019);
  • Versão 1.42.168007: Chrome 76 (lançado em 30/07/2019, versão atual).

O gadget original foi atualizado pela última vez em janeiro de 2019, pouco antes do Chrome 72 ser lançado, enquanto os demais seguiram em frente; o site 9to5Google foi o primeiro a notar isso e ao entrar em contato com o Google para saber mais a respeito, recebeu a seguinte resposta:

"O Chromecast recentemente comemorou seu 6º aniversário. Ficamos emocionados ao saber que alguns de nossos primeiros usuários ainda apreciam o dispositivo de primeira geração, que nós continuaremos a atualizar com correções de bugs e patches de segurança."

Assim, o primeiro Chromecast não mais receberá atualizações de sistema, permanecendo no Chrome 72 até o providencial fim do suporte estendido que garante correções gerais de bugs e brechas de segurança no Chrome 72; é provável que o acessório não dure muito mais, afinal são seis anos, uma marca e tanto vindo da empresa que não oferece mais do que três anos de suporte ao Android, se o aparelho for da linha One.

Hoje, o Chromecast de 3ª geração é o único disponível oficialmente no Brasil, custando R$ 349 e entregando streaming em 60 fps; o Ultra, que suporta 4K, HDR10 e Dolby Vision nunca veio para cá (o que pode mudar caso o Google decida trazer o Stadia ao país) e custa US$ 69 lá fora, embora seja bastante simples adquiri-lo por importadoras.

Quanto ao Chromecast original, ele continuará sendo um excelente gadget para muita gente, mesmo que não receba novas atualizações. Afinal, ele "apenas funciona".

Com informações: 9to5Google.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários