Home » Mobile » Galaxy Fold tem pré-venda da AT&T cancelada

Galaxy Fold tem pré-venda da AT&T cancelada

Galaxy Fold pode dar as caras no segundo semestre com uma tela melhorada, mas a AT&T não quis esperar por uma nova data de lançamento

25 semanas atrás

A Samsung sofreu outro revés nesta semana relacionado ao Galaxy Fold: a operadora norte-americana AT&T cancelou a pré-venda do celular dobrável devido o atraso no lançamento, que deveria ter sido feito no dia 26 de abril, e irá devolver toda a grana dos clientes com agrados extras.

Enquanto isso a Samsung diz que o aparelho será lançado apenas no segundo semestre, com uma tela melhorada.

Samsung / Galaxy Fold

O site Tom's Guide, que adquiriu o Galaxy Fold na pré-venda recebeu um e-mail da AT&T nesta quarta-feira (12), explicando as razões que levaram a operadora a cancelar todos os pedidos concluídos. Segundo a mensagem, o adiamento da data de lançamento original (que deveria ter sido no final de abril) após a Samsung constatar que a tela do celular era "extremamente frágil" significa que ela não iria fornecer as unidades no tempo prometido, sendo assim, a AT&T não tinha como honrar os prazos de entrega.

Ao invés de postergar o lançamento como um todo, a operadora preferiu cancelar todos os pedidos e devolver os valores aos clientes que foram cobrados (o aparelho custava salgados US$ 1.980); ela informa que abrirá oura pré-venda do Galaxy Fold quando a Samsung defina uma nova data de lançamento. E para não deixar seus consumidores chateados, a operadora enviará cartões promocionais no valor de US$ 100 dentro de até 60 dias, como forma de "agradecer pela paciência" dos mesmos.

Outros clientes da Samsung informam que receberam o mesmo e-mail, dando a entender que esta não é uma ação isolada. No site da AT&T o Galaxy Fold está listado como "esgotado", para impedir novas compras.

Tom's Guide / e-mail da AT&T informando do cancelamento da pré-venda do Galaxy Fold

E-mail da AT&T informando o cancelamento da pré-venda (Créditos: Tom's Guide)

Galaxy Fold, cadê você meu filho?

Já se passaram dois meses desde o Foldgate, quando a quase totalidade dos jornalistas que receberam o Galaxy Fold para testes tiveram problemas com a tela, ao ponto de inutilizar completamente o celular com poucos movimentos de abre-e-fecha, o que não deveria acontecer. Segundo a própria Samsung, a tela e a dobradiça deveriam resistir a pelo menos 200 mil movimentos, mas claramente não foi o que aconteceu.

Quando a caca foi parar no ventilador, a Samsung disse que os aparelhos enviados para testes eram "protótipos" do Fold e que a tela do modelo final seria diferente e mais resistente, mas a imagem do celular dobrável já estava irremediavelmente manchada (de cristal líquido vazado). A companhia sul-coreana resistiu em cancelar o lançamento praticamente até o último minuto, mas por fim acabou cedendo.

No dia 24 de maio a rede Best Buy cancelou os pedidos do Galaxy Fold, porque a Samsung não fornecer uma nova data de lançamento; uma semana depois, a própria Samsung cancelou os pedidos diretos não confirmados. Desde então, nada.

Segundo a agência de notícias Yonhap (em coreano), o Galaxy Fold deverá chegar ao mercado em algum momento do segundo semestre, por dois motivos: primeiro, as melhorias implementadas pela Samsung na tela do aparelho exigem uma nova rodada de homologações junto às agências de telecomunicações, o que leva tempo.

Segundo, a companhia está tendo dificuldades para estabilizar os componentes, em especial a película protetora e o display, de modo que eles não sejam danificados após pouco tempo de uso. Dessa forma, vai demorar até que o Fold esteja minimamente usável.

Segundo o CNET, que entrou em contato com a Samsung em busca de informações sobre o Galaxy Fold, a companhia irá revelar o novo cronograma do celular dobrável "nas próximas semanas". Logo, só nos resta esperar.

Com informações: Tom's Guide, CNET.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários