Home » Games » Playnite, um launcher de games para a todos governar (?)

Playnite, um launcher de games para a todos governar (?)

Cansado de que querer jogar algo no PC e não lembrar em que loja um determinado game foi comprado? Então conheça o Playnite, um interessante launcher de jogos.

29 semanas atrás

Steam, GOG Galaxy, Origin, Uplay, Windows Store, Battle.net, mais recentemente a Epic Games Store… Com a fragmentação do mercado de venda digital de jogos para PC, tornou-se comum os jogadores desta plataforma precisarem ter diversos programas instalados em suas máquinas apenas para ter acesso às muitas plataformas de distribuição e com o tempo isso pode se tornar um verdadeiro pesadelo.

Para aqueles que possuem uma biblioteca muito vasta, é comum esquecermos em qual loja compramos um determinado jogo — ao até mesmo se já o possuímos — e para facilitar um pouco a vida de quem vive batendo cabeça com isso, eu gostaria de indicar um launcher que conheci recentemente.

Chamado Playnite, o que este programa de código aberto faz é reunir em um só lugar (quase) todos os seus jogos, lendo a coleção que você possui em diversas lojas e com o diferencial de mostrar até mesmo os títulos que não estiverem instalados no seu computador.

Para isso será preciso que você dê permissão ao Playnite para que ele verifique a sua biblioteca em serviços como a Battle.net, GOG ou Epic Games Store e ao fazer isso, em poucos minutos já veremos todos reunidos num mesmo lugar. A grande vantagem deste recurso é que embora o Steam até nos permita criar links para títulos externos, existe a limitação de isso só poder ser feito com jogos que estiverem instalados.

Entre as outras qualidades do programa temos o fato de que por estar ligado ao IGDB.com, a maioria dos jogos aparecerão com suas respectivas descrições, capas e imagens de fundo, deixando a navegação muito mais intuitiva e agradável. Também podemos citar a possibilidade de editar manualmente essas informações, assim como alterar a aparência do próprio Playnite.

Some a isso a compatibilidade com diversos emuladores conhecidos, a possibilidade de iniciarmos o programa em tela cheia (inclusive com suporte total a controles), a constante evolução pela qual o projeto vem passando e um contador que registra quanto tempo passamos em cada jogo, e o Playnite acaba suprindo as necessidades de boa parte das pessoas que odeiam a ideia de ter a sua biblioteca espalhada por diversos aplicativos que muitas vezes não nos fornecem recursos úteis, não passando de meros launchers.

É claro que ter que depender de um outro programa para isso pode não ser o ideal, sem falar em termos que associar nossas contas a algo que não tem uma grande empresa por trás, mas de acordo com os desenvolvedores, nenhuma informação do usuário fica armazenada com eles e o risco que corremos ao utilizar o Playnite é o mesmo de inserir nossos dados ao linkarmos nossas contas em um navegador.

Também é preciso dizer que, assim como acontece com muitos launchers, não espere uma experiência perfeita. Alguns jogos que não estão instalados podem não ser listados no Playnite, com este problema sendo ainda maior no casos dos emuladores e o que ameniza essas falhas é podermos adicionar os títulos manualmente — o que pode ser terrivelmente trabalhoso.

Além disso, você ainda precisará ter os programas das respectivas editoras instalados e como eles serão executados sempre que iniciarmos um jogo, qualquer atualização existente para a loja precisará ser feita antes. O ideal seria que no futuro o Playnite se encarregasse de gerenciar esse tipo de coisa nos bastidores, mantendo uma Uplay ou Origin sempre atualizada, mas talvez eu já esteja pedindo demais.

Ou seja, este é um programa que provavelmente nunca será encarado como a solução definitiva para a questão das múltiplas plataformas de distribuição existentes para o PC, mas se você procurava algo parecido, acho que por enquanto não existe melhor. Na pior das hipóteses ele lhe servirá como uma boa maneira gratuita de gerenciar a sua coleção.

relacionados


Comentários