Home » Podcasts » O fotogênico Buraco Negro da Galáxia M87 — Sala da Justiça #68

O fotogênico Buraco Negro da Galáxia M87 — Sala da Justiça #68

No programa de hoje, eu e Sergio Vieira recebemos a visita do xará Sérgio Sacani (Space Today) pra conversar sobre a primeira foto de um buraco negro!

22 semanas atrás

Olá amigos, estamos de volta pra mais uma Sala da Justiça espacial, e no programa de hoje vamos falar sobre o Event Horizon Telescope e a incrível foto do buraco negro que fica no centro da Galáxia M87 (Messier 87), que apesar de ser gigantesco (umas 6 bilhões de vezes e meia a massa do nosso Sol), fica muito, muito longe, a cerca de 55 milhões de anos-luz da Terra, portanto o registro dessa imagem além de inédito, foi realmente heróico.

Capa do podcast Sala da Justiça #68 — O fotogênico Buraco Negro da Galáxia M87

Sempre recebemos pedidos pra gravarmos novos podcasts espaciais nas nossas redes sociais e também no nosso grupo exclusivo, então, aqui está! Quem participa do grupo já sabia do tema há uma semana, e já tinha recebido a capa do programa em primeira mão alguns dias atrás. Pra participar do SdJ Insider é só colaborar com R$ 15, aceitamos tanto o Padrim quanto o PicPay.

Pra falar com autoridade sobre esses assuntos espaciais tão incríveis, recebi na Sala duas visitas ilustres, de dois amigos que já são praticamente de casa aqui na Sala, Sérgio Sacani do excelente site Space Today, que pra mim é o melhor canal de espaço na língua portuguesa e Sergio Vieira (a.k.a. @SergioVDS), que está no ar com seu novo podcast, o Ex-Libris. Recomendo fortemente que depois de ouvirem ao episódio, vocês assistam aos vídeos do Space Today sobre buracos negros, incluindo a live que o Sérgio fez no dia da divulgação da foto do que fica no centro da Galáxia M87.

Antes que reclamem, sim, o Cardoso também deveria ter participado deste cast, mas infelizmente tivemos problemas técnicos no dia da gravação, e isso não foi possível, e eu assumo a culpa. Recomendo muito que vocês leiam (se por acaso ainda não tiverem lido) os dois posts dele sobre esse incrível feito da ciência que foi capturar a primeira imagem de um buraco negro na história.

Para tirar (tá bom, capturar) a foto, foi feito um belíssimo trabalho em equipe do Event Horizon Telescope, que envolveu oito rádio-telescópios ao redor do mundo, em um esforço de mais de 200 cientistas. No programa conversamos sobre o processo de transformar os sinais de rádio recebidos em uma imagem, que foi possível graças a Katie Bouman, que foi a principal cientista por trás do algoritmo que decifrou a imagem, liderando a equipe que fez várias simulações a partir das equações originais de Einstein.

Também falamos sobre a Galáxia M87 em si, com seu imenso jato de partículas que tem uma extensão de 5.000 anos-luz, e sai justamente do centro da Galáxia, no qual fica este fotogênico Buraco Negro, e por qual motivo ainda não tivemos uma imagem do Sagitário A*, que é o Buraco Negro que fica no centro da nossa Galáxia, a Via Láctea, sem o qual inclusive nós não estaríamos aqui, mas fiquem tranquilos, essa deve sair em breve, embora não deva ser tão impressionante quanto essa.

Buraco Negro da galáxia M87

Alguns anos atrás, acompanhamos fascinados como o projeto LIGO foi capaz de captar as tênues ondas gravitacionais geradas pelo encontro de dois buracos negros, 1,3 bilhão de anos atrás. Agora temos a primeira foto de um buraco negro, que nos traduz em uma imagem como Albert Einstein estava certo. Vale lembrar que suas teorias foram comprovadas pela primeira vez 100 anos atrás em Sobral, no Ceará.

Sim, antes da foto, a gente já sabia que os buracos negros estavam lá, pois conseguíamos enxergar os devastadores efeitos gravitacionais deles com o que estivesse ao seu redor, ou estrelas que se transformam em um. Agora, vamos aguardar os dados científicos, que podem responder a perguntas importantes sobre a radiação Hawking. Por falar nesse outro grande mestre, Stephen Hawking bem que merecia estar vivo pra ver essa foto.

Outro assunto do cast foi como podemos melhorar a imagem, para deixá-la mais precisa ou refinada, e também capturar outras fotos de outros buracos negros. Isso será possível de duas formas, através de atualizações em nossos radiotelescópios existentes ou da criação de novos, possivelmente no espaço ou na Lua, e uma das opções é usar o da missão chinesa Chang'e que está no lado escuro do nosso amado satélite natural, como você pode ver na foto abaixo.

Chang'e 4 tem um radiotelescópio e pode nos ajudar a fazer imagens mais precisas de um buraco negro

Seria esse o primeiro passo para uma rede Wi-Fi interplanetária? A gente gosta de pensar que sim!

Recentemente, o Sérgio Sacani esteve no Nerdcast pra falar sobre esse mesmo tema, em uma feliz coincidência, já que nós gravamos o nosso programa no começo da semana retrasada, vários dias antes do NC ter sido lançado.

Comentários, críticas e sugestões podem ser enviados pra nós pelo nosso email exclusivo da Sala: [email protected]. Participe e tenha seu comentário lido nos próximos programas, a seção de emails deve entrar a partir do próximo episódio.

Não esqueça de assinar nosso feed para não perder nenhum episódio, lembrando que a Sala da Justiça também está no Spotify.

Até o próximo programa, caros amigos!

Ouçam também outros SdJs espaciais:
Sala da Justiça #53 — a conquista (comercial) do espaço
Sala da Justiça #55 — o lançamento do Falcon Heavy e o Tesla Roadster no espaço
Sala da Justiça #59 — Programa Espacial Brasileiro

 

Você que é fã do podcast SdJ também pode participar do nosso grupo exclusivo no FB e Telegram, no qual você poderá interagir diretamente com os autores do site e participantes do cast, por apenas R$ 15 no nosso Padrim ou PicPay, menos que dois chopps, um sanduíche ou uma pizza.

Aceitamos contribuições até de R$ 1, e temos outras opções como participar das gravações do programa ou até mesmo vetar um dos participantes. Ter o apoio dos ouvintes do nosso podcast é muito importante pra nós continuarmos produzindo conteúdo!

relacionados


Comentários