Home » Hardware » Linha AMD Ryzen 3000 tem processadores de 7 nanômetros e preços camaradas

Linha AMD Ryzen 3000 tem processadores de 7 nanômetros e preços camaradas

Linha AMD Ryzen 3000 usa processo de 7 nm da TSMC, que produz chips para a Apple; Ryzen 9 3900X é similar ao Intel Core i9-9920X e 58% mais barato

15 semanas atrás

A AMD é só alegria: ela está comemorando 50 anos de existência, foi convidada pela primeira vez para apresentar um keynote na Computex 2019, e promete ser uma pedra no sapato da Intel ainda maior daqui por diante, em parte graças à nova linha de processadores Ryzen 3000, os primeiros para desktop impressos em sete nanômetros.

Além de acertar onde a Intel vem errando (em mais de um aspecto), a AMD apresentou componentes tão ou mais potentes do que os da concorrência, por preços muito mais atraentes.

AMD Ryzen 3000 Series

Os novos processadores para desktops da AMD utilizam a arquitetura Zen 2, fazendo uso do processo de litografia que a TSMC emprega nos chips Apple A12 e A12X Bionic, presentes nos iPhones XS, XS MaxXR e no iPad Pro com Face ID. Para não apanhar demais, a companhia isolou apenas os principais componentes no chiplet, enquanto uma matriz de 14 nm abriga os controladores de memória e instruções I/O.

Isso permite que a latência dos processadores seja menor, e que a produção não seja prejudicada. A grosso modo é uma marmotagem, já que o chip conta com duas centrais de litografias diferentes, mas o importante é a performance final. A título de comparação, a Intel vem por anos a fio batendo cabeça com o processo de 10 nm, que só será lançado agora, e sabe-se lá quando ela irá apresentar chips de 7 nm.

A AMD tem mirado não necessariamente em mais potência, e sim em estabilidade e menor consumo energético. Uma prova disso é o novo topo de linha Ryzen 9 3900X, que conta com 12 núcleos, 24 threads e poder de processamento similar ao do Core i9-9920X da Intel: são 3,8 GHz de clock base e 4,6 GHz em boost, contra 3,5 GHz e 4,4 GHz do rival, mas enquanto o chip da Intel conta com um TDP de 165 W, o da AMD possui apenas 105 W.

Em testes usando o Blender o Ryzen 9 3900X foi 15% mais rápido que o i9-9920X enquanto consumia bem menos energia, e mais importante: ele custa apenas US$ 499, 58% a menos que o concorrente, que sai por US$ 1.199.

Ao todo foram apresentados cinco chips, divididos nas categorias Ryzen 9 (premium), Ryzen 7 (principal) e Ryzen 5 (entrada) e diferenciados pela quantidade de núcleos/threads:

  • Ryzen 9 3900X: 12 núcleos, 24 threads, clock base de 3,8 GHz (4,6 GHz em boost), 70 MB de memória cache e TDP de 105 W;
  • Ryzen 7 3800X: oito núcleos, 16 threads, clock base de 3,9 GHz (4,5 GHz em boost), 36 MB de cache e TDP de 105 W;
  • Ryzen 7 3700X: oito núcleos, 16 threads, clock base de 3,6 GHz (4,4 GHz em boost), 36 MB de cache e TDP de 65 W;
  • Ryzen 5 3600X: seis núcleos, 12 threads, clock base de 3,8 GHz (4,4 GHz em boost), 35 MB de cache e TDP de 95 W;
  • Ryzen 5 3600: seis núcleos, 12 threads, clock base de 3,6 GHz (4,2 GHz em boost), 35 MB de cache e TDP de 65 W.

A AMD afirma que o Ryzen 7 3800X, o mais potente da categoria principal é um concorrente direto do Core i9-9900K, um dos chips mais poderosos da Intel entre os voltados para o público geral (clock base de 3,6 GHz, 5 GHz em TurboBoost, 16 MB de cache e TDP de 95 W). Embora ligeiramente inferior ele custa somente US$ 399, contra US$ 488 do adversário.

Todos os processadores são compatíveis com PCIe 4.0, que oferece até 42% mais velocidade que o PCIe 3.0, com velocidades teóricas de até 64 GB/s, graças a uma largura de banda de 2 GB/s por faixa e por trabalhar em modo full duplex (enviando e recebendo dados ao mesmo tempo), assim, dispositivos x16 podem chegar a essa marca.

O Ryzen 9 3900X possui 24 faixas, sendo 16 dedicadas à GPU (nenhum dos processadores lançados traz chips gráficos integrados, é sempre bom lembrar), quatro para armazenamento e as demais, reservadas ao chipset.

AMD / Lisa Su / Ryzen 9 3900X / amd ryzen 3000

Lisa Su, CEO da AMD, apresenta o Ryzen 9 3900X

No geral, a AMD pode se gabar de que possui processadores potentes, com preços competitivos e mais importante, imunes às principais falhas e vulnerabilidades descobertas de 2018 para cá; com exceção do Spectre (que é o bug mais grave, verdade seja dita), todas as demais afetam principalmente os chips da Intel.

AMD Ryzen 3000: quando e quanto?

A AMD começará a vender os novos processadores Ryzen 3000 a partir do dia 7 de julho nos Estados Unidos, e estes são os preços oficiais:

  • Ryzen 9 3900X: US$ 499;
  • Ryzen 7 3800X: US$ 399;
  • Ryzen 7 3700X: US$ 329;
  • Ryzen 5 3600X: US$ 249;
  • Ryzen 5 3600: US$ 199.

Ainda não há previsão de quando os chips começarão a ser vendidos no Brasil ou em outros países, mas não deve demorar para que os revendedores oficiais comecem a oferecê-los por aqui, tão logo eles cheguem ao mercado norte-americano.

Com informações: AMD, AnandTech, The Verge.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários